Coronavírus: Vacina contra a gripe se esgota no primeiro dia e nova remessa está sendo aguardada

As doses de vacina contra a gripe enviadas pelo Governo do Estado para Mogi das Cruzes praticamente se esgotaram nesta segunda-feira, 23/03/2020, primeiro dia da campanha, com uma ação especial realizada para idosos com mais de 75 anos no Pró-Hiper e a imunização promovida em todas as unidades da cidade. Restaram apenas as doses que já estavam reservadas para a vacinação dos idosos acamados ou que vivem em instituições permanentes, que será realizada de forma domiciliar pelas equipes do Programa Melhor em Casa.

Uma nova remessa de vacinas contra a gripe deve chegar ao município entre quinta, 26, e sexta-feira, 27/03, conforme informou o Grupo de Vigilância Epidemiológica do Estado. “A Prefeitura de Mogi das Cruzes utilizará todos os canais de comunicação para informar sobre a volta da vacinação tão logo seja possível”, informou o prefeito Marcus Melo, durante a live realizada no início da noite desta segunda-feira.

Saúde adotou uma estratégia diferenciada, priorizando os mais idosos, para evitar grandes aglomerações. Foto: Ney Sarmento/PMMC

Embora a vacina contra a gripe que está sendo disponibilizada em todo o país não proteja contra o novo coronavírus, os idosos são prioridade porque são mais suscetíveis às doenças respiratórias e suas possíveis complicações. A vacinação também ajuda a diferenciar a gripe comum da Covid-19, ou seja, se a pessoa recebeu a dose de combate à gripe e, mesmo assim, apresentar sintomas como tosse e falta de ar, provavelmente não é o vírus influenza, o que pode ajudar o médico em sua conduta.

Coronavírus

Até às 18h30 desta segunda-feira, 23/03, Mogi das Cruzes soma 105 casos suspeitos de coronavírus, dos quais 6 casos estão confirmados positivamente, 18 foram descartados, 52 aguardam resultados e 29 foram dispensados de coleta, conforme protocolo do Ministério da Saúde.

Entre os pacientes mogianos, há 23 pessoas internadas em enfermaria; nove em UTI de hospitais públicos e privados, na cidade e cidades vizinhas e até mesmo na Capital. Entre os casos suspeitos e internados está um bebê de três meses, em estado grave, mas para o qual ainda não resultado de exame laboratorial.

Quem tiver dúvidas gerais sobre o novo coronavírus ou sobre a vacinação contra a gripe pode entrar em contato pelo SIS 160. Já quem tem dúvidas médicas sobre a nova doença deve ligar para o 4798-5160. Essa é uma linha direta com médicos que atendem no Samu e é destinada exclusivamente para quem tem sintomas ou suspeita.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Campanha de Vacinação contra a Gripe começa nesta segunda, 23/03/2020

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa em todo o país na próxima segunda-feira, 23/03/2020, e em Mogi das Cruzes algumas estratégias estão sendo adotadas para garantir o atendimento ordenado dos públicos iniciais por conta do novo coronavírus. Entre os dias 23 e 27 de março, a imunização será prioritária para trabalhadores de saúde e idosos com mais de 75 anos.

De 30 de março a 15 de abril, serão imunizadas pessoas de 60 a 74 anos. A partir de 16 de abril, o município deverá seguir a programação nacional ou adaptar novas ações conforme a situação atual. Em todas as unidades, medidas preventivas estão sendo tomadas para evitar aglomerações. A campanha prossegue até o dia 22 de maio, com o Dia D previsto para o dia 9 (sábado).

Vacinação contra a gripe começa na segunda-feira, 23 de março, com prioridade de atendimento para mais idosos e profissionais de saúde

Embora a vacina contra a gripe não proteja contra o novo coronavírus, os indivíduos com mais de 60 anos serão atendidos nas datas iniciais porque estudos mostram que são mais suscetíveis às doenças respiratórias e suas possíveis complicações. “Ao proteger os idosos do vírus influenza, causador da gripe, o objetivo é evitar uma sobrecarga do sistema respiratório, o que agravaria um eventual ataque do novo coronavírus”, explica o secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel.

A vacinação também ajuda a diferenciar a gripe da Covid-19, ou seja, se a pessoa recebeu a dose de combate à gripe e, mesmo assim, apresentar sintomas como tosse e falta de ar, provavelmente não é o vírus influenza, o que pode ajudar o médico na solicitação de um exame para verificar a presença do novo coronavírus.

Os trabalhadores de saúde também serão imunizados a partir do dia 23 de março pelo maior risco de entrarem em contato com ambos os vírus (corona e influenza) e por poderem transmiti-los para pessoas que já estão fragilizadas em ambientes hospitalares. Como todos os anos, pacientes acamados e idosos que não tem condições de locomoção serão atendidos em suas casas.

A vacina contra a gripe estará disponível em todos os postos de saúde e unidades da Estratégia Saúde da Família de segunda a sexta-feira, das 8h00 às 16h30. Informações pelo SIS 160.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

‘Dia D’ da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo acontece neste sábado, 15/02/2020

O ‘Dia D’ da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo será realizado neste sábado, 15/02/2020, das 8h00 às 15h00, em todas unidades do Programa Saúde da Família, nas Unidades Básicas de Saúde do Alto Ipiranga, Jardim Universo, Jundiapeba, Jardim Camila, Ponte Grande e Vila Suíssa e também na edição do Bairro Feliz, que acontece na Escola Municipal Professora Florisa Faustino Pinto, no Jardim Santos Dumont.

Devem ir aos postos ou serem levadas pelos responsáveis, crianças e jovens de 5 a 19 anos de idade com esquema vacinal atrasado ou incompleto – quem já tomou duas doses não precisa tomar. A campanha seletiva teve início no último dia 10 e seguirá até 13 de março.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. É importante comparecer aos postos de saúde com a carteirinha de vacinação para que um profissional verifique a necessidade de aplicação. Também é preciso levar documento de identidade com foto ou certidão de nascimento (no caso de crianças) e o cartão SIS, se tiver.

O calendário nacional de vacinação prevê a aplicação da tríplice aos 12 meses e também aos 15 meses para reforço da imunização com a tetraviral, que protege também contra varicela. Os bebês com seis meses também devem receber a chamada ‘dose zero’, que não é contabilizada no calendário.

De acordo com o programa de imunização, crianças e adultos de um a 29 anos de idade devem ter duas doses da vacina contra o sarampo no calendário. De 30 até 60 anos, é preciso ter, pelo menos, uma dose no histórico. Não há indicação para pessoas com mais de 61 anos, pois esse público potencialmente teve contato com o vírus, no passado.

Em 2019 foram confirmados 160 casos de sarampo em Mogi das Cruzes e neste ano, até o momento, há três casos confirmados.

Febre amarela

Neste sábado, Dia D, os postos de saúde também aplicarão a vacina contra a febre amarela para pessoas a partir de nove meses que ainda não estão imunizadas e também o reforço em crianças de 4 anos. Em caso de dúvida, procure uma unidade de saúde ou entre em contato com a Vigilância Epidemiológica pelo telefone 4798-6768.

Postos de Vacinação no Dia D – sábado, 15:

– Todas as unidades do Programa Saúde da Família
– UBS Alto Ipiranga
– PA Jardim Universo
– PA Jundiapeba
– UBS Jardim Camila
– UBS Ponte Grande
– UBS Vila Suíssa
– Bairro Feliz na Escola Municipal Professora Florisa Faustino Pinto: Rua Nilze Righi Ferreira, 20, Jardim Santos Dumont

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Mogi adota medidas de bloqueio para conter o avanço do sarampo

A Secretaria Municipal de Saúde está trabalhando para conter o avanço do sarampo em Mogi das Cruzes. Em todos os casos suspeitos, as equipes realizam o bloqueio vacinal, que é a busca das pessoas que tiveram contato com o paciente, em casa, escola ou trabalho, para indicar ou realizar o reforço da vacinação. Até o momento, o município recebeu 37 notificações suspeitas, das quais sete casos foram confirmados, três foram descartados e 27 aguardam resultados de exames.

Em todas as unidades de saúde, é possível realizar a vacinação de rotina para atualização de cadernetas de vacinação, conforme orientações do Ministério da Saúde. “Estamos em contato permanente com o Governo Estadual e também com o Ministério da Saúde solicitando reforço no nosso abastecimento de vacinas para que possamos garantir a proteção necessária aos nossos munícipes”, informa o secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra.

Mogi das Cruzes adota medidas para conter o avanço do sarampo na cidade. Foto: Arquivo/PMMC

A vacina indicada é a tríplice viral, que está prevista no Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, e é aplicada aos 12 meses de idade, com reforço aos 15 meses. A dose garante imunização contra sarampo, rubéola e caxumba. Crianças, adolescentes e jovens adultos com idade entre 1 e 29 anos devem ter duas doses da vacina. Quem tem entre 30 e 59 anos precisa ter, pelo menos, uma dose comprovada.

O sarampo é uma doença infecciosa, transmissível e extremamente contagiosa, podendo se tornar grave especialmente em crianças e adultos jovens. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções respiratórias, e os principais sintomas são febre alta (acima de 38,5º) e manchas vermelhas pelo corpo (com início na face e atrás das orelhas), acompanhadas de tosse, coriza ou conjuntivite.

A forma mais eficaz de prevenir o sarampo é a vacina, mas é importante lembrar que a dose é contraindicada para gestantes e imunodeprimidos, como pessoas submetidas a tratamento de leucemia e pacientes oncológicos. Em caso de dúvida, procure uma unidade de saúde ou entre em contato com a Vigilância Epidemiológica pelo telefone 4798-6768.

Dia D de Combate ao Aedes aegypti será realizado nesta sexta-feira, 30/11/2018

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses, promove nesta semana uma série de vistorias de prevenção e orientação dentro da Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti. O Dia D está marcado para sexta-feira, 30/11/2018, com uma ação de mobilização e distribuição de material informativo no Largo do Rosário, das 9h00 às 16h00. Também será realizada a vacinação contra febre amarela.

Desde o início do mês, as equipes do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses estão percorrendo escolas, creches, unidades de saúde, hospitais e instituições para vistoriar e reforçar as orientações sobre como prevenir a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Nos prédios públicos, o trabalho conta com apoio dos grupos de brigadistas. Nesta sexta-feira, o trabalho será concentrado nos bairros quem registraram maiores índices de infestação, conforme a última Avaliação de Densidade Larvária (ADL).

As unidades costumam manter os cuidados necessários para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mas é importante ressaltarmos sempre as informações, principalmente em função da presença do mosquito em toda a cidade“, explica o coordenador do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses, Jefferson Renan de Araújo Leite. “Nos bairros, o cuidado precisa ser constante“, acrescentou.

Como o mosquito está presente em todo o território mogiano, os trabalhos de prevenção não podem parar. A principal orientação aos munícipes é eliminar todo e qualquer recipiente ou situação que possa facilitar o acúmulo de água e, consequentemente, a proliferação do Aedes aegypti.

Outra grande preocupação neste período do ano é a febre amarela. A principal orientação é a vacinação. “A vacina é indicada para todos, principalmente para quem pretende viajar para o Litoral neste final de ano. Quem ainda não tomou a vacina contra a febre amarela deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e garantir a proteção”, explica a médica da Vigilância Epidemiológica Municipal, Tereza Nihei.

A dose é única e válida pela vida toda, mas é contraindicada para bebês menores de 9 meses de vida, gestantes, mães que amamentam bebês menores de seis meses e pessoas que apresentam algum tipo de imunossupressão por uso de medicamentos ou portadores de doenças imunossupressoras. Pessoas portadoras de doenças crônicas importantes devem consultar o médico.

Confira algumas dicas de prevenção:

  • Não acumule materiais desnecessários e sem uso. Se forem destinados à reciclagem, guarde-os em local coberto e abrigado da chuva.
  • Trate a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente. Mantenha lagos, cascatas ou espelhos sempre limpos ou crie peixes que se alimentem de larvas.
  • Entregue pneus velhos para reciclagem ou guarde-os, sem água, em locais cobertos.
  • Verifique se os ralos da casa não estão entupidos. Limpe-os pelo menos uma vez por semana e, se não os estiver usando, deixe-os fechados.
  • Guarde as garrafas, baldes ou latas vazias de cabeça para baixo.
  • Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais.
  • Retire a água da bandeja externa da geladeira e lave a bandeja com sabão.
  • Não deixe acumular água na parte debaixo das torneiras de bebedouros e filtros.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes