Academia do Jovem torna-se referência em musculação gratuita

Inaugurada em setembro de 2019, a Academia do Jovem, no Parque da Cidade, tornou-se referência de qualidade em relação a atividades de musculação gratuita. Cerca de 1.000 mogianos utilizam a academia durante o mês e mais de 2 mil pessoas já realizaram seu cadastro no site da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, estando aptas a utilizarem e usufruírem do equipamento.

O mogiano que deseja usufruir do benefício deve possuir cadastro no site da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (esportemogi.com.br) e, por meio da carteirinha gerada, o cidadão poderá utilizar o espaço apresentando ela no local.

A utilização da Academia do Jovem é feita de modo rotativo, em que até 30 alunos podem utilizar o equipamento na mesma hora. As atividades contam com a presença de profissionais formados e capacitados, que já atuam no Parque da Cidade, para instruir o atleta. A permanência máxima por dia é de uma hora por pessoa.

A Academia do Jovem conta com 17 aparelhos de aço inox, além de disponibilizar halteres, barras e anilhas. Foto: Ney Sarmento/PMMC

A academia ainda conta com equipamentos de alta qualidade. Ao todo, são 17 aparelhos de aço inox, como maquinas multiusos de musculação, além de halteres, barras e anilhas. O valor investido pela Prefeitura para a implantação dos aparelhos foi de R$ 210 mil.

O Equipamento tem piso de grama sintética, que dá um conforto maior para os usuários e uma cobertura em formato ondular que protege os aparelhos e os atletas da chuva e do forte sol. Ao redor da academia, um alambrado foi instalado para uma melhor segurança.

A Academia do Jovem funciona na terça, quinta e sexta-feira, das 7h30 às 10h30, e na quarta-feira das 9h30 às 10h30. Já no horário da tarde, apenas na terça e na quarta-feira o local é aberto. Na terça-feira, das 15h30 às 16h30, e na quarta-feira, das 15h30 às 18h30. As atividades só poderão ser feitas com a presença e acompanhamento dos professores da Secretaria de Esporte e Lazer de Mogi das Cruzes.

A Academia do Jovem fica dentro do Parque da Cidade, que está localizado na rua Jardelina de Almeida Lopes, 451 – Parque Santana. O telefone para contato é o 4798-4087.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Complexo Esportivo do Conjunto do Bosque será entregue neste sábado, 08/02/2020

A Prefeitura de Mogi das Cruzes entrega neste sábado, 08/02/2020, a partir das 10h00, o Complexo Esportivo Conjunto Residencial do Bosque. A estrutura fica na praça existente na rua do Bosque e recebeu diversos equipamentos para a prática de atividades esportivas e de lazer pela população.

O complexo terá quadra de streetball, campo de futebol society com grama sintética e uma Academia da Terceira Idade (ATI). Além disso, o local também vai ganhar, posteriormente, uma pista de caminhada, cancha de malha e câmera de monitoramento.

O investimento na reforma da área de lazer é de R$ 278.513,22, sendo que R$ 250 mil são fruto de uma emenda parlamentar e o restante é contrapartida municipal.

O Complexo Esportivo do Conjunto Residencial do Bosque terá quadra de streetball, campo de futebol society com grama sintética e uma ATI. Foto: Ney Sarmento/PMMC

A Prefeitura vem recuperando os espaços públicos da cidade para a utilização pela população. A implantação de uma estrutura de lazer era uma demanda da comunidade, que ganha uma opção para praticar esporte e atividades físicas”, destacou o prefeito Marcus Melo.

Em 2017, a Prefeitura entregou a Arena Água Verde, localizada no Jardim Camila. Já em 2018, foram inaugurados os campos da Vila Cléo, localizado na rua Maestro Benedito Olegário Berti, e do Jardim Santa Tereza, na rua Kazuo Sumizomo com avenida Shozo Sakai, ao lado da Unidade Básica de Saúde do bairro.

No ano passado, a Prefeitura de Mogi das Cruzes inaugurou duas unidades do programa Bola na Rede. Em julho, foi entregue o campo do Complexo Esportivo Jardim Camila, no local popularmente conhecido como Buraco do Bidu. Já em outubro, foi a vez da Arena Jardim das Bandeiras. A estrutura fica na rua Fagundes Varela, ao lado do CEIM Professora Maria Apparecida Meirelles de Azevedo Arouca.

A Prefeitura também entregou outras estruturas esportivas, como o Espaço de Lazer Vereador Nelson da Cunha Mesquita, na Ponte Grande, que conta com cancha de malha e ATI. As mesmas estruturas também foram entregues no Residencial Itapety, na rua Menochi Del Picchia.

Já no Residencial Novo Horizonte, foi entregue, no último mês de setembro, uma quadra poliesportiva, que também conta com uma ATI.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Prefeitura e AEAMC discutem melhorias para a Av. Engenheiro Miguel Gemma

Técnicos da Prefeitura de Mogi das Cruzes e da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Mogi das Cruzes (AEAMC) vão discutir soluções para a melhoria da avenida Engenheiro Miguel Gemma. A medida foi anunciada nesta quarta-feira, 22/01/2020, durante visita do prefeito Marcus Melo à via, que faz a ligação do município com a rodovia Mogi-Salesópolis.

É um trabalho conjunto para que possamos analisar o projeto, definir as prioridades, os locais mais críticos e o que precisa ser feito. Vemos que a faixa sentido Biritiba-Mogi, que está mais perto do rio, é mais prejudicada. Queremos achar uma solução em conjunto”, destacou Marcus Melo.

O prefeito lembrou que a administração municipal já protocolou junto ao Governo Federal uma solicitação de recursos para a recuperação completa dos dois quilômetros da avenida, com investimento estimado de R$ 26 milhões. O projeto prevê a substituição da base da via, intervenções de drenagem, pavimentação, sinalização e iluminação.

Prefeito destacou a importância das discussões com a Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos para buscar uma solução para a avenida. Foto: Ney Sarmento/PMMC

Estamos buscando estes recursos para que o problema seja resolvido como um todo. Mas como não temos ainda a previsão sobre a liberação, vamos discutir para dividir a solução em partes, que podem ser executadas com recursos da Prefeitura ou por meio de emendas parlamentares”, disse o prefeito.

Uma reunião entre representantes da AEAMC e os técnicos da Secretaria Municipal de Obras será agendada para dar início às discussões e análises.

Vamos levantar as partes mais prejudicadas, o que tem de mais grave e ver o que pode ser feito. A ideia é avaliar os locais que estão piores”, disse o presidente da entidade, Nelson Bettoi Batalha Neto, que esteve na visita ao lado do diretor Mauro Rossi.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes vem realizando ações que buscam a melhoria da avenida Engenheiro Miguel Gemma. A Secretaria Municipal de Transportes está revitalizando a sinalização horizontal da via, inclusive com uma nova pintura na ciclovia. Já a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos está fazendo a limpeza do local, com corte de mato.

Nesta quarta-feira, a empresa responsável pela iluminação pública na cidade inicia uma revisão no serviço existente na via. A avenida Engenheiro Miguel Gemma é uma das entradas e saídas da cidade que receberam iluminação de LED, com lâmpadas mais eficientes e econômicas.

Outro trabalho que é desenvolvido rotineiramente é a manutenção do asfalto, com a Operação Tapa-Buraco.

Também participaram da visita os vereadores José Francimário Vieira de Macedo, o Farofa, e Protássio Nogueira, além dos secretários municipais de Obras, Thiago Takeuchi de Oliveira, de Transportes, José Luiz Freire de Almeida, e de Serviços Urbanos, Dirceu Lorena de Meira.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Obras elevarão a 90% a coleta e o tratamento de esgoto em Jundiapeba

A Prefeitura iniciou a preparação do terreno para construção de uma nova Estação Elevatória de Esgotos na Vila Nova Jundiapeba. É o início das obras de esgotamento sanitário no bairro, que além da estação, incluirão assentamento de 15 quilômetros de redes, 1.760 metros de coletor-tronco e 1.240 metros de linha de recalque (bombeamento). O investimento será de R$ 9.534.043,37, com recursos do Governo Federal. O projeto representará um aumento de 6,9% no volume de esgoto tratado na cidade, passando dos atuais 61% para 67,9%. Especificamente em Jundiapeba e Nova Jundiapeba, o índice será superior a 90%, tanto coleta quanto tratamento. A previsão é concluir os trabalhos em 2021.

No ano 2000, o município tratava apenas 0,5% do esgoto coletado. Isso passou a mudar a partir de 2008, com a inauguração da Estação de Tratamento Leste, em Cezar de Souza. Desde então, alcançamos avanços históricos e chegamos aos atuais 61%, índice que será ampliado com as novas obras”, afirma o prefeito Marcus Melo.

Investimento é de R$ 9,5 milhões para construção de estação elevatória, assentamento de redes coletoras e de bombeamento e coletor-tronco. Foto: Divulgação

Os 15 quilômetros de redes vão abranger 26 vias. A população atendida será de 8 mil pessoas.

Além dessa obra, a Prefeitura e o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) investem em outras frentes para ampliar os índices de coleta e tratamento na cidade. Está em fase final a implantação de um sistema de coleta, condução e tratamento de esgoto em Sabaúna.

O investimento é de R$ 3,2 milhões na construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto, rede e três estações de bombeamento, todas na Vila Andrade, área central do Distrito. A capacidade de tratamento é de 9 litros por segundo para atender uma população de 4.000 pessoas.

A autarquia também está investindo mais de R$ 3 milhões na reforma e modernização da Estação Elevatória de Esgoto Indonésia. Serão feitas readequações estruturais, obras civis e melhorias nos sistemas elétrico, hidráulico e mecânico.

Como já adotado em outras três elevatórias recém-modernizadas, o Semae passará a utilizar uma tecnologia inovadora para o bombeamento de efluentes, até a estação de tratamento, com bombas que ficam na superfície, facilitando a operação e a manutenção, e um triturador para evitar que materiais sólidos lançados irregularmente na rede comprometam a operação. A Indonésia é a principal estação de bombeamento de esgotos de Jundiapeba.

A autarquia também está elaborando projetos executivos para sistemas de esgotamento sanitário em núcleos isolados: Biritiba Ussu, Chácara Guanabara, Jardim Nove de Julho, Parque São Martinho, Parque Varinhas, Quatinga, Taiaçupeba e Vila Mathias (Sabaúna). O investimento nos projetos é de R$ 5,7 milhões. Após a conclusão, o Semae buscará recursos para as obras.

Já as obras de esgotamento sanitário do Botujuru e Cezar de Souza chegam a 60% de execução e devem ser concluídas em 2020. É a maior obra de coleta e tratamento de esgoto em andamento na cidade, com um investimento de R$ 26 milhões. No total, serão implantados 45 quilômetros de redes de esgoto, 2.760 ligações prediais, 3.500 novas ligações prediais ao término da obra, 6 Estações Elevatórias de Esgoto (EEE), 4.000 metros de linhas de recalque (bombeamento) e 4.500 metros de coletores-tronco.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Ocupação da área do Centro Esportivo do Socorro pelo Sesc terá início em 2020

O prefeito Marcus Melo se reuniu com o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Abram Szajman e com o diretor regional do Serviço Social do Comércio em São Paulo (Sesc SP), Danilo Miranda, na sede da Federação, em São Paulo. Durante o encontro, Miranda explicou que o processo referente à instalação de uma unidade do Sesc em Mogi das Cruzes está com o departamento nacional da entidade e a expectativa é que, até o final deste ano, ele seja aprovado.

Segundo o diretor regional do Sesc, uma vez com a escritura da área em mãos, a intenção do Sesc é traçar um plano inicial para a ocupação da área do Centro Esportivo do Socorro. Havendo aprovação por parte do conselho nacional do Sesc ainda neste ano, a movimentação em torno dessa ocupação já deve acontecer no início de 2020.

Viemos aqui justamente para verificar como está o andamento do processo, porque a ansiedade é grande para a vinda do Sesc. Sabemos que a construção do prédio da unidade definitiva é uma etapa mais demorada, mas a unidade provisória queríamos poder trazer o quanto antes”, destacou o prefeito, lembrando ainda que no próximo ano Mogi das Cruzes completará 460 anos, portanto o Sesc serviria como um grande presente para a cidade.

Em reunião com o presidente do Fecomércio, Abram Szajman e o direto regional do Sesc, Danilo Miranda, prefeito falou sobre a expectativa em torno da vinda de um Sesc para Mogi. Foto: Ney Sarmento/PMMC

Szajman lembrou que a vinda de um Sesc para Mogi sempre foi uma vontade da entidade, condicionada unicamente à oferta de uma área, o que agora enfim se concretizou. Lembrou ainda de Airton Nogueira, saudoso presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio), que sempre lutou pela vinda de um Sesc para a cidade.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori, também participou da reunião e lembrou que a área do Centro Esportivo do Socorro já passou por uma série de vistorias por parte das equipes técnicas do Sesc, razão pela qual ele crê que, após a assinatura efetiva da doação da área, a implantação da unidade provisória não deve levar muito tempo.

Em Mogi, a última medida em prol da vinda do Sesc foi a aprovação na Câmara Municipal da doação da área do Centro Esportivo do Esportivo do Socorro ao Sesc, no início de outubro último. A princípio, a proposta era fazer a concessão de direito real de uso da área por um período de 99 anos e o processo já estava em estágio avançado, porém uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo fez com que o município substituísse o instrumento jurídico, de concessão para doação. Assim, o processo foi novamente submetido à aprovação popular, por meio de audiência pública e depois encaminhado à apreciação do Legislativo Municipal.

Estudos feitos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo apontam que a vinda de um Sesc para Mogi das Cruzes faria com que o número de pessoas atendidas na área do Centro Esportivo do Socorro saltasse de 1.200/mês para 30 mil/mês, com mais de 700 atividades disponibilizadas não só para pessoas ligadas ao ramo do comércio, como a população de uma forma geral. Além disso, a unidade geraria cerca de 500 empregos diretos e indiretos, movimento a economia da cidade e da região. O Sesc também serviria como instrumento de experimentação de novos projetos e atividades, possibilitando um maior acesso à cultura, esporte, lazer e serviços por parte dos cidadãos mogianos.

A reunião também contou com a participação do presidente da Câmara Municipal, vereador Sadao Sakai.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes