Prefeito assina abertura da licitação para construção da Maternidade Municipal

O prefeito Marcus Melo assinou, nesta sexta-feira, 22/02/2019, a abertura do processo de licitação para construção da Maternidade Municipal, no Distrito de Braz Cubas, durante evento realizado no auditório do prédio sede da Prefeitura de Mogi das Cruzes. A futura unidade irá dobrar a capacidade de atendimento do município para a realização de partos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e garantirá ainda mais segurança, conforto e qualidade às gestantes e bebês.

A Maternidade Municipal terá capacidade para realizar até 500 partos por mês e ficará localizada na rua Francisco Afonso de Melo, nº 550, em Braz Cubas. O projeto prevê a construção de um prédio com aproximadamente 7 mil m² distribuídos em sete pavimentos (do subsolo ao quinto andar), e contará com 51 leitos, 10 leitos de UTI Neonatal, 10 leitos de cuidados intermediários, além da UTI Adulto, Centro Obstétrico e demais espaços especializados.

Projeto da futura Maternidade Municipal foi apresentado durante evento realizado nesta sexta-feira, 22. Foto: PMMMC

“A construção da Maternidade Municipal será mais um importante avanço da nossa cidade na área da saúde. O sistema público conta hoje apenas com a Santa Casa de Mogi, que mais de uma vez já precisou fechar suas portas devido à superlotação. Uma mãe que está no momento mais importante de sua vida merece toda atenção e carinho na hora do parto e para isso que estamos trabalhando com a implantação desse novo equipamento”, afirmou o prefeito.

Ele ressaltou, ainda, a importância do novo investimento para a cidade. “Mogi das Cruzes sempre foi uma cidade muito bem administrada e temos que nos orgulhar porque existe respeito no direcionamento do dinheiro público”, acrescentou Melo, destacando avanços conquistados desde as gestões passadas e que têm colocado o município em posição de destaque, principalmente na área da saúde.

Os avanços na saúde foram destacados pelas autoridades e técnicos presentes. “É mais uma obra importantíssima e que já vínhamos sonhando para Mogi das Cruzes. Um espaço especialmente planejado para recepcionar as famílias no momento mais especial, que é o nascimento de um filho, dotado de recursos modernos de acolhimento e atendimento”, comentou o vice-prefeito Juliano Abe. “Será uma obra grandiosa para a nossa cidade e que certamente contribuirá para melhorar a vida das pessoas”, acrescentou o presidente da Câmara Municipal, Rinaldo Sado Sakai.

O deputado estadual Marcos Damásio pretende endossar o pedido de apoio financeiro junto ao Governo do Estado para construção da Maternidade Municipal. Nesta semana, o prefeito Marcus Melo e o secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra, protocolaram o pedido durante encontro com o secretário estadual José Henrique Germann, em São Paulo. “A Saúde de Mogi tem avançado muito e já é uma referência estadual em diversos equipamentos e serviços prestados. Vamos buscar apoio para garantirmos mais essa importante obra para a nossa cidade”, adiantou.

Entre as referências citadas durante o evento estão o próprio Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, construído e equipado pela Administração Municipal em parceria com o Governo do Estado, a Unica – Unidade Clínica Ambulatorial, primeira clínica de especialidades da Administração Municipal, e o Samu – Serviço Móvel de Urgências, gerenciado por meio de um consórcio regional. Neste início de ano, o destaque é a implantação do CAPS – AD Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, que somente no primeiro mês já atendeu 220 pacientes. 

Entre as referências citadas durante o evento estão o próprio Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, construído e equipado pela Administração Municipal em parceria com o Governo do Estado, a Unica – Unidade Clínica Ambulatorial, primeira clínica de especialidades da Administração Municipal, e o Samu – Serviço Móvel de Urgências, gerenciado por meio de um consórcio regional. Neste início de ano, o destaque é a implantação do CAPS – AD Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, que somente no primeiro mês já atendeu 220 pacientes. 

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

Mogi terá novo restaurante do programa Bom Prato

Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, na capital, o governador Márcio França assinou, nesta quinta-feira, 27/12/2018, a autorização para a implantação de mais quatro unidades do restaurante popular Bom Prato no Estado. Os postos funcionarão na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e nos municípios de Jaú e Francisco Morato, além do distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes.

Tivemos essa ideia de ampliar o programa Bom Prato para as universidades, começando pela Unicamp. A intenção também é de fazermos na USP, Unesp e unidades do Centro Paula Souza, para que a iniciativa seja direcionada a pessoas que precisam mais, hospitais e alunos da rede pública”, ressalta o governador Márcio França.

O governador do Estado de São Paulo, Márcio França, participa da assinatura de autorizo para implantação do Bom Prato na Unicamp, Jaú, Francisco Morato e Jundiapeba e convênios do Condeca em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes. Foto: Governo do Estado de São Paulo

O evento de assinatura também contou com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Jr., além dos prefeitos. Vale destacar que as unidades Unicamp e Jaú terão cota diária de 1.500 almoços e 300 cafés da manhã, enquanto Francisco Morato e Jundiapeba servirão 1.200 almoços e 300 cafés da manhã, de segunda a sexta-feira.

Encerramos nossa gestão à frente da pasta com chave de ouro, deixando um legado muito sério e eficaz de combate à fome no Estado. Investimos mais de R$ 80 milhões em 2018, pois a iniciativa já provou que funciona e consegue manter a qualidade dos alimentos e preços acessíveis, especialmente para pessoas de baixa renda e em vulnerabilidade social”, salienta o secretário Gilberto Nascimento Jr.

Refeições

O Bom Prato é o maior programa de segurança alimentar do Brasil. Atualmente, São Paulo tem 56 unidades em funcionamento: 22 na capital, dez na Grande São Paulo, 17 no interior e sete no litoral. O posto mais recente foi entregue à população do Dique Vila Gilda, em Santos, no dia 19 de dezembro. Assim, o Bom Prato passa a servir 92,3 mil refeições diariamente.

Desde a inauguração, no ano 2000, o Governo do Estado já entregou mais de 212 milhões de refeições e investiu mais de R$ 600 milhões no programa. Em 2018, foram servidas 20,8 milhões de refeições, entre almoço e café da manhã.

A rede de restaurantes populares oferece alimentação balanceada e de qualidade no almoço e café da manhã, com foco na população de baixa renda, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. No Estado, o Bom Prato é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

Com 1.200 calorias, o almoço custa R$ 1,00 e é composto, em geral, por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa. No café da manhã, que tem valor tabelado de R$ 0,50, com 400 calorias em média, são oferecidos leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

EDP investe R$ 2 milhões em nova rede aérea em Mogi

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, realiza ações contínuas de implantação de novas tecnologias no sistema elétrico na área de Concessão. Em Mogi das Cruzes, a companhia está em fase final com as obras na rede que abastece a região dos Chacareiros, em Jundiapeba, tradicional polo produtor hortifrutigranjeiro.

A empresa realizou o investimento de R$ 2 milhões para a modernização da rede existente, com a substituição de doze quilômetros de cabeamento comum por novas tecnologias, mais resistentes a agentes externos como vegetação, bem como a instalação de 46 transformadores com isolação em óleo vegetal (conhecidos como transformadores verdes por causar menor impacto ao meio ambiente). O término das obras está previsto para o final de outubro.

Investimento trará mais segurança e qualidade ao fornecimento de energia para a região de Jundiapeba. Foto: Divulgação

Com as ações de melhoria, o novo sistema proporcionará maior disponibilidade energética, o que deixará a rede ainda mais moderna e preparada para o desenvolvimento do município.

A nova rede permitirá atender os atuais clientes com mais segurança e acompanhar de forma sustentável o crescimento econômico da região. Além disso, todo cabeamento utilizado no projeto é protegido, o que permite maior harmonia com a vegetação e meio ambiente, auxiliando na prevenção contra quedas de energia”, destaca Adriano Ramos, gestor executivo da EDP. Em períodos chuvosos, a arborização é a principal causa das interrupções elétricas.

A modernização da rede aérea na região dos Chacareiros faz parte dos investimentos da EDP para 2018, de mais de R$ 300 milhões nos 28 municípios atendidos no Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, com foco na expansão e modernização da rede elétrica, infraestrutura e atendimento ao cliente.

Ordem de serviço é assinada e empresa deverá operar Terminal Rodoviário no dia 1º

A ordem de serviço para a concessão do Terminal Rodoviário Geraldo Scavone, no Mogilar, foi assinada na manhã sexta-feira, 05/10/2018, pelo prefeito Marcus Melo e pelo secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida. A empresa Atlântica Construções, Comércio e Serviços, vencedora do processo licitatório, será a responsável pela administração do local pelos próximos 20 anos.

Demos a ordem de serviço e a empresa deu como previsão o dia 1º de novembro para assumir o terminal. Esperamos que ela possa fazer as melhorias necessárias para os nossos usuários, com a modernização e a utilização dos recursos tecnológicos. É um terminal com 30 anos e esperamos que a operação desta concessão seja para melhorar a vida dos usuários”, destacou Marcus Melo.

O prefeito lembrou ainda que estão previstos 54 itens de melhorias e modernização para o Terminal Geraldo Scavone. Os serviços englobam o saguão (balcão de informações, guichês, área de espera, salas comerciais, etc), plataformas, áreas de embarque, banheiros, cobertura e pavimentação das áreas de circulação dos ônibus e estacionamento.

Entre os destaques das intervenções, os banheiros serão totalmente reformados, o prédio e o estacionamento receberão câmeras de segurança e os acessos também deverão ganhar portas de vidro. Também serão construídos um espaço de convivência para motoristas, a administração e sala de apoio operacional.

Nova empresa deverá assumir a administração do Terminal Geraldo Scavone no dia 1 de novembro e realizar melhorias em até 15 meses. Foto: Guilherme Berti/PMMC

O cronograma prevê que os projetos executivos das intervenções sejam apresentados em 90 dias e que a conclusão das intervenções aconteça em até 15 meses. A estimativa é que as melhorias previstas requeiram investimento de R$ 2.392.886,25, que será feito pela empresa concessionária.

A empresa Atlântica Construções, Comércio e Serviços já administra o terminal rodoviário de Anápolis, em Goiás. Além disso, ela também já atuou nas cidades de São Luiz, no Maranhão, e de São Carlos. Durante o processo licitatório em Mogi das Cruzes, que foi pelo modelo de concessão onerosa, a empresa apresentou como proposta a remuneração à Prefeitura de 26,18% sobre a receita a bruta mensal, que são os valores obtidos com tarifas de embarque, locação de espaços, estacionamento, exploração publicitária, guarda-volumes, entre outros.

O Terminal Geraldo Scavone recebe as linhas rodoviárias que fazem a ligação com a Capital, cidades do litoral, Vale do Paraíba e de fora do estado, em um total de 37 destinos.

Também acompanharam a assinatura da ordem de serviço o presidente da Câmara Municipal, Pedro Komura, e os vereadores Protássio Nogueira, Sadao Sakai e Mauro de Assis Margarido.

Melhorias previstas para o Terminal Geraldo Scavone:

  • Reforma e tratamento do piso, com nova aplicação de um piso industrial, implantação de piso tátil direção e atenção, para que o terminal fique completamente adaptado a pessoas com deficiência;
  • Adequação dos guichês de atendimento e instalação de novos;
  • Reforma completa dos sanitários;
  • Instalação de três portas de vidro nas entradas de acesso principais ao saguão;
  • Sala de convivência com copa para os motoristas;
  • Ampliação das áreas comerciais;
  • CCO – Centro de Controle Operacional câmeras de vigilância e sistema de CFTV capaz de processar e gravar as imagens em tempo real;
  • Construção de uma sala de apoio operacional nas dependências do terminal capaz de abrigar os equipamentos de apoio operacional, como macas, cadeira de rodas, cadeira de transbordo, etc;
  • Recuperação e recapeamento asfáltico de toda a área da pista de rolagem de ônibus e onde dá-se o acesso dos mesmos às plataformas do Terminal;
  • Ampliação do sistema de água fluvial da pista de rolamento;
  • Troca do alambrado que cerca o Terminal, por telas e grades, incluindo a pintura;
  • Revitalização da cobertura, de todo o terminal, incluindo a substituição de telhas, rufos e calhas que apresentarem algum tipo de defeito;
  • Recuperação das calçadas no entorno do Terminal, com a remoção do concreto existente, nivelamento do piso, instalação de tela de ferro e concretagem do piso;
  • Recapeamento da área de estacionamento;
  • Troca de todas as luminárias existentes;
  • Instalação de catraca e dispositivos de contenção para controle de acesso às áreas de embarque e desembarque pelos usuários;
  • Instalação de cancela na entrada dos ônibus, para controle, fiscalização e proibição de acesso por veículos não autorizados;
  • Pintura nas paredes internas e externas do Terminal;
  • Aquisição de 20 novas lixeiras do tipo coleta seletiva;
  • Troca da manta isolante da caixa d´água;
  • Aquisição de uma lavadora de piso de alta pressão, um cortador de grama com alimentação elétrica, quatro relógios digitais, duas telas de 50” para informações de embarque e desembarque e dois bebedouros adaptados para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida;
  • Nova comunicação visual.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Secretário Gilberto Nascimento garante nova unidade do Bom Prato em Jundiapeba

O secretário de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Gilberto Nascimento Junior, esteve em Mogi das Cruzes nesta terça-feira, 02/10/2018, para uma visita às entidades parceiras do Programa Viva Leite e ao Restaurante Bom Prato. O prefeito Marcus Melo o acompanhou no almoço e aproveitou a oportunidade para reforçar o pedido de implantação de uma unidade do Bom Prato em Jundiapeba e para apresentar o projeto da Casa do Idoso elaborado pela equipe técnica da Prefeitura.

O projeto do restaurante popular em Jundiapeba prevê uma construção de 300 m² incluindo cozinha industrial, despensa, vestiários, sanitários, caixa e refeitório com capacidade para 200 lugares. O Distrito de Jundiapeba foi escolhido pela alta vulnerabilidade e localização distante da área central, onde o município já conta com um Bom Prato.

Unidade mogiana distribui diariamente 1,4 mil refeições e 500 cafés da manhã

Estamos conversando com a Prefeitura para definirmos o layout da parceria, afinal, a proposta da Administração Municipal para construção da sede é um modelo novo. De qualquer forma, é uma demanda que será atendida, para a qual já temos parte do recurso reservado”, afirmou o secretário.

Atualmente, o Estado de São Paulo conta com 54 restaurantes Bom Prato e mais seis unidades devem ser implantadas até o final deste ano. Entre os mais antigos equipamentos está a unidade mogiana, que recebeu a visita das autoridades nesta terça-feira. “O Bom Prato presta um importante serviço para a população, oferecendo refeições saborosas e balanceadas a preços populares”, observou o prefeito.

Localizado na rua Professor Flaviano de Melo, o restaurante completou 12 anos no último mês de março, distribuindo diariamente 1,4 mil refeições e 500 cafés da manhã a preços populares: R$ 1,00 (almoço) e R$ 0,50 (café).

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes