Período de adaptação sobre fiscalização eletrônica começa nesta quarta-feira, 20/07/2022

Os motoristas de Mogi das Cruzes devem ficar atentos para o início do período de adaptação do funcionamento dos equipamentos de fiscalização eletrônica, que começará nesta quarta-feira, 20/07/2022. Até o dia 26, os aparelhos estarão em operação, mas sem emitir autuações

A partir de 27 de julho, os motoristas que cometerem infrações de trânsito passarão a ser multados.

Confira lista dos locais que estão recebendo a fiscalização eletrônica

Ao todo, 30 locais receberam os equipamentos, número menor que o do contrato anterior, que era de 32. Estes pontos foram definidos após análise e estudos técnicos, que levam em conta fatores como acidentalidade, potencial de risco, características das vias, fluxo de veículos e pedestres, entre outros. Em sua maioria, os pontos em que os equipamentos estão sendo implantados já contavam com fiscalização eletrônica anteriormente. O novo contrato também não prevê a utilização de equipamento estático, popularmente conhecido como “radar móvel”, que era foco de reclamações e dúvidas da população.

Faixas informativas foram implantadas pela Prefeitura nos pontos de fiscalização eletrônica para alertar sobre o período de adaptação e o início das autuações. Foto: Divulgação/PMMC

Nos locais em que os equipamentos foram instalados, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana implantou faixas para alertar sobre o início do período de adaptação e a data de começo da fiscalização. Além disso, todos os pontos receberam sinalização específica, o que não é obrigatório pela legislação federal de trânsito.

Os equipamentos de fiscalização eletrônica são ferramentas para a segurança viária, que fazem parte de um amplo trabalho que também conta com ações de educação para o trânsito, sinalização e engenharia de tráfego. O objetivo não é autuar, mas, sim, salvar vidas”, explicou a secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres.

A secretária lembrou ainda que, diferentemente do que ocorria anteriormente, a Prefeitura fez a contratação de serviços de tecnologia a serem utilizados na mobilidade urbana do município. Dentro deste novo conceito, a fiscalização eletrônica é apenas uma parte deste trabalho, e não mais o único serviço prestado. O fornecimento de soluções de inteligência viária, câmeras de monitoramento viário, painéis para alertas e mensagens para os motoristas, tecnologia para o transporte coletivo e a operação de uma central informatizada de trânsito, estão dentro da nova contratação que, entre outras ações previstas, trará a modernidade, a atualização tecnológica e a agilidade necessárias para uma gestão inteligente e inclusiva da mobilidade urbana.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Faixa reversível na Av. Eng. Miguel Gemma começa a valer nesta segunda, 21/03/2022

Os motoristas que chegam a Mogi das Cruzes pela Av. Engenheiro Miguel Gemma no horário de pico da manhã poderão utilizar, a partir desta segunda-feira, 21/03/2022, a faixa reversível no trecho entre as avenidas Júlio Perotti e Santa Rita. A medida será adotada de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 9h00, no sentido bairro-centro, e poderá ser usada por veículos leves.

Na última quarta-feira, 16/03, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana realizou um teste no local, que teve resultados positivos. A equipe técnica da pasta continuará fazendo o acompanhamento no local, para verificar o comportamento dos motoristas durante os diversos dias e adotar ajustes, caso sejam necessários.

Faixa reversível da Av. Eng. Miguel Gemma poderá ser utilizada de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 9h, entre as avenidas Júlio Perotti e Santa Rita. Foto: Divulgação

Durante o período de validade da faixa reversível, os motoristas de veículos leves que trafegam no sentido bairro-centro da Av. Eng. Miguel Gemma poderão continuar na via após o encontro com a Av. Júlio Perotti e chegar à Av. Santa Rita. De lá, eles poderão utilizar a via para acessar a avenida Vereador Narciso Yague Guimarães ou seguir para a região central pelo bairro do Socorro.

Caminhões e ônibus não poderão circular a faixa reversível. Assim, estes veículos e os motoristas que têm com destino Cezar de Souza permanecerão utilizando a avenida Júlio Perotti e, posteriormente, a avenida João XXIII.

A melhoria da circulação viária é uma das prioridades em mobilidade urbana, uma vez que tem impacto para os veículos particulares e para o transporte coletivo. Estão sendo realizadas diversas ações para a melhoria da fluidez do trânsito entre a região leste de Mogi das Cruzes e os bairros próximos ao Centro, que apresenta dificuldades, principalmente no período de pico da manhã. A faixa reversível da avenida Engenheiro Miguel Gemma faz parte deste trabalho”, destacou a secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres.

Ela lembrou que o funcionamento da faixa reversível na Miguel Gemma também deverá ter reflexos positivos na Av. João XXIII, uma vez que tirará parte do fluxo que atualmente utiliza a via e que passará a trafegar pela Av. Santa Rita.

No dia 21 de fevereiro, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana já havia implantado uma faixa reversível na Av. Pedro Romero, entre o distrito de Cezar de Souza e o bairro do Rodeio. A faixa reversível também opera das 7h00 às 9h00, de segunda a sexta-feira, e amplia a capacidade de circulação de veículos pela via durante o horário de pico da manhã, ao mesmo tempo, oferece uma opção para os motoristas que utilizam a Av. Francisco Rodrigues Filho.

Perimetral

A via Perimetral, em Braz Cubas, também terá novidades no trânsito a partir desta segunda-feira. A intervenção ocorrerá na rotatória existente no encontro das avenidas Valentina de Mello Freire Borenstein e David Bobrow, também de segunda à sexta-feira, das 7h00 às 8h30. A equipe técnica da Secretaria de Mobilidade Urbana também continuará fazendo o acompanhamento no local, para verificar a necessidade de ajustes.

Na Perimetral, alteração na rotatória deverá melhorar o trânsito no encontro das avenidas Valentina de Mello Freire Borenstein e David Bobrow, em Braz Cubas. Foto: Divulgação

Neste período, os motoristas que trafegam pela avenida Valentina de Mello Freire Borenstein no sentido Braz Cubas não poderão seguir em frente pela via e deverão obrigatoriamente acessar a avenida David Bobrow, na rotatória localizada próxima ao parque Leon Feffer. Com isso, o fluxo de veículos vindo da avenida das Orquídeas e do viaduto Professor Argel Batalha que se dirige à região central deixará de sofrer impacto do trânsito da rotatória, evitando congestionamentos.

Os motoristas que estão na avenida Valentina de Mello Freire Borenstein e desejarem seguir pela via em direção à passagem em nível deverão acessar a avenida David Bobrow e fazer o retorno na rotatória próxima ao viaduto Professor Argeu Batalha.

Nesta sexta-feira, 18/03, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana realizou um teste no local e o resultado foi positivo, melhorando a fluidez. Durante a análise, os técnicos verificaram que o pico de movimentação ocorre até as 8h30 e definiram este horário para o encerramento da medida a partir de segunda-feira. Anteriormente, a alteração estava prevista para ocorrer até as 9h00.

As intervenções que serão realizadas a partir de segunda-feira na avenida Engenheiro Miguel Gemma e na Via Perimetral também são informadas ao aplicativo Waze para facilitar o deslocamento das pessoas.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Av. Pedro Romero recebe faixa reversível a partir desta segunda-feira, 21/02/2022

A avenida Pedro Romero receberá, a partir desta segunda-feira, 21/02/2022, uma faixa reversível para veículos, no sentido Cezar de Souza – Rodeio. A medida será adotada das 7h00 às 9h00, de segunda a sexta-feira, e tem como objetivo melhorar as condições de trânsito na região leste da cidade no horário de pico da manhã.

A nova faixa reversível já foi testada no início desta semana, com resultados positivos para a fluidez do trânsito. A avenida Pedro Romero é uma opção para os motoristas que deixam a região leste da cidade em direção à via Perimetral ou a bairros como o Mogilar, sem precisar utilizar a avenida Francisco Rodrigues Filho.

A implantação da faixa reversível oferece uma nova opção aos motoristas que estão na região leste da cidade e que enfrentam dificuldades com o excesso de veículos. Ela amplia a capacidade viária da avenida Pedro Romero no horário de pico, evitando problemas de fluidez e tendo a possibilidade de diminuir a quantidade de veículos que seguem pela avenida Francisco Rodrigues Filho”, explicou a secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres.

Faixa reversível da avenida Pedro Romero será adotada de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 9h00, e será mais uma opção para os motoristas que deixam a região leste da cidade. Foto: Divulgação/PMMC

Faixas serão colocadas na via para alertar os motoristas sobre a nova faixa reversível. Além disso, agentes municipais de trânsito serão deslocados para pontos estratégicos para fazer o acompanhamento da movimentação dos veículos.

A secretária lembrou ainda que a administração municipal vem desenvolvendo uma série de providências para a melhoria do trânsito na ligação entre a região leste de Mogi das Cruzes e os bairros próximos à região central. Entre os trabalhos que já estão em andamento está a transformação da rotatória da praça Kazuo Kimura em um complexo viário. A medida trará benefícios para o trânsito na avenida Francisco Rodrigues Filho.

A atual rotatória será transformada em um cruzamento com semáforos. Também serão construídas uma nova via ligando a rua Professor Ismael Alves dos Santos e a avenida Yoshiteru Onishi e três transposições sobre o córrego Lavapés. As intervenções foram iniciadas no final de dezembro, com os trabalhos de topografia e medição dos terrenos que receberão as obras. Durante o mês de janeiro, os dados coletados foram transportados para os projetos elaborados e no final do mês foi iniciada a preparação para a construção da nova via.

Outra ação que está sendo feita é o estudo sobre a mobilidade urbana na região leste da cidade, que abrange o distrito de Cezar de Souza. O trabalho faz parte dos levantamentos para a revisão dos projetos voltados ao trânsito do Programa Viva Mogi e está fazendo o levantamento de informações sobre a quantidade de veículos que transitam nas vias durante todo o dia, as características dos problemas e o interesse de circulação dos motoristas. Também é possível verificar o impacto do trânsito na circulação do transporte coletivo.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Prefeitura anuncia novo valor do transporte coletivo para 2022

A Prefeitura de Mogi das Cruzes anunciou nesta quarta-feira, 01/12/2021, o valor da tarifa do sistema municipal de transporte coletivo para 2022. A partir do dia 9 de janeiro, a passagem passará a custar R$ 5,00. O valor é o mesmo adotado por outras cidades da região, mas o índice de reajuste, considerando a atual passagem, é o menor do Alto Tietê.

A definição ocorreu após análise da equipe técnica da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana sobre o pedido das empresas que operam o serviço e dos índices de insumos que impactam no custo do sistema, como combustíveis, pneus, lubrificantes e folha de pagamento. O valor definido é bem inferior ao solicitado pelas concessionárias, que variava entre R$ 7,04 e R$ 7,08.

Mogi das Cruzes sempre teve a tarifa mais cara da região do Alto Tietê. As análises foram feitas de forma bem criteriosa para mudar esta realidade, com o menor índice de correção possível para definir um valor para que o sistema consiga se sustentar”, explicou o prefeito Caio Cunha. “O valor e a data estão sendo divulgados com antecedência para que os usuários do transporte possam se programar”, completou.

Novo valor da tarifa de ônibus em Mogi das Cruzes começará a valer em 9 de janeiro e o reajuste na cidade é o menor de toda a região do Alto Tietê. Pedro Chavedar/PMMC

O valor atual da tarifa do transporte coletivo é de R$ 4,50. A administração municipal também já havia anunciado que não irá renovar a isenção do ISS para as empresas, que vence em 31 de dezembro.

Mogi das Cruzes terá o menor índice de reajuste da região, que também fica abaixo da inflação registrada desde o último reajuste, há quase três anos”, afirmou a secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres.

O último reajuste do transporte coletivo em Mogi das Cruzes havia ocorrido em janeiro de 2019, quando o valor passou de R$ 4,10 para R$ 4,50.

Para que o processo tenha total transparência, a Prefeitura de Mogi das Cruzes disponibilizou uma página na internet com as informações sobre o transporte coletivo. O acesso pode ser feito pelo endereço onibus.mogidascruzes.sp.gov.br. No site, estão disponíveis os dados sobre a operação do sistema, o impacto da inflação nos custos, a cobrança do ISS, o número de passageiros transportados, o impacto da pandemia, as planilhas e contratos das empresas concessionárias.

Melhorias

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana está desenvolvendo estudos para a modernização e melhoria da qualidade do sistema de transporte coletivo. “O desenho das linhas em Mogi das Cruzes tem 15 anos e não acompanhou a evolução da cidade e as mudanças na mobilidade urbana deste período. Muitos atendimentos já não têm demanda de passageiros, o que traz custos para o sistema e perda de tempo para os usuários. Esta é uma realidade que os estudos buscam mudar”, explicou a secretária Cristiane Ayres.

A principal medida prevista será a redução do número de ônibus que passam pelo Centro da cidade, diminuindo o impacto do trânsito intenso da região sobre a circulação dos ônibus. Com isso, a previsão é que o ganho de tempo nas linhas possa chegar a até 40 minutos, contando os dois sentidos de circulação.

Esta economia de tempo abrirá a possibilidade da disponibilização de novos horários para os passageiros. Os benefícios e os detalhes das alterações estão sendo apresentados pela administração municipal às comunidades por meio do programa Participa Mogi Mobilidade. A população também poderá opinar sobre como os benefícios serão efetivados por meio de uma página na internet.

Os distritos de Biritiba Ussú e de Sabaúna deverão ser os primeiros a receber as melhorias e as consultas para estes bairros deverão começar na próxima semana.
A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana também já iniciou os serviços de manutenção nos Terminais Central e Estudantes. O trabalho começou pelos sistemas elétricos das duas estruturas, com uma revisão completa das instalações, o que inclui quadros de distribuição de energia, fiação, disjuntores e iluminação.

A próxima etapa deverá ser o reparo emergencial das coberturas e calhas dos terminais, com a substituição de estruturas que estão com problemas.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Tarifa de ônibus não terá mudança neste ano e isenção do ISS do transporte não será renovada

A tarifa do transporte coletivo de Mogi das Cruzes não terá alteração neste ano e o valor da passagem para 2022 será mais baixo do que o pedido pelas empresas concessionárias do serviço. Além disso, a isenção da cobrança do ISS sobre o transporte, que existe desde 2013 e vale até 31 de dezembro, não será renovada pela administração municipal.

As decisões foram divulgadas nesta terça-feira, 16/11/2021, durante entrevista coletiva concedida pela prefeita em exercício, Priscila Yamagami Kähler, e pela secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres, com a participação do prefeito Caio Cunha pela internet.

Historicamente, Mogi das Cruzes sempre teve a tarifa mais alta da região. Estamos trabalhando muito para que isso deixe de acontecer e que a tarifa seja a mais baixa possível, com muita transparência. A Prefeitura está trabalhando para fazer o melhor transporte para a nossa cidade, sem que o passageiro pague a conta”, afirmou a prefeita em exercício.

A prefeitura anunciou que não irá renovar a isenção do ISS para as empresas de transporte público

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana está analisando as planilhas e os dados apresentados pelas empresas, mas as solicitações protocoladas pelas concessionárias, que superam os 50% de reajuste, já foram descartadas. Os detalhes dos pedidos também foram divulgados à imprensa durante a coletiva, em uma ação inédita na cidade. (Veja os arquivos abaixo)

Vamos abrir os dados e mostrar para a população com total transparência. Os passageiros nunca tiveram acesso a estes dados e queremos que esta construção seja coletiva, com a população acompanhando o que está sendo negociado e cada passo definido”, explicou Priscila.

A empresa Princesa solicitou o reajuste da tarifa para R$ 7,04 (R$ 2,54 a mais, o equivalente a um aumento de 56,44%), enquanto a empresa Mogi Mob pediu que o valor passasse a ser de R$ 7,08 (R$ 2,58 a mais, o equivalente a um aumento de 57,33%). Atualmente, o valor da tarifa é de R$ 4,50.

São duas empresas e duas formas diferentes de cálculo da tarifa, que estão previstas em contrato. A partir do momento em que as solicitações são apresentadas, é feita uma análise, uma auditoria interna nos dados. Este trabalho está em andamento e deve ser feito com muito cuidado”, disse a secretária Cristiane Ayres. “Estamos vivendo um momento muito diferente no país, com aumento de combustível e insumos. Mas temos de buscar a melhor tarifa para a população de Mogi das Cruzes”, completou.

Outra novidade apresentada foi a definição que a isenção da cobrança de ISS das empresas de transporte público não será renovada pela Prefeitura. A medida está em vigor em Mogi das Cruzes desde 2013 e tem validade até 31 de dezembro.

A cidade de Mogi das Cruzes é a única do Alto Tietê que dá isenção de ISS para as empresas. Isso representa entre R$ 3 milhões e R$ 4 milhões por mês que deixam de ser arrecadados. Quando se oferece esta isenção, já se deixa de investir em educação e saúde. Já conversamos e decidimos não renovar a isenção para o transporte público”, anunciou o prefeito Caio Cunha, que está em viagem a Barcelona, na Espanha, e participou pela internet.

Ele reforçou a busca da administração por uma tarifa justa para os passageiros. “A gente vem trabalhando para que o possível aumento não seja tão impactante para as famílias e para as empresas, que pagam o vale-transporte”, afirmou. “Nosso corpo técnico está trabalhando para que haja um reequilíbrio financeiro para que a população de Mogi das Cruzes não pague a maior tarifa do Alto Tietê”, completou.

Melhorias

A Prefeitura de Mogi das Cruzes está desenvolvendo estudos para tornar o sistema de transporte mais eficiente e com melhor qualidade para os passageiros, o que também impacta em um menor preço para a tarifa, já que os custos do sistema diminuem. Para isso, as linhas estão sendo redesenhadas pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, identificando gargalos, problemas e medidas para solucionar estas questões. 

A principal alteração do estudo que está sendo desenvolvido é a retirada da circulação de ônibus pela região central, levando os pontos finais de parada para o terminal mais próximo da região que a linha serve. Esta medida oferece ganhos na agilidade e na pontualidade das viagens, uma vez que elimina a influência do trânsito intenso das ruas do Centro no trajeto dos ônibus. Os itinerários também passarão por alteração de eficiência, evitando voltas desnecessárias, que aumentam o tempo da viagem e encarecem o sistema.

Estas intervenções também abrem espaço para a ampliação do número de viagens e de atendimento nos bairros, ao mesmo tempo em que geram economia ao sistema, uma vez que com a eficiência, o mesmo ônibus pode atender realizar mais viagens e atender mais passageiros. 

Quando se otimiza o sistema, todo mundo ganha: os passageiros e as empresas. Este trabalho está sendo feito em conjunto. Temos um traçado de 15 anos e a cada economia que se faz impacta o custo. Sistema de transporte é matemática”, afirmou a secretária municipal de Mobilidade Urbana.

O distrito de Biritiba Ussú receberá o projeto-piloto, que já foi apresentado para a população. Com o redesenho proposto, os passageiros ganharão cerca de 40 minutos em cada viagem. Além disso, será possível a implantação de nove novas partidas. “Nós ouvimos a população, que pede mais partidas, mais horários. A Prefeitura está estudando o sistema como um todo e os ganhos se refletem em melhor atendimento e em economia de combustível, pneus, depreciação dos ônibus”, disse Cristiane Ayres.

A apresentação da nova configuração das linhas de Biritiba Ussú já foi feita à comunidade, dentro do programa Participa Mogi Mobilidade. Nos próximos dias, será disponibilizado um link no site da Prefeitura para que os passageiros possam opinar sobre os benefícios.

Clique aqui e confira os detalhes da solicitação da empresa Mogi Mob

Clique aqui e confira os detalhes da solicitação da empresa Princesa

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes