😷 SP amplia quarta dose da vacina de Covid-19 para pessoas acima de 60 anos

O Governador João Doria anunciou neste domingo, 27/03/2022, a aplicação da quarta dose da vacina de Covid-19 para as pessoas acima de 60 anos. A imunização é uma recomendação do Comitê Científico de São Paulo e começa no dia 5 de abril em todo o estado.

O anúncio aconteceu em um posto de vacinação no Parque Villa-Lobos, durante as ações do “Domingão da Vacinação”, quando foram imunizados crianças, adultos e idosos contra o coronavírus e idosos acima de 80 anos contra a gripe.

Quanto mais facilidade oferecermos, especialmente aos finais de semana, melhor para aquelas pessoas que têm dificuldade de deslocamento durante a semana, pelo trabalho, pela distância, pelo estudo ou por outras razões. E aos finais de semana percebemos que a adesão cresce no programa de vacinação, tanto de adultos quanto também de crianças”, afirmou Doria.

Imunização deste público-alvo começa no dia 5 de abril em todo o estado. Foto: Governo do Estado de SP

Estarão aptos a receber a quarta dose cerca de 4,5 milhões de pessoas, desde que tenham recebido a dose de reforço (3ª dose) com um intervalo de quatro meses.

A vacinação dos idosos acima dos 80 anos já havia começado no dia 21 de março e, agora, a recomendação do Comitê Científico é para a ampliação a todas as pessoas acima de 60 anos. A decisão levou em consideração o alto índice de mortalidade entre os idosos desta faixa etária durante a circulação da variante Ômicron.

Este anúncio é mais um importante passo para protegermos a nossa população, principalmente os idosos acima de 60 anos de idade. São Paulo é líder em vacinação no Brasil com mais de 104 milhões de doses aplicadas e mais de 90% da população com duas doses”, destacou a Coordenadora do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Governo de SP anuncia antecipação da campanha de vacinação contra a gripe

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira, 23/03/2022, a antecipação da vacinação do calendário de vacinação contra a gripe em todo o Estado. A partir deste domingo, 27, durante o Domingão da Vacinação, os idosos acima de 80 anos poderão receber a sua dose contra a Influenza. Assim, os que forem receber a quarta dose de Covid-19, poderão receber a vacina junto à vacina da gripe.

É fundamental que a população procure os postos de vacinação e se imunize contra a gripe. Esta antecipação permitirá que neste ano possamos proteger os idosos um pouco mais cedo, evitando complicações pela doença”, afirmou Doria.

Imunização no estado começa neste domingo (27) com o Domingão da Vacinação; prioridade serão os idosos acima de 80 anos. Foto: divulgação

A campanha estava prevista para começar no dia 4 de abril, mas com as entregas dos imunizantes pelo Instituto Butantan, a imunização poderá ser antecipada em uma semana. A vacina do Butantan contra a influenza é trivalente e 100% nacional, composta pelos vírus H1N1, a cepa B e o H3N2, do subtipo Darwin, que causou os surtos localizados no final do ano passado.

A expectativa da campanha é vacinar 90% do público-alvo de mais de 16,6 milhões de pessoas, entre idosos, profissionais de saúde, professores, crianças, entre outros. O calendário é dividido por etapas, com prioridade para os idosos acima de 80 anos de idade (confira abaixo o calendário completo).

O Instituto Butantan antecipou neste ano as entregas da vacina da gripe para o Ministério da Saúde. Ao todo serão fornecidas 80 milhões de doses para a imunização em todo o Brasil.

Calendário de SP de vacinação contra a influenza (gripe)

  • 27 de março: Idosos acima dos 80 anos;
  • 04 de abril: Idosos acima de 60 anos e trabalhadores da saúde;
  • 02 de maio: Crianças acima de 6 meses a menores de 5 anos de idade; gestantes e puérperas;
  • 09 de maio: Indígenas, professores, pessoas com deficiência e pessoas com comorbidades;
  • 16 de maio: forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros urbanos e de longo curso, trabalhadores portuários e população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medida socioeducativa.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

😷 Governo de SP anuncia a flexibilização das máscaras em todos os ambientes

O Governador João Doria anunciou nesta quinta-feira, 17/03/2022, a flexibilização do uso de máscaras em todos os ambientes, com exceção do transporte público – e seus respectivos locais de acesso, como estações de Metrô – e nos locais destinados à prestação de serviços de saúde.

Recebi hoje à tarde uma nota técnica do Comitê Científico que demonstra uma melhora consistente na situação epidemiológica no Estado. Por isso decidi, com respaldo desses cientistas e médicos, abolir imediatamente a obrigatoriedade do uso de máscara em todos os ambientes, com exceção de unidades de saúde, hospitais e transporte público”, disse Doria.

Decreto tem efeito imediato; proteção permanece obrigatória no transporte público e nas unidades médico-hospitalares. Foto por Anna Shvets em Pexels.com

O novo decreto será publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado hoje e terá efeito imediato. O uso agora torna-se opcional em ambientes como escritórios, comércios, salas de aula, academias, entre outros. A flexibilização em ambientes abertos já havia sido autorizada pelo Governador no último dia 9 deste mês.

A decisão foi baseada em análises técnicas do Comitê Científico do Coronavírus de São Paulo. Os especialistas levaram em consideração o índice de vacinação com duas doses no estado, que atingiu a meta definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS) de 90% da população elegível, ou seja, acima de 5 anos imunizada.

Entre as análises também foi considerado que após 14 dias do feriado de Carnaval, foi constatado uma manutenção da melhora dos indicadores epidemiológicos, indicando que a queda na transmissão da Sars-Cov 2 no Estado de São Paulo segue de maneira progressiva. Pela sexta semana seguida registra quedas de internações nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva e de enfermaria. Na última semana foi registrada a redução de 18,5% nas novas internações.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Faltas de pacientes às consultas e exames prejudica o atendimento na Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde solicita aos mogianos que não faltem às consultas, retornos ou exames confirmados. E, caso não possam comparecer, que informem pelo SIS 160 com pelo menos dois dias de antecedência para que a vaga possa ser direcionada para outra pessoa na espera.

Nos primeiros 10 dias de atendimento ampliado para consultas e retornos na Rede Básica, foram registradas 1.934 ausências de pacientes. “Estamos reforçando equipes e buscando diversas alternativas para atendermos à demanda reprimida gerada durante a pandemia, mas a população precisa colaborar. As faltas causam um enorme prejuízo ao serviço público e também aos pacientes que esperam por uma vaga”, lamenta o secretário municipal de Saúde, Zeno Morrone Junior.

Unidade Básica de Saúde Alto do Ipiranga

Entre os dias 1º e 12 de março, a Secretaria Municipal de Saúde agendou 8.841 consultas em 19 unidades, mas somente 6.907 pacientes compareceram. Foram ofertadas 3.297 vagas para Ginecologia e 5.544 para Clínica Médica, das quais compareceram 2.506 e 4.401 pacientes, respectivamente, resultando em 791 ausências em Ginecologia e 1.143 em Clínica Médica.

Os números representam uma média de 22% de absenteísmo, mas, dependendo da unidade, os índices chegam a 30%. O Posto de Saúde Santo Ângelo, por exemplo, abriu 208 vagas para Ginecologia em 10 dias, das quais somente 139 pacientes compareceram: foram 69 ausências, o que equivale a 33% de absenteísmo. Na Clínica Médica, das 449 vagas ofertadas, 319 pacientes compareceram e 130 faltaram (29%).

Na Unidade Nova Jundiapeba, foram 731 consultas agendadas somente em março, até o dia 12, das quais 535 foram realizadas e 196 foram perdidas por ausência dos pacientes. Foram desperdiçadas 93 vagas de Ginecologia e 103 de Clínica Médica.

As faltas aumentam o tempo de espera por agendamento. O SIS 160 envia mensagens com antecedência aos munícipes e, quem não puder comparecer, deve responder essas mensagens e disponibilizar a vaga para outra pessoa.

Exames

Somente na primeira quinzena de março, a Secretaria Municipal de Saúde já perdeu mais de mil vagas para exames de especialidades variadas como ultrassografias diversas, eletrocardiograma, tomografia, endoscopia e colonoscopia, entre outros. De 5.437 procedimentos agendados e previamente confirmados, 1.014 pacientes deixaram de comparecer sem qualquer aviso prévio que possibilitasse a disponibilidade da vaga para outra pessoa. Destes, 179 estavam marcados para os mutirões que estão sendo realizados em horários alternativos e finais de semana em diversos locais como Unica de Jundiapeba e o Hospital Municipal.

Atendimento Estendido

Com a reposição de médicos nas unidades de maior demanda e atendimento estendido aos sábados, a partir de Março a Secretaria Municipal de Saúde realizou a ampliação da oferta de vagas para consultas e retornos na Rede Básica de Saúde. Os novos atendimentos ocorrem por meio de um complemento no contrato já existente com o Cejam – Centro de Estudos e Pesquisa Dr. João Amorim, responsável pela contratação dos profissionais. No total, devem ser ofertadas 16 mil novas consultas por mês.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

😷 Governo do Estado de SP anuncia liberação de uso máscaras em locais abertos

O Governador João Doria confirmou a liberação do uso das máscaras em qualquer ambiente aberto do estado de São Paulo a partir desta quarta-feira, 09/03/2022. O uso da proteção continua obrigatório no transporte público e em todos os ambientes fechados de acesso público, como salas de aula, comércios e escritórios.

A decisão de hoje se deve fundamentalmente ao avanço da vacinação. São Paulo é o estado que mais vacina no Brasil. A decisão está respaldada na ciência, na saúde e no respeito pela vida”, afirmou Doria. “É um novo momento na vida e no trabalho. Depois de dois anos e dois meses de pandemia e de perdas, nós podemos tomar uma medida com esta importância e dimensão”, reforçou o Governador.

O decreto assinado por Doria tem efeito imediato, pois já foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado (www.imprensaoficial.com.br). Agora, o uso de máscara é opcional em locais como vias públicas, parques, ambientes escolares abertos, shows e eventos ao ar livre.

Decreto assinado pelo Governador tem efeito imediato; proteção permanece obrigatória em espaços fechados

A decisão é baseada em análises do Comitê Científico do Coronavírus de São Paulo. O grupo de especialistas levou em consideração a redução de 76,7% nas novas internações e 56% dos óbitos por Covid-19 no último mês.

Além da melhora nos indicadores da pandemia, São Paulo tem a maior cobertura vacinal do país, com mais de 101 milhões de doses aplicadas. O estado está próximo da meta de 90% da população elegível vacinada, conforme recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Nós estamos muito além da vacinação de muitos países. Nós temos hoje uma taxa de ocupação de leitos de UTI no estado de 37,6%. Nos últimos 30 dias, nós tivemos queda de 54% no número de casos, as internações caíram 76% e o número de óbitos foi 56% menor”, afirmou o Secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn. “É com segurança que vamos continuar protegendo a vida, mas precisamos que as pessoas continuem se vacinando”, acrescentou.

A apresentação com os dados epidemiológicos exibidos durante a entrevista coletiva desta quarta estão disponíveis na página https://issuu.com/governosp/docs/apresenta_o_sa_de_df95d61056b886.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo