Sesc apresenta projeto de instalação da unidade provisória em Mogi

O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo, participou nesta quinta-feira, 13/08/2020, de uma reunião online com o diretor do Sesc SP, Danilo Miranda, para a apresentação do projeto de instalação da unidade provisória do Sesc em Mogi das Cruzes. Apesar da pandemia, os trabalhos para viabilizar a implantação da unidade do Sesc em Mogi das Cruzes prosseguiram com vigor e a expectativa é que as atividades tenham início a partir do primeiro semestre de 2021.

Todos estamos com uma grande expectativa em torno da instalação da unidade do Sesc na cidade e é muito bom ver que o projeto já está em estágio avançado. Isso é resultado de uma ampla articulação, que iniciamos em 2017 e contou com a participação de toda a população. É uma grande conquista para a cidade”, pontuou o prefeito, Marcus Melo.

Durante o encontro, Miranda apresentou o projeto arquitetônico da unidade provisória, com projeções de como deve ficar cada espaço. Na primeira etapa, a ideia do Sesc é aproveitar as estruturas que já existem no Centro Esportivo do Socorro, como alguns prédios, campo de futebol, quadras e piscina e reformá-las, adequando-as às atividades do Sesc.

Essa ocupação inicial não amplia nenhuma área construída. Vamos fazer acomodações, com arruamento, refazimento de instalações elétricas, execução de rede lógica e adequações nas instalações da piscina. É uma adaptação daquilo que já está lá, com a implantação de espaços leves e provisórios para podermos iniciar nossas operações”, explicou o diretor do Sesc SP.

A entrada principal para o Sesc de Mogi das Cruzes continuará sendo pela rua Rogério Tacola e, no acesso das pessoas, o Sesc projetou a instalação de uma escadaria. Os espaços esportivos serão em uma sua maioria mantidos, para a mesma destinação.

Nas edificações ao lado da piscina, o Sesc planeja implantar um galpão multiuso e um espaço de convivência, de leitura, bem como uma loja Sesc. Já nos prédios à esquerda da entrada principal, a ideia é instalar um espaço de tecnologia e artes, uma oficina de artes, uma central de relacionamento e também uma área administrativa.

Nos espaços abertos, o projeto prevê a implantação de um bosque central, de um quiosque com oficinas de educação ambiental e de espaços de brincar. Também está previsto um espaço fechado para as crianças desenvolverem suas habilidades e imaginação.

A primeira fase do projeto prevê ainda pista de caminhada, sala de ginástica, vestiários, praça de eventos, praça recreativa, salas multifuncionais, além de espaços destinados à administração e apoio operacional. Já na segunda fase, também prevista para 2021, o Sesc projeta algumas instalações complementares, como um espaço para café, uma carreta odontológica e também um campo de grama sintética.

A unidade provisória já deve trazer à população do município e de toda a região uma ampla gama de atividades e programações do Sesc, nas áreas cultural, esportiva, educacional, de lazer, recreação e cidadania.  “Estamos trabalhando com muito empenho e já temos um encaminhamento muito sólido e definido do que deve acontecer. Esta primeira etapa já traz consigo um propósito comunitário, portanto será aberto a toda a comunidade”, destacou Danilo Miranda.

A entrega das chaves do Centro Esportivo do Socorro aconteceu no dia 1º de julho, porém a doação já havia sido oficializada em 11 de março deste ano, durante reunião entre o prefeito Marcus Melo e o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Abram Szajman, mais o diretor regional do Sesc em São Paulo, Danilo Miranda, na sede da Federação, na capital paulista.

Desde então, a equipe técnica do Sesc já se mobilizou em torno de medições, estudos e levantamentos, o que garantiu a condição avançada do projeto de instalação da unidade de Mogi das Cruzes. A Prefeitura de Mogi, por sua vez, cuidou da transferência de todas as atividades que lá aconteciam para outros espaços municipais.

Segundo a lei que autoriza a doação da área, a partir da entrega do imóvel, o Sesc tem 18 meses para o início das atividades de ocupação, mais três anos para a apresentação do projeto arquitetônico referente à instalação da unidade permanente e cinco anos após aprovação do projeto pela Prefeitura para sua edificação.

Apresentação do Projeto Sesc Mogi das Cruzes

Estudos feitos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo apontam que a vinda de um Sesc para Mogi das Cruzes fará com que o número de pessoas atendidas na área do Centro Esportivo do Socorro salte de 1.200/mês para 30 mil/mês, com mais de 700 atividades disponibilizadas não só para pessoas ligadas ao ramo do comércio, como a população de uma forma geral.

Além disso, a unidade tem o potencial de gerar cerca de 500 empregos diretos e indiretos, movimentando a economia da cidade e da região. O investimento para a instalação da unidade parte inteiramente do Sesc, não havendo emprego de verba pública no projeto.

A reunião online contou com a participação de quase 60 pessoas, entre elas o secretário chefe de Gabinete da Prefeitura, Romildo Campello, o secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori, a coordenadora da assessoria jurídica do Sesc, Carla Bertucci Barbieri, o presidente do Sincomércio, Valterli Martinez, o presidente da Câmara Municipal, Sadao Sakai e também o vereador José Antonio Cuco Pereira. A imprensa também participou do encontro e pôde fazer questionamentos ao final.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Área do Centro Esportivo do Socorro é oficialmente transferida ao Sesc

O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo, reuniu-se na tarde desta quarta-feira, 11/03/2020, com o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Abram Szajman, e com o diretor regional do Sesc em São Paulo, Danilo Miranda, na sede da Federação, na capital paulista. Durante o encontro, foi feita a assinatura da transferência da área do Centro Esportivo do Socorro ao Sesc, ato esse que torna a entidade a efetiva proprietária da área.

Como já dito em outras ocasiões, o Sesc deve iniciar suas atividades por meio de uma unidade provisória, o que já garantirá a oferta de vários serviços e atrações à comunidade local. “Sabemos que, mesmo com a unidade provisória, o Sesc já pode oferecer uma ampla gama de atrações culturais, sociais e esportivas para toda a comunidade. Nossa expectativa, claro, é que o Sesc entre em funcionamento o quanto antes, de preferência ainda neste ano, em que Mogi das Cruzes completará 460 anos”, destacou o prefeito, lembrando que a Prefeitura de Mogi estará à disposição para o que for necessário durante o processo de implantação, tendo em vista que trata-se de um equipamento de interesse público.

Durante reunião na sede da Fecomércio, em São Paulo, o prefeito Marcus Melo assinou a transferência oficial da área do Centro Esportivo do Socorro ao Sesc. Foto: Ney Sarmento/PMM

Ao longo das últimas semanas, equipes do Sesc estiveram na cidade em diversas ocasiões para fazer medições, estudos e levantamentos técnicos na área do Centro Esportivo do Socorro. Os representantes da entidade também informaram que já estão tomando providências no sentido de agilizar o início das atividades na cidade, como a contratação de prestadoras de serviços como manutenção, limpeza e segurança do espaço.

O presidente da Fecomércio, Abram Szajman, lembrou que há muitos anos o Sesc tem a vontade de levar uma unidade à Mogi das Cruzes, portanto agradeceu a todos os envolvidos, destacando que este é um momento emblemático e muito aguardado. O prefeito lembrou que todo esse processo só foi possível graças à união entre a Prefeitura e a Câmara Municipal, que também defendeu a vinda do equipamento e criou inclusive uma Comissão Especial de Vereadores (CEV) para tratar desse tema, presidente por José Antônio Cuco Pereira.

A reunião também contou com a presença do vice-prefeito, Juliano Abe, do chefe de Gabinete da Prefeitura de Mogi, Romildo Campello, de representantes de outros departamentos técnicos do Sesc, do presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio), Valterli Martinez e dos vereadores José Antônio Cuco Pereira, Mauro Araújo e Sadao Sakai.

Centro de Pesquisa e Formação

Ao término da reunião, o prefeito Marcus Melo fez uma visita ao Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo, que é uma unidade voltada à reflexão crítica e à produção de conhecimentos da educação, arte gestão e mediações culturais. Melo se interessou pelo conteúdo oferecido no equipamento e propôs uma parceria para que a Escola de Empreendedorismo e Inovação passe a ter uma sala Sesc. Representantes da entidade ficaram de marcar uma visita à unidade, para estudarem essa possibilidade.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Ocupação da área do Centro Esportivo do Socorro pelo Sesc terá início em 2020

O prefeito Marcus Melo se reuniu com o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Abram Szajman e com o diretor regional do Serviço Social do Comércio em São Paulo (Sesc SP), Danilo Miranda, na sede da Federação, em São Paulo. Durante o encontro, Miranda explicou que o processo referente à instalação de uma unidade do Sesc em Mogi das Cruzes está com o departamento nacional da entidade e a expectativa é que, até o final deste ano, ele seja aprovado.

Segundo o diretor regional do Sesc, uma vez com a escritura da área em mãos, a intenção do Sesc é traçar um plano inicial para a ocupação da área do Centro Esportivo do Socorro. Havendo aprovação por parte do conselho nacional do Sesc ainda neste ano, a movimentação em torno dessa ocupação já deve acontecer no início de 2020.

Viemos aqui justamente para verificar como está o andamento do processo, porque a ansiedade é grande para a vinda do Sesc. Sabemos que a construção do prédio da unidade definitiva é uma etapa mais demorada, mas a unidade provisória queríamos poder trazer o quanto antes”, destacou o prefeito, lembrando ainda que no próximo ano Mogi das Cruzes completará 460 anos, portanto o Sesc serviria como um grande presente para a cidade.

Em reunião com o presidente do Fecomércio, Abram Szajman e o direto regional do Sesc, Danilo Miranda, prefeito falou sobre a expectativa em torno da vinda de um Sesc para Mogi. Foto: Ney Sarmento/PMMC

Szajman lembrou que a vinda de um Sesc para Mogi sempre foi uma vontade da entidade, condicionada unicamente à oferta de uma área, o que agora enfim se concretizou. Lembrou ainda de Airton Nogueira, saudoso presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio), que sempre lutou pela vinda de um Sesc para a cidade.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori, também participou da reunião e lembrou que a área do Centro Esportivo do Socorro já passou por uma série de vistorias por parte das equipes técnicas do Sesc, razão pela qual ele crê que, após a assinatura efetiva da doação da área, a implantação da unidade provisória não deve levar muito tempo.

Em Mogi, a última medida em prol da vinda do Sesc foi a aprovação na Câmara Municipal da doação da área do Centro Esportivo do Esportivo do Socorro ao Sesc, no início de outubro último. A princípio, a proposta era fazer a concessão de direito real de uso da área por um período de 99 anos e o processo já estava em estágio avançado, porém uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo fez com que o município substituísse o instrumento jurídico, de concessão para doação. Assim, o processo foi novamente submetido à aprovação popular, por meio de audiência pública e depois encaminhado à apreciação do Legislativo Municipal.

Estudos feitos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo apontam que a vinda de um Sesc para Mogi das Cruzes faria com que o número de pessoas atendidas na área do Centro Esportivo do Socorro saltasse de 1.200/mês para 30 mil/mês, com mais de 700 atividades disponibilizadas não só para pessoas ligadas ao ramo do comércio, como a população de uma forma geral. Além disso, a unidade geraria cerca de 500 empregos diretos e indiretos, movimento a economia da cidade e da região. O Sesc também serviria como instrumento de experimentação de novos projetos e atividades, possibilitando um maior acesso à cultura, esporte, lazer e serviços por parte dos cidadãos mogianos.

A reunião também contou com a participação do presidente da Câmara Municipal, vereador Sadao Sakai.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Câmara aprova doação de área ao Sesc

A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes aprovou, na sessão ordinária desta quarta-feira, 02/09/2019, o Projeto de Lei nº 112/19, de autoria do prefeito Marcus Melo, que autoriza o Poder Executivo a doar imóvel para o Sesc – Serviço Social do Comércio. A área de 27.288,07 metros quadrados está localizada na Rua Rogério Tácola, 118, na esquina com a Avenida Narciso Yague Guimarães e a Rua Antonio Vergaças, no bairro do Socorro. A matéria foi aprovada com voto contrário do vereador Iduigues Martins.

Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

De acordo com o Projeto de Lei, o Sesc terá 18 meses contados a partir da entrega do imóvel para o início das atividades de ocupação e mais três anos para a apresentação do projeto arquitetônico referente à instalação da unidade de serviço, além de um prazo de cinco anos após aprovação do projeto pela Prefeitura para sua edificação.

O Sesc poderá perder a doação do imóvel caso não cumpra as exigências e prazos previstos no Projeto de Lei.

Fonte: Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

⚡️Curtas (04/04/2018)

– Akimatsuri 2018

Nesse fim de semana tem início um dos festivais mais tradicionais da colônia japonesa realizada dentro do Estado de São Paulo: o 33º Festival de Outono – Akimatsuri. Com uma média de público de 80 mil pessoas, é realizada em Mogi das Cruzes desde 1986. A festa acontecerá em dois finais de semana – 07, 08, 14 e 15 de abril, aos sábados das 10h00 às 22h00 e aos domingos das 10h00 às 21h00.

O evento é uma megarealização, que reúne no Centro Esportivo do Bunkyo apresentações artísticas e culturais, praça de alimentação, centro de negócios, minishopping e exposição agrícola.

A entrada custa R$ 14, com meia-entrada para estudantes mediante a carteirinha, professores e pessoas acima de 60 anos. Crianças até 7 anos não pagam. O estacionamento custa R$ 25.

O Centro Esportivo do Bunkyo fica na Avenida Japão nº 5919, bairro Porteira Preta.

Outras informações em akimatsuri.com.br / facebook.com/akimatsuri ou pelo telefone (11) 4791-2022.

– Câmara aprova concessão do Centro Esportivo do Socorro ao SESC

Na sessão ordinária desta terça-feira, 03/04/2018, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei 151/2017, que autoriza a Prefeitura a ceder, por meio de concessão, o imóvel e as dependências do Centro Esportivo do Socorro ao Serviço Social do Comércio (SESC) para a implantação de um Centro Cultural e Desportivo.

Na proposta, a Prefeitura argumenta que com a concessão, além das 33 atividades oferecidas pelo atual Centro Esportivo do Socorro, os usuários poderão usufruir de mais 769 atividades, em uma estrutura mais moderna, contemporânea e acessível a pessoas com mobilidade reduzida. Além disso, a Prefeitura ressalta que o local passará a atender cerca de 30 mil pessoas por mês. Hoje o Centro Esportivo do Socorro atende aproximadamente 1.200 pessoas mensalmente, de acordo com os dados do Executivo.

Centro Esportivo do Socorro

A partir da entrega da área, o Sesc terá um prazo de um ano e meio para ocupar e iniciar as atividades relativas ao programa proposto. Após a ocupação, a instituição terá três anos para submeter ao Município o projeto arquitetônico referente à implantação do Centro Cultural e Desportivo e, com a aprovação da Prefeitura, o Sesc terá mais cinco anos para edificar o projeto. A concessão de direito real de uso, dada ao Sesc, é de 99 anos.

O vereador Cuco Pereira (PSDB), membro da Comissão Permanente de Justiça e Redação da Casa e um dos principais apoiadores da vinda do Sesc a Mogi das Cruzes, fez o uso da palavra durante a sessão para reafirmar a importância da construção do Centro Cultural e Desportivo na cidade. “Temos a oportunidade de tornar realidade hoje o sonho que almejamos há muitos anos. Esse grande equipamento vai, sem dúvidas nenhuma, revolucionar o crescimento de nossa cidade”, defendeu.