Rodovia Mogi-Bertioga é liberada para o trânsito de veículos

A rodovia Mogi-Bertioga foi liberada ao tráfego na tarde desta quarta-feira, 02/05/2018. O anúncio foi feito durante vistoria do governador Márcio França ao quilômetro 89 da via. O prefeito Marcus Melo acompanhou a visita.

Foi feito todo o trabalho com calma para não ter problema e agora que a Defesa Civil e o Instituto Geológico fizeram a análise nós vamos liberar a pista. As pedras principais foram retiradas e será construído um muro de contenção. A gente espera que isso seja suficiente e o mais importante é a segurança do usuário”, afirmou o governador, ao lado do secretário estadual de Logística e Transportes, Mário Mondolfo.

As obras do DER no quilômetro 89 da rodovia continuarão a ser feitas durante a semana, mas serão interrompidas nos finais de semana, quando a movimentação de veículos é maior. A expectativa é que os serviços sejam concluídos em até quatro meses e, além das intervenções na encosta e a construção do novo muro, que ficará entre o atual muro de gabião e a pista, também estão previstas melhorias na curva existente no local.

O governador lembrou ainda que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) manterá, durante o período de obras, um monitoramento das condições climáticas na região. Quando o índice de chuvas chegar a 40 milímetros, as equipes ficarão em alerta e, caso haja chuvas superiores a 80 milímetros, o trânsito poderá ser interrompido por medida de precaução.

Tráfego de veículos na rodovia Mogi-Bertioga foi liberado na tarde desta quarta-feira. Trabalhos na encosta do quilômetro 89 da rodovia continuarão. Foto: Junior Lago/PMMC

Precisa ter um monitoramento e um acompanhamento diário, com atenção especial nos dias de chuva para saber como está este material que encontra-se acima do gabião. É preciso a construção deste muro de concreto. É importante que a segurança dos usuários esteja em primeiro lugar. Nós, dos municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga, estaremos acompanhando”, disse o prefeito Marcus Melo.

Ele destacou ainda que a reabertura da estrada será benéfica para os municípios, não só pela normalização do trânsito, mas pelo comércio existentes às margens da rodovia e a circulação de estudantes e trabalhadores entre o Alto Tietê e o Litoral.

Para o trabalho de acompanhamento das condições das Serra do Mar, o DER contratou um estudo que fará a análise de encostas de rodovias no Litoral e Grande São Paulo, no valor de cerca de R$ 3 milhões e financiamento pelo Banco Mundial. O trabalho será coordenado pelo Instituto Geológico.

A rodovia foi interditada no dia 11 de abril devido a um grande deslizamento que bloqueou a pista na altura do quilômetro 89. Equipes do DER trabalharam na limpeza do local, mas as fortes chuvas que atingiram a região nos dias 14 e 15 causaram novos desabamentos. Desde então, os funcionários trabalharam na limpeza das pistas, na reconstrução do muro de gabião e na contenção da encosta.

Também participaram da vistoria o superintendente do DER, Ricardo Volpi, o diretor técnico do DER, Deni Loretti Filho, os deputados estaduais Luiz Carlos Gondim Teixeira e André do Prado, e vereadores de Mogi das Cruzes, além de técnicos do Instituto Geológico e da Defesa Civil do Estado.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

Vistoria define a liberação do trânsito na rodovia Mogi-Bertioga

Uma vistoria nesta quinta-feira, 26/04/2018, às 10h00, deverá decidir sobre a liberação da rodovia Mogi-Bertioga para o trânsito de veículos. A definição foi tomada na manhã desta quarta-feira, 25/04, em São Paulo, durante uma reunião do secretário estadual de Logística e Transportes, Mário Mondolfo, com o prefeito Marcus Melo, que também teve a presença do deputado estadual Marcos Damásio e de vereadores.

Nosso pedido é para a liberação imediata da rodovia Mogi-Bertioga, desde que haja certeza absoluta que não há nenhum risco para os motoristas. Combinamos uma vistoria no local onde aconteceu o deslizamento e onde está sendo construído o muro para que seja feita uma análise com o Departamento de Estradas de Rodagem, o Instituto Geológico e a Defesa Civil do Estado para verificar a possibilidade de liberação já para este final de semana”, disse o prefeito Marcus Melo.

Reunião com o secretário estadual de Transportes discutiu a situação da rodovia Mogi-Bertioga e vistoria no local será realizada nesta quinta-feira. Foto: Guilherme Berti/PMMC

O prefeito lembrou que o fechamento da rodovia, que está interditada há cerca de duas semanas por causa da queda de barreira e pedras, vem trazendo problemas para a região, principalmente para os moradores, comerciantes e estudantes que necessitam se locomover entre Mogi das Cruzes e o litoral.

O secretário estadual destacou que o DER vem realizando obras para a retirada do material que desceu para a pista e o que ficou solto na serra, além de ações para contenção da encosta. Neste caso, o trecho está recebendo a reconstrução do muro de gabião que protege a rodovia.

O DER continua trabalhando para a liberação das pistas, as obras estão bastante adiantadas e dependendo do resultado destas vistorias vamos liberar o tráfego, voltando a frisar que só vamos liberar o tráfego quando a gente tiver risco zero de ocorrer qualquer tipo de problema lá”, afirmou Moldolfo, lembrando que o departamento contratou um estudo para análise da Serra do Mar. “Estamos trabalhando emergencialmente nos locais onde houve os deslizamentos, esta é a ação de curto prazo. E a médio prazo, o DER já contratou um programa que vistoria a geologia da região da Serra do Mar da Mogi-Bertioga. E a partir deste estudo, vão ser detectados pontos críticos que serão atacados para que não ocorram mais problemas”, completou.

Outras solicitações

Durante a reunião, o prefeito Marcus Melo também apresentou a Mondolfo demandas de Mogi das Cruzes junto à Secretaria Estadual de Transportes. Entre eles estão os trechos restantes da via Perimetral, que ligarão as rodovias Mogi-Bertioga e Mogi Salesópolis e Mogi-Salesópolis e Mogi-Guararema.  A Prefeitura já vem buscando recursos para atualização dos projetos existentes para os trechos, uma vez que eles foram feitos em um cenário bem diferente do atual no que se refere a frota de veículos da cidade e população.

Outro assunto discutido foi a construção de uma rotatória na rodovia Mogi-Salesópolis, próximo à empresa Kimberly Clark. A intervenção melhoraria o acesso na região, contribuindo para maior segurança na via. A solicitação para melhorias na pavimentação da região do Taboão também foi apresentada. A intenção é melhorar as condições logísticas e de acesso às empresas do distrito.

Também participaram da reunião os vereadores Vereador José Francimário Vieira de Macedo, o Farofa, Antônio Lino e Sadao Sakai, além do secretário municipal de Obras, Walter Zago.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Atualização (26/04/2018):

A rodovia Mogi-Bertioga permanecerá interditada por, pelo menos, mais cinco dias por conta da identificação de risco de novas quedas de rochas de grande porte da encosta sobre a pista no quilômetro 89. A informação foi passada pelo superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Ricardo Volpi, durante vistoria realizada na manhã desta quinta-feira, 26/04.

De acordo com o órgão estadual, levantamentos realizados na encosta da rodovia, com a participação de técnicos do Instituto Geológico (IG), identificaram o risco de deslizamento de rochas de grande porte, uma delas com peso estimado de cerca de 500 toneladas.

O que ocorreu é um desastre natural. A rodovia está em perfeitas condições, bem conservada, mas a serra ainda está instável e foram detectados pontos em que rochas de grande porte que estão nesta área instável. Nossas ações são compartilhadas com a Defesa Civil, o Instituto Geológico e a Defesa Civil de Bertioga e as decisões precisam ser unânimes. Não podemos deixar nenhuma dúvida que outro problema possa ocorrer”, explicou Volpi.

Ao todo, são seis grandes rochas que estão com problemas. Nesta quinta e sexta-feira, 26 e 27/04, o DER pretende implodir as pedras, fragmentando-as em pedaços menores. Após este trabalho, será feita uma nova análise da encosta e iniciados serviços para fazer as bernas, que são cortes no talude. O muro de gabião que protege a estrada e foi danificado durante os últimos deslizamentos já foi recuperado.

Prefeitos e DER vistoriam trecho da Rodovia Mogi-Bertioga que permanece interditado

O prefeito Marcus Melo participou, na manhã desta segunda-feira, 16/04/2018, de uma vistoria no quilômetro 89 da rodovia Mogi-Bertioga, que está interditada devido à queda de uma barreira. Ao lado de representantes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), do vice-prefeito Juliano Abe, do prefeito de Bertioga, Caio Matheus, e vereadores ele acompanhou os trabalhos que estão sendo desenvolvidos pelo órgão estadual no trecho. Não há previsão para a liberação da via.

O trecho foi interditado na última quarta-feira, 11/04, devido a um grande deslizamento que bloqueou a pista. Equipes do DER trabalharam durante os últimos dias e a expectativa era de que a estrada pudesse ter sido liberada nesta segunda-feira, 16/04, mas as fortes chuvas que atingiram a região neste final de semana causaram novos desabamentos, o que exigirá mais tempo de trabalho.

A rodovia não é importante apenas para Mogi das Cruzes e Bertioga, mas para toda a Grande São Paulo, que a utiliza para chegar ao litoral, os estudantes, comerciantes e pessoas que moram em uma região e trabalham na outra. Então, a interdição atrapalha bastante. Tínhamos expectativa sobre a liberação da rodovia, mas as chuvas do final de semana fizeram com que mais pedras e lama descessem da encosta. Nossa preocupação é que a estrada seja liberada o mais rápido possível, mas que o trabalho seja feito com segurança para os operários que estão aqui”, afirmou Marcus Melo.

Trecho da Rodovia Mogi-Bertioga teve novos deslizamentos neste final de semana e o DER deverá continuar trabalhando no local durante toda a semana. Foto: Ney Sarmento/PMMC

O prefeito lembrou ainda que a Prefeitura está acompanhando o andamento dos trabalhos e as providências que estão sendo adotadas pelo órgão estadual e que a união de Mogi das Cruzes e Bertioga é importante neste momento. “A Prefeitura também está à disposição para auxiliar o DER no que for possível”, disse.

O novo deslizamento deste final de semana levou para rodovia Mogi-Bertioga cerca de 1.000 metros cúbicos de materiais, o que equivale a cerca de 1,5 mil toneladas. Uma rocha de cerca de 200 toneladas também desceu para a pista. Neste final de semana, a região da Serra do Mar entre Mogi das Cruzes e Bertioga registrou cerca de 137 milímetros de chuva, quase o triplo do que era previsto.

Já estávamos trabalhando com a necessidade de remoção de materiais que estavam soltos e próximos à estrada. Com a chuva, que foi muito maior que a prevista, ocorreu este novo deslizamento e a retirada que seria forçada se tornou natural. Com certeza, durante toda esta semana continuaremos trabalhando”, afirmou o diretor técnico do DER, Deni Loretti Filho.

Ele explicou ainda que a maior dificuldade para a realização dos trabalhos está nas características apresentadas pela Serra do Mar nesta região. “A serra não é nem rocha nem apenas solo. Existem muitas infiltrações, fissuras e um volume grande de água descendo. Neste trecho, temos muitas nascentes e a mata fechada dificulta a visualização de um risco iminente”, explicou Loretti Filho.

A rodovia Mogi-Bertioga está interditada entre os quilômetros 68, nas proximidades de Biritiba Ussú, e 98, no encontro com a rodovia Rio-Santos. As opções de desvios para os motoristas são as rodovias Imigrantes, Anchieta, Tamoios e Oswaldo Cruz.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Obra interdita trecho da Av. Japão nesta quarta (25/01/2017)

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) de Mogi das Cruzes inicia nesta quarta-feira, 25/01/2017, a segunda etapa da interligação de dois coletores de esgoto na Vila São Sebastião, que fará com que 540 mil litros de efluentes deixem de ser lançados diariamente no Córrego do Gregório. Esta fase da obra exigirá a interdição das duas faixas da Avenida Japão e de uma faixa da Avenida Henrique Perez (Perimetral, na pista sentido Braz Cubas). O bloqueio será no cruzamento das duas vias. Haverá desvios no trânsito.

O projeto de expansão do esgotamento sanitário no bairro inclui a implantação de 576 metros de redes nas Ruas José Oswaldo Jardim de Azevedo e Virgilio Padovani. As tubulações atendem 82 residências (320 pessoas, em média).

Com a interligação dos coletores-tronco do Córrego do Gregório, o benefício abrangerá uma área bem maior – totalizando 4.650 pessoas – em que esgoto era coletado, porém sem tratamento. Nessa obra, o coletor já existente será ligado à outra tubulação que conduzirá os efluentes para a Estação de Tratamento da Sabesp, em Suzano.

Obra interdita trecho da Av. Japão
Motoristas que estiverem em ambos os sentidos da Av. Japão deverão ficar atentos para os desvios

O investimento do Semae é de R$ 386,1 mil, sendo R$ 240,6 mil na extensão de redes e R$ 145,5 mil para interligação de coletores.

Nos últimos anos, Mogi das Cruzes obteve avanços históricos em esgotamento sanitário, que passou de apenas 5% de tratamento no ano 2000 para os atuais 95% de coleta e 60% de tratamento.

Com a finalização das obras de esgotamento no Botujuru e em Cezar de Souza, que estão em andamento, e com a construção do Coletor Ipiranga, cujos recursos para a obra foram garantidos pelo Governo Federal, os índices de coleta e tratamento devem chegar a 96% e 71%, respectivamente.

Trânsito

A previsão é de que a interligação dos coletores seja concluída na sexta-feira, 27/01, para que as duas avenidas fiquem liberadas no fim de semana, quando o tráfego é mais intenso para ida e retorno do litoral. Mesmo nos dias de obra, a interdição será somente durante o dia (das 7h00 às 18h00).

Os motoristas que estiverem na Avenida Japão seguindo na direção do centro terão de pegar o desvio pela Avenida Henrique Peres, na pista sentido Braz Cubas (no período de interdição, será permitida a conversão à esquerda), e ruas Francisco Rodrigues Passos e Itaquaquecetuba, na Vila Cléo.

Na direção contrária, o caminho também se inverte: o desvio é primeiro pelas ruas Itaquaquecetuba e Francisco Rodrigues Passos, com conversão à esquerda na Perimetral, sentido Mogi-Bertioga. Uma alternativa válida somente para veículos leves que estiverem na Avenida Japão em direção aos bairros é continuar até o acesso à Perimetral, na pista sentido Braz Cubas, e pegar o primeiro retorno para voltar à Avenida Japão.

Já quem estiver dirigindo pela Perimetral não precisará pegar nenhum desvio. É necessário apenas ficar atento para a interdição de uma faixa da pista sentido Braz Cubas, também na altura do cruzamento com a Avenida Japão. Durante a realização da obra, o local será monitorado pela Secretaria Municipal de Transportes.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Ruas centrais serão interditadas neste fim de semana (04 e 05/01/2014)

A Secretaria Municipal de Transportes fará interdições nas ruas José Bonifácio e Dr. Corrêa neste fim de semana (04 e 05/01/2014) – sábado à tarde e domingo pela manhã – para a execução de serviços de manutenção e substituição do cabeamento aéreo (energia, telefone e internet), a serem realizados pela Bandeirante Energia. Os dias e horários foram escolhidos para causar o mínimo de transtorno a passageiros, motoristas e ao comércio. A opção foi realizar a interdição após o período de festas de final de ano e durante um final de semana, em horários com menor movimento de pessoas nas ruas centrais da cidade.

O trecho definido para as obras inclui as ruas Dr. Corrêa (entre a Prof. Flaviano de Melo e a Senador Dantas) e a José Bonifácio (entre a Dr. Corrêa e a Dr. Deodato Wertheimer). Também estão incluídos um trecho da Rua Major Arouche de Toledo (entre a Senador Dantas e a José Bonifácio), um trecho da Capitão Manoel Caetano (entre a José Bonifácio e a Rua Dr. Flaviano de Melo) e um trecho da Dr. Deodato Wertheimer, (entre a Senador Dantas e a José Bonifácio).

Vias que serão interditadas para obras
Vias que serão interditadas para obras (clique para ampliar)

Essas ruas e trechos serão totalmente interditados no sábado (04/01), das 13h00 às 15h30. O secretário municipal de Transportes, Nobuo Aoki Xiol, explica que a Associação Comercial de Mogi das Cruzes foi consultada previamente sobre as obras e indicou que o primeiro final de semana de 2014 traria menor impacto ao comércio. “Ouvimos os representantes dos comerciantes e havia outras opções, mas a data foi definida de forma conjunta, ouvindo-se as opiniões de todos”, observou Xiol.

Com isso, os motoristas devem evitar a região e optar pelas ruas Coronel Souza Franco, Barão de Jaceguai, Dr. Ricardo Vilela e Coronel Cardoso de Siqueira como rotas alternativas. Segundo o secretário Xiol, haverá agentes de trânsito e faixas de orientação aos motoristas em todo o entorno da região. “Também elaboramos os ajustes nas linhas de ônibus. Colocaremos avisos nos pontos de ônibus, indicando as opções de pontos próximos aos passageiros, e teremos funcionários de plantão acompanhando todo o trabalho”, explica.

Os passageiros que embarcam na Rua José Bonifácio (lateral da Igreja Matriz e praça) e Voluntário Fernando Pinheiro Franco (oposto ao Santander) devem utilizar os pontos da Rua Dr. Ricardo Vilela. Já quem embarca na Rua Otto Unger (Largo do Carmo) deve utilizar o próximo ponto na Otto Unger (oposto ao hipermercado). Finalmente, o passageiro que embarca na Rua Princesa Isabel de Bragança (Praça da Bíblia) deve utilizar o ponto da Rua Tenente Manoel Alves (oposto à praça).

Veja aqui as mudanças no transporte coletivo

Já no domingo (05/01), as ruas José Bonifácio e a Dr. Deodato Wertheimer, no trecho entre a Senador Dantas e a José Bonifácio, serão interditadas das 8h00 às 13h00 para a execução dos trabalhos. Da mesma forma, o secretário Xiol lembra que a escolha do horário foi definida devido ao menor movimento de veículos, coletivos e pedestres na região central.

Além disso, na primeira semana de janeiro, entre os dias 06 e 10/01, a José Bonifácio terá uma faixa interditada entre 8h00 e 13h00 para a conclusão do trabalho de substituição do cabeamento. Agentes de trânsito e sinalização indicativa serão utilizadas durante o período e há a possibilidade de ocorrerem pontos de lentidão, embora o horário escolhido para as obras tenha início após o horário de pico da manhã.

A Secretaria de Transportes orienta os motoristas a evitarem a região entre os dias 6 e 10 de janeiro, optando pelas ruas Coronel Souza Franco, Barão de Jaceguai, Dr. Ricardo Vilela e Coronel Cardoso de Siqueira como rotas alternativas. O trabalho da Bandeirante Energia terá como objetivo realizar uma manutenção preventiva no sistema, que incluirá a verificação dos fios e execução de eventuais reparos necessários, além de rearranjo que trará melhoria visual ao conjunto de cabos.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes