Região da rotatória do Nova Mogilar terá alteração

A Secretaria Municipal de Transportes apresentou, na manhã desta quarta-feira, 16/10/2019, a segunda etapa de alterações na região da rotatória da praça Kazuo Kimura, próximo ao Habib’s, no Mogilar. As intervenções compreendem a ampliação da capacidade de tráfego na rotatória, remanejamento de semáforos para controlar o acesso dos veículos em todas as entradas da rotatória, a implantação de lombofaixas e o deslocamento das faixas de pedestres para locais mais seguros.

A equipe da Secretaria Municipal de Transportes fez uma série de estudos e levantamentos para buscar a melhor solução para melhorar a fluidez dos veículos e a segurança dos pedestres na rotatória, que é um dos pontos mais críticos de trânsito em Mogi das Cruzes. Foram feitas também simulações que mostraram resultado positivo”, explicou o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida, que também explicou as alterações durante reunião com os vereadores Jean Lopes, Rodrigo Romão e Protássio Nogueira.

Detalhes do projeto para a rotatória da Vila Nova Mogilar também foram explicados pelo secretário José Luiz Freire de Almeida durante reunião com vereadores. Foto: Luiz Maritan/PMMC

O secretário lembrou ainda que as intervenções não serão a solução definitiva para a questão do trânsito na região, mas que deverá apresentar uma melhoria viária estimada em 70% na circulação. Dentro do programa Mogi+Ecotietê existe um projeto para a transformação da atual rotatória em cruzamento, inclusive com a construção de novos acessos para facilitar a circulação. A Prefeitura busca financiamento para o programa, que abrangem ainda outras intervenções e a criação de novas vias em Cezar de Souza.

Já a primeira fase das intervenções realizadas pela Secretaria de Transportes foi a abertura do canteiro central da avenida Francisco Rodrigues Filho no encontro com a avenida Antonio de Almeida, criando um novo acesso para os motoristas que desejam ir em direção à Cezar de Souza. A medida busca desafogar a chegada à rotatória pela avenida Yoshiteru Onishi.

Alterações

Nas intervenções divulgadas nesta quarta-feira, o destaque será a ampliação de uma faixa na rotatória, que passará de duas para três. O mesmo acontecerá no sentido bairro da avenida Francisco Rodrigues Filho em frente ao Terminal Rodoviário Geraldo Scavone.

As entradas da avenida Francisco Rodrigues Filho, em frente ao Terminal Rodoviário Geraldo Scavone, e da avenida Yoshiteru Onishi ganharão semáforos, que serão sincronizados com os já existentes nos outros acessos. “A operação dos semáforos permitirá que um maior ordenamento da circulação, acabando com os conflitos existentes atualmente na rotatória”, lembrou José Luiz.

Apresentação – Projeto Nova Mogilar

Os semáforos para pedestres em frente ao Terminal Rodoviário e na avenida Manoel Bezerra de Lima Filho serão remanejados. Para garantir a segurança da travessia dos pedestres uma lombofaixa e gradis serão implantadas na avenida Manoel Bezerra de Lima Filho, enquanto uma nova faixa para pedestres será criada na Francisco Rodrigues Filho.

A Secretaria Municipal de Transportes também criará um espaço para embarque e desembarque na via marginal da avenida Francisco Rodrigues Filho, no lado oposto do Terminal Rodoviário. Já o ponto de ônibus que fica em frente ao Terminal Rodoviário será transferido em alguns metros, para próximo ao clube Comercial.

De acordo com os dados da SMT, 73.893 veículos passam por dia pela rotatória. O movimento é de 8.925 veículos/hora em horário de pico. A previsão é que as intervenções sejam concluídas até o mês de dezembro.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Ordem de serviço é assinada e empresa deverá operar Terminal Rodoviário no dia 1º

A ordem de serviço para a concessão do Terminal Rodoviário Geraldo Scavone, no Mogilar, foi assinada na manhã sexta-feira, 05/10/2018, pelo prefeito Marcus Melo e pelo secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida. A empresa Atlântica Construções, Comércio e Serviços, vencedora do processo licitatório, será a responsável pela administração do local pelos próximos 20 anos.

Demos a ordem de serviço e a empresa deu como previsão o dia 1º de novembro para assumir o terminal. Esperamos que ela possa fazer as melhorias necessárias para os nossos usuários, com a modernização e a utilização dos recursos tecnológicos. É um terminal com 30 anos e esperamos que a operação desta concessão seja para melhorar a vida dos usuários”, destacou Marcus Melo.

O prefeito lembrou ainda que estão previstos 54 itens de melhorias e modernização para o Terminal Geraldo Scavone. Os serviços englobam o saguão (balcão de informações, guichês, área de espera, salas comerciais, etc), plataformas, áreas de embarque, banheiros, cobertura e pavimentação das áreas de circulação dos ônibus e estacionamento.

Entre os destaques das intervenções, os banheiros serão totalmente reformados, o prédio e o estacionamento receberão câmeras de segurança e os acessos também deverão ganhar portas de vidro. Também serão construídos um espaço de convivência para motoristas, a administração e sala de apoio operacional.

Nova empresa deverá assumir a administração do Terminal Geraldo Scavone no dia 1 de novembro e realizar melhorias em até 15 meses. Foto: Guilherme Berti/PMMC

O cronograma prevê que os projetos executivos das intervenções sejam apresentados em 90 dias e que a conclusão das intervenções aconteça em até 15 meses. A estimativa é que as melhorias previstas requeiram investimento de R$ 2.392.886,25, que será feito pela empresa concessionária.

A empresa Atlântica Construções, Comércio e Serviços já administra o terminal rodoviário de Anápolis, em Goiás. Além disso, ela também já atuou nas cidades de São Luiz, no Maranhão, e de São Carlos. Durante o processo licitatório em Mogi das Cruzes, que foi pelo modelo de concessão onerosa, a empresa apresentou como proposta a remuneração à Prefeitura de 26,18% sobre a receita a bruta mensal, que são os valores obtidos com tarifas de embarque, locação de espaços, estacionamento, exploração publicitária, guarda-volumes, entre outros.

O Terminal Geraldo Scavone recebe as linhas rodoviárias que fazem a ligação com a Capital, cidades do litoral, Vale do Paraíba e de fora do estado, em um total de 37 destinos.

Também acompanharam a assinatura da ordem de serviço o presidente da Câmara Municipal, Pedro Komura, e os vereadores Protássio Nogueira, Sadao Sakai e Mauro de Assis Margarido.

Melhorias previstas para o Terminal Geraldo Scavone:

  • Reforma e tratamento do piso, com nova aplicação de um piso industrial, implantação de piso tátil direção e atenção, para que o terminal fique completamente adaptado a pessoas com deficiência;
  • Adequação dos guichês de atendimento e instalação de novos;
  • Reforma completa dos sanitários;
  • Instalação de três portas de vidro nas entradas de acesso principais ao saguão;
  • Sala de convivência com copa para os motoristas;
  • Ampliação das áreas comerciais;
  • CCO – Centro de Controle Operacional câmeras de vigilância e sistema de CFTV capaz de processar e gravar as imagens em tempo real;
  • Construção de uma sala de apoio operacional nas dependências do terminal capaz de abrigar os equipamentos de apoio operacional, como macas, cadeira de rodas, cadeira de transbordo, etc;
  • Recuperação e recapeamento asfáltico de toda a área da pista de rolagem de ônibus e onde dá-se o acesso dos mesmos às plataformas do Terminal;
  • Ampliação do sistema de água fluvial da pista de rolamento;
  • Troca do alambrado que cerca o Terminal, por telas e grades, incluindo a pintura;
  • Revitalização da cobertura, de todo o terminal, incluindo a substituição de telhas, rufos e calhas que apresentarem algum tipo de defeito;
  • Recuperação das calçadas no entorno do Terminal, com a remoção do concreto existente, nivelamento do piso, instalação de tela de ferro e concretagem do piso;
  • Recapeamento da área de estacionamento;
  • Troca de todas as luminárias existentes;
  • Instalação de catraca e dispositivos de contenção para controle de acesso às áreas de embarque e desembarque pelos usuários;
  • Instalação de cancela na entrada dos ônibus, para controle, fiscalização e proibição de acesso por veículos não autorizados;
  • Pintura nas paredes internas e externas do Terminal;
  • Aquisição de 20 novas lixeiras do tipo coleta seletiva;
  • Troca da manta isolante da caixa d´água;
  • Aquisição de uma lavadora de piso de alta pressão, um cortador de grama com alimentação elétrica, quatro relógios digitais, duas telas de 50” para informações de embarque e desembarque e dois bebedouros adaptados para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida;
  • Nova comunicação visual.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Câmara aprova concessão do Terminal Rodoviário à iniciativa privada

Na sessão ordinária desta quarta-feira, 06/06/2018, a Câmara Municipal de Mogi das Cruzes aprovou o Projeto de Lei Ordinária 29/2018, de autoria do prefeito Marcus Melo, que autoriza o Executivo a conceder o Terminal Rodoviário Geraldo Scavone à iniciativa privada por meio de concorrência pública. A concessão terá um prazo de 20 anos e será onerosa, ou seja, a empresa vencedora da licitação pagará ao Poder Público para explorar os serviços do Terminal.

A empresa vencedora da concorrência pública também poderá explorar a parte comercial do terminal, o que inclui as áreas para agências e bilheterias dos operadores, o estacionamento, a infraestrutura para despacho de encomendas, o serviço de guarda-volumes e a publicidade local.

É um projeto muito importante, pois pelo Terminal Rodoviário conseguimos fazer a ligação com diversos pontos de São Paulo. Estamos há mais de um ano sem nenhuma empresa cuidando do Terminal, o que gerou um alto custo a Prefeitura”, ressaltou Antonio Lino, que também pediu que o Executivo passe os outros terminais rodoviários da cidade para a iniciativa privada.

O Terminal recebe as linhas rodoviárias que servem Mogi. Foto: Guilherme Berti/ PMMC

O vereador Cuco Pereira também defendeu a necessidade do Projeto e sugeriu ao Executivo que determine que a empresa vencedora amplie o Terminal. “É uma estação rodoviária muito acanhada para uma cidade que tem uma população próxima a 500 mil habitantes. Há necessidade de expandir”, argumentou.

Dentre as principais obrigações da futura concessionária está a garantia dos direitos dos usuários em relação aos serviços prestados. Nesse caso, entre outras coisas, a empresa concessionária terá que oferecer um serviço adequado, disponibilizando aos usuários informações para defesa de interesses individuais ou coletivos, além de oferecer liberdade de escolha à população com uma variedade de prestadores de serviços.

Quanto à política tarifária, o artigo 24 do Projeto de Lei prevê que “os valores a serem cobrados nas viagens intermunicipais serão sempre estabelecidos em função do cálculo da distância do destino de cada viagem em relação ao Terminal, conforme normas das agências oficiais reguladoras do transporte terrestre, tanto em âmbito estadual quanto nacional”.

A matéria aprovada em Plenário também contou com os pareceres da Procuradoria Jurídica e das Comissões Permanentes de Justiça e Redação, Finanças e Orçamento e de Transportes e Segurança Pública. Todos os relatórios opinaram pela normal tramitação do projeto.

Com 37 destinos, o terminal possui uma área total de 22.390,03 metros quadrados e recebe linhas rodoviárias que, além de Mogi das Cruzes, atendem a Capital, cidades do litoral e Vale do Paraíba e algumas cidades fora do estado de São Paulo. A estrutura foi inaugurada pela Prefeitura em 1987.

Em março de 2017 a Prefeitura reassumiu a administração do terminal por conta do fim do contrato com a antiga concessionária, a empresa Socicam.

Fonte: Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

Prefeitura amplia serviços de manutenção nos terminais de ônibus

A Prefeitura de Mogi das Cruzes está ampliando os serviços de manutenção nos três terminais que recebem os ônibus urbanos e intermunicipais em Mogi das Cruzes. Para isso, a Secretaria Municipal de Transportes criou uma equipe específica que será responsável por estas intervenções. O objetivo é agilizar o atendimento às necessidades dos usuários e oferecer estruturas de mais qualidade para os passageiros.

Serão beneficiados com os serviços os Terminais Central e Estudantes, que recebem as linhas do sistema municipal de transporte coletivo, além do Terminal Rodoviário Geraldo Scavone, que está sob administração da Prefeitura e recebe os ônibus rodoviários.

Nossa intenção é que o problema tenha uma solução assim que ele for detectado. Para isso, funcionários que trabalham junto aos terminais já estão orientados a comunicar imediatamente as questões de manutenção assim que elas forem detectadas, evitando transtornos aos passageiros”, explicou o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida.

Secretário José Luiz vistoriou os terminais para verificar ações que devem ser adotadas pelas equipes de manutenção dos espaços. Foto: Guilherme Berti/PMMC

Nesta terça-feira, 20/02/2018, José Luiz visitou os terminais para acompanhar o início do trabalho da equipe. O secretário também conversou com taxistas e passageiros que estavam na região para ouvir opiniões, críticas e sugestões.

Entre as primeiras ações que estão sendo desenvolvidas pelos funcionários estão melhorias nos banheiros e na iluminação das plataformas e áreas de circulação. Estas necessidades foram detectadas por meio de um diagnóstico realizado pela Secretaria Municipal de Transportes e com base em reclamações apresentadas pelos passageiros.

Além disso, outras intervenções a serem realizadas a médio prazo também foram discutidas e serão adotadas. Entre estas ações estão melhorias no sistema elétrico dos terminais.

O secretário também chamou a atenção para a importância da participação dos usuários na conservação dos espaços públicos. “Nos três terminais, temos registrado casos de vandalismo. Eles são praticados por uma minoria, mas acabam prejudicando os passageiros e quem utiliza os serviços existentes nos locais. Assim, é importante que, ao detectar algum problema ou alguma pessoa depredando os espaços que o fato seja comunicado imediatamente aos responsáveis”, disse.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

⚡️Curtas (19/07/2017)

– Linhas intermunicipais passam a utilizar a Av. Governador Adhemar de Barros

A partir desta quarta-feira, 19/07/2017, as nove linhas intermunicipais que saem do Terminal Estudantes e do Terminal Geraldo Scavone em direção aos municípios de Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Santa Isabel, Poá e São Paulo vão seguir pela Av. Governador Adhemar de Barros. A medida agilizará a circulação dos ônibus e deverá ter um impacto positivo no trânsito em bairros como a Vila Industrial e o Mogilar, por onde o trajeto vinha sendo feito.

Entre as vias que serão beneficiadas com a diminuição do trânsito de ônibus estão as ruas Salvador Cabral e Borges Vieira e a Av. Cavalheiro Nami Jafet, que vem apresentando ponto de lentidão nas proximidades da passagem de nível.

Passagem dos ônibus intermunicipais pela Adhemar de Barros terá impacto positivo no trânsito de bairros como a Vila Industrial e o Mogilar. Foto: Ney Sarmento/ PMMC

O trajeto pela Adhemar de Barros também será feito por três linhas que atendem as cidades de Biritiba Mirim e Salesópolis e utilizam o corredor da Rua Dr. Ricardo Vilela em sua chegada a Mogi para acessar o trecho final da Av. Voluntário Fernando Pinheiro Franco, na região da Praça dos Imigrantes, onde está o ponto final da linha. Dois destes itinerários (Salesópolis/Trevo da Petrobras e Biritiba Mirim/Jardim dos Eucaliptos) já começaram no novo trajeto nesta segunda-feira, 17/07.

Ao todo, são 447 passagens de ônibus por dia que deixam de ser feitas pelo Mogilar e Vila Industrial. Já para os passageiros, a medida vai significar um ganho estimado de 15 a 20 minutos no tempo do trajeto, nos horários de pico. Nos últimos dias, o consórcio Unileste, responsável pelas linhas, fez a orientação aos passageiros sobre as alterações.

– Retorno da Rua Guttermann recebe recuo

A Prefeitura de Mogi, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, está executando uma intervenção viária na região de Braz Cubas, que visa melhorar a fluidez do trânsito local e aumentar as condições de segurança, em especial dos caminhões, nas proximidades do largo da feira de Braz Cubas, no retorno da Rua Guttermann.

O objetivo dos trabalhos, que consistem em um recorte de guia, é ampliar a angulação e criar um recuo de aproximadamente 3 metros, que vai servir quase como uma pista auxiliar, para que os caminhões tenham mais espaço e segurança ao executarem a conversão. Desta forma, os veículos de médio e grande porte, que antes tinham dificuldades ao executar o retorno, não enfrentarão mais esse percalço.

Um recuo de aproximadamente 3 metros vai solucionar o problema com a conversão, em especial de veículos de grande porte, na Rua Gutterman. Foto: Guilherme Berti/ PMMC

Juntamente à adequação viária, as equipes da SMSU estão fazendo também melhorias no sistema de drenagem do dispositivo, erradicando problemas associados a esta conversão. Antes, o local possuía bocas de lobo, com tampas de concreto, que eram rompidas mais facilmente, sempre que os caminhões, sem o espaço necessário para o retorno, passavam por cima de algum trecho de calçada. Agora, além de os caminhões passarem a ter o espaço apropriado para a conversão, as bocas de lobo estão sendo substituídas por bocas de leão, que são mais resistentes.

As equipes já concluíram a troca do material para o sistema de drenagem e a previsão é que os trabalhos como um todo, que compreendem também a pavimentação do recuo, estendam-se por mais cerca de 20 dias.

Além de garantir a execução mais segura do retorno, essa intervenção também vai erradicar um conflito viário existente na intersecção entre a Rua Gutterman e a Ulysses Borges de Siqueira, decorrente da até então restrita metragem do trecho.