Dia D de Combate ao Aedes aegypti será realizado nesta sexta-feira, 30/11/2018

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses, promove nesta semana uma série de vistorias de prevenção e orientação dentro da Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti. O Dia D está marcado para sexta-feira, 30/11/2018, com uma ação de mobilização e distribuição de material informativo no Largo do Rosário, das 9h00 às 16h00. Também será realizada a vacinação contra febre amarela.

Desde o início do mês, as equipes do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses estão percorrendo escolas, creches, unidades de saúde, hospitais e instituições para vistoriar e reforçar as orientações sobre como prevenir a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Nos prédios públicos, o trabalho conta com apoio dos grupos de brigadistas. Nesta sexta-feira, o trabalho será concentrado nos bairros quem registraram maiores índices de infestação, conforme a última Avaliação de Densidade Larvária (ADL).

As unidades costumam manter os cuidados necessários para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mas é importante ressaltarmos sempre as informações, principalmente em função da presença do mosquito em toda a cidade“, explica o coordenador do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses, Jefferson Renan de Araújo Leite. “Nos bairros, o cuidado precisa ser constante“, acrescentou.

Como o mosquito está presente em todo o território mogiano, os trabalhos de prevenção não podem parar. A principal orientação aos munícipes é eliminar todo e qualquer recipiente ou situação que possa facilitar o acúmulo de água e, consequentemente, a proliferação do Aedes aegypti.

Outra grande preocupação neste período do ano é a febre amarela. A principal orientação é a vacinação. “A vacina é indicada para todos, principalmente para quem pretende viajar para o Litoral neste final de ano. Quem ainda não tomou a vacina contra a febre amarela deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e garantir a proteção”, explica a médica da Vigilância Epidemiológica Municipal, Tereza Nihei.

A dose é única e válida pela vida toda, mas é contraindicada para bebês menores de 9 meses de vida, gestantes, mães que amamentam bebês menores de seis meses e pessoas que apresentam algum tipo de imunossupressão por uso de medicamentos ou portadores de doenças imunossupressoras. Pessoas portadoras de doenças crônicas importantes devem consultar o médico.

Confira algumas dicas de prevenção:

  • Não acumule materiais desnecessários e sem uso. Se forem destinados à reciclagem, guarde-os em local coberto e abrigado da chuva.
  • Trate a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente. Mantenha lagos, cascatas ou espelhos sempre limpos ou crie peixes que se alimentem de larvas.
  • Entregue pneus velhos para reciclagem ou guarde-os, sem água, em locais cobertos.
  • Verifique se os ralos da casa não estão entupidos. Limpe-os pelo menos uma vez por semana e, se não os estiver usando, deixe-os fechados.
  • Guarde as garrafas, baldes ou latas vazias de cabeça para baixo.
  • Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais.
  • Retire a água da bandeja externa da geladeira e lave a bandeja com sabão.
  • Não deixe acumular água na parte debaixo das torneiras de bebedouros e filtros.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

Mogi realiza Dia D de Mobilização contra a Dengue neste sábado (06/12/2014)

Para chamar a atenção da comunidade e conter a proliferação do mosquito Aedes aegypti em Mogi das Cruzes, o Núcleo de Controle e Prevenção da Dengue participa neste sábado (06/12/2014), do Dia D de Mobilização Nacional contra a Dengue e o Chikungunya. A partir das 9h00, a equipe percorrerá a região central levando informações e materiais educativos para comerciantes e consumidores. À tarde, o mesmo trabalho acontecerá nos bairros.

Aedes aegypti
Atualmente, o mosquito Aedes aegypti está presente em todo o território mogiano. Foto: Guilherme Berti

O objetivo é reforçar a importância do papel da população em apoiar as ações dos órgãos públicos de combate aos focos recebendo os agentes de controle de endemias em suas casas, e também eliminando os locais de água parada, onde os mosquitos transmissores se reproduzem. “A prevenção do mosquito depende um trabalho contínuo, com atenção diária para os cuidados necessários em todos os imóveis da cidade”, explica o veterinário Jefferson Renan de Araújo Leite.

Atualmente, o mosquito está presente em todo o território mogiano, por isso os trabalhos de prevenção devem continuar. A principal orientação é pela retirada de todo e qualquer recipiente ou situação que possa facilitar o acúmulo de água e, consequentemente, a proliferação do Aedes aegypti. “Em nossas visitas, reforçamos a necessidade de eliminar os criadouros”, acrescenta o veterinário.

Os cuidados devem ser redobrados a partir de agora, quando começa o período de temperaturas mais altas e chuvas frequentes. Quem tiver alguma dúvida sobre dengue pode entrar em contato pelo telefone 4794-4343.

Confira algumas dicas de prevenção à dengue:

– Não acumule materiais desnecessários e sem uso. Se forem destinados à reciclagem, guarde-os em local coberto e abrigado da chuva.

– Trate a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente. Mantenha lagos, cascatas ou espelhos sempre limpos ou crie peixes que se alimentem de larvas.

– Entregue pneus velhos para reciclagem ou guarde-os, sem água, em locais cobertos.

– Verifique se os ralos da casa não estão entupidos. Limpe-os pelo menos uma vez por semana e, se não os estiver usando, deixe-os fechados.

– Guarde as garrafas, baldes ou latas vazias de cabeça para baixo.

– Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais.

– Retire a água da bandeja externa da geladeira e lave a bandeja com sabão.

– Não deixe acumular água na parte debaixo das torneiras de bebedouros e filtro.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes