Coronavírus: EDP interrompe atendimento presencial nas agências

A EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, acompanha continuamente a evolução do cenário referente ao Coronavírus e as recomendações sanitárias para manter a segurança dos seus colaboradores e da população. Diante disso, a partir da próxima segunda-feira, 23/03/2020, o atendimento presencial nas agências físicas será interrompido e os serviços e solicitações deverão ser realizadas pela internet através do site edponline.com.br, aplicativo EDP Online para smartphone ou pelo Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) no 0800 721 0123. Esta medida busca evitar a aglomeração de pessoas nesses ambientes, de modo a prevenir a disseminação do Coronavírus.

Importante destacar também que, a partir da mesma data (23), 100% dos serviços poderão ser feitos pelo EDP Online, mesmo aqueles que necessitam de entrega de documentos, como pedidos de ligação de energia ou alteração de titularidade, através do site edponline.com.br.

Para quem não tem acesso à internet, a EDP mantém um Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), 0800 721 0123, disponível 24h por dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados, para o qual as ligações são gratuitas. Para registro de falta de energia, é possível também enviar SMS para 28037 com a mensagem Falta Luz.

Diariamente, a EDP avalia o cenário de evolução do Coronavírus a partir de um comitê interno formado por representantes de diversas áreas da empresa e adota medidas visando à segurança e saúde dos colaboradores e população, buscando o menor impacto possível nos serviços prestados pela Companhia” reforça Roberto Miranda, gestor executivo de relacionamento da EDP.

Outras ferramentas virtuais que contribuem para que o cliente não precise sair de casa são os canais digitais para pagamento, como o débito automático e internet banking. O cadastro da fatura de energia no débito automático pode ser feito a qualquer momento pelo EDP Online ou diretamente pela instituição bancária.

Comitê interno de crise contra o Coronavírus

Antes mesmo da confirmação do primeiro caso do Coronavírus no país, a EDP, criou um comitê de gestão de crise para tomar providências contra a propagação do vírus e alertar seus colaboradores sobre cuidados com a doença. O comitê de gestão da crise está se reunindo diariamente, inclusive aos fins de semana, quando necessário.

Desde meados de fevereiro, medidas de reforço à higienização vêm sendo implementadas pela Empresa. A limpeza de itens como botões de elevadores, maçaneta de portas e corrimões de escadas, além dos veículos operacionais, receberam incremento. Atualmente, os escritórios administrativos estão em regime de trabalho home office por tempo indeterminado.

Para garantir a qualidade e continuidade do fornecimento de energia e assegurar à segurança dos colaboradores que atuam diretamente nesta atividade, foi criado um plano estratégico específico. Como medida prioritária, os eletricistas que trabalham em campo foram descentralizados em diversas bases operacionais ao longo da área de concessão e realizam escalas diferenciadas de horários, além de reuniões e orientações por canais remotos. O Centro Integrado de Operação (COI) foi separado em três espaços físicos distintos e colaboradores que já atuaram na operação da EDP e estão atualmente em outras áreas da empresa estão recebendo treinamento para reforçar a equipe de operadores, em caso de necessidade.

EDP orienta sobre instalação segura de enfeites natalinos

As festas de fim de ano estão chegando, e muitas residências e estabelecimentos comerciais são decoradas com árvores de Natal e enfeites luminosos. A EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, orienta sobre a instalação e utilização correta dos pisca-piscas e outros equipamentos elétricos utilizados provisórios na decoração natalina para que não haja acidentes ou susto pelo aumento da conta de luz ao fim dos festejos.

Os cuidados devem começar na hora da compra do material. O ideal é escolher itens de qualidade, para garantir o melhor isolamento elétrico possível. Por isso, recomenda-se a compra de produtos regulamentados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), os quais trazem em sua embalagem a comprovação dos requisitos obrigatórios de qualidade e segurança.

Em relação aos pisca-piscas, a sugestão é investir naqueles com lâmpadas de LED, mais econômicas, eficientes, duráveis e, por isso, mais ecologicamente corretas. Para instalação em área sujeita a chuva ou alagamento os enfeites devem ser impermeáveis, pois eles são mais seguros e duram mais.

Cuidados evitam choques elétricos e curtos-circuitos. Foto: Jon Sullivan/ Domínio Público

Na embalagem do produto também é importante avaliar a potência em watts (W), que corresponde à carga demandada. Isso por que, quanto maior a potência, maior será o consumo do enfeite de Natal. “Equipamentos de potência elevada devem ser colocados em tomadas exclusivas, minimizando a probabilidade de sobreaquecimento do circuito elétrico interno e a fuga de corrente e, consequentemente, risco de acidentes e aumento na conta de luz”, diz Roberto Miranda, gestor da EDP.

Um curto-circuito na rede elétrica pode ser ocasionado pela má utilização dos equipamentos ou por seu uso prolongado em uma mesma tomada. Confira mais alguns cuidados importantes:

  • Para não ocorrer sobrecarga de energia caso a quantidade de enfeites seja grande, busque a orientação de um eletricista, que vai calcular o que pode ou não ser ligado. Se necessário, o profissional vai equiliibrar o circuito da residência por meio de uma pequena adequação na instalação elétrica.
  • Muitas árvores de Natal são feitas de arame, e por ser altamente condutor de energia esse material deve estar bem isolado para impedir energização acidental.
  • Fios desencapados podem provocar choques, curtos-circuitos e até incêndios. Passar fios por baixo de tapetes ou por trás de cortinas também pode causar acidentes.
  • Antes de substituir lâmpadas queimadas dos enfeites, desligue os equipamentos da tomada.
  • Desligar os enfeites luminosos antes de dormir ou sair de casa pode contribuir para a redução do valor da conta de energia e evitar acidentes.
  • Para enfeites em áreas externas, verifique a proximidade com a rede de energia da EDP, pois, no caso de chuva forte com vento, a iluminação decorativa instalada pode tocar a rede elétrica da Distribuidora e provocar sérios acidentes.

É importante frisar que, em caso de ocorrências que envolvam a rede elétrica, a EDP  deve ser contatada imediatamente pelos canais de atendimento:

– EDP Online no edponline.com.br;
– Aplicativo EDP Online (Compatível com as plataformas Android™, iOS e Windows);
– Central de atendimento por telefone (0800 721 0123);
– SMS para 28037 com a mensagem Falta Luz
– Agências de atendimento presencial.

Projeto Eficiência Solidária, da EDP, substituirá 24 mil lâmpadas de maior consumo por LED

A partir de segunda-feira, 16/09/2019,  Mogi das Cruzes contará com o  posto de troca “Led Truck” da quarta edição do projeto Eficiência Solidária da EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, que fará a substituição de lâmpadas de maior consumo (incandescentes, halógenas ou fluorescentes compactas) por LED, dos clientes residenciais da cidade. Serão 24 mil lâmpadas disponíveis até dia 28 de setembro ou até terminarem os estoques. O posto de troca ficará estacionado na Praça Largo do Rosário (Praça da Marisa).

A ação tem como objetivo incentivar a utilização correta e segura da energia elétrica, beneficiando os moradores da área de concessão. Nesta edição do projeto serão disponibilizadas 60 mil lâmpadas em quatro município: Guaratinguetá, Taubaté, São Sebastião e Mogi das Cruzes. Além das lâmpadas, serão entregues informes educativos sobre o uso seguro e eficiente da energia e, ao final do programa, 250 lâmpadas LED tubular serão doadas a instituições sociais da região.

Desde o início do projeto, 144 mil lâmpadas foram substituídas dos moradores de 15 cidades e 30 instituições sociais beneficiadas. A economia de energia gerada foi de 5.642 megawatts-hora/ano (MWh/ano), o que corresponde ao abastecimento anual de aproximadamente 2.350 residências. Todas as lâmpadas entregues pelos clientes no momento da substituição foram destinadas ao descarte ecologicamente correto.

O projeto Eficiência Solidária traz uma economia real para os clientes com a substituição das lâmpadas, já que a iluminação pode representar cerca de 15% da conta de luz dependendo do hábito de consumo da família. Além disso, o programa cumpre um papel social importante, de reforçar a conscientização sobre o uso racional e seguro da energia elétrica e dos recursos naturais”, ressalta gestor executivo da EDP, Luciano Cavalcante.

O posto de troca das lâmpadas também foi pensado para estimular a consciência ambiental. O “Led Truck” é autossustentável, funciona com 100% de energia solar, a iluminação é toda com LED e o design foi realizado pelo artista mineiro Baba Jung, conhecido por suas pinturas em vagões de trens e peças do universo ferroviário.

Comparação entre as lâmpadas

Como participar do projeto Eficiência Solidária

Para participar do programa, é necessário ser cliente residencial da EDP de Mogi das Cruzes e dirigir-se até o posto de troca, munido da última fatura de energia, do documento de identidade, além de estar com as contas de luz em dia. Caso o cliente não seja o titular da instalação, deve levar um comprovante (cópia ou foto) do documento do titular.

No local, o consumidor entrega até cinco lâmpadas incandescentes, halógenas ou fluorescentes compactas (de maior consumo), que estejam em funcionamento, e recebe a mesma quantidade de LED. Clientes beneficiados por outros projetos de eficiência energética da EDP, que já tenham recebido lâmpadas LED, não estão aptos a participar do Eficiência Solidária.

Caso esteja inscrito para receber a fatura de energia por e-mail ou realizar o cadastro no ato da troca, o consumidor ganhará uma lâmpada Bônus. A fatura por e-mail da EDP é um serviço que une sustentabilidade e praticidade. A adesão elimina a emissão de papel e o cliente recebe em até dois endereços de e-mail sua conta com maior antecedência e segurança.

O projeto Eficiência Solidária faz parte do Programa de Eficiência Energética – PEE da EDP, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Com o objetivo de preservar os recursos naturais e promover educação para o uso inteligente da energia elétrica, evitando, assim, o desperdício, o PEE da EDP realiza projetos na área de concessão que buscam a conscientização, fazendo com que a energia seja utilizada com responsabilidade.

Conheça mais sobre o Eficiência Solidária, acesse o site edpsp.eficienciasolidaria.com.br.

EDP registra 3.794 ocorrências de fraudes de energia no Alto Tietê no 1º semestre de 2019

Durante o primeiro semestre de 2019, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, atuou fortemente no trabalho contra as fraudes de energia. Conhecidas popularmente como “gatos”, estas irregularidades acarretam em prejuízo para toda sociedade, além de expor o responsável e terceiros a sérios riscos, como choques elétricos, curto circuitos e até incêndios.

Por meio do trabalho de fiscalização realizado na cidade foram identificadas 3.794 fraudes de energia em residências, comércios e indústrias. A energia recuperada pela EDP é o suficiente para abastecer a cidade de Guararema por dois meses. Após o flagrante, o responsável pelo local é convidado a participar da medição da energia furtada junto dos técnicos especialistas da empresa e, conforme regras da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), é realizado a cobrança de todo o valor não faturado durante o período do furto.

A tecnologia é parte essencial no trabalho de combate às fraudes. Por meio de uma central integrada de monitoramento remoto e ferramentas de modelagem estatística, a Companhia identifica com mais precisão as inconsistências na medição dos clientes, com alertas e mapeamento de suspeita de irregularidades e dessa forma realiza inspeções em campo em toda área de Concessão, com equipes especializadas, munidas de equipamentos de última geração. No primeiro semestre, 1 em cada 3 inspeções realizadas no Alto Tietê foi identificada fraude.

O furto de energia, além de perigoso, contribui para tornar a conta de luz mais cara para todos os consumidores, uma vez que a quantidade de energia perdida por fraude e os custos para identificar e coibir as irregularidades são levados em consideração pela Aneel para estabelecer o valor da energia para cada área de concessão. O Estado também é prejudicado, já que deixa de arrecadar o Imposto sobre Comercio e Serviço (ICMS), cobrado por meio da conta de luz, que poderia ser utilizado em benefícios à própria população.

Além do impacto financeiro, os furtos e fraudes de energia pioram a qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível a interrupções e oscilações no fornecimento de energia.

Muitas vezes, os “gatos” são feitos de forma precária, o que aumenta muito o risco de acidentes graves a quem pratica o crime e para toda a população. O objetivo das ações da EDP é eliminar estes casos, garantindo segurança e também a qualidade do serviço aos consumidores que pagam suas contas em dia,” destaca Luciano Cavalcante, gestor executivo da EDP.

De acordo com a Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia (ABRADEE), ligação clandestina é a segunda maior causa de morte no país relacionada à energia elétrica, só perdendo para manutenção/construção predial. Entre 2009 e 2017 foram registrados 279 óbitos. Somente em 2017 foram 21 casos. Vale ressaltar que o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, prevê que o furto de energia é crime e passível de multa e prisão de um a quatro anos para o infrator.

Como denunciar

Com intuito de coibir cada vez mais a prática, a EDP pede que a população contribua, denunciando as ligações irregulares. A Distribuidora disponibiliza os seguintes canais de atendimento aos consumidores:

– Site EDP Onlinewww.edponline.com.br
– Aplicativo EDP Online (compatível com as plataformas Android™, iOS e Windows Phone)
– Agências de atendimento (o endereço de cada ponto pode ser encontrado no site EDP Online)
– Central de Atendimento ao Cliente: 0800 721 0123 (ligação gratuita, 24 horas/sete dias por semana).

É importante salientar que o sigilo da denúncia é total, e a inspeção realizada com a máxima urgência.

EDP abre vagas para o Programa Jovem Aprendiz

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, abre inscrições para o Programa Jovem Aprendiz. Durante 12 meses, os contratados participam de um curso de capacitação e qualificação de eletricista com foco na atuação em rede aérea de distribuição de energia. Os interessados poderão se inscrever até 31 de maio de 2019, por meio do site www.vagas.com.br/v1878892.

O projeto é fruto de uma parceria da Companhia com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), através do Programa de Aprendizagem Industrial, que forma jovens no curso de Eletricista de Redes de Distribuição de Energia Elétrica.

Com carga horária total de 800 horas, sendo 20 horas semanais, o programa tem cerca de doze meses de duração. Os estudantes serão contratados em regime CLT por prazo determinado, receberão salário e benefícios durante o período do curso, ganharão um certificado chancelado pelo SENAI e permanecerão no banco de talentos da EDP, podendo participar futuramente de processos seletivos para vagas efetivas.

O curso terá aulas teóricas e práticas a respeito dos princípios e leis que regem o funcionamento de sistemas elétricos. O intuito é que os participantes aprendam sobre os procedimentos e técnicas necessárias para planejamento, execução, avaliação e inspeção das redes, bem como sobre manutenções preventivas e corretivas, dentro das normas técnicas e de segurança.

Inscrições:

O Programa Jovem Aprendiz será ministrado na sede do Senai e da EDP em Mogi das Cruzes, a partir de julho. Há 16 vagas disponíveis. Os requisitos para cursar a qualificação são os seguintes:

– Formação: Ensino Médio completo;

– Residir na região do Alto Tietê

– Ter nascido entre 27/06/1996 a 21/07/2001;

– Disponibilidade de horário no período da manhã

A inscrição deve ser realizada pelo site  da recrutadora, www.vagas.com.br/v1878892,  até 31 de maio. O processo de seleção inclui prova de português e matemática, teste prático, entrevista e avaliação psicossocial.

Vale ressaltar que a EDP oferece aos estudantes, salário, vale refeição, vale transporte e convênio médico, além de material didático, uniformes, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e certificação com chancela do SENAI.