Coronavírus: Parte das feiras livres de Mogi serão retomadas a partir desta quarta, 08/04/2020

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria de Agricultura, autorizou reabertura das feiras livres, que funcionam de terça a sábado na cidade. Os feirantes deverão atender as medidas de proteção para evitar a disseminação do coronavírus. A partir desta quarta-feira, 08/04/2020, somente serão comercializados frutas, legumes, verduras, carnes, ovos e flores. As feiras noturnas e as que funcionam aos domingos continuam suspensas.

A autorização foi dada a partir desta terça-feira, 07/04, data em que os feirantes adquiriram os produtos e receberam as orientações para o funcionamento. “Nosso objetivo com a retomada é manter os empregos dos produtores e feirantes e permitir a aquisição de gêneros nos bairros. Não será permitido a venda de pastel e outros alimentos do gênero”, destacou o prefeito Marcus Melo, durante a live realizada na última segunda-feira, 06/04.

As feiras noturnas e as que acontecem aos domingos continuam suspensas. Foto: PMMC

As feiras terão um número menor de barracas e o espaçamento entre elas deverá ser de no mínimo 1 metro. O atendimento deverá obedecer a distância de 1 metro entre o cliente e a barraca. Será disponibilizado álcool em gel e os feirantes usarão máscaras. A orientação da Secretaria de Agricultura é de que vá até a feira uma pessoa por residência e que a compra seja feita de maneira rápida. Os clientes não poderão tocar nas mercadorias, que serão colocadas nas sacolas pelos feirantes.

Confira no site da Prefeitura de Mogi das Cruzes a programação das feiras, lembrando que feiras noturnas e as que acontecem aos domingos continuam suspensas

Mercado Municipal

O Mercado Municipal também está funcionando parcialmente desde o dia 3 de abril. Estão autorizados a funcionar 15 boxes, que comercializam gêneros de primeira necessidade (hortifrúti, mercearia e carnes) e ração animal. O acesso é limitado e a entrada é feita pela Rua Coronel Souza Franco, 440. O funcionamento será de segunda à sexta-feira das 8h00 às 17h00 e aos sábados das 8h00 às 16h00. O Mercadão estará fechado aos domingos. O atendimento da Secretaria de Agricultura está sendo feito pelo telefone 4798-5136, via WhatsApp pelo número 4798-5025 e pelo e-mail agricultura@pmmc.com.br.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Cuidado com receitas caseiras para combater o novo coronavírus

Higienizar corretamente as mãos é uma das formas mais importantes de prevenção à COVID-19, doença provocada pelo novo coronavírus. O uso de água e sabão é eficiente mas, na falta deles, profissionais da saúde recomendam também o uso de álcool gel 70%. Quem recorrer a essa alternativa deve tomar cuidados para não comprar produtos de origem duvidosa e não devem recorrer a soluções caseiras.

O uso do álcool em gel só é necessário quando estamos em locais onde não é possível lavar as mãos. Nesta situação, ele cumpre a mesma função do sabão de exterminar vírus e bactérias presentes na pele”, afirma o professor de química da Escola Técnica Estadual (Etec) Trajano Camargo, de Limeira, Edivaldo Luis de Souza.

Produtos de origem duvidosa podem não ter eficácia; higienização com água e sabão é prática eficiente para prevenção

O professor alerta, no entanto, para o risco de soluções caseiras que estão sendo divulgadas na internet. “Esta receita mais comum que encontramos em redes sociais [com mistura de componentes] não garante a ação de germicida”, explica Souza.

O álcool gel 70% é o mais recomendado porque tem um efeito mais prolongado como antisséptico. O produto com concentração abaixo de 70% tem mais água e pode não eliminar o vírus. Já a fórmula superior a 70% é agressiva à pele, pode provocar ressecamento, além de evaporar mais rapidamente, o que pode ter comprometer a ação germicida.

Para evitar os riscos de usar álcool em gel com uma concentração abaixo ou superior ao recomendado (70%), Souza explica que o consumidor deve verificar se no rótulo do produto constam o registro junto à Anvisa, as informações sobre o fabricante, laudos técnicos, a identificação do órgão responsável pelos testes físico-químicos e sua compatibilidade com a farmacopeia brasileira.

Fatores de risco dos antissépticos e detergentes falsificados

O consumidor tem de estar atento não só à qualidade do álcool gel, mas também a dos detergentes. O professor lembra que a concentração de matérias-primas diferente da que é indicado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) comprometem a ação dos detergentes no combate aos vírus e bactérias.

Entre elas estão a pureza da água para diluição, os locais de estocagem do produto, as embalagens suscetíveis a vazamentos, as contaminações químicas cruzadas, as contaminações biológicas causadas pelo contato com as mãos ou com o ambiente e os processos de produção que nem sempre seguem as boas práticas de manipulação desses produtos.

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

Coronavírus: Prefeitura divulga normas para doação de kits de alimentos para autônomos e microempreendedores

A Prefeitura de Mogi das Cruzes divulgou nesta quinta-feira, 02/04/2020, uma resolução com as normas para a entrega de kits de alimentação no mês de abril para famílias que tiveram suas atividades paralisadas pela quarentena de combate à pandemia de Covid-19. Serão beneficiados profissionais cadastrados no MEI e autônomos, nos dois casos, que se enquadrem nos parâmetros definidos após deliberação do Comitê de Ação Social e Econômica (CASE).

Kits de alimentação serão entregues para microempreendedores individuais e autônomos que se enquadrarem nas normas da resolução. Foto: Ney Sarmento/PMMC

De acordo com a normativa, as famílias receberão um kit de alimentação no mês de abril. As entregas começaram nesta sexta-feira, 03/04.

Terão direito ao benefício, as pessoas inscritas nos cadastros do município para MEI’s até 20 de março, desde que não recebam benefícios financeiros estaduais ou federais e tenham renda familiar de até três salários mínimos, o que corresponde a R$ 3.135,00.

Também serão beneficiados aqueles que comprovem trabalho informal e de economia criativa e que fizeram cadastramento junto aos canais da Ouvidoria Municipal. Neste caso, a renda familiar deve ser de até dois salários mínimos – o equivalente a R$ 2.090,00 – informada por declaração do solicitante. O beneficiário também não pode receber benefícios financeiros de órgãos públicos e privados.

Estão contempladas as categorias ambulantes, feirantes, artesãos, diaristas, agricultores, recicladores, produtores de economia criativa, motoristas de aplicativos, taxistas e taxistas auxiliares, cabeleireiros, manicures, pedicuro, comerciantes varejistas de artigos de vestuário, promotores de venda, lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares, além de outras atividades profissionais autônomas que se enquadrem nas condições estabelecidas pelo regramento.

As famílias em situação de vulnerabilidade social já cadastradas no CadÚnico e que não recebam transferência de renda de qualquer programa federal ou outro benefício também serão beneficiadas.

Os beneficiados receberão os alimentos no endereço cadastrado e caso haja registro de mais de um cadastramento no mesmo endereço, será disponibilizado um kit de alimentação. O contemplado deverá apresentar um documento com identidade e assinará a declaração de recebimento. Caso sejam constatadas irregularidades, o cadastro será cancelado e o responsável pelas informações será responsabilizado.

A resolução lembra ainda que, por se tratar de uma ação em parceria da administração municipal com a iniciativa privada por meio de doações, os kits de alimentação serão entregues de acordo com a sua disponibilização.

O cadastramento dos profissionais autônomos deve sendo feito preferencialmente pelo site mogidascruzes.eouve.com.br/coronavirus ou pelo aplicativo eOuve. Cerca de 11 mil pessoas já fizeram o cadastro.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Spani Atacadista de Braz Cubas encerrará atividades

A rede Spani Atacadista, pertencente ao Grupo Zaragoza, anunciou o encerramento de suas atividades em Mogi das Cruzes a partir do próximo dia 18/04/2020. Todos os 105 funcionários passaram cumprir aviso prévio.

Em comunicado, o Grupo esclareceu que a decisão foi motivada pela inviabilidade de renovação do contrato de locação do imóvel, em Braz Cubas, onde a loja está instalada desde 2004.

O Grupo informa ainda, que em respeito aos clientes e a toda comunidade de Mogi das Cruzes e região, que já iniciou estudos para viabilizar a abertura de uma nova unidade na cidade e assim voltar a atender sua clientela.

Coronavírus: Mercado Municipal funcionará parcialmente a partir desta sexta, 03/04/2020

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria de Agricultura, reabrirá parcialmente, a partir desta sexta-feira, 03/04/2020, o Mercado Municipal. Estarão em funcionamento somente os boxes de alimentos de primeira necessidade e os que comercializam ração animal. O acesso será limitado e a entrada será pela Rua Coronel Souza Franco. A atividade será acompanhada pela Administração Municipal, que poderá revogar a medida em caso de descumprimento de alguma norma para a prevenção à disseminação do novo coronavírus.

Estarão abertos 15 boxes, que irão comercializar hortifruti, mercearia, carnes e ração. “Conversamos com os boxistas e o funcionamento atenderá as medidas preventivas que estamos adotando neste momento para a prevenção ao novo coronavírus. Serão comercializados itens de primeira necessidade, oferecendo mais uma opção de abastecimento para a população. Vamos acompanhar bem de perto para que tudo seja feito atendendo as normas”, disse o prefeito Marcus Melo.

O Mercadão terá funcionamento parcial a partir desta sexta-feira, 03/04. Serão adotadas todas as medidas necessárias de prevenção ao novo coronavírus. Foto: PMMC

O acesso dos consumidores será somente pela Rua Coronel Souza Franco, 440 e será disponibilizado álcool em gel para que todos se higienizem. “A Secretaria de Agricultura acompanhará esta retomada parcial das atividades para que a população seja atendida de acordo com as normas e orientações das autoridades de saúde”, observou o secretário de Agricultura, Renato Abdo. A Associação dos Comerciantes do Mercado Municipal de Mogi das Cruzes disponibilizará equipe de limpeza e segurança.

Será permitida a entrada de um grupo máximo de 50 pessoas por vez no período máximo de uma hora para a realização das compras. Em cada estabelecimento deverão ficar no máximo de 3 a 4 clientes para que sejam seguintes as orientações da saúde pública. O funcionamento será de segunda à sexta-feira das 8h00 às 17h00 e aos sábados das 8h00 às 16h00. O Mercadão estará fechado aos domingos.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes