11º edição da Virada Cultural em Mogi acontece nos dias 10 e 11 de novembro/2018

Nos dias 10 e 11 novembro, Mogi das Cruzes será sede para a Virada Cultural Paulista 2018. Esta será a décima primeira edição municipal da iniciativa, há anos tida como o maior evento cultural gratuito do Estado de São Paulo. Na cidade, serão sete palcos, sendo três externos e um total de 34 atrações, entre música, teatro, dança, artesanato, gastronomia e economia criativa.

Os palcos externos da cidade serão na Avenida Cívica, onde tradicionalmente apresentam-se as atrações trazidas pelo Governo do Estado e o Largo do Rosário, local que repetirá a vocação do palco rock/reggae da Virada. Nesses dois primeiros locais, será feita montagem de palco. Já o Largo Bom Jesus também receberá apresentações, mas aproveitando o espaço do coreto existente.

Os palcos internos serão o Theatro Vasques, Centro Cultural de Mogi das Cruzes, a Galeria Wanda Coelho Barbieri, que fica no piso térreo do Centro Cultural e o salão paroquial da Catedral Diocesana de Sant´Anna.

Entre as atrações enviadas pelo Estado, o público poderá prestigiar o show com Zeca Baleiro, que fechará a Virada Cultural de Mogi, às 18h30 do domingo, Helião RZO, que se apresenta às 21h00 do sábado, Marcelo Jeneci, que fará show às 22h30 do sábado e Rincon Sapiência, com apresentação que fechará o palco da Avenida Cívica do sábado, às 23h59.

Como já é tradicional na cidade, a programação contará com a presença de diversos artistas locais. No palco externo da Avenida Cívica, por exemplo, quem abre o line up é a banda mogiana Big Charles, às 18h00, seguida pelo músico Brenô, às 18h30.

No Theatro Vasques, a programação também começa às 18h00, com a apresentação da Banda Sinfônica Jovem de Mogi das Cruzes, ao lado da cantora mogiana Aline Chiaradia e continua com a Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes, às 20h00 e o grupo de teatro TWL Ousadia, às 22h30. No domingo, às 11h00, o Vasques trará a atração infantil “A Cigarra e a Formiga“, da Cia. Tearts.

No Largo do Rosário, um total de dez bandas fará show, começando pelas 19h00 do sábado e encerrando com apresentação às 17h00 do domingo. Os grupos que tomarão o palco serão: Falso Vetor, Inversa, Brava Guarda, Colettive, Bruxos Modernos, Baixo Clero, Vozes da Capoeira, Akatu, DK5 e Banda Raiz Brasil.

No Centro Cultural, a programação seguirá os mesmos horários do palco rock, porém as atrações serão mais variadas, incluindo música, dança e teatro. No segmento musical, também haverá diversidade de estilos, com apresentações de rap, samba, MPB e sertanejo. No sábado, os artistas que se apresentam são Acme Sam, a banda Supernova, Luiz Claudio e Banda, Valéria Custódio. Na madrugada de domingo, à 1h30, haverá uma intervenção de dança, da categoria pole dance, coordenada por Amanda Pursino.

Já no domingo, a agenda do Centro Cultural começa às 13h00, com a apresentação do teatro infantil “Espelho – O Gatinho”, da Cia. Radiophônica, segue às 15h00, com a apresentação do Trio Casa Brasileira e se encerra às 17h00, com Kinjo tocando música autoral no gênero MPB.

Entre as 14h00 do sábado e as 18h00 do domingo, o piso térreo do Centro Cultural estará ocupado por mais uma edição do Mercado Móbile, evento que reúne empreendedores locais, para a exposição e venda de produtos artesanais. A iniciativa também estimula o consumo consciente e a economia criativa.

Das 10h00 às 19h00 tanto do sábado quanto do domingo, os veganos ou pessoas que queiram conhecer um pouco mais sobre veganismo podem conferir o 1º Festival Vegano de Mogi das Cruzes, que estará montado no salão paroquial da Catedral de Sant´Anna (Igreja Matriz).

Já o Largo Bom Jesus será o palco da música eletrônica, com new discotech e connection music no sábado, comandados por Eduardo Amadeu e, no domingo, o Flashback na Virada, com o DJ Pantera.

Esperamos mais uma edição de sucesso, assim como ocorreu com as últimas realizadas no município. Mogi das Cruzes abraçou a tradição da Virada Cultural e a Prefeitura sempre complementou a programação com atrações locais, como forma de valorizar a produção cultural da nossa cidade”, destaca o secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori.

Toda a programação é gratuita.

Sobre a Virada

A Virada Cultural Paulista 2018 está sendo promovida pelo Governo do Estado em 34 municípios paulistas, começando já por este final de semana (3 e 4 de novembro), na cidade de Ilha Solteira.

Os demais municípios que recebem o evento são: Andradina, Assis, Bauru, Birigui, Botucatu, Cananéia, Casa Branca, Cerquilho, Dracena, Franca, Garça, Guarulhos, Ibitinga, Iguape, Indaiatuba, Itapetininga, Joanópolis, Limeira, Marília, Mogi das Cruzes, Olímpia, Pedreira, Registro, Santa Bárbara D’Oeste, Santos, São Caetano do Sul, São Carlos, São Sebastião, São Vicente, Sertãozinho, Sorocaba, Taubaté e Votuporanga.

O evento é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, que investe na programação artística principal. Os municípios são correalizadores, ficando responsáveis pela montagem da infraestrutura de palco, som, segurança e limpeza, além de reforço à programação artística. O evento é produzido pela APAA – Associação Paulista dos Amigos da Arte, organização social de cultura parceira da Secretaria.

Criada em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Virada Cultural Paulista tornou-se o mais relevante evento cultural do interior e litoral paulistas, com a proposta de promover um grande festival gratuito e simultâneo em várias cidades do estado. Desde o princípio, a Virada tem buscado proporcionar ao público o acesso às melhores produções artísticas do país, nas mais variadas linguagens e experiências. Até 2017, ao longo de doze anos, mais de 11 milhões de espectadores estiveram presentes em mais de 7 mil espetáculos.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

Festival de Inverno Serra do Itapety 2017 começa no próximo sábado, 01/07

O Festival de Inverno Serra do Itapety 2017 vai se estender de 1º de julho a 1º de agosto. Ao longo deste um mês de programação, o público poderá conferir um total de 55 atrações, distribuídas por 14 palcos. São eles: Centro Cultural, Cemforpe, Parque da Cidade, sede da Banda Santa Cecília, Theatro Vasques, Museu Taro Konno, Museu Guiomar Pinheiro Franco, Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, Casarão do Carmo, Largo do Carmo, Ciarte, Estação Sabaúna, Largo do Rosário e Pinacoteca.

Estão presentes na programação do festival deste ano os tradicionais segmentos da música, teatro, dança, literatura e cinema. A programação também inclui eventos de capoeira, visitas a museus da cidade, pelo segmento de patrimônio, evento que vai falar sobre a tatuagem como expressão artística, feira de antiguidades, feira de livro, alguns cursos, como de manuseio e cuidado com orquídeas e há também o convite aberto para visitas à Pinacoteca de Mogi das Cruzes.

Um dos destaques da programação é a entrega, no dia 19 de julho, das obras de reforma e conservação do Casarão do Carmo. Os trabalhos, iniciados em janeiro deste ano, tiveram como intuito manter a edificação histórica em boas condições e compreenderam trabalhos de revisão e manutenção geral do prédio, mais restauro de algumas estruturas, em respeito às suas características originais. Foram seis meses de trabalho e um investimento total de R$ 115.703,80.

Outro destaque da programação será o ciclo de lançamentos de CDs gravados no Estúdio Municipal de Áudio e Música (EMAM). Serão 10 obras lançadas, de artistas locais e também de grupos e programas da cidade, como o Arena MC e a Orquestra Sinfônica Jovem, por meio do Quarteto de Cordas e Quinteto de Metais. Além de CDs musicais, também serão lançados dois audiolivros, outra categoria que o estúdio também contempla.

Além das ações pontuais, o Festival de Inverno também abarca programas que já fazem parte da agenda semanal da Secretaria de Cultura e eventos com maior tempo de duração. Entram neste rol as sessões de cinema do programa Pontos MIS, a Roda de Choro do Seu Julinho, a Pinacoteca, que ficará aberta durante todo o mês para livre visitação, a exposição “Além da Tatuagem”, que ocupara o Centro Cultural de 03 a 29 de julho e a Feira do Livro, que vai durar um mês (de 1º de julho a 1º de agosto), sempre de segunda a sábado, das 8h00 às 18h00, no Largo do Rosário.

Toda a programação do Festival de Inverno Serra do Itapety é gratuita. Mais informações podem ser obtidas no telefone 4798-6900.

Fonte: Secretaria Municipal de Cultura

⚡️Curtas (25/05/2017)

– Circuito Cultural Paulista

Neste sábado, 27/05, às 16h00, o Theatro Vasques será palco para mais uma atração do programa Circuito Cultural Paulista. É o espetáculo circense “Uma Série de Surpresas”, protagonizado pelo Grupo Fundo Falso. A atração tem classificação livre e entrada gratuita. Aos interessados, a orientação é chegar com uma hora de antecedência, para fazer a retirada dos ingressos diretamente na bilheteria do Vasques.

O espetáculo transita entre as fabulosas funções de divertir a plateia, desafiar a imaginação, estimular o raciocínio, incitar o pensamento e, com alguma sorte, criar encantamento. Sorte porque a montagem propõe um espaço fundamentalmente de improviso, que conta com efeitos de magia cômica, clássica e contemporânea.

O espetáculo “Uma Série de Surpresas”, do Circuito Cultural Paulista, será apresentado gratuitamente neste sábado, às 16h00, no Theatro Vasques. Foto: Divulgação

O artista aborda a lógica e a coloca em cheque, num clima de diversão e interação despretensiosa e surpreendente, numa mistura entre mágica e improviso. A atração começa com um ato musicado de mágicas sequenciadas, cujo principal objetivo é iniciar um contato entre mágico e público. Desse contato, qualquer assunto é livre para surgir e o ilusionista tentará corresponder ao público com efeitos, histórias, argumentos e confissões.

No centro do espetáculo está o mágico Ricardo Malerbi, paulistano de nascença e apaixonado pelo que faz desde a infância.

A peça já circulou por diversas cidades paulistas e tem 50 minutos de duração.

– Carreta de inspeção veicular atende população no Pró-Hiper

A campanha Mogi pela Vida, por um trânsito mais seguro, disponibiliza para a população de Mogi das Cruzes, desde quarta-feira, 24/05, um importante serviço preventivo para os veículos. A carreta de inspeção veicular atenderá gratuitamente no espaço do Pró-Hiper, em uma parceria entre a Prefeitura e a empresa Porto Seguro. A ação acontecerá até domingo, 28/05, das 9h00 às 17h00.

A carreta oferece serviços gratuitos de avaliação dos itens de segurança dos veículos e de prevenção para o risco de acidentes. Quando são detectados problemas, os motoristas são orientados sobre as providências que precisam ser adotadas.

Serviço de inspeção veicular atenderá a população até domingo, das 9h00 às 17h00, no espaço do Pró-Hiper. Foto: Guilherme Berti/ PMM

Um diagnóstico computadorizado avalia o alinhamento do veículo, a suspensão, sistema de freios, bateria e alternador e as luzes. A análise dos principais itens de segurança é feita em cerca de 8 minutos e o motorista recebe um laudo com os resultados. Podem ser atendidos veículos leves e caminhonetes, com até 4 mil quilos.

A campanha Mogi pela Vida foi lançada no dia 12 de abril e busca pacificar as relações do trânsito na cidade por meio de ações educativas em locais de grande movimentação, atividades nas escolas e divulgação massiva para a população. Entre as principais atividades que estão sendo realizadas estão as ações de rua, com orientação a motoristas e pedestres e distribuição de material, as palestras nas escolas e as atividades da Escola Mirim de Trânsito, na estrutura existente no parque Botyra Camorim Gatti e no programa Bairro Feliz.

Mais informações sobre a campanha Mogi pela Vida podem ser obtidas pelo telefone 4798-5142.

4º Festival da Canção tem início nesta sexta-feira (24/03/2017)

Nesta sexta-feira, 24/03/2017, terá início o 4º Festival da Canção de Mogi das Cruzes, um concurso com abrangência nacional realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, com o objetivo de incentivar a música popular brasileira e revelar talentos. A primeira noite será dedicada ao show de abertura, que será comandado pelo consagrado cantor e compositor brasileiro Paulinho Pedra Azul. Será a partir das 20h30, no Theatro Vasques, e a distribuição de ingressos começa uma hora antes, na própria bilheteria do local.

A apresentação das canções semifinalistas acontecerá no sábado, 25/03, segundo dia do Festival, a partir 20h00, também no Vasques. Os interessados em escutar trechos das canções selecionadas podem acessar o site da Secretaria Municipal de Cultura. Do total de 889 composições inscritas, foram selecionadas 20.

Em virtude de descumprimento de uma normal do edital e também por conta de inviabilidade no deslocamento de dois grupos musicais até Mogi das Cruzes, quatro canções foram retiradas da disputa e as outras quatro, que estavam na suplência vão concorrer. Desta forma, vão participar do concurso as canções “Quatro Irmãos”, de Hilda Maria (São Paulo/SP), “Maçã do Amor”, de Luana Gomes Godinho de Castro (Curitiba/PR), “Sete Mil Vidas”, de Juh Vieira (São Paulo/SP) e “Soterraram Mariana”, de Márcio Moura Campos e Joshua Plant.

O cantor e compositor Paulinho Pedra Azul fará o show de abertura do festival, a partir das 20h30 desta sexta-feira. Foto: Divulgação/ Internet

Após assistir à apresentação das 20 canções semifinalistas, o corpo de jurados já vai definir, no próprio sábado, 25/03, quais são as 10 finalistas. Além disso, o público presente poderá conferir um pocket show, previsto para as 21h30, protagonizado pelo compositor Murilo Antunes. Ao lado de Milton Nascimento, o artista foi um dos precursores do Clube da Esquina e terá suas canções apresentadas, com auxílio de uma banda base.

Já no domingo, 26/03, acontece a grande final, com a apresentação das 10 canções finalistas e a definição das vencedoras. A noite vai começar com mais um show, a partir das 19h00, desta vez de encerramento do festival, com o músico Renato Braz.

Serão premiados em dinheiro e com troféus o primeiro, segundo e terceiro colocados e também os vencedores dos prêmios Prata da Casa e Melhor Intérprete. Haverá menção honrosa para quem ficar entre o 4º e 10º lugar e todos os compositores de músicas classificadas receberão certificado de participação. Assim como foi feito nas duas primeiras edições do festival, as dez músicas finalistas serão gravadas em um CD sem fins comerciais, no próprio dia das apresentações, que depois será distribuído aos compositores participantes.

O Theatro Vasques fica na Rua Dr. Corrêa, 515, no Centro Histórico. Aos interessados, a orientação é sempre chegar com uma hora de antecedência, para garantir lugar.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Festival de Verão 2017 começa nesta quinta-feira (19/01)

Nesta quinta-feira, 19/01/2017, terá início a programação oficial do 4º Festival de Verão de Mogi das Cruzes. O evento, que se estende até o dia 29 de janeiro, reúne atrações de diferentes segmentos culturais, com destaque para música, cinema, teatro, dança e fotografia. O festival será realizado dentro de espaços culturais do município, como Centro Cultural de Mogi das Cruzes, Theatro Vasques, Terminal Central e Centro de Artes e Esporte Unificado – o CEU das Artes, na Vila Nova União. Toda a programação é gratuita.

Um dos destaques e que será, inclusive, a atração de abertura, é o lançamento de CDs de artistas que fizeram suas gravações no Estúdio Municipal de Áudio e Música (EMAM). Já está previsto, dentro do regramento para a aprovação de projetos de gravação no EMAM, que o artista faça o lançamento de sua obra em uma apresentação pública e com entrada gratuita. Não só uma contrapartida obrigatória, esta é também uma maneira de dar ainda mais visibilidade ao artista contemplado.

A banda que se apresenta nesta quinta-feira é o Topsyturvy, com o lançamento de seu EP “Bloco da Esquerda Festiva”. Será a partir das 20h00, no Centro Cultural de Mogi das Cruzes. O grupo, que já existe há sete anos e trabalhou durante muito tempo com composições em inglês, desta vez embarcou na brasilidade e nas letras em português, para concretizar este projeto.

Festival de Verão 2017

Nesta sexta-feira, 20/01, a programação se volta para o cinema, com uma mostra de curtas-metragens no Centro Cultural de Mogi das Cruzes, que será exibida em dois ciclos, sendo um a partir das 14h00 e outro a partir das 18h00. Os títulos incluídos nesta mostra são parte do projeto Entretodos Temáticos, com foco nos Direitos Humanos e também parte de cineastas da região, que exibiram seus trabalhos em 2016, no próprio Centro Cultural.

No sábado, 21/01, os fãs de rock e o público em geral poderão acompanhar a quarta edição do projeto Galáxia Vitrola, que vai acontecer, a partir das 15h00, na Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, em frente ao Centro Cultural de Mogi das Cruzes. Criação do Molito Studios e projeto Todas as Bandas, o evento já teve outras edições, e agora foi incorporado à agenda do Festival de Verão. Como nas outras edições, o Galáxia consiste na reunião e apresentação consecutiva de bandas locais. O line-up inclui as bandas Front (15h00), After (16h00), Desisto (17h00) e Baixo Clero (18h00).

Já neste domingo, 22/01, está na programação o lançamento de mais um álbum gravado no EMAM. É o CD “Brega Sim, Trash Não”, assinado pelo artista Carlos Mello. A ideia do projeto, que já foi apresentado sob a forma de show em outras ocasiões e com parceria da Secretaria de Cultura, é resgatar a música brega de raiz. A apresentação acontece a partir das 19h00, no Theatro Vasques.

A programação do Festival de Verão continua na próxima semana e também inclui mostras fotográficas e exposições de artes visuais. Mais informações pelo telefone (11) 4798-6900.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes