Museus e espaços de cultura receberão câmeras para reforço na segurança

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo está adotando medidas de reforço na segurança de museus e espaços de cultura da cidade, por meio da aquisição de câmeras de monitoramento. A ação tem por objetivo evitar episódios como o ocorrido na semana passada, com a imagem sacra de Nossa Senhora da Conceição.

A princípio, foram adquiridas 20 câmeras, que serão instaladas na Pinacoteca de Mogi das Cruzes, no Arquivo Histórico Municipal “Historiador Isaac Grinberg” e no Museu Virtual de Educação. Só na Pinacoteca, serão 12 câmeras, a serem instaladas nas oito salas expositivas, corredores, entradas e saídas do prédio. No Arquivo Histórico serão duas, sendo uma para cada pavimento e no Muve serão instalados os demais seis equipamentos. O investimento inicial foi de aproximadamente R$ 12,5 mil.

A Secretaria de Cultura desenvolve neste momento o planejamento para que as mesmas providências sejam adotadas nos prédios do Casarão do Carmo, onde está o Museu Visconde de Mauá, no Centro de Cultura e Memória Expedicionários Mogianos (Museu dos Expedicionários) e no Museu Taro Konno, situado no Parque Centenário da Imigração Japonesa.

A Secretaria de Cultura e Turismo está adquirindo câmeras de monitoramento, que serão instaladas nos principais museus e espaços de exposição da cidade, para reforço na segurança. Foto: PMMC

Neste ínterim, foram adotadas algumas restrições referentes ao funcionamento de determinados espaços. A Pinacoteca, por exemplo, está fechada, até que seja feita a completa desmontagem da exposição Arte Sacra em Mogi das Cruzes, que ocupava o piso superior do prédio. Já o Museu Guiomar Pinheiro Franco, no Centro da Cidade, a partir de agora só receberá visitas espontâneas no seu piso térreo. No pavimento superior, só poderão ser feitas visitas de grupos, com agendamento prévio.

A meta é proteger os acervos dos museus do município, inibindo qualquer tipo de ação criminosa. Na semana passada, uma santa pertencente ao acervo da Diocese de Mogi das Cruzes foi retirada do local onde estava exposta na Pinacoteca e escondida em um cubo de exposição em outro cômodo do espaço. A suposição é de que o ato tenha sido premeditado, já com o objetivo de furtar a peça, em momento mais oportuno.

O ocorrido foi fundamental para que tomássemos providências no sentido de reforçar a segurança do nosso acervo. Mogi tem uma história riquíssima e é nossa obrigação proteger esse patrimônio, até para que ele continue cumprindo seu papel de resguardar e passar para futuras gerações fragmentos do nosso passado”, destacou o secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

⚡️Curtas (10/04/2019)

– Outlet

De acordo com o Valor Econômico, a General Shopping informou nesta quarta-feira, 10/04/2019, o lançamento do projeto de um shopping, chamado Outlet Premium Grande São Paulo.

O empreendimento será construído na rodovia Ayrton Senna, no acesso ao município de Mogi das Cruzes.

Outlet Premium São Paulo. Foto: General Shopping & Outlets

A primeira etapa do projeto tem conclusão prevista para o segundo semestre de 2020. Quando totalmente desenvolvido, o projeto terá 120 lojas distribuídas em 24 mil metros quadrados de área bruta locável.

Atualmente, a empresa mantém 15 shoppings em operação em seis Estados, incluindo o Suzano Shopping.

– Beco do Sapo recebe nova pintura

O Beco do Sapo, que liga a rua Senador Dantos ao Largo Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, na região central da cidade, recebeu nova pintura e foi revitalizado, como parte do programa de adoção de praças e espaços públicos mantido pela Prefeitura de Mogi das Cruzes. A Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente gerencia o projeto, que conta com cerca de 80 espaços públicos adotados por empresas da cidade.

Local recebeu grafite do artista João Ricardo Santos, conhecido como Jaum, criador da famosa personagem “Lalala Dog”. Foto: PMMC

O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, explica que o espaço infelizmente já foi alvo de atos de vandalismo e a Prefeitura realiza ações permanentes de combate a esta prática, como vigilância por parte da Guarda Municipal, além do monitoramento com câmeras: “Os locais públicos são de todos e sua preservação depende de cada um de nós. O Beco do Sapo está todo revitalizado e esperamos que continue assim, afinal é uma via bonita e que possui importância histórica para a cidade“, completa.

– Vereador faz apelo para implantação de Delegacia da Mulher 24h

A Câmara Municipal aprovou na sessão ordinária desta terça-feira, 09/04, o Requerimento nº 51/2019, de autoria do vereador Edson Santos, de apelo ao governador João Doria para a implantação da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) 24 horas em Mogi das Cruzes.

O documento destaca a proposta do governador João Doria implantar 40 DDMs com funcionamento 24 horas até o final do mandato. “Considerando que Mogi das Cruzes é a maior cidade do Alto Tietê, com mais de 440 mil habitantes, segundo dados do IBGE 2018, e referência no desenvolvimento de políticas públicas em defesa das mulheres vítimas de violência, é importante somarmos esforços para conquistar este serviço para o município”, destaca o vereador, que também direcionou o requerimento de apelo ao deputado federal Marco Bertaiolli e Marcos Damásio.

Ainda de acordo com a propositura, Mogi das Cruzes já conta com uma Casa Abrigo para Mulheres em Situação de Violência Doméstica, que é um acolhimento provisório para mulheres, acompanhadas ou não de seus filhos, em situação de ameaça ou risco de morte em razão da violência doméstica ou familiar. Também conta com a Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal, que faz um acompanhamento preventivo e periódico, para garantir proteção às mulheres em situação de violência que possuem medidas protetivas de urgência expedidas pela Justiça, com base na Lei Maria da Penha. Em março de 2019, cerca de 200 mulheres foram atendidas pela Patrulha Maria da Penha.

Prefeito assina abertura da licitação para construção da Maternidade Municipal

O prefeito Marcus Melo assinou, nesta sexta-feira, 22/02/2019, a abertura do processo de licitação para construção da Maternidade Municipal, no Distrito de Braz Cubas, durante evento realizado no auditório do prédio sede da Prefeitura de Mogi das Cruzes. A futura unidade irá dobrar a capacidade de atendimento do município para a realização de partos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e garantirá ainda mais segurança, conforto e qualidade às gestantes e bebês.

A Maternidade Municipal terá capacidade para realizar até 500 partos por mês e ficará localizada na rua Francisco Afonso de Melo, nº 550, em Braz Cubas. O projeto prevê a construção de um prédio com aproximadamente 7 mil m² distribuídos em sete pavimentos (do subsolo ao quinto andar), e contará com 51 leitos, 10 leitos de UTI Neonatal, 10 leitos de cuidados intermediários, além da UTI Adulto, Centro Obstétrico e demais espaços especializados.

Projeto da futura Maternidade Municipal foi apresentado durante evento realizado nesta sexta-feira, 22. Foto: PMMMC

“A construção da Maternidade Municipal será mais um importante avanço da nossa cidade na área da saúde. O sistema público conta hoje apenas com a Santa Casa de Mogi, que mais de uma vez já precisou fechar suas portas devido à superlotação. Uma mãe que está no momento mais importante de sua vida merece toda atenção e carinho na hora do parto e para isso que estamos trabalhando com a implantação desse novo equipamento”, afirmou o prefeito.

Ele ressaltou, ainda, a importância do novo investimento para a cidade. “Mogi das Cruzes sempre foi uma cidade muito bem administrada e temos que nos orgulhar porque existe respeito no direcionamento do dinheiro público”, acrescentou Melo, destacando avanços conquistados desde as gestões passadas e que têm colocado o município em posição de destaque, principalmente na área da saúde.

Os avanços na saúde foram destacados pelas autoridades e técnicos presentes. “É mais uma obra importantíssima e que já vínhamos sonhando para Mogi das Cruzes. Um espaço especialmente planejado para recepcionar as famílias no momento mais especial, que é o nascimento de um filho, dotado de recursos modernos de acolhimento e atendimento”, comentou o vice-prefeito Juliano Abe. “Será uma obra grandiosa para a nossa cidade e que certamente contribuirá para melhorar a vida das pessoas”, acrescentou o presidente da Câmara Municipal, Rinaldo Sado Sakai.

O deputado estadual Marcos Damásio pretende endossar o pedido de apoio financeiro junto ao Governo do Estado para construção da Maternidade Municipal. Nesta semana, o prefeito Marcus Melo e o secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra, protocolaram o pedido durante encontro com o secretário estadual José Henrique Germann, em São Paulo. “A Saúde de Mogi tem avançado muito e já é uma referência estadual em diversos equipamentos e serviços prestados. Vamos buscar apoio para garantirmos mais essa importante obra para a nossa cidade”, adiantou.

Entre as referências citadas durante o evento estão o próprio Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, construído e equipado pela Administração Municipal em parceria com o Governo do Estado, a Unica – Unidade Clínica Ambulatorial, primeira clínica de especialidades da Administração Municipal, e o Samu – Serviço Móvel de Urgências, gerenciado por meio de um consórcio regional. Neste início de ano, o destaque é a implantação do CAPS – AD Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, que somente no primeiro mês já atendeu 220 pacientes. 

Entre as referências citadas durante o evento estão o próprio Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, construído e equipado pela Administração Municipal em parceria com o Governo do Estado, a Unica – Unidade Clínica Ambulatorial, primeira clínica de especialidades da Administração Municipal, e o Samu – Serviço Móvel de Urgências, gerenciado por meio de um consórcio regional. Neste início de ano, o destaque é a implantação do CAPS – AD Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, que somente no primeiro mês já atendeu 220 pacientes. 

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Mogi terá novo restaurante do programa Bom Prato

Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, na capital, o governador Márcio França assinou, nesta quinta-feira, 27/12/2018, a autorização para a implantação de mais quatro unidades do restaurante popular Bom Prato no Estado. Os postos funcionarão na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e nos municípios de Jaú e Francisco Morato, além do distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes.

Tivemos essa ideia de ampliar o programa Bom Prato para as universidades, começando pela Unicamp. A intenção também é de fazermos na USP, Unesp e unidades do Centro Paula Souza, para que a iniciativa seja direcionada a pessoas que precisam mais, hospitais e alunos da rede pública”, ressalta o governador Márcio França.

O governador do Estado de São Paulo, Márcio França, participa da assinatura de autorizo para implantação do Bom Prato na Unicamp, Jaú, Francisco Morato e Jundiapeba e convênios do Condeca em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes. Foto: Governo do Estado de São Paulo

O evento de assinatura também contou com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Jr., além dos prefeitos. Vale destacar que as unidades Unicamp e Jaú terão cota diária de 1.500 almoços e 300 cafés da manhã, enquanto Francisco Morato e Jundiapeba servirão 1.200 almoços e 300 cafés da manhã, de segunda a sexta-feira.

Encerramos nossa gestão à frente da pasta com chave de ouro, deixando um legado muito sério e eficaz de combate à fome no Estado. Investimos mais de R$ 80 milhões em 2018, pois a iniciativa já provou que funciona e consegue manter a qualidade dos alimentos e preços acessíveis, especialmente para pessoas de baixa renda e em vulnerabilidade social”, salienta o secretário Gilberto Nascimento Jr.

Refeições

O Bom Prato é o maior programa de segurança alimentar do Brasil. Atualmente, São Paulo tem 56 unidades em funcionamento: 22 na capital, dez na Grande São Paulo, 17 no interior e sete no litoral. O posto mais recente foi entregue à população do Dique Vila Gilda, em Santos, no dia 19 de dezembro. Assim, o Bom Prato passa a servir 92,3 mil refeições diariamente.

Desde a inauguração, no ano 2000, o Governo do Estado já entregou mais de 212 milhões de refeições e investiu mais de R$ 600 milhões no programa. Em 2018, foram servidas 20,8 milhões de refeições, entre almoço e café da manhã.

A rede de restaurantes populares oferece alimentação balanceada e de qualidade no almoço e café da manhã, com foco na população de baixa renda, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. No Estado, o Bom Prato é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

Com 1.200 calorias, o almoço custa R$ 1,00 e é composto, em geral, por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa. No café da manhã, que tem valor tabelado de R$ 0,50, com 400 calorias em média, são oferecidos leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

EDP investe R$ 2 milhões em nova rede aérea em Mogi

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, realiza ações contínuas de implantação de novas tecnologias no sistema elétrico na área de Concessão. Em Mogi das Cruzes, a companhia está em fase final com as obras na rede que abastece a região dos Chacareiros, em Jundiapeba, tradicional polo produtor hortifrutigranjeiro.

A empresa realizou o investimento de R$ 2 milhões para a modernização da rede existente, com a substituição de doze quilômetros de cabeamento comum por novas tecnologias, mais resistentes a agentes externos como vegetação, bem como a instalação de 46 transformadores com isolação em óleo vegetal (conhecidos como transformadores verdes por causar menor impacto ao meio ambiente). O término das obras está previsto para o final de outubro.

Investimento trará mais segurança e qualidade ao fornecimento de energia para a região de Jundiapeba. Foto: Divulgação

Com as ações de melhoria, o novo sistema proporcionará maior disponibilidade energética, o que deixará a rede ainda mais moderna e preparada para o desenvolvimento do município.

A nova rede permitirá atender os atuais clientes com mais segurança e acompanhar de forma sustentável o crescimento econômico da região. Além disso, todo cabeamento utilizado no projeto é protegido, o que permite maior harmonia com a vegetação e meio ambiente, auxiliando na prevenção contra quedas de energia”, destaca Adriano Ramos, gestor executivo da EDP. Em períodos chuvosos, a arborização é a principal causa das interrupções elétricas.

A modernização da rede aérea na região dos Chacareiros faz parte dos investimentos da EDP para 2018, de mais de R$ 300 milhões nos 28 municípios atendidos no Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, com foco na expansão e modernização da rede elétrica, infraestrutura e atendimento ao cliente.