🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 12

O Mogi das Cruzes/Helbor venceu pelo NBB CAIXA 2018/2019. Em jogo pegado, com prorrogação e final dramático, Mogi consegue virada na raça sobre o Corinthians, por 102 a 96, no Ginásio Prof. Hugo Ramos, e garantiu uma das vagas na Copa Super 8.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Com a vitória, o Mogi, quarto colocado, ficou com campanha de oito vitórias em 12 jogos (66,7% de aproveitamento) e carimbou uma vaga na Copa Super 8. Já o Corinthians, com o revés, viu a chance de se qualificar entre os oito que vão para a Copa Super 8 ficar mais longe. Com campanha de quatro triunfos em 12 partidas (33,3% de aproveitamento), o alvinegro ocupa a décima colocação do NBB CAIXA 2018/2019.

Dois jogadores dividiram o título de cestinha da partida: o pivô JP Batista, do Mogi, e o ala/pivô Giovannoni, do Corinthians. Decisivos, cada um contribuiu com 27 pontos e foram essenciais para que se concretizasse um placar tão alto após o apito final.

Além dos 27 pontos, o pivô JP Batista contribuiu com 13 rebotes, além de atingir 31 no índice de eficiência. Único jogador na partida com um duplo-duplo e o atleta com o maior índice de eficiência no jogo. Partida digna de aplausos para JP Batista.

Disputa de bola. Foto: LNB

Com um jogo muito aberto e de muitos pontos, o primeiro quarto ficou marcado pela grande atuação do pivô JP Batista, do Mogi, que liderou a equipe o time mogiano no ataque ao contribuir com 11 pontos na primeira parcial. Mesmo com essa situação, o ataque do Corinthians não decepcionou e, com boa atuação do armador norte-americano Fuller e do ala/pivô Giovannoni, ambos com seis pontos no período, conseguiu segurar o ataque do Mogi e ir para o segundo quarto com a vantagem (24 a 21).

Na volta para os dez minutos finais do primeiro tempo, a dupla Uruguaia do Corinthians, formada pelo armador Parodi, com oito pontos no período, e pelo ala Aguiar, com sete pontos na parcial, foi decisiva para o êxito do Timão no segundo quarto. Ao todo, os dois contribuíram com 15 dos 26 pontos marcados pelo Corinthians no segundo quarto, o que foi suficiente para o time alvinegro ir para o intervalo à frente no placar, mesmo após a boa atuação do ala Gui Deodato, do Mogi, com 10 pontos no período (50 a 46).

O início do terceiro quarto foi todo do Corinthians. Com o equilíbrio da rotação do elenco e o bom aproveitamento nos chutes, o time alvinegro chegou a abrir sete pontos de vantagem, mas viu essa distancia diminuir nos últimos cinco minutos da parcial. Já no último minuto da partida, o Mogi encostou no placar e reduziu a vantagem (68 a 63).

Nos dez minutos finais, o Corinthians manteve o ritmo e esteve na liderança no placar por todo o último quarto. Nos segundos finais, no momento em que o jogo estava 86 a 83, o jogo caminhava para um triunfo importante do Corinthians, mas após falta cometida pelo uruguaio Parodi sobre Arthur Pecos, o Mogi foi para a linha de lance livre com direito a dois chutes. A primeira cobrança foi convertida, mas após errar a segunda e a bola sobrar no garrafão, o pivô João Pedro, que acabará de entrar, converteu dois pontos e levou o jogo para a prorrogação.

Com a moral abalada após o final do quarto período, o Corinthians voltou mal, sofreu a virada com bola de dois pontos do armador Arthur Pecos, e não conseguiu mais retomar a dianteira. Já no final, o time mogiano uniu um bom aproveitamento ofensivo com uma forte defesa e, dessa forma, anulou qualquer chance do time do Parque São Jorge vencer o jogo.

Próxima parada: Agora o Corinthians receberá em seus domínios o Sendi/Bauru Basket, no próximo sábado, 15/12, no Ginásio Wlamir Marques, às 14h00, com transmissão ao vivo na Band. Já o Mogi, na próxima sexta-feira, 14/12, viajará para o Rio de Janeiro e medirá forças com o Vasco da Gama, no Ginásio de São Januário, com transmissão ao vivo do FoxSports.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios

🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 11

Em partida decidida nos últimos minutos, o Mogi das Cruzes/Helbor conseguiu uma vitória importantíssima. Com dois tempos bem diferentes, o time mogiano levou a melhor sobre o Joinville/AABJ, nesta quinta-feira, no Ginásio Hugo Ramos, por 81 a 67, e subiu para a quarta colocação do NBB CAIXA 2018/2019.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Com o resultado positivo, o Mogi alcançou a sétima vitória em onze jogos (63,6% de aproveitamento) e subiu para o quarto lugar. Já o Joinville, com a derrota, permanece na oitava colocação, empatado com o Vasco da Gama, quatro triunfos e seis derrotas – o time catarinense leva vantagem por ter vencido o confronto direto.

A vitória do Mogi fez a equipe subir para a quarta colocação, muito próximo de garantir uma vaga para a Copa Super 8. Mais do que isso, se o time conseguir garantir essa posição até o fim do primeiro turno, terá direito ao mando de quadra nas quartas de finais do torneio.

Mogi/Helbor x Joinville. Foto: Robson Regato

O ala/pivô Gruber teve uma grande atuação na vitória do Mogi. O jogador terminou a partida com 18 pontos, sete rebotes e cinco assistências, sem cometer nenhum erro. Todos esses números renderam 29 de eficiência, a maior marca da partida.

O cestinha da partida foi o pivô JP Batista, com 23 pontos, além de seis rebotes. O armador Arthur Pecos flertou com um triplo-duplo, com 15 pontos, dez rebotes e oito assistências, totalizando 25 de eficiência. O ala Shamell também teve uma boa atuação de 15 pontos e três assistências.

Pelo lado do Joinville, o destaque ficou com o pivô Thiago Mathias, o reboteiro do campeonato. O jogador conseguiu um duplo-duplo de 19 pontos e 11 rebotes, com 25 de eficiência. O ala/armador Anton Cook também teve boa atuação e terminou o jogo com 13 pontos e quatro assistências.

O Mogi voltará a atuar neste sábado, 08/12, contra o Corinthians, no Ginásio Hugo Ramos, às 14h00, com transmissão ao vivo da Band. Já o Joinville terá como próximo adversário o São José Basketball, também no sábado, no Ginásio Lineu de Moura, às 18h00.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 10

O Sesi Franca Basquete segue cada vez mais líder do NBB CAIXA 2018/2019. Nesta segunda-feira, 19/11/2018, o time francano contou com uma grande atuação coletiva na vitória sobre o Mogi das Cruzes/Helbor, no Ginásio Hugo Ramos, por 95 a 89, e se garantiu na liderança isolada da principal competição nacional.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Essa foi a sétima vitória consecutiva do líder Franca no campeonato, a oitava em nove partidas disputadas (88,9% de aproveitamento). O Mogi, com o resultado negativo, permanece na quinta colocação, com seis triunfos em dez jogos realizados até aqui (60% de aproveitamento).

Com grande atuação coletiva, três atletas francanos se destacaram mais na partida: o pivô Cipolini, cestinha da noite com 22 pontos, além de seis rebotes e 23 de eficiência, o ala/pivô Lucas Dias, com 18 pontos, cinco rebotes e três roubos de bola, e o armador Elinho, que terminou o jogo também com 18 pontos, mais cinco rebotes, cinco assistências e 21 de eficiência.

Elinho e Cipolini, de Franca, e Cafferata, do Mogi. Foto: LNB

Acredito que a nossa defesa poderia ter sido melhor, mas o time de Mogi possui muita qualidade e nem sempre é fácil diminuir o ímpeto ofensivo deles. Por outro lado, nosso ataque fluiu muito bem, de maneira coletiva, e anotamos 95 pontos. Foi um grande jogo e o Sesi Franca está de parabéns pela vitória”, analisou o pivô.

Além do trio destacado acima, outros dois jogadores de Franca chegaram a dígitos duplos de pontuação: o ala André Goes, que anotou 12 pontos e pegou seis rebotes, e o jovem armador Alexey, que contribuiu com 11 pontos e seis assistências.

Pelo lado do Mogi, a dupla de pivôs fez de tudo para sair com um bom resultado do Hugão, mas sem sucesso. O maior pontuador da equipe foi o ala/pivô Gruber (19 pontos), seguido pelo pivô JP Batista, que teve atuação de 17 pontos, seis rebotes, cinco assistências e 21 de eficiência.

É muito difícil a gente vencer a partida sofrendo 95 pontos. A gente, sim, tem o melhor ataque, mas uma das piores defesas, então assim fica difícil. Temos que reconhecer o mérito de Franca, que soube bem explorar as trocas na marcação, dobrando na marcação dos pivôs”, disse JP Batista.

O primeiro tempo da partida foi equilibrado, sem muita disparidade no placar. O Franca assumiu a liderança a partir da metade do primeiro quarto e permaneceu até a ida aos vestiários, embalados pela dupla de pivôs Lucas Dias e Cipolini, responsáveis por 25 dos 45 pontos da equipe na primeira metade.

Um fator que chamou a atenção na primeira etapa foram os erros de Mogi. O time comandado pelo técnico Guerrinha cometeu dez erros nos 20 minutos iniciais de partida, o que resultou em contra-ataques para Franca e permitiu ao time visitante ir para o intervalo na frente por 45 a 40.

Maestro no comando: Após terminar o primeiro tempo zerado, o armador Elinho, de Franca, voltou para a segunda etapa totalmente diferente. O “maestro” ditou o ritmo da partida, anotou dez pontos no terceiro quarto e foi um dos principais responsáveis por aumentar a diferença para 11 no início do último período (72 a 61).

O Mogi tentou voltar de vez para a partida nos dez minutos finais, principalmente com Shamell, que anotou dez pontos no período, mas não foi suficiente. O time francano, comandado pelo técnico Helinho Garcia, conseguiu impor seu ritmo com a bola na mão e fechou a partida pelo placar de 95 a 89.

Próxima parada: O Franca terá compromisso já nesta quinta-feira, 22/11, diante do São José Basketball, no Ginásio Pedrocão, em Franca (SP), às 20h45, com transmissão ao vivo no Bandsports. Já o Mogi voltará a atuar apenas dia 06 de dezembro, contra o Joinville/AABJ, no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes (SP), às 20h00.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 9

Mogi das Cruzes/Helbor e Sendi/Bauru Basket fizeram um jogo bastante equilibrado na noite desta quinta-feira, 15/11/2018. Atuando em casa, no Ginásio Hugo Ramos, o time mogiano contou com atuações decisivas de Shamell e JP Batista para vencer, por 73 a 67, e chegar ao terceiro triunfo seguido no NBB CAIXA.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

JP Batista e Shamell foram os grandes responsáveis pela vitória do Mogi. O pivô deixou a quadra com um duplo-duplo de 19 pontos e dez rebotes, além de somar três assistências e três bolas recuperadas. Já o ala norte-americano foi clutch e marcou 12 de seus 17 pontos no último quarto.

Com a diferença no placar em apenas dois pontos no início do último quarto, Shamell tratou de “colocar a bola debaixo do braço”. Mesmo não fazendo grande partida até então, o norte-americano chamou a responsabilidade no quarto período e liderou o ataque mogiano na reta final da partida.

Gruber, do Mogi. Foto: LNB

Depois de vencer seu terceiro jogo seguido, o time do técnico Guerrinha voltou a igualar a campanha do quarto colocado EC Pinheiros, com um total de seis vitórias em nove jogos. Do outro lado, o Bauru sofreu sua oitava derrota em 11 partidas disputadas e caiu para a 12 posição.

Outro nome importante do Mogi nesta quinta foi Gui Deodato. Atuando mais uma vez diante da equipe que o revelou, o jogador nascido em Bauru deixou a quadra com 15 pontos e três bolas recuperadas.

Foi um jogo difícil. Bauru é uma equipe muito bem treinada e nos trouxe muita dificuldade. A gente poderia ter feito um trabalho melhor e erramos algumas bolas fáceis, que poderia nos dar uma vantagem maior. Mas foi uma vitória muito importante e que nos mantém entre os primeiros colocados”, disse o pivô mogiano, que deixou a quadra com 26 de eficiência (maior marca do jogo).

O Dragão atuou mais uma vez extremamente desfalcado. Além de Alex Garcia e Gabriel Jaú, que se recuperam de lesões no joelho, o técnico Demétrius também não contou com Jefferson William, Gustavo Basílio, Cauê Verzola, Gui Santos e Samuel.

Mesmo com todos os desfalques, Bauru fez um jogo de igual para igual praticamente todo o tempo. Para isso, a equipe contou com boas atuações de Lucas Mariano (20 pontos e sete rebotes), Ruiz (15 pontos, oito rebotes e cinco assistências) e Fúlvio (14 pontos).

Como nossa rotação está pequena, acaba pesando um pouco no fim do jogo e chegamos com a perna pesada. Mas temos que valorizar a postura da equipe, que ,lutou o o tempo todo e fez um bom jogo, apesar da derrota. Agora é descansar e ir com tudo na briga pela vaga na final da Liga Sul-Americana”, disse o pivô bauruense Lucas Mariano.

O próximo adversário do Mogi no NBB CAIXA será o Sesi Franca Basquete. Nesta segunda-feira, 19/11, as equipes se enfrentarão no Ginásio Hugo Ramos, às 20h00, com transmissão ao vivo pelo Facebook (@NBB).

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Inscrições para a Corrida pela Vida serão abertas na terça-feira, 20/11/2018

A partir das 10h00 da próxima terça-feira, 20/11/2018, estarão abertas as inscrições para a Corrida pela Vida 2018, que será realizada no dia 2 de dezembro. Já tradicional na cidade, o evento promove a prática de exercícios físicos, apoia campanhas de prevenção ao câncer e tem caráter solidário. Assim, não há cobrança de taxa aos participantes, mas a organização pede para que os inscritos doem uma lata de suplemento alimentar.

As inscrições serão feitas online, pelo site da prova. Elas permanecerão abertas até as 23h59 do dia 22 de novembro ou até que seja atingido o limite, de 5 mil inscrições. Finalizado o ato da inscrição, o participante receberá um comprovante, que deve ser utilizado para a retirada do kit da prova.

Acesse o site da Corrida pela Vida

O kit de corrida será composto por uma camiseta, um número de peito, alfinetes, chip de cronometragem, medalha (pós prova) e kit lanche (pós prova). Eles devem ser retirados no Ginásio Municipal de Esportes Professor Hugo Ramos nos dias 30 de novembro (sexta-feira), das 14h00 às 20h00 e no dia 1º de dezembro (sábado), das 10h00 às 17h00. No dia da prova não será feita distribuição do kit.

Além do comprovante, o atleta precisa apresentar documento de identidade com foto, para retirar o kit.

As inscrições para a Corrida pela Vida 2018, que será realizada no dia 2 de dezembro, serão abertas a partir das 10h00horas da próxima terça-feira, no site da prova. Foto: Ney Sacramento/PMMC

Os participantes podem escolher entre provas de corrida com 5km, 10km, 15km ou caminhada de 3km. As prova mais longa terá largada às 8h00 e as demais serão sempre dez minutos após a anterior. Assim, a última largada, para a caminhada de 3km, acontecerá às 8h30.

Há restrições de idade para quem deseja participar das provas mais longas, conforme determinação da Confederação Brasileira de Atletismo. Assim, para as provas de 10k e 15km, é preciso ter no mínimo 18 anos e, para o percurso de 5km, a idade mínima permitida é de 14 anos.

O sistema de cronometragem durante a prova será realizado por meio de chip descartável colocado no cadarço do tênis. Haverá premiação para os cinco primeiros colocados nas categorias geral, masculino e feminino, nos três trajetos de corrida. Na modalidade caminhada, não será feita premiação.

Tudo o que for arrecadado de suplemento alimentar será encaminhado ao Fundo Social, que na sequência distribui os suprimentos entre as 200 entidades sociais e lideranças de bairro cadastradas, que ficam em regiões de vulnerabilidade social.

O programa Família Solidária também terá participação ativa na Corrida pela Vida. Cerca de 100 voluntários apoiarão a organização com a montagem e retirada dos kits e também estarão presentes no dia da prova, desenvolvendo atividades diversas.

A corrida simboliza o encerramento das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, que propagam a prevenção contra os tipos de câncer que mais acometem mulheres e homens. Ela é, portanto, um reforço nesse importante alerta quanto à saúde pública.

A Corrida pela Vida é uma organização da Associação Cultural Quântica, com apoio da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, do Governo do Estado de São Paulo. Ela é patrocinada pelas empresas JSL e EDP. A realização também é da Prefeitura de Mogi das Cruzes, numa parceria entre a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Secretaria de Assistência Social e o Fundo Social de Solidariedade.

Mais informações sobre a Corrida pela Vida podem ser obtidas no site da prova ou no telefone 4798-5005.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes