Projeto Eficiência Solidária, da EDP, substituirá 24 mil lâmpadas de maior consumo por LED

A partir de segunda-feira, 16/09/2019,  Mogi das Cruzes contará com o  posto de troca “Led Truck” da quarta edição do projeto Eficiência Solidária da EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, que fará a substituição de lâmpadas de maior consumo (incandescentes, halógenas ou fluorescentes compactas) por LED, dos clientes residenciais da cidade. Serão 24 mil lâmpadas disponíveis até dia 28 de setembro ou até terminarem os estoques. O posto de troca ficará estacionado na Praça Largo do Rosário (Praça da Marisa).

A ação tem como objetivo incentivar a utilização correta e segura da energia elétrica, beneficiando os moradores da área de concessão. Nesta edição do projeto serão disponibilizadas 60 mil lâmpadas em quatro município: Guaratinguetá, Taubaté, São Sebastião e Mogi das Cruzes. Além das lâmpadas, serão entregues informes educativos sobre o uso seguro e eficiente da energia e, ao final do programa, 250 lâmpadas LED tubular serão doadas a instituições sociais da região.

Desde o início do projeto, 144 mil lâmpadas foram substituídas dos moradores de 15 cidades e 30 instituições sociais beneficiadas. A economia de energia gerada foi de 5.642 megawatts-hora/ano (MWh/ano), o que corresponde ao abastecimento anual de aproximadamente 2.350 residências. Todas as lâmpadas entregues pelos clientes no momento da substituição foram destinadas ao descarte ecologicamente correto.

O projeto Eficiência Solidária traz uma economia real para os clientes com a substituição das lâmpadas, já que a iluminação pode representar cerca de 15% da conta de luz dependendo do hábito de consumo da família. Além disso, o programa cumpre um papel social importante, de reforçar a conscientização sobre o uso racional e seguro da energia elétrica e dos recursos naturais”, ressalta gestor executivo da EDP, Luciano Cavalcante.

O posto de troca das lâmpadas também foi pensado para estimular a consciência ambiental. O “Led Truck” é autossustentável, funciona com 100% de energia solar, a iluminação é toda com LED e o design foi realizado pelo artista mineiro Baba Jung, conhecido por suas pinturas em vagões de trens e peças do universo ferroviário.

Comparação entre as lâmpadas

Como participar do projeto Eficiência Solidária

Para participar do programa, é necessário ser cliente residencial da EDP de Mogi das Cruzes e dirigir-se até o posto de troca, munido da última fatura de energia, do documento de identidade, além de estar com as contas de luz em dia. Caso o cliente não seja o titular da instalação, deve levar um comprovante (cópia ou foto) do documento do titular.

No local, o consumidor entrega até cinco lâmpadas incandescentes, halógenas ou fluorescentes compactas (de maior consumo), que estejam em funcionamento, e recebe a mesma quantidade de LED. Clientes beneficiados por outros projetos de eficiência energética da EDP, que já tenham recebido lâmpadas LED, não estão aptos a participar do Eficiência Solidária.

Caso esteja inscrito para receber a fatura de energia por e-mail ou realizar o cadastro no ato da troca, o consumidor ganhará uma lâmpada Bônus. A fatura por e-mail da EDP é um serviço que une sustentabilidade e praticidade. A adesão elimina a emissão de papel e o cliente recebe em até dois endereços de e-mail sua conta com maior antecedência e segurança.

O projeto Eficiência Solidária faz parte do Programa de Eficiência Energética – PEE da EDP, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Com o objetivo de preservar os recursos naturais e promover educação para o uso inteligente da energia elétrica, evitando, assim, o desperdício, o PEE da EDP realiza projetos na área de concessão que buscam a conscientização, fazendo com que a energia seja utilizada com responsabilidade.

Conheça mais sobre o Eficiência Solidária, acesse o site edpsp.eficienciasolidaria.com.br.

Anúncios

EDP registra 3.794 ocorrências de fraudes de energia no Alto Tietê no 1º semestre de 2019

Durante o primeiro semestre de 2019, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, atuou fortemente no trabalho contra as fraudes de energia. Conhecidas popularmente como “gatos”, estas irregularidades acarretam em prejuízo para toda sociedade, além de expor o responsável e terceiros a sérios riscos, como choques elétricos, curto circuitos e até incêndios.

Por meio do trabalho de fiscalização realizado na cidade foram identificadas 3.794 fraudes de energia em residências, comércios e indústrias. A energia recuperada pela EDP é o suficiente para abastecer a cidade de Guararema por dois meses. Após o flagrante, o responsável pelo local é convidado a participar da medição da energia furtada junto dos técnicos especialistas da empresa e, conforme regras da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), é realizado a cobrança de todo o valor não faturado durante o período do furto.

A tecnologia é parte essencial no trabalho de combate às fraudes. Por meio de uma central integrada de monitoramento remoto e ferramentas de modelagem estatística, a Companhia identifica com mais precisão as inconsistências na medição dos clientes, com alertas e mapeamento de suspeita de irregularidades e dessa forma realiza inspeções em campo em toda área de Concessão, com equipes especializadas, munidas de equipamentos de última geração. No primeiro semestre, 1 em cada 3 inspeções realizadas no Alto Tietê foi identificada fraude.

O furto de energia, além de perigoso, contribui para tornar a conta de luz mais cara para todos os consumidores, uma vez que a quantidade de energia perdida por fraude e os custos para identificar e coibir as irregularidades são levados em consideração pela Aneel para estabelecer o valor da energia para cada área de concessão. O Estado também é prejudicado, já que deixa de arrecadar o Imposto sobre Comercio e Serviço (ICMS), cobrado por meio da conta de luz, que poderia ser utilizado em benefícios à própria população.

Além do impacto financeiro, os furtos e fraudes de energia pioram a qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível a interrupções e oscilações no fornecimento de energia.

Muitas vezes, os “gatos” são feitos de forma precária, o que aumenta muito o risco de acidentes graves a quem pratica o crime e para toda a população. O objetivo das ações da EDP é eliminar estes casos, garantindo segurança e também a qualidade do serviço aos consumidores que pagam suas contas em dia,” destaca Luciano Cavalcante, gestor executivo da EDP.

De acordo com a Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia (ABRADEE), ligação clandestina é a segunda maior causa de morte no país relacionada à energia elétrica, só perdendo para manutenção/construção predial. Entre 2009 e 2017 foram registrados 279 óbitos. Somente em 2017 foram 21 casos. Vale ressaltar que o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, prevê que o furto de energia é crime e passível de multa e prisão de um a quatro anos para o infrator.

Como denunciar

Com intuito de coibir cada vez mais a prática, a EDP pede que a população contribua, denunciando as ligações irregulares. A Distribuidora disponibiliza os seguintes canais de atendimento aos consumidores:

– Site EDP Onlinewww.edponline.com.br
– Aplicativo EDP Online (compatível com as plataformas Android™, iOS e Windows Phone)
– Agências de atendimento (o endereço de cada ponto pode ser encontrado no site EDP Online)
– Central de Atendimento ao Cliente: 0800 721 0123 (ligação gratuita, 24 horas/sete dias por semana).

É importante salientar que o sigilo da denúncia é total, e a inspeção realizada com a máxima urgência.

EDP abre vagas para o Programa Jovem Aprendiz

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, abre inscrições para o Programa Jovem Aprendiz. Durante 12 meses, os contratados participam de um curso de capacitação e qualificação de eletricista com foco na atuação em rede aérea de distribuição de energia. Os interessados poderão se inscrever até 31 de maio de 2019, por meio do site www.vagas.com.br/v1878892.

O projeto é fruto de uma parceria da Companhia com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), através do Programa de Aprendizagem Industrial, que forma jovens no curso de Eletricista de Redes de Distribuição de Energia Elétrica.

Com carga horária total de 800 horas, sendo 20 horas semanais, o programa tem cerca de doze meses de duração. Os estudantes serão contratados em regime CLT por prazo determinado, receberão salário e benefícios durante o período do curso, ganharão um certificado chancelado pelo SENAI e permanecerão no banco de talentos da EDP, podendo participar futuramente de processos seletivos para vagas efetivas.

O curso terá aulas teóricas e práticas a respeito dos princípios e leis que regem o funcionamento de sistemas elétricos. O intuito é que os participantes aprendam sobre os procedimentos e técnicas necessárias para planejamento, execução, avaliação e inspeção das redes, bem como sobre manutenções preventivas e corretivas, dentro das normas técnicas e de segurança.

Inscrições:

O Programa Jovem Aprendiz será ministrado na sede do Senai e da EDP em Mogi das Cruzes, a partir de julho. Há 16 vagas disponíveis. Os requisitos para cursar a qualificação são os seguintes:

– Formação: Ensino Médio completo;

– Residir na região do Alto Tietê

– Ter nascido entre 27/06/1996 a 21/07/2001;

– Disponibilidade de horário no período da manhã

A inscrição deve ser realizada pelo site  da recrutadora, www.vagas.com.br/v1878892,  até 31 de maio. O processo de seleção inclui prova de português e matemática, teste prático, entrevista e avaliação psicossocial.

Vale ressaltar que a EDP oferece aos estudantes, salário, vale refeição, vale transporte e convênio médico, além de material didático, uniformes, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e certificação com chancela do SENAI.

Clientes da EDP poderão negociar débitos no Feirão Limpa Nome Online 2019

Até o dia 31 de março de 2019, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, vai integrar a 23ª edição online do Feirão Limpa Nome, do Serasa Experian. Interessados podem acessar o site pelo computador ou celular.

O site serasaconsumidor.com.br/feirao, disponibiliza um ambiente digital para liquidação de dívidas, com acesso gratuito às informações sobre pendências financeiras das empresas conveniadas. O Feirão Limpa Nome já facilitou a realização de mais de 1 milhão de acordos.

Clientes da EDP com débitos em aberto que acessarem o portal terão condições personalizadas para quitar pendências, evitando assim uma possível suspensão do fornecimento e restrição ao crédito. “Estamos à disposição dos nossos clientes para auxiliá-los com possibilidades diversificadas de negociação”, ressalta Luciano Cavalcante, gestor executivo da EDP.

Negociação sem sair de casa

A realização de acordos pela internet já é uma realidade para a Empresa. No portal EDP Online, edponline.com.br, ou pelo aplicativo EDP Online, disponível para todas as plataformas de smartphone ou tablets, o cliente pode ver as opções de negociação e optar pela mais conveniente para quitar os débitos em aberto. Basta ter em mãos o número de instalação e o CPF do titular da fatura.

Para facilitar ainda mais o contato do cliente para a regularização de suas pendências, a empresa disponibiliza um contato via Whatsapp, por meio do número (12) 9 9710-8056. Existe ainda a possibilidade de negociação por meio da Central de Atendimento por telefone e, neste caso, a Distribuidora orienta que o contato seja feito pelo titular da conta de luz, e que o mesmo informe o número de instalação e seus dados pessoais (RG e CPF). A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, pelo número 0800 721 0123.

Os acordos também podem ser realizados nas agências de atendimento presencial de cada município. Os endereços de cada unidade podem ser conferidos no portal EDP Online, na internet.

Inscrições para a Corrida pela Vida serão abertas na terça-feira, 20/11/2018

A partir das 10h00 da próxima terça-feira, 20/11/2018, estarão abertas as inscrições para a Corrida pela Vida 2018, que será realizada no dia 2 de dezembro. Já tradicional na cidade, o evento promove a prática de exercícios físicos, apoia campanhas de prevenção ao câncer e tem caráter solidário. Assim, não há cobrança de taxa aos participantes, mas a organização pede para que os inscritos doem uma lata de suplemento alimentar.

As inscrições serão feitas online, pelo site da prova. Elas permanecerão abertas até as 23h59 do dia 22 de novembro ou até que seja atingido o limite, de 5 mil inscrições. Finalizado o ato da inscrição, o participante receberá um comprovante, que deve ser utilizado para a retirada do kit da prova.

Acesse o site da Corrida pela Vida

O kit de corrida será composto por uma camiseta, um número de peito, alfinetes, chip de cronometragem, medalha (pós prova) e kit lanche (pós prova). Eles devem ser retirados no Ginásio Municipal de Esportes Professor Hugo Ramos nos dias 30 de novembro (sexta-feira), das 14h00 às 20h00 e no dia 1º de dezembro (sábado), das 10h00 às 17h00. No dia da prova não será feita distribuição do kit.

Além do comprovante, o atleta precisa apresentar documento de identidade com foto, para retirar o kit.

As inscrições para a Corrida pela Vida 2018, que será realizada no dia 2 de dezembro, serão abertas a partir das 10h00horas da próxima terça-feira, no site da prova. Foto: Ney Sacramento/PMMC

Os participantes podem escolher entre provas de corrida com 5km, 10km, 15km ou caminhada de 3km. As prova mais longa terá largada às 8h00 e as demais serão sempre dez minutos após a anterior. Assim, a última largada, para a caminhada de 3km, acontecerá às 8h30.

Há restrições de idade para quem deseja participar das provas mais longas, conforme determinação da Confederação Brasileira de Atletismo. Assim, para as provas de 10k e 15km, é preciso ter no mínimo 18 anos e, para o percurso de 5km, a idade mínima permitida é de 14 anos.

O sistema de cronometragem durante a prova será realizado por meio de chip descartável colocado no cadarço do tênis. Haverá premiação para os cinco primeiros colocados nas categorias geral, masculino e feminino, nos três trajetos de corrida. Na modalidade caminhada, não será feita premiação.

Tudo o que for arrecadado de suplemento alimentar será encaminhado ao Fundo Social, que na sequência distribui os suprimentos entre as 200 entidades sociais e lideranças de bairro cadastradas, que ficam em regiões de vulnerabilidade social.

O programa Família Solidária também terá participação ativa na Corrida pela Vida. Cerca de 100 voluntários apoiarão a organização com a montagem e retirada dos kits e também estarão presentes no dia da prova, desenvolvendo atividades diversas.

A corrida simboliza o encerramento das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, que propagam a prevenção contra os tipos de câncer que mais acometem mulheres e homens. Ela é, portanto, um reforço nesse importante alerta quanto à saúde pública.

A Corrida pela Vida é uma organização da Associação Cultural Quântica, com apoio da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, do Governo do Estado de São Paulo. Ela é patrocinada pelas empresas JSL e EDP. A realização também é da Prefeitura de Mogi das Cruzes, numa parceria entre a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Secretaria de Assistência Social e o Fundo Social de Solidariedade.

Mais informações sobre a Corrida pela Vida podem ser obtidas no site da prova ou no telefone 4798-5005.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes