Governo de SP convoca 3,4 milhões de faltosos da 2ª dose da vacina de Covid-19

O Estado de São Paulo está convocando 3,4 milhões de pessoas que ainda não tomaram a segunda dose da vacina de Covid-19 busquem os postos para se imunizar até sexta-feira, 10/12/2021, durante a mobilização especial organizada pelo Governo de SP para que as pessoas concluam esquemas vacinais antes do Natal e Ano Novo.

O balanço desta segunda-feira, 06, contabiliza 806,7 mil pessoas que ainda precisam completar o esquema vacinal com o imunizante do Butantan/Coronavac, outras 845,3 da Fiocruz/AstraZeneca/Oxford e 1,7 milhão da Pfizer/BioNTech.

Mobilização especial acontece até sexta-feira, 10, para incentivar população a completar o esquema vacinal antes das festas de final de ano. Foto: Pixabay

Para completar o esquema vacinal contra COVID-19, são necessárias duas doses para a vacina do Butantan (intervalo de 28 dias), da Fiocruz (8 semanas) e Pfizer (21 dias). Caso o prazo seja ultrapassado, é fundamental que o cidadão procure um posto assim que possível para orientações e para completar a imunização. O esquema vacinal da Janssen prevê apenas uma dose.

Desde o dia 1º de dezembro, o Governo de SP está intensificando a comunicação pra incentivar a população a completar o esquema vacinal e também tomar a dose adicional antes das festas de final de ano.

As Prefeituras são responsáveis pela busca ativa dos vacinados, mas o Governo de SP apoia a ação com o envio de mensagem via SMS e por e-mail à população para lembrar a data da segunda dose conforme pré-cadastro realizado no site Vacina Já ou no momento da aplicação da vacina.

Dose adicional

Toda a população adulta deve se vacinar com a dose adicional de COVID-19. A nova orientação do Plano Estadual de Imunização (PEI) segue a diretriz do Programa Nacional de Imunização (PNI) e vale para todas as pessoas que tomaram as duas doses da Coronavac, Astrazeneca e Pfizer há pelo menos quatro meses, conforme redução de intervalo anunciada na última semana pelo Governo de SP.

Quem tomou a vacina da Janssen, de dose única na primeira etapa da campanha, poderá receber a dose adicional do mesmo imunizante com intervalo a partir de dois meses. No entanto, na ausência da vacina da Janssen, que é o que acontece com estado de São Paulo já que o Ministério não disponibilizou doses adicionais deste imunizante, é possível ser administrada uma dose adicional da Pfizer (vacina de RNA mensageiro).

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Estado de São Paulo ultrapassa 72% de adultos vacinados contra COVID-19

O Estado de São Paulo superou a marca de 72% da população adulta vacinada com pelo menos uma dose contra a COVID-19 nesta quinta-feira, 22/07/2021. Além disso, 25% de todas as pessoas com 18 anos ou mais que residem no estado já estão com o esquema vacinal completo.

Até às 10h36 desta quinta-feira, 22, São Paulo já vacinou 25,3 milhões de pessoas com pelo menos uma dose (primeira ou dose única).

O Estado também já tem 7,8 milhões de registros de segunda dose e mais 1 milhão de aplicações de dose única (vacina da Janssen). Os números totalizam 8,8 milhões de pessoas que já concluíram seu esquema vacinal, ou seja, receberam as duas doses das vacinas que têm esta indicação em bula ou foram imunizadas com dose única.

São mais de 33,1 milhões de doses aplicadas e 1/4 da população acima de 18 anos com esquema vacinal completo; previsão é concluir até 20/08. Foto por Nataliya Vaitkevich em Pexels.com

A população adulta de SP é de 35,3 milhões, segundo as estimativas do IBGE de 2020, e Governo do Estado de São Paulo quer vacinar este público com pelo menos uma dose até dia 20 de agosto.

A campanha de vacinação prossegue em ritmo intenso, com balanços diários que chegam ao dobro de registros diários verificados entre o final de maio e início de junho. Na última segunda-feira, por exemplo, foram registradas mais de 500 mil doses no dia.

São Paulo é o Estado que mais vacina no Brasil, em números absolutos, e segue avançando com o calendário com celeridade à medida que as remessas são entregues pelo Ministério da Saúde, contando com uma logística ágil e organizada para distribuição às 645 cidades.

A evolução diária da campanha pode ser acompanhada no painel completo do Vacinômetro, no site https://vacinaja.sp.gov.br/vacinometro/. Nele, qualquer pessoa tem acesso a dados detalhados sobre doses aplicadas por município, distribuição de doses, ranking de vacinação, ranking de aplicação das doses distribuídas, evolução da aplicação de doses e estatísticas gerais do PEI.

Pré-cadastro virtual

As pessoas que integram os públicos-alvo da campanha podem realizar um pré-cadastro no site Vacina Já, que facilita o andamento da imunização tanto para o usuário quanto para os profissionais de saúde. O preenchimento do formulário não é obrigatório, mas leva de um a três minutos e economiza até 90% do tempo de atendimento nos postos de vacinação.

Também é possível fazer o cadastro por meio de um assistente virtual no Whatsapp, fruto de parceria entre as Secretarias de Comunicação e da Saúde. O chatbot oferece ainda informações confiáveis sobre o Plano Estadual de Imunização, incluindo o calendário de vacinação atualizado, dados sobre o Plano São Paulo e tira-dúvidas sobre o coronavírus.

Para acessar o serviço no WhatsApp, basta adicionar o número +55 11 95220-2923 à lista de contatos e enviar um “oi” ou clicar no link wa.me/5511952202923.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

SP lança Vale Gás que vai beneficiar 500 mil pessoas em situação de vulnerabilidade

O Governador João Doria anunciou, nesta quinta-feira, 17/06/2021, o lançamento do Vale Gás, novo programa de proteção social do Governo de SP que vai beneficiar cerca de 500 mil pessoas em situação de alta vulnerabilidade em todo estado. A iniciativa inédita em SP vai garantir transferência de renda para a compra de botijão de gás de cozinha (GLP 13kg) e levar mais dignidade a mais de 100 mil famílias carentes em todo estado. O programa gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social receberá investimento superior a R$ 31,3 milhões, alcançando um total de 82 municípios.

Este é um dos mais importantes programas que nós já lançamos aqui, porque muda a vida de muita gente. Quem não tem sabe o que é ter um botijão de gás para atender a uma família durante dois meses. Por isso estamos fazendo um programa para atender meio milhão de pessoas aqui no Estado de São Paulo. É um enorme esforço que estamos fazendo para ajudar quem mais precisa”, destacou Doria.

Programa terá investimento superior a R$ 30 milhões e será destinado a moradores de comunidades carentes em 82 municípios

Por meio do programa, 104.340 famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, que moram em comunidades carentes e favelas (classificadas como aglomerados subnormais), terão acesso a três parcelas bimestrais do benefício, no valor de R$ 100,00 cada, a serem pagas entre os meses de julho e dezembro de 2021. A previsão para o pagamento da primeira parcela do benefício é 20 de julho.

Com essa iniciativa, o Governo de São Paulo dá mais um passo importante para garantir a proteção social e segurança alimentar de famílias em maior fragilidade frente aos desafios impostos pela pandemia”, afirma a Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Célia Parnes.

O Governador do Estado de São Paulo João Doria durante Lançamento do Programa Vale Gás. Foto: Governo do Estado de São Paulo

Terão acesso ao programa as famílias inscritas no CadÚnico (sem Bolsa Família) e com renda mensal per capita de até R$ 178,00. Para saber se poderá ser inserido no programa, o cidadão deve entrar no site oficial do Vale Gás (valegas.sp.gov.br) e consultar a elegibilidade ao benefício. O site já está disponível e basta digitar o número do NIS (Número de Inscrição Social) para ter acesso às informações.

Veja os 82 municípios participantes do programa Vale Gás

Americana, Amparo, Atibaia, Bananal, Barueri, Bauru, Bertioga, Biritiba-Mirim, Botucatu,  Caçapava,  Caieiras, Cajamar, Campinas,Campo Limpo Paulista, Campos do Jordão,  Capivari, Caraquatatuba, Carapicuíba,  Cordeirópolis, Cotia,  Cruzeiro, Cubatão, Diadema,  Embu das Artes, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato,  Franco da Rocha, Guaratinguetá, Guarujá,  Guarulhos, Hortolândia, Ibirarema,  Ibiúna, Ilhabela, Itapecerica da Serra,  Itapevi, Itaquaquecetuba, Itirapina, Itu, Jacareí, Jandira, Jundiaí, Lorena, Mairinque, Mairiporã, Marília, Mauá,  Mogi das Cruzes, Osasco, Pederneiras,  Peruíbe,  Piracicaba, Pirapora do Bom Jesus,  Poá, Praia Grande, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rio Claro, Rio Grande da Serra,  Salto, Santa Cruz do Rio Pardo, Santana de Parnaíba,  Santo André, Santos,  São Bernardo do Campo,  São José dos Campos, São Paulo, São Pedro, São Roque, São Sebastião, São Vicente, Sorocaba, Sumaré, Suzano,  Tabatinga,  Taboão da Serra, Tatuí, Tremembé, Ubatuba, Várzea   Paulista,  Votorantim.

Vale Gás integra o Bolsa do Povo

O Vale Gás é um dos benefícios englobados pelo Bolsa do Povo, maior programa de proteção social já anunciado pelo Governo de São Paulo. Lançado em maio deste ano, a iniciativa tem o objetivo de concentrar a gestão de benefícios, ações e projetos para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Somente para 2021, estão previstos R$ 1 bilhão em recursos para o Bolsa do Povo.

Nele foram incorporados os programas Renda Cidadã, Via Rápida, Bolsa-Trabalho, Ação Jovem, Bolsa Talento Esportivo, o auxílio-moradia emergencial (Aluguel Social) e o recém-lançado Vale Gás. Também está prevista a contratação de mães e pais nas escolas, além da contratação de agentes de apoio na Saúde. O Bolsa do Povo vai pagar benefícios de até R$500 e poderá beneficiar até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios. O portal do Bolsa do Povo, desenvolvido pela Prodesp, pode ser conferido no endereço bolsadopovo.sp.gov.br.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

SP anuncia antecipação de 15 dias para vacinação geral contra o coronavírus

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira, 09/06/2021, que o calendário de vacinação contra o coronavírus em São Paulo será antecipado em 15 dias para todos os públicos fora dos grupos prioritários. Com a medida, a campanha para a população em geral começa já no próximo dia 16, para um grupo estimado de 1,2 milhão de pessoas com idade entre 55 e 59 anos.

O adiantamento do calendário do PEI (Plano Estadual de Imunização) também marca para quinta-feira, 10, o início da imunização de 1 milhão de pessoas com deficiência permanente que não recebem o auxílio BPC (Benefício de Prestação Continuada) e de 400 mil grávidas e puérperas sem comorbidades. Em ambos os grupos, a idade mínima para imunização é de 18 anos.

Todos os grupos de pessoas por idade, sem comorbidades, serão vacinados com 15 dias de antecedência em relação ao calendário apresentado anteriormente. São Paulo tem pressa e São Paulo vacina”, afirmou o Governador.

Estado inicia nesta quinta (10) a imunização de 1 milhão de pessoas com deficiência permanente sem BPC e 400 mil gestantes sem comorbidades. Foto por Gustavo Fring em Pexels.com

Com o cronograma antecipado, a nova meta do Governo de São Paulo é vacinar toda a população do estado com 18 anos ou mais até o dia 18 de outubro. A projeção se baseia na estimativa de entregas de vacinas do Ministério da Saúde e considera o início do esquema vacinal, que é composto por duas doses dos imunizantes disponíveis no Brasil.

A logística do PEI vai manter o calendário faseado por faixas etárias, dos grupos mais velhos aos mais jovens, para distribuição e aplicação das doses nos 645 municípios de São Paulo. Em julho, a vacinação será estendida à população em geral com idades entre 50 e 54 anos.

Em agosto, a campanha se amplia para as pessoas a partir de 49 anos de idade, beneficiando progressivamente até as de 35 anos. Já em setembro, a imunização passa a atender a população com idade a partir de 34 anos, estendendo-se até o dia 18 de outubro até a faixa etária de 18 anos (veja o resumo do calendário abaixo do texto).

Vacina Já

O pré-cadastro no site Vacina Já é recomendado para todos os públicos incluídos no calendário do PEI e economiza até 90% no tempo de atendimento nos postos de vacinação. O formulário pode ser preenchido no site ou via WhatsApp – basta adicionar o número +55 11 95220-2923 à lista de contatos e enviar um “oi” ou clicar no link wa.me/5511952202923?text=oi.

O preenchimento antecipado não é obrigatório, mas facilita o trabalho dos profissionais de saúde e também reduz as chances de aglomeração nos pontos de aplicação das vacinas contra a COVID-19.

De acordo com o Vacinômetro disponível no Portal do Governo de São Paulo (saopaulo.sp.gov.br), até as 13h16 desta quarta, um total de 18.605.494 de vacinas contra a COVID-19 haviam sido aplicadas no estado, sendo 12.685.556 em primeira dose e 5.919.938 para completar o ciclo de imunização. Assim, 12,79% da população estadual já foi vacinada com as duas doses.

Critérios para gestantes e PCD

O Governo de São Paulo também divulgou os critérios para os dois novos grupos vacinados a partir desta quinta. Grávidas e puérperas sem comorbidades serão atendidas com doses do Butantan ou da Pfizer.

As gestantes devem apresentar carteira de acompanhamento, pré-natal ou laudo médico, enquanto que puérperas com até 45 dias após o parto precisam levar declaração de nascimento de seus recém-nascidos.

Já as pessoas com deficiência permanente – física, sensorial ou intelectual – devem ir aos postos de vacinação com laudo médico ou outros documentos que comprovem a condição.

Valem registros de documentos de atendimento em centros especializados, documento com indicação da deficiência, cartões de gratuidade do transporte público e, em casos excepcionais, a autodeclaração.

Início antecipado para a população em geral

10 de junho
– Grávidas e puérperas sem comorbidades acima de 18 anos – 400 mil pessoas
– Pessoas com Deficiência Permanente sem BPC – 1 milhão de pessoas

16 de junho
– Adultos sem comorbidades com idade entre 55 e 59 anos – 1,2 milhão de pessoas

9 de julho
– Adultos sem comorbidades com 54 anos

20 de julho
– Adultos sem comorbidades com idade entre 50 e 53 anos

4 de agosto
– Adultos sem comorbidades com idade entre 45 e 49 anos

19 de agosto
– Adultos sem comorbidades com idade entre 40 e 44 anos

29 de agosto
– Adultos sem comorbidades com idade entre 35 e 39 anos

8 de setembro
– Adultos sem comorbidades com idade entre 30 e 34 anos

18 de setembro
– Adultos sem comorbidades com idade entre 25 e 29 anos

28 de setembro
– Adultos sem comorbidades com idade entre 18 e 24 anos

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Governo de SP anuncia abertura de 20 novas unidades do Poupatempo no Estado

O Governador João Doria assinou, nesta segunda-feira, 24/05/2021, autorizo para a implantação de novas unidades do Poupatempo em 20 cidades. Serão beneficiados os municípios de Arujá, Caçapava, Capão Bonito, Cubatão, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Ibitinga, Itanhaém, Itapecerica da Serra, Itatiba, Jaboticabal, Jandira, Mococa, Mogi Mirim, Ribeirão Pires, Santana de Parnaíba, São Sebastião, Taquaritinga, Valinhos e Votorantim.

O Poupatempo é uma referência nacional e internacional, com agilidade, eficiência nos serviços e nível de satisfação acima de 90%. Temos o primeiro Poupatempo digital do Brasil. Nós somos um governo 100% sem papel. Hoje, as 645 prefeituras do estado de São Paulo operam digitalmente, essa é uma grande vitória, somos o primeiro Estado 100% digital do país”, destacou Doria.

As novas unidades fazem parte do plano de expansão, anunciado em agosto de 2020 pelo governo paulista, que prevê a incorporação dos serviços do Detran ao atendimento do Poupatempo. Com a integração, as Ciretrans serão transformadas em Poupatempo, permitindo que o cidadão seja atendido no mesmo local.

É um dia para comemorarmos. Que esse modelo Poupatempo nos sirva de referência como já serve e de inspiração para continuarmos essa trajetória mesmo com todas as dificuldades e atenção à saúde publica que a pandemia nos obriga, mas olhando de maneira transversal o nosso governo, prestando bons serviços à sociedade”, afirmou Rodrigo Garcia, Vice-Governador e Secretário de Governo do Estado.

Serão beneficiados mais de 2,2 milhões de pessoas em cidades do interior, litoral e Região Metropolitana de São Paulo. Foto: Bruno Santos/A2 FOTOGRAFIA.

As implantações serão viabilizadas em parceria com as prefeituras e contarão com estrutura mais moderna e tecnológica, proporcionando segurança e comodidade, atendendo mais de 2,2 milhões de pessoas.

O novo formato é por meio do sistema Balcão Único, com atendentes multitarefa, que inclui serviços municipais. O modelo já foi testado e aprovado pela população nas unidades inauguradas nesta gestão em Aguaí, Lençóis Paulista, Jales e Salto, escolhidas para o projeto piloto.

Entre os serviços oferecidos, além do Detran.SP, estão o Instituto de Identificação (IIRGD) e taxas cobradas pelas prefeituras, facilitando ainda mais a vida do munícipe, que precisa se deslocar menos para cumprir com suas obrigações. O investimento do Estado na implantação dos novos postos é de aproximadamente R$ 3,7 milhões.

Como os atendimentos serão realizados no mesmo local por diversos órgãos, o cidadão ganhará comodidade e autonomia, sem perder o padrão de qualidade, marca registrada do programa, que cada vez mais estará próximo da população”, explica André Arruda, presidente da Prodesp – empresa de tecnologia do Governo de São Paulo, responsável pela administração do Poupatempo no Estado.

Até o momento, sete Ciretrans se transformaram em Poupatempo e já estão em funcionamento. São eles: Franco da Rocha, Hortolândia, Piquete, Santa Bárbara D’Oeste, Serra Negra, Sumaré e Alesp.

Atualmente, 86% dos serviços realizados pelo Detran.SP são pelos canais digitais. Isso graças ao avanço da digitalização, o que permitiu a redução do atendimento presencial. Ao delegar o atendimento ao Poupatempo, conseguiremos aproveitar melhor nosso quadro de colaboradores, otimizando ainda mais a operação para serviços essenciais”, afirma Ernesto Mascellani Neto, presidente do Detran.SP.

Ainda neste primeiro semestre, outras três unidades do Poupatempo, com o novo formato, estão previstas para serem abertas ao público: Atibaia, Itatinga e Porto Ferreira. No último sábado (21), foi assinado autorizo para estudo e implantação de dois novos postos para a região do Vale do Paraíba: Cruzeiro e Lorena.

Serviços digitais

Atualmente, 85% dos atendimentos do Poupatempo são por meio das plataformas digitais. Entre os serviços online mais procurados, estão a pesquisa de pontuação, habilitação, licenciamento, as funcionalidades da vacinação contra a Covid-19, além da emissão do Atestado de Antecedentes Criminais, consulta de IPVA, entre outros.

Programa Poupatempo

Administrado pela Prodesp – empresa de Tecnologia do Estado – o Programa Poupatempo, possui 23 anos de existência e já beneficiou mais de 607 milhões de cidadãos

Com o início da pandemia, em março do ano passado, o programa acelerou o processo de digitalização dos serviços digitais, para melhor atender a população. Atualmente, são 137 opções no portal – poupatempo.sp.gov.br -, aplicativo Poupatempo Digital e totens de autoatendimento. Até o fim deste ano, o objetivo é chegar a 180 serviços digitais, e a mais de 240 em 2022.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo