Equipamentos de fiscalização eletrônica voltam a operar nesta quarta, 26/05/2021

Os equipamentos de fiscalização eletrônica de trânsito voltam a operar nesta quarta-feira, 26/05/2021, em Mogi das Cruzes. Durante a primeira semana, o funcionamento será orientativo, sem a emissão de autuações aos motoristas.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes já implantou a sinalização indicativa sobre a existência dos radares em todas as vias que contam com o serviço. Além disso, faixas também serão colocadas para alertar os condutores. O objetivo é ter transparência no funcionamento dos radares.

A definição dos locais que receberam os equipamentos de fiscalização eletrônica foi feita mediante análise técnica da Secretaria Municipal de Transportes. Os levantamentos levaram em conta as características das vias, os riscos para pedestres e motoristas e o número de acidentes registrados nos locais. A pasta também realizou uma ampla análise do contrato de fiscalização.

Os equipamentos passam a funcionar nesta quarta-feira, 26/05/2021

Muitas pessoas confundem o funcionamento de radares com arrecadação, mas eles são equipamentos de segurança para a população. De acordo com pesquisas internacionais, cerca de 97% dos acidentes com mortes são causados por falha humana, principalmente o excesso de velocidade. Este é um problema que é combatido também pela fiscalização eletrônica, aumentando a segurança dos próprios condutores, dos ciclistas e dos pedestres”, explicou a secretária municipal de Transportes, Cristiane Ayres.

A secretária destacou ainda que, por uma decisão da atual administração municipal, o radar estático, popularmente conhecido como “móvel”, não será utilizado para autuação de motoristas. Ele será voltado, quando necessário, para ações de engenharia de tráfego, com contagem de veículos e estatísticas.

Confira a relação dos locais da primeira etapa de fiscalização eletrônica

Os equipamentos que passam a funcionar nesta quarta-feira fazem parte da primeira etapa do novo contrato de fiscalização eletrônica em Mogi das Cruzes. Ela compreende aparelhos para controle de velocidade, para fiscalização em passagem em semáforo vermelho, fiscalização de restrição de circulação e barreiras educativas, que não multam (veja relação detalhada abaixo). 

As barreiras educativas, que não autuam, estarão instaladas na rodovia Pedro Eroles 1.060 (Mogi-Dutra) sentido centro/bairro, na Avenida Lourenço de Souza Franco 1.215 (sentido centro/bairro), 1.231 (sentido bairro/centro), 2.265 (sentido bairro/centro) e 2.442 (sentido centro/bairro) e na Avenida Guilherme George 2.336 (nos dois sentidos).

A fiscalização eletrônica faz parte de uma série de ações que estão sendo desenvolvidas pela Prefeitura de Mogi das Cruzes para melhorar a segurança viária no município. Os trabalhos compreendem ações integradas de sinalização, fiscalização, engenharia de tráfego e educação para o trânsito.

As ações estão apresentando resultados positivos neste início de ano. Considerando o primeiro quadrimestre, houve uma redução de 12,5% no número de mortes em acidentes de trânsito nas vias municipais em 2021 com relação a 2020, de acordo com dados do sistema Infosiga, do Governo do Estado.

A prioridade deste trabalho é proporcionar mais segurança viária para a população de Mogi das Cruzes e salvar vidas. Para isso, são utilizados vários parâmetros estatísticos, além do sistema Infosiga, o que permite uma visão mais ampla sobre os pontos de maior registro de acidentes e as características destas ocorrências. Junto a isso, é feito todo um trabalho técnico e de engenharia de tráfego, com ações preventivas, buscando a redução de acidentes nos locais identificados como sendo de potencial ou risco para a ocorrência de acidentes”, afirmou Cristiane Ayres.

Maio Amarelo

A educação para o trânsito também tem destaque nas ações da Prefeitura de Mogi das Cruzes. Durante todo este mês, por exemplo, estão sendo realizadas diversas iniciativas, dentro do Movimento Maio Amarelo.

Prédios importantes da cidade e monumentos estão iluminados com luzes amarelas. Outra ação é a distribuição de máscaras, material informativo e mudas de árvores cujas flores são amarelas em locais como a Praça Sacadura Cabral, o Largo Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, os Terminais Central e Estudantes e cruzamentos na região central, no bairro do Socorro e nos distritos de Braz Cubas e Jundiapeba. Também foram implantadas faixas em pontos de grande movimentação de pessoas.  Ônibus do sistema municipal de transporte coletivo estão circulando com mensagens voltadas à segurança viária e mídias são apresentadas no sistema interno dos veículos. 

Mogi das Cruzes também receberá o Projeto Educa, em uma parceria entre a Prefeitura e o Observatório Nacional de Segurança Viária. A iniciativa disponibiliza material didático para os estudantes sobre educação para o trânsito, com livros para os estudantes e professores. O projeto-piloto em Mogi das Cruzes será realizado com os alunos do Ensino Fundamental II do Cempre Benedito Ferreira Lopes.

O Maio Amarelo em Mogi das Cruzes será finalizado no dia 31 de maio, com a premiação do Concurso Mobilidade e Educação “Caminho Seguro para a Escola”, uma iniciativa da Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio de uma parceria entre as Secretarias Municipais de Transportes e de Educação, voltada para alunos das redes municipal, estadual e particular.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Coronavírus: Acessos a Mogi passam a contar com barreiras sanitárias

A Prefeitura de Mogi das Cruzes inicia nesta quarta-feira, 31/03/2021, a implantação de barreiras sanitárias nas principais entradas do município. A medida terá caráter de orientação aos motoristas que chegam à cidade e faz parte das ações da administração municipal para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

O trabalho terá participação de equipes das Secretarias Municipais de Segurança, de Transportes, de Saúde e de Serviços Urbanos, além da Guarda Municipal e da Vigilância Sanitária. Os veículos que passarem pelos locais terão medição de temperatura de seus ocupantes, além de serem orientados sobre as restrições sanitárias e sociais que estão em vigor em Mogi das Cruzes para o enfrentamento da pandemia.

As barreiras sanitárias serão montadas em cinco acessos à cidade, com funcionamento alternado. Elas estarão na avenida Francisco Ferreira Lopes (prolongamento da SP-66), avenida Engenheiro Miguel Gemma (acesso para o motorista que segue pela rodovia Mogi-Salesópolis), na avenida Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira (o trecho municipal da rodovia Mogi-Bertioga), no trecho da rodovia Mogi-Dutra que passa pelo Jardim Aracy e na avenida Francisco Rodrigues Filho (o trecho municipal da rodovia Mogi-Guararema).

Barreiras sanitárias serão implantadas nos acessos ao município e os veículos terão medição de temperatura dos ocupantes e orientações sobre a situação da cidade. Foto: PMMC/Divulgação

Com a montagem da barreira sanitária na avenida Francisco Ferreira Lopes, o acesso a Mogi das Cruzes pela avenida das Orquídeas será interrompido, com o trânsito sendo desviado pela avenida Lourenço de Souza Franco. O acesso da rotatória da Vila Nova Jundiapeba para a avenida Anchieta, sentido centro, também será interditado. Já na rodovia Mogi-Dutra, a passagem de caminhões pela estrada do Pavan continuará sendo obrigatória.

Mogi das Cruzes vem enfrentando o momento mais difícil no enfrentamento da pandemia de Covid-19. Nesta terça-feira, 30/03, a cidade completou 19 dias com ocupação de 100% nos leitos de UTI. Por conta disso, leitos de reserva estão sendo usados. Além disso, o município adotou fases mais restritivas de movimentação social antes mesmo do Governo do Estado, com o objetivo de combater as aglomerações, reduzir a transmissão e com isso buscar uma folga na disponibilidade de leitos para atendimento.

A gravidade da atual situação é evidenciada em números. Entre os dias 15 e 28 de março, foram registrados 59 óbitos, na pior quinzena da pandemia. Na semana de 1º a 7 de março deste ano, foram registrados 1.277 novos casos (aumento de 20,35% em relação à pior semana de todo o ano de 2020). Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde reforça o apelo à população, para que siga as medidas restritivas e que cumpra as regras sanitárias.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Coronavírus: Vagas de Zona Azul têm utilização liberada

A Prefeitura de Mogi das Cruzes irá liberar o estacionamento de veículos nas vagas de estacionamento controlado da cidade, conhecidas como Zona Azul, a partir desta quinta-feira, 24/03/2021. A medida valerá até o dia 31 de março, quando a situação será reavaliada pela Secretaria Municipal de Transportes.

Mogi das Cruzes está na Fase Crítica para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 na cidade. Ela prevê medidas mais rígidas para o funcionamento de estabelecimentos comerciais e restrições para a circulação de pessoas durante todo o dia.

Vagas do sistema de Zona Azul de Mogi das Cruzes terão utilização liberada até o dia 31 de março, quando a medida será reavaliada pela Secretaria Municipal de Transportes. Foto: Divulgação/PMMC

Durante a semana passada, a Prefeitura de Mogi das Cruzes já havia autorizado a utilização das vagas de Zona Azul para a realização de entregas de produtos pelo sistema de drive-thru. A medida havia sido solicitada pela Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), pelo Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio) e pela Câmara de Dirigente Lojista (CDL). Com a entrada em vigor da Fase Crítica, a medida é possível apenas para os serviços essenciais.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Av. Prefeito Carlos Ferreira Lopes será interditada a partir desta sexta, 14/02/2020

A avenida Prefeito Carlos Ferreira Lopes será interditada a partir desta sexta-feira, 14/02/2020, no trecho entre a avenida Lothar Waldemar Hoehne e a rotatória em frente ao Mercado do Produtor. A interrupção no trânsito nos dois sentidos da via será necessária para obras de implantação de dutos que estão sendo feitas pela empresa Logum Logística.

De acordo com a empresa responsável pelos trabalhos, a interrupção no trânsito de veículos acontecerá por cerca de 20 dias. Durante este período, o trecho interditado receberá apenas trânsito local e de acesso ao bairro Jardim Rodeio.

Av. Prefeito Carlos Ferreira Lopes terá o trânsito interditado no Jardim Rodeio, a partir desta sexta-feira, para a realização de obras de implantação de dutos. Foto: Divulgação

Para os motoristas que pretendem transitar entre a via Perimetral e a região do Mogilar, a orientação da Secretaria Municipal de Transportes é utilizar a avenida José Meloni, nos dois sentidos. Já para quem vem do Rodeio ou do distrito de Cezar de Souza, a opção é a avenida Antonio de Almeida.

A empresa responsável pelos serviços implantará faixas informando sobre a interdição para orientar os motoristas e moradores. Agentes municipais de trânsito também farão o acompanhamento da interdição e o monitoramento do tráfego.

Trecho que será interrompido

O transporte coletivo também terá alterações com a interdição. As linhas C701 (Jardim Maricá via Avenida Prefeito Carlos Ferreira Lopes), C801 (Jardim Aracy), E006A (Jardim Maricá via Cezar de Souza), E006B (Cezar de Souza via Jardim Maricá), E694 (Divisa de Guararema) e E805 (Rio Abaixo), que passam pelo trecho interditado da avenida Prefeito Carlos Ferreira Lopes, farão percurso pela avenida José Meloni. Para os passageiros, as opções serão os pontos de parada existentes na avenida Lothar Waldemar Hoehne e na rua Manuel de Oliveira.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Rua Cabo Diogo Oliver terá interdição parcial

A rua Cabo Diogo Oliver será interditada para o trânsito de veículos a partir desta sexta-feira, 24/01/2020, no trecho entre a rua Engenheiro Gualberto e a linha férrea, no Mogilar. A medida, que valerá até domingo, 26/01, será necessária para a realização de obras que fazem parte da construção da praça Diego Leme Chavedar. O acesso ao túnel do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biagio permanecerá aberto.

As intervenções que serão executadas durante os dias em que a via será interditada tem como objetivo melhorar a segurança dos pedestres que circularão entre a futura praça e a travessia da linha férrea e a rua Américo Rodrigues Da San Biagio.

A alternativa para os motoristas que estão na rua Cabo Diogo Oliver e desejam acessar a região da rua Américo Rodrigues Da San Biagio ou a avenida Francisco Rodrigues Filho é a utilização das ruas Casarejos e José Alves dos Anjos. Já quem estiver circulando pela rua Engenheiro Gualberto poderá utilizar a rua Afonso Pena para chegar à rua Casarejos. Agentes municipais de trânsito farão a orientação dos motoristas.

Interdição acontecerá entre sexta-feira e domingo (24 e 26/01) e será necessária para obras que fazem parte da construção da praça Diego Leme Chavedar. Foto: Divulgação

Os ônibus do transporte coletivo que circulam pela região também utilizarão, durante o período de interdições, as ruas Casarejos e José Alves dos Anjos. A medida valerá para as linhas municipais e intermunicipais, em um total de 360 passagens por dia. A Secretaria Municipal de Transportes também remanejou provisoriamente os pontos de ônibus localizados nos trechos que serão afetados pela interdição.

A construção da praça Diego Leme Chavedar faz parte do projeto de renovação urbanística da região central de Mogi das Cruzes. Ela está sendo construída no espaço entre as ruas Cabo Diogo Oliver, Hamilton da Silva e Costa e Engenheiro Gualberto, no Mogilar. O projeto completo de requalificação da região tem investimento de R$ 3.930.632,99 e também inclui a reforma das praças Sacadura Cabral e Oswaldo Cruz.

As obras estão baseada em três eixos. O primeiro é o urbanístico, que prevê a priorização de pedestres, novos mobiliários, arborização e pisos drenantes. O segundo é o social e incluirá a nova base de monitoramento da Guarda Municipal, a iluminação pública com luminárias LED, o monitoramento com câmeras e a instalação de rede wi-fi. Já o terceiro será o de mobilidade urbana, que contemplará toda a reorganização do sistema viário.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes