SP anuncia antecipação de 15 dias para vacinação geral contra o coronavírus

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira, 09/06/2021, que o calendário de vacinação contra o coronavírus em São Paulo será antecipado em 15 dias para todos os públicos fora dos grupos prioritários. Com a medida, a campanha para a população em geral começa já no próximo dia 16, para um grupo estimado de 1,2 milhão de pessoas com idade entre 55 e 59 anos.

O adiantamento do calendário do PEI (Plano Estadual de Imunização) também marca para quinta-feira, 10, o início da imunização de 1 milhão de pessoas com deficiência permanente que não recebem o auxílio BPC (Benefício de Prestação Continuada) e de 400 mil grávidas e puérperas sem comorbidades. Em ambos os grupos, a idade mínima para imunização é de 18 anos.

Todos os grupos de pessoas por idade, sem comorbidades, serão vacinados com 15 dias de antecedência em relação ao calendário apresentado anteriormente. São Paulo tem pressa e São Paulo vacina”, afirmou o Governador.

Estado inicia nesta quinta (10) a imunização de 1 milhão de pessoas com deficiência permanente sem BPC e 400 mil gestantes sem comorbidades. Foto por Gustavo Fring em Pexels.com

Com o cronograma antecipado, a nova meta do Governo de São Paulo é vacinar toda a população do estado com 18 anos ou mais até o dia 18 de outubro. A projeção se baseia na estimativa de entregas de vacinas do Ministério da Saúde e considera o início do esquema vacinal, que é composto por duas doses dos imunizantes disponíveis no Brasil.

A logística do PEI vai manter o calendário faseado por faixas etárias, dos grupos mais velhos aos mais jovens, para distribuição e aplicação das doses nos 645 municípios de São Paulo. Em julho, a vacinação será estendida à população em geral com idades entre 50 e 54 anos.

Em agosto, a campanha se amplia para as pessoas a partir de 49 anos de idade, beneficiando progressivamente até as de 35 anos. Já em setembro, a imunização passa a atender a população com idade a partir de 34 anos, estendendo-se até o dia 18 de outubro até a faixa etária de 18 anos (veja o resumo do calendário abaixo do texto).

Vacina Já

O pré-cadastro no site Vacina Já é recomendado para todos os públicos incluídos no calendário do PEI e economiza até 90% no tempo de atendimento nos postos de vacinação. O formulário pode ser preenchido no site ou via WhatsApp – basta adicionar o número +55 11 95220-2923 à lista de contatos e enviar um “oi” ou clicar no link wa.me/5511952202923?text=oi.

O preenchimento antecipado não é obrigatório, mas facilita o trabalho dos profissionais de saúde e também reduz as chances de aglomeração nos pontos de aplicação das vacinas contra a COVID-19.

De acordo com o Vacinômetro disponível no Portal do Governo de São Paulo (saopaulo.sp.gov.br), até as 13h16 desta quarta, um total de 18.605.494 de vacinas contra a COVID-19 haviam sido aplicadas no estado, sendo 12.685.556 em primeira dose e 5.919.938 para completar o ciclo de imunização. Assim, 12,79% da população estadual já foi vacinada com as duas doses.

Critérios para gestantes e PCD

O Governo de São Paulo também divulgou os critérios para os dois novos grupos vacinados a partir desta quinta. Grávidas e puérperas sem comorbidades serão atendidas com doses do Butantan ou da Pfizer.

As gestantes devem apresentar carteira de acompanhamento, pré-natal ou laudo médico, enquanto que puérperas com até 45 dias após o parto precisam levar declaração de nascimento de seus recém-nascidos.

Já as pessoas com deficiência permanente – física, sensorial ou intelectual – devem ir aos postos de vacinação com laudo médico ou outros documentos que comprovem a condição.

Valem registros de documentos de atendimento em centros especializados, documento com indicação da deficiência, cartões de gratuidade do transporte público e, em casos excepcionais, a autodeclaração.

Início antecipado para a população em geral

10 de junho
– Grávidas e puérperas sem comorbidades acima de 18 anos – 400 mil pessoas
– Pessoas com Deficiência Permanente sem BPC – 1 milhão de pessoas

16 de junho
– Adultos sem comorbidades com idade entre 55 e 59 anos – 1,2 milhão de pessoas

9 de julho
– Adultos sem comorbidades com 54 anos

20 de julho
– Adultos sem comorbidades com idade entre 50 e 53 anos

4 de agosto
– Adultos sem comorbidades com idade entre 45 e 49 anos

19 de agosto
– Adultos sem comorbidades com idade entre 40 e 44 anos

29 de agosto
– Adultos sem comorbidades com idade entre 35 e 39 anos

8 de setembro
– Adultos sem comorbidades com idade entre 30 e 34 anos

18 de setembro
– Adultos sem comorbidades com idade entre 25 e 29 anos

28 de setembro
– Adultos sem comorbidades com idade entre 18 e 24 anos

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Câmara rejeita dois pedidos de cassação do mandato do prefeito Caio Cunha

Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 27/04/2021, o presidente da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, Otto Rezende, solicitou a leitura de dois pedidos de cassação do mandato do prefeito Caio Cunha, protocolados respectivamente pelos cidadãos Mário Berti Filho e Marcelo da Silva Cavalheiro Mendes. Os munícipes argumentam que houve crime de improbidade administrativa do prefeito, ao consentir a vacinação em agentes públicos que não estavam no grupo prioritário de imunização contra a Covid-19.

Burlou-se a fila de vacinação e não se respeitou qualquer prioridade”, argumentou o cidadão Mário Berti, no documento protocolado na Câmara.

Os autores dos pedidos solicitaram que o rito usado pela Câmara para a tramitação seja o regulamentado pelo Decreto-lei federal 201/67. Em análise, a Procuradoria Jurídica da Casa também apontou o Decreto-lei federal 201/67 como o rito a ser seguido no caso. De acordo com o rito, após o acolhimento dos pedidos, será aberta uma Comissão Processante (CP), responsável por iniciar os trabalhos de apuração e levar ao plenário o relatório para votação final. No entanto, os vereadores, com exceção de Inês Paz, votaram pelo não acolhimento dos processos, com isso os mesmos foram arquivados.

Meu voto é para a interdependência entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. É importante que a Comissão Especial de Inquérito seja aberta para dar voz às pessoas que estão se sentindo injustiçadas”, justificou Inês Paz.

Os vereadores que votaram pela rejeição dos processos argumentaram a falta de informações suficientes para dar continuidade aos pedidos. “Acredito que não seja esse o momento para dar início a esse processo, mas isso não exime a nossa responsabilidade de fiscalizar o Poder Executivo”, afirmou o vereador Zé Luiz.

Com o não acolhimento dos pedidos de cassação, alguns vereadores estão se mobilizando para a criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar se realmente houve irregularidades na Secretaria Municipal de Saúde. A iniciativa, entretanto, ainda não possui assinaturas suficientes para avançar.

Fonte: Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

Prefeitura abre agendamento para vacinação contra a Gripe

Mogi das Cruzes liberou nesta quarta-feira, 14/04/2021, a abertura do agendamento online para imunização contra a Influenza. A primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou nesta semana e atende crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Para essa etapa, o município recebeu 16 mil doses.

O agendamento online está disponível para vacinação neste sábado, dia 17 de abril, em 12 unidades de saúde: Alto Ipiranga, Botujuru, Braz Cubas, Jardim Camila, Jardim Universo, Mineração, Nova Jundiapeba, Ponte Grande, Santa Tereza, Santo Ângelo, Vila Natal e Vila Suíssa.

O esquema foi adotado para evitar aglomerações e esperas por conta da vacinação contra a Covid-19

O agendamento pelo CliqueVacina deve ser utilizado para crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos e 11 meses) que estejam com caderneta de vacinas em dia. No entanto, é necessário portar CPF da criança para realizar o agendamento online. Do contrário, a vacinação será feita diretamente na unidade.

Gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, indígenas e trabalhadores da Saúde que atuam como autônomos ou em clínicas particulares também podem realizar o agendamento online. Quem trabalha em hospitais e unidades públicas de saúde receberão a dose em seus locais de trabalho.

São considerados trabalhadores da Saúde aqueles que atuam nos espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde humana dos diferentes níveis de complexidade (sejam profissionais de saúde ou trabalhadores de apoio) como hospitais, unidades de pronto atendimento e unidades da atenção básica, clínicas, ambulatórios, laboratórios, drogarias. É necessário apresentar RG ou Registro Profissional e comprovante de atuação (crachá ou holerite).

CONFIRA OS DETALHES DA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE/ INFLUENZA

1) SEM necessidade de agendamento nas UBSs e PSFs:
Crianças de 6 meses até 5 anos e 11 meses
– Aquelas com vacina de rotina já agendada nas unidades de saúde no período da campanha: comparecer no dia do agendamento da vacina de rotina para receber a dose contra a Gripe (dentro do período divulgado para a campanha)
– Aquelas com caderneta de vacinação em ATRASO: comparecer na unidade de saúde em qualquer dia, não necessitando de agendamento.

Gestantes
A dose será aplicada no mesmo dia em que já estiver agendada consulta de pré-natal ou exames nas unidades de saúde municipal (dentro do período divulgado para a campanha). 
Puérperas – mulheres até 45 dias após o parto
A dose será aplicada no dia de consulta do bebê já agendada na unidade (dentro do período divulgado para a campanha).

2) COM AGENDAMENTO NO SITE DA PREFEITURA “CLIQUE VACINA”: 
Crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos e 11 meses)
Gestantes e Mulheres até 45 dias após o parto sem agendamento próximo no posto de rotina
Indígenas
Trabalhadores da Saúde

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Coronavírus: Vacina contra a gripe se esgota no primeiro dia e nova remessa está sendo aguardada

As doses de vacina contra a gripe enviadas pelo Governo do Estado para Mogi das Cruzes praticamente se esgotaram nesta segunda-feira, 23/03/2020, primeiro dia da campanha, com uma ação especial realizada para idosos com mais de 75 anos no Pró-Hiper e a imunização promovida em todas as unidades da cidade. Restaram apenas as doses que já estavam reservadas para a vacinação dos idosos acamados ou que vivem em instituições permanentes, que será realizada de forma domiciliar pelas equipes do Programa Melhor em Casa.

Uma nova remessa de vacinas contra a gripe deve chegar ao município entre quinta, 26, e sexta-feira, 27/03, conforme informou o Grupo de Vigilância Epidemiológica do Estado. “A Prefeitura de Mogi das Cruzes utilizará todos os canais de comunicação para informar sobre a volta da vacinação tão logo seja possível”, informou o prefeito Marcus Melo, durante a live realizada no início da noite desta segunda-feira.

Saúde adotou uma estratégia diferenciada, priorizando os mais idosos, para evitar grandes aglomerações. Foto: Ney Sarmento/PMMC

Embora a vacina contra a gripe que está sendo disponibilizada em todo o país não proteja contra o novo coronavírus, os idosos são prioridade porque são mais suscetíveis às doenças respiratórias e suas possíveis complicações. A vacinação também ajuda a diferenciar a gripe comum da Covid-19, ou seja, se a pessoa recebeu a dose de combate à gripe e, mesmo assim, apresentar sintomas como tosse e falta de ar, provavelmente não é o vírus influenza, o que pode ajudar o médico em sua conduta.

Coronavírus

Até às 18h30 desta segunda-feira, 23/03, Mogi das Cruzes soma 105 casos suspeitos de coronavírus, dos quais 6 casos estão confirmados positivamente, 18 foram descartados, 52 aguardam resultados e 29 foram dispensados de coleta, conforme protocolo do Ministério da Saúde.

Entre os pacientes mogianos, há 23 pessoas internadas em enfermaria; nove em UTI de hospitais públicos e privados, na cidade e cidades vizinhas e até mesmo na Capital. Entre os casos suspeitos e internados está um bebê de três meses, em estado grave, mas para o qual ainda não resultado de exame laboratorial.

Quem tiver dúvidas gerais sobre o novo coronavírus ou sobre a vacinação contra a gripe pode entrar em contato pelo SIS 160. Já quem tem dúvidas médicas sobre a nova doença deve ligar para o 4798-5160. Essa é uma linha direta com médicos que atendem no Samu e é destinada exclusivamente para quem tem sintomas ou suspeita.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Campanha de Vacinação contra a Gripe começa nesta segunda, 23/03/2020

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa em todo o país na próxima segunda-feira, 23/03/2020, e em Mogi das Cruzes algumas estratégias estão sendo adotadas para garantir o atendimento ordenado dos públicos iniciais por conta do novo coronavírus. Entre os dias 23 e 27 de março, a imunização será prioritária para trabalhadores de saúde e idosos com mais de 75 anos.

De 30 de março a 15 de abril, serão imunizadas pessoas de 60 a 74 anos. A partir de 16 de abril, o município deverá seguir a programação nacional ou adaptar novas ações conforme a situação atual. Em todas as unidades, medidas preventivas estão sendo tomadas para evitar aglomerações. A campanha prossegue até o dia 22 de maio, com o Dia D previsto para o dia 9 (sábado).

Vacinação contra a gripe começa na segunda-feira, 23 de março, com prioridade de atendimento para mais idosos e profissionais de saúde

Embora a vacina contra a gripe não proteja contra o novo coronavírus, os indivíduos com mais de 60 anos serão atendidos nas datas iniciais porque estudos mostram que são mais suscetíveis às doenças respiratórias e suas possíveis complicações. “Ao proteger os idosos do vírus influenza, causador da gripe, o objetivo é evitar uma sobrecarga do sistema respiratório, o que agravaria um eventual ataque do novo coronavírus”, explica o secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel.

A vacinação também ajuda a diferenciar a gripe da Covid-19, ou seja, se a pessoa recebeu a dose de combate à gripe e, mesmo assim, apresentar sintomas como tosse e falta de ar, provavelmente não é o vírus influenza, o que pode ajudar o médico na solicitação de um exame para verificar a presença do novo coronavírus.

Os trabalhadores de saúde também serão imunizados a partir do dia 23 de março pelo maior risco de entrarem em contato com ambos os vírus (corona e influenza) e por poderem transmiti-los para pessoas que já estão fragilizadas em ambientes hospitalares. Como todos os anos, pacientes acamados e idosos que não tem condições de locomoção serão atendidos em suas casas.

A vacina contra a gripe estará disponível em todos os postos de saúde e unidades da Estratégia Saúde da Família de segunda a sexta-feira, das 8h00 às 16h30. Informações pelo SIS 160.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes