EDP reforça cuidados no plantio de árvores próximas à rede elétrica

O Dia da Árvore é comemorado no dia 21 de setembro, e a data é próxima ao início da Primavera, que chega trazendo mais vigor à vegetação. E para contribuir para uma melhor harmonia entre a arborização e as redes de distribuição de energia das cidades, a EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte, orienta a população a tomar cuidados especiais na hora de plantar árvores.

A queda de árvores e galhos sobre a rede elétrica é uma das principais causas de impacto na continuidade da energia. Este cenário reforça a necessidade do plantio adequado de novas árvores para que futuramente não haja interferência no serviço de energia elétrica para as residências, comércios, indústrias e, principalmente, neste contexto de pandemia da Covid-19, nas unidades de saúde, hospitais e centros médicos. Outras causas de ocorrências atendidas pela EDP envolvem, por exemplo, pipas na rede, colisão de veículo em postes, e intempéries climáticas (chuvas, ventos e descargas atmosféricas).

O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro. A criação da data surgiu da necessidade de conscientizar a população da importância das árvores para o meio ambiente, inclusive para a vida dos seres humanos. Foto por Skitterphoto em Pexels.com

A EDP investe continuamente em redes de energia mais protegidas para garantir um convívio mais harmonioso da vegetação com o sistema elétrico das cidades, porém, a queda de galhos e árvores inteiras nas redes tem potencial para causar rompimento de fios e quebra de postes, curto-circuito, além de provocar acidentes com passantes”, destaca Afonso Celso Ferreira, gestor de operação da EDP.

Para reduzir esse impacto de forma sustentável, a empresa sugere ações simples:

  • No momento do plantio, opte por árvores de menor porte e evite as espécies altas, como eucaliptos, palmeiras e similares, próximas ou embaixo da rede elétrica para que não ofereçam riscos de interferência no fornecimento da energia ao longo do seu crescimento.
  • O alerta vale também para as folhagens que podem ocultar a fiação. Elas são fator de risco, pois aumentam a probabilidade de contatos acidentais na rede, por exemplo, por crianças que brincam próximas da vegetação. Em zonas rurais, há ainda risco de incêndios com o tombamento de árvores sobre redes elétricas, ocasionado por reflorestamentos imprudentes.
  • Para realizar o plantio de árvores em área urbana é importante que a prefeitura do município seja acionada para a liberação ambiental e atendimento do plano de arborização do município.
  • A poda, manutenção e conservação da vegetação, caracterizada como limpeza urbana é responsabilidade do governo municipal. A solicitação do serviço deve ser realizada diretamente ao órgão competente da cidade.
  • A EDP atua no serviço de poda quando os galhos se encontram muito próximos da rede elétrica e podem interferir no funcionamento do sistema. O trabalho é realizado a partir de poda preventiva feita de forma contínua da vegetação próxima da fiação e reforçada no período que antecede o verão.

Importante destacar que a qualquer momento, o consumidor pode solicitar o serviço de poda de vegetação com impacto à rede elétrica diretamente nos canais de atendimento da EDP, pelo site www.edponline.com.br ou pelo aplicativo EDP Online. Nestes canais, o consumidor tem a possibilidade de inserir um registro fotográfico, facilitando a localização para a equipe de campo.

Ação da Polícia Militar e Fiscalização fecha fábrica de álcool em gel

Uma ação conjunta da Polícia Militar e do Departamento de Fiscalização de Posturas da Prefeitura de Mogi das Cruzes fechou, na manhã desta quarta-feira, 01/04/2020, uma fábrica clandestina de álcool em gel, na Vila Rubens. Duas pessoas foram presas durante a operação, que também flagrou crianças trabalhando no local.

Os responsáveis pelo local também foram autuados pelo Departamento de Fiscalização de Posturas em 4 Unidades Fiscais do Município (UFM), o equivalente a R$ 719,04, por exercer atividade sem o respectivo licenciamento.

Fábrica clandestina para produção e envasamento de álcool em gel foi fechada na Vila Rubens em uma operação da Polícia Militar e Departamento de Fiscalização. Foto: Divulgação

O caso aconteceu na rua Joaquim João Frederico Muhleise, na Vila Rubens. No imóvel, foram encontradas estruturas para a produção e o envasamento de álcool em gel, um dos produtos mais procurados por consumidores desde o início da pandemia de Covid-19. Entre os objetos utilizados na produção estavam caixas d’água, galões e frascos.

Um casal foi preso pela Polícia Militar e um grupo de cerca de 10 menores de idade também foram encontrados trabalhando no local. Após o registro da ocorrência, o caso continuará a ser investigado pelas autoridades policiais.

Quarentena

A Prefeitura de Mogi das Cruzes também vem fiscalizando o cumprimento do decreto de quarentena do Governo do Estado que restringe o funcionamento de atividades não essenciais. O trabalho é desenvolvido pelo Departamento de Fiscalização de Posturas e pela Guarda Municipal, com a participação da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

De acordo com a determinação do Governo do Estado, somente os serviços essenciais podem funcionar até o dia 7 de abril. Entre os serviços que podem funcionar, estão hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas, transporte público, transportadoras, armazéns, supermercados, mercados, padarias, petshops, empresas de telemarketing, deliverys, serviços de limpeza pública, postos de combustível e lojas de material de construção.

A população também pode colaborar com denúncias, por meio do telefone 153, da Guarda Municipal. O atendimento é feito 24 horas por dia e foi ampliado durante o período de crise.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Aprovada obrigatoriedade de portas giratórias com detectores de metais nos bancos de Mogi

Na sessão ordinária desta terça-feira, 17/12/2019, a Câmara de Mogi das Cruzes aprovou o Projeto de Lei 132/2019, de autoria do vereador Iduigues Martins, que obriga todas instituições bancárias do Município a instalar portas giratórias com detectores de metais.

A iniciativa, de acordo com Martins, se deu por conta da “fragilidade do sistema de segurança bancária, especialmente no que diz respeito à preservação da vida e da saúde dos bancários, seus familiares e clientes”.

Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

O Projeto de Lei, prevê advertência, multa e, em último caso, a suspensão da licença dos estabelecimentos que descumprirem a Lei, cabendo à Prefeitura fiscalizar.

Fonte: Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

Museus e espaços de cultura receberão câmeras para reforço na segurança

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo está adotando medidas de reforço na segurança de museus e espaços de cultura da cidade, por meio da aquisição de câmeras de monitoramento. A ação tem por objetivo evitar episódios como o ocorrido na semana passada, com a imagem sacra de Nossa Senhora da Conceição.

A princípio, foram adquiridas 20 câmeras, que serão instaladas na Pinacoteca de Mogi das Cruzes, no Arquivo Histórico Municipal “Historiador Isaac Grinberg” e no Museu Virtual de Educação. Só na Pinacoteca, serão 12 câmeras, a serem instaladas nas oito salas expositivas, corredores, entradas e saídas do prédio. No Arquivo Histórico serão duas, sendo uma para cada pavimento e no Muve serão instalados os demais seis equipamentos. O investimento inicial foi de aproximadamente R$ 12,5 mil.

A Secretaria de Cultura desenvolve neste momento o planejamento para que as mesmas providências sejam adotadas nos prédios do Casarão do Carmo, onde está o Museu Visconde de Mauá, no Centro de Cultura e Memória Expedicionários Mogianos (Museu dos Expedicionários) e no Museu Taro Konno, situado no Parque Centenário da Imigração Japonesa.

A Secretaria de Cultura e Turismo está adquirindo câmeras de monitoramento, que serão instaladas nos principais museus e espaços de exposição da cidade, para reforço na segurança. Foto: PMMC

Neste ínterim, foram adotadas algumas restrições referentes ao funcionamento de determinados espaços. A Pinacoteca, por exemplo, está fechada, até que seja feita a completa desmontagem da exposição Arte Sacra em Mogi das Cruzes, que ocupava o piso superior do prédio. Já o Museu Guiomar Pinheiro Franco, no Centro da Cidade, a partir de agora só receberá visitas espontâneas no seu piso térreo. No pavimento superior, só poderão ser feitas visitas de grupos, com agendamento prévio.

A meta é proteger os acervos dos museus do município, inibindo qualquer tipo de ação criminosa. Na semana passada, uma santa pertencente ao acervo da Diocese de Mogi das Cruzes foi retirada do local onde estava exposta na Pinacoteca e escondida em um cubo de exposição em outro cômodo do espaço. A suposição é de que o ato tenha sido premeditado, já com o objetivo de furtar a peça, em momento mais oportuno.

O ocorrido foi fundamental para que tomássemos providências no sentido de reforçar a segurança do nosso acervo. Mogi tem uma história riquíssima e é nossa obrigação proteger esse patrimônio, até para que ele continue cumprindo seu papel de resguardar e passar para futuras gerações fragmentos do nosso passado”, destacou o secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

⚡️Curtas (10/04/2019)

– Outlet

De acordo com o Valor Econômico, a General Shopping informou nesta quarta-feira, 10/04/2019, o lançamento do projeto de um shopping, chamado Outlet Premium Grande São Paulo.

O empreendimento será construído na rodovia Ayrton Senna, no acesso ao município de Mogi das Cruzes.

Outlet Premium São Paulo. Foto: General Shopping & Outlets

A primeira etapa do projeto tem conclusão prevista para o segundo semestre de 2020. Quando totalmente desenvolvido, o projeto terá 120 lojas distribuídas em 24 mil metros quadrados de área bruta locável.

Atualmente, a empresa mantém 15 shoppings em operação em seis Estados, incluindo o Suzano Shopping.

– Beco do Sapo recebe nova pintura

O Beco do Sapo, que liga a rua Senador Dantos ao Largo Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, na região central da cidade, recebeu nova pintura e foi revitalizado, como parte do programa de adoção de praças e espaços públicos mantido pela Prefeitura de Mogi das Cruzes. A Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente gerencia o projeto, que conta com cerca de 80 espaços públicos adotados por empresas da cidade.

Local recebeu grafite do artista João Ricardo Santos, conhecido como Jaum, criador da famosa personagem “Lalala Dog”. Foto: PMMC

O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, explica que o espaço infelizmente já foi alvo de atos de vandalismo e a Prefeitura realiza ações permanentes de combate a esta prática, como vigilância por parte da Guarda Municipal, além do monitoramento com câmeras: “Os locais públicos são de todos e sua preservação depende de cada um de nós. O Beco do Sapo está todo revitalizado e esperamos que continue assim, afinal é uma via bonita e que possui importância histórica para a cidade“, completa.

– Vereador faz apelo para implantação de Delegacia da Mulher 24h

A Câmara Municipal aprovou na sessão ordinária desta terça-feira, 09/04, o Requerimento nº 51/2019, de autoria do vereador Edson Santos, de apelo ao governador João Doria para a implantação da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) 24 horas em Mogi das Cruzes.

O documento destaca a proposta do governador João Doria implantar 40 DDMs com funcionamento 24 horas até o final do mandato. “Considerando que Mogi das Cruzes é a maior cidade do Alto Tietê, com mais de 440 mil habitantes, segundo dados do IBGE 2018, e referência no desenvolvimento de políticas públicas em defesa das mulheres vítimas de violência, é importante somarmos esforços para conquistar este serviço para o município”, destaca o vereador, que também direcionou o requerimento de apelo ao deputado federal Marco Bertaiolli e Marcos Damásio.

Ainda de acordo com a propositura, Mogi das Cruzes já conta com uma Casa Abrigo para Mulheres em Situação de Violência Doméstica, que é um acolhimento provisório para mulheres, acompanhadas ou não de seus filhos, em situação de ameaça ou risco de morte em razão da violência doméstica ou familiar. Também conta com a Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal, que faz um acompanhamento preventivo e periódico, para garantir proteção às mulheres em situação de violência que possuem medidas protetivas de urgência expedidas pela Justiça, com base na Lei Maria da Penha. Em março de 2019, cerca de 200 mulheres foram atendidas pela Patrulha Maria da Penha.