Ocupação da área do Centro Esportivo do Socorro pelo Sesc terá início em 2020

O prefeito Marcus Melo se reuniu com o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Abram Szajman e com o diretor regional do Serviço Social do Comércio em São Paulo (Sesc SP), Danilo Miranda, na sede da Federação, em São Paulo. Durante o encontro, Miranda explicou que o processo referente à instalação de uma unidade do Sesc em Mogi das Cruzes está com o departamento nacional da entidade e a expectativa é que, até o final deste ano, ele seja aprovado.

Segundo o diretor regional do Sesc, uma vez com a escritura da área em mãos, a intenção do Sesc é traçar um plano inicial para a ocupação da área do Centro Esportivo do Socorro. Havendo aprovação por parte do conselho nacional do Sesc ainda neste ano, a movimentação em torno dessa ocupação já deve acontecer no início de 2020.

Viemos aqui justamente para verificar como está o andamento do processo, porque a ansiedade é grande para a vinda do Sesc. Sabemos que a construção do prédio da unidade definitiva é uma etapa mais demorada, mas a unidade provisória queríamos poder trazer o quanto antes”, destacou o prefeito, lembrando ainda que no próximo ano Mogi das Cruzes completará 460 anos, portanto o Sesc serviria como um grande presente para a cidade.

Em reunião com o presidente do Fecomércio, Abram Szajman e o direto regional do Sesc, Danilo Miranda, prefeito falou sobre a expectativa em torno da vinda de um Sesc para Mogi. Foto: Ney Sarmento/PMMC

Szajman lembrou que a vinda de um Sesc para Mogi sempre foi uma vontade da entidade, condicionada unicamente à oferta de uma área, o que agora enfim se concretizou. Lembrou ainda de Airton Nogueira, saudoso presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio), que sempre lutou pela vinda de um Sesc para a cidade.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori, também participou da reunião e lembrou que a área do Centro Esportivo do Socorro já passou por uma série de vistorias por parte das equipes técnicas do Sesc, razão pela qual ele crê que, após a assinatura efetiva da doação da área, a implantação da unidade provisória não deve levar muito tempo.

Em Mogi, a última medida em prol da vinda do Sesc foi a aprovação na Câmara Municipal da doação da área do Centro Esportivo do Esportivo do Socorro ao Sesc, no início de outubro último. A princípio, a proposta era fazer a concessão de direito real de uso da área por um período de 99 anos e o processo já estava em estágio avançado, porém uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo fez com que o município substituísse o instrumento jurídico, de concessão para doação. Assim, o processo foi novamente submetido à aprovação popular, por meio de audiência pública e depois encaminhado à apreciação do Legislativo Municipal.

Estudos feitos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo apontam que a vinda de um Sesc para Mogi das Cruzes faria com que o número de pessoas atendidas na área do Centro Esportivo do Socorro saltasse de 1.200/mês para 30 mil/mês, com mais de 700 atividades disponibilizadas não só para pessoas ligadas ao ramo do comércio, como a população de uma forma geral. Além disso, a unidade geraria cerca de 500 empregos diretos e indiretos, movimento a economia da cidade e da região. O Sesc também serviria como instrumento de experimentação de novos projetos e atividades, possibilitando um maior acesso à cultura, esporte, lazer e serviços por parte dos cidadãos mogianos.

A reunião também contou com a participação do presidente da Câmara Municipal, vereador Sadao Sakai.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Câmara aprova doação de área ao Sesc

A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes aprovou, na sessão ordinária desta quarta-feira, 02/09/2019, o Projeto de Lei nº 112/19, de autoria do prefeito Marcus Melo, que autoriza o Poder Executivo a doar imóvel para o Sesc – Serviço Social do Comércio. A área de 27.288,07 metros quadrados está localizada na Rua Rogério Tácola, 118, na esquina com a Avenida Narciso Yague Guimarães e a Rua Antonio Vergaças, no bairro do Socorro. A matéria foi aprovada com voto contrário do vereador Iduigues Martins.

Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

De acordo com o Projeto de Lei, o Sesc terá 18 meses contados a partir da entrega do imóvel para o início das atividades de ocupação e mais três anos para a apresentação do projeto arquitetônico referente à instalação da unidade de serviço, além de um prazo de cinco anos após aprovação do projeto pela Prefeitura para sua edificação.

O Sesc poderá perder a doação do imóvel caso não cumpra as exigências e prazos previstos no Projeto de Lei.

Fonte: Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

⚡️Curtas (04/04/2018)

– Akimatsuri 2018

Nesse fim de semana tem início um dos festivais mais tradicionais da colônia japonesa realizada dentro do Estado de São Paulo: o 33º Festival de Outono – Akimatsuri. Com uma média de público de 80 mil pessoas, é realizada em Mogi das Cruzes desde 1986. A festa acontecerá em dois finais de semana – 07, 08, 14 e 15 de abril, aos sábados das 10h00 às 22h00 e aos domingos das 10h00 às 21h00.

O evento é uma megarealização, que reúne no Centro Esportivo do Bunkyo apresentações artísticas e culturais, praça de alimentação, centro de negócios, minishopping e exposição agrícola.

A entrada custa R$ 14, com meia-entrada para estudantes mediante a carteirinha, professores e pessoas acima de 60 anos. Crianças até 7 anos não pagam. O estacionamento custa R$ 25.

O Centro Esportivo do Bunkyo fica na Avenida Japão nº 5919, bairro Porteira Preta.

Outras informações em akimatsuri.com.br / facebook.com/akimatsuri ou pelo telefone (11) 4791-2022.

– Câmara aprova concessão do Centro Esportivo do Socorro ao SESC

Na sessão ordinária desta terça-feira, 03/04/2018, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei 151/2017, que autoriza a Prefeitura a ceder, por meio de concessão, o imóvel e as dependências do Centro Esportivo do Socorro ao Serviço Social do Comércio (SESC) para a implantação de um Centro Cultural e Desportivo.

Na proposta, a Prefeitura argumenta que com a concessão, além das 33 atividades oferecidas pelo atual Centro Esportivo do Socorro, os usuários poderão usufruir de mais 769 atividades, em uma estrutura mais moderna, contemporânea e acessível a pessoas com mobilidade reduzida. Além disso, a Prefeitura ressalta que o local passará a atender cerca de 30 mil pessoas por mês. Hoje o Centro Esportivo do Socorro atende aproximadamente 1.200 pessoas mensalmente, de acordo com os dados do Executivo.

Centro Esportivo do Socorro

A partir da entrega da área, o Sesc terá um prazo de um ano e meio para ocupar e iniciar as atividades relativas ao programa proposto. Após a ocupação, a instituição terá três anos para submeter ao Município o projeto arquitetônico referente à implantação do Centro Cultural e Desportivo e, com a aprovação da Prefeitura, o Sesc terá mais cinco anos para edificar o projeto. A concessão de direito real de uso, dada ao Sesc, é de 99 anos.

O vereador Cuco Pereira (PSDB), membro da Comissão Permanente de Justiça e Redação da Casa e um dos principais apoiadores da vinda do Sesc a Mogi das Cruzes, fez o uso da palavra durante a sessão para reafirmar a importância da construção do Centro Cultural e Desportivo na cidade. “Temos a oportunidade de tornar realidade hoje o sonho que almejamos há muitos anos. Esse grande equipamento vai, sem dúvidas nenhuma, revolucionar o crescimento de nossa cidade”, defendeu.

 

Prefeito entrega projeto que autoriza cessão de área para construção do Sesc à Câmara

O prefeito Marcus Melo foi à Câmara Municipal nesta terça-feira, 19/12/2017, e entregou ao presidente do Legislativo, Carlos Evaristo, o projeto de lei que autoriza o município a repassar a área do Centro Esportivo do Socorro para a construção de uma unidade do Sesc. A proposta será analisada pelos vereadores e prevê que a área seja transferida por um período de tempo – no caso 99 anos –, e não de forma definitiva. A previsão é de que sejam investidos R$ 120 milhões na construção do equipamento, que oferecerá cultura, lazer e diversão aos mogianos.

Fiz questão de vir aqui entregar o projeto e quero agradecer todo o apoio que a Câmara Municipal nos deu neste projeto, atuando lado a lado com a Prefeitura e fazendo com que a proposta do Sesc fosse debatida junto à população, que em sua maioria é favorável à vinda deste equipamento”, disse Melo, que esteve no Legislativo ao lado dos secretários municipais Marcos Regueiro (Gabinete), Nilo Guimarães (Esportes e Lazer), Daniel Teixeira de Lima (Verde e Meio Ambiente), Mateus Sartori (Cultura), Juliana Guedes (Educação), Eduardo Rangel (Transportes), Paulo Roberto Madureira Sales (Segurança) e Walter Zago (Obras).

Ao lado de secretários municipais, prefeito Marcus Melo levou o projeto à Câmara e agradeceu os vereadores pelo apoio dado ao longo de toda a construção da proposta. Foto: Ney Sarmento/PMMC

Nos últimos meses, foram realizadas várias consultas públicas, por meio do programa Diálogo Aberto, sobre o tema. Elas aconteceram no Conselho de Turismo, Conselho da Cidade, Associação Mogicruzense de História, Artes e Letras, Conselho da Pessoa com Deficiência, Conselho de Cultura, Conselho de Assistência Social, Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselho da Promoção da Igualdade Racial, entre outras. Em todas elas, houve manifestações favoráveis à instalação do equipamento no município.

O vereador José Antonio Cuco Pereira lembrou que a cessão da área por tempo determinado – e não em definitivo – é um ponto importante do projeto, pois assegura a posse do terreno para o município. Outra questão levantada pelo vereador é o custeio do equipamento, que ficará exclusivamente por conta do Sesc. “Tenho a convicção de que esta será uma conquista histórica para a cidade”, frisou. Quem também acompanhou a reunião e agradeceu o apoio de vereadores e do prefeito mogiano foi o presidente do Sincomércio, Valteli Martinez. “Esta era uma bandeira que o nosso presidente Airton Nogueira carregou durante 15 anos e que agora se tornará realidade”, observou.

Além de já ofertar serviços à comunidade, o Centro Esportivo do Socorro atende aos demais requisitos da diretoria do Sesc. Foto: Guilherme Berti/PMMC

Participaram da reunião os vereadores Mauro Araújo, Rinaldo Sadao Sakai, Marcos Furlan, Diego de Amorim Martins, Benedito Taubaté Guimarães, Jean Lopes, Caio Cunha, Edson Santos, Francisco Bezerra, Emerson Rong, Claudio Miyake, Iduígues Martins, Protássio Nogueira, José Francimário Vieira de Macedo e Antonio Lino.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Área do Centro Esportivo do Socorro é escolhida para receber o Sesc Mogi das Cruzes

O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo, reuniu-se na manhã desta sexta-feira, 12/05/2017, com representantes do Sesc, para dar andamento às conversas que visam a instalação de uma unidade no município. O diretor do Sesc no Estado de São Paulo, Danilo Santos de Miranda, esteve presente no encontro e afirmou que, dentre as áreas previamente disponibilizadas pela Prefeitura para receber o equipamento, o Centro Esportivo do Socorro foi selecionado como o local ideal.

Por isso, além de reunião no gabinete, foi feita também uma vistoria na área do centro esportivo. “Mogi justifica a presença de um Sesc, não só pela vontade já manifestada por todos, como também por suas características, do ponto de vista social, cultural e econômico. Agora falta apenas formalizarmos isso, porém informalmente digo que já estávamos analisando há algum tempo as áreas disponíveis aqui em Mogi e escolhemos esta, por tudo o que observamos aqui”, destacou.

Além de já ofertar serviços à comunidade, o Centro Esportivo do Socorro atende aos demais requisitos da diretoria do Sesc. Foto: Guilherme Berti / PMMC

O próximo passo, como explanou Miranda, é a formalização da intenção hoje declarada, por meio da atuação da Prefeitura e da Câmara Municipal, que também se fez presente, com os membros da Comissão Especial de Vereadores (CEV) criada especificamente para acompanhar este tema. Além da formalização via ofício da oferta da área por parte da Prefeitura, também será preciso criar e aprovar uma lei, que viabilize a cessão do terreno ao Sesc.

Conforme estimou Miranda, uma unidade em Mogi das Cruzes vai requerer um investimento de mais de R$ 100 milhões, além de demandar tempo até que esteja concluída. Para agilizar o processo, ele cogita trazer à cidade uma unidade Sesc provisória. Isto é, uma equipe da instituição se instalaria no Centro Esportivo do Socorro da maneira como ele está e daria início em breve às atividades oferecidas pelo Sesc, até que os trâmites burocráticos para a edificação de uma unidade definitiva sejam vencidos.

O diretor estadual do Sesc disse ainda que, com base no que observou da área em Mogi das Cruzes, a unidade definitiva do Sesc Mogi das Cruzes se assemelharia muito com a unidade de Jundiaí, que foi inaugurada em abril de 2016.

Sobre prazos, ele afirmou que, em se tratando de uma unidade provisória, em menos de um ano seria possível iniciar as atividades, caso não haja empecilhos ao longo do caminho. “Precisamos lembrar que temos 12 projetos em andamento, portanto não é possível garantirmos que isso acontecerá rapidamente. O que pode ser viabilizado de forma mais rápida é o início das atividades por meio de uma unidade provisória, assim como acontece em Osasco, em Presidente Prudente, no Campo Limpo e no Parque Dom Pedro”, exemplificou.

O prefeito Marcus Melo ressaltou que o objetivo é sempre proporcionar mais serviços à população, por isso a Prefeitura está de acordo com a utilização da área do Centro Esportivo do Socorro. “Em se tratando de áreas municipais, temos sempre que escolher a melhor ocupação para cada uma delas e o Sesc é um equipamento que atenderia a toda a população. É, na verdade, um grande presente para a cidade”, pontuou, garantindo que vai tomar as providências burocráticas necessárias para a formalização do que foi acordado.

Agora vamos cuidar de todas as tratativas para poder fazer a cessão da área ao Sesc. Este é um grande investimento, que a Prefeitura sozinha não teria condições de fazer. Por isso, agradecemos a toda a atenção e o carinho pela cidade que os representantes do Sesc têm demonstrado”, finalizou.

Também participaram da reunião e vistoria o coordenador de Planejamento do Sesc, Sérgio Batistelli, o chefe de Gabinete da Prefeitura de Mogi das Cruzes, José Luiz Freire de Almeida, o secretário municipal de Cultura, Mateus Sartori, o secretário municipal de Esporte e Lazer, Nilo Guimarães e vereadores da cidade.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes