Semae descarta isenção de taxa de água e esgoto para comércios impedidos de funcionar

A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, por meio da Comissão Permanente de Obras, Habitação, Meio Ambiente, Urbanismo e Semae, se reuniu com o diretor do SEMAE, Marcelo Vendramini, na manhã da última sexta, 16/04/2021. Na reunião foram abordados temas relativos ao abastecimento de água e tratamento de esgoto da cidade e as dificuldades no serviço durante a pandemia de Covid-19.

A reunião foi dirigida pelo presidente da comissão, o vereador Carlos Lucareski e contou com a participação dos demais membros: Osvaldo Silva, Marcos Furlan e Vitor Emori. Durante o encontro foram discutidos temas como falta a de água em alguns bairros da cidade, funcionamento dos novos reservatórios e parcelamento de dívidas ativas. O principal tema, no entanto, foi sobre a reivindicação de parte do comércio, que quer isenção nas tarifas mínimas de água e esgoto, dos estabelecimentos que foram impedidos de funcionar por conta da Pandemia (atualmente o comerciante paga R$ 105,14 por mês de tarifa de água e esgoto, R$ 1.261,68 por ano, usando ou não).

O diretor do Semae, entretanto, explicou que há uma grande dificuldade em isentar essas taxas, uma vez que a renúncia de receita poderia gerar problemas para a autarquia com o Ministério Público e Tribunal de Contas. O desligamento temporário dos hidrômetros comerciais também é muito difícil, já que quem faz o serviço é uma empresa terceirizada, o que acarretaria custos para o Semae.

Os parlamentares ainda levantaram a dificuldade no abastecimento de água nos bairros mais afastados do centro, sobretudo aqueles localizados nos pontos mais altos da cidade. Vendramini explicou que já foram construídas várias caixas de água nesses locais e que em alguns meses todas estarão funcionando.

Foi uma reunião muito importante e produtiva para as duas partes, tanto para nós, que estamos em contato direto para a população quanto para o SEMAE que recebeu as principais demandas e as necessidades do povo”, pontuou o vereador Vitor Emori.

Fonte: Câmara Municipal de Mogi das Cruzes

Coronavírus: São Paulo entra na fase de transição para retomada gradativa da economia

O Vice-Governador Rodrigo Garcia anunciou nesta sexta-feira, 16/04/2021, a atualização do Plano São Paulo, com início da fase de transição para todo Estado até o dia 2 de maio. Nas últimas semanas, os indicadores da saúde apresentaram uma redução progressiva, com queda nas internações e diminuição da ocupação hospitalar, o que permitiu o avanço para retomada gradativa e consciente das atividades não essenciais.

As medidas mais rígidas de restrição da fase vermelha, o avanço na vacinação e a expansão de leitos hospitalares resultaram em decréscimo de 1,4% ao dia em novas internações e de 0,8% ao dia em UTIs para pacientes moderados e graves com coronavírus.

A fase de transição é necessária para que possamos dar passos seguros adiante sem o risco de retroceder. O apoio da população nesse novo momento da pandemia continua sendo fundamental. Não é hora de baixarmos a guarda”, afirmou o Vice-Governador e Secretário de Governo Rodrigo Garcia.

A nova fase inicia no próximo domingo, 18, e está dividida em dois períodos. Na primeira semana, de 18 a 23 de abril, a flexibilização acontecerá para o setor do comércio, incluindo lojas de shopping, com funcionamento permitido das 11h00 às 19h00. Nesse período, também será permitida a realização de cerimônias e cultos religiosos com restrições, desde que seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social.

No período de 24 a 30 de abril, além dos estabelecimentos comerciais, poderão voltar a funcionar as atividades ligadas ao setor de serviços como restaurantes e similares (lanchonetes, casas de sucos, bares com função de restaurante), salões de beleza e barbearias, atividades culturais, parques, clubes e academias. O horário de funcionamento será das 11h00 às 19h00, com exceção das academias, que poderão abrir das 7h00 às 11h00 e das 15h00 às 19h00.

A fim de evitar aglomerações, a capacidade de ocupação permitida nos estabelecimentos na fase de transição será de 25%. O toque de recolher continua em vigência em todo o Estado, das 20h00 às 5h00, assim como a orientação para o teletrabalho para as atividades administrativas não essenciais e escalonamento de horário na entrada e saída das atividades do comércio, serviços e indústrias. A próxima atualização do Plano SP acontecerá a partir do dia 1 de maio.

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

Prefeitura abre agendamento para vacinação contra a Gripe

Mogi das Cruzes liberou nesta quarta-feira, 14/04/2021, a abertura do agendamento online para imunização contra a Influenza. A primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou nesta semana e atende crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Para essa etapa, o município recebeu 16 mil doses.

O agendamento online está disponível para vacinação neste sábado, dia 17 de abril, em 12 unidades de saúde: Alto Ipiranga, Botujuru, Braz Cubas, Jardim Camila, Jardim Universo, Mineração, Nova Jundiapeba, Ponte Grande, Santa Tereza, Santo Ângelo, Vila Natal e Vila Suíssa.

O esquema foi adotado para evitar aglomerações e esperas por conta da vacinação contra a Covid-19

O agendamento pelo CliqueVacina deve ser utilizado para crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos e 11 meses) que estejam com caderneta de vacinas em dia. No entanto, é necessário portar CPF da criança para realizar o agendamento online. Do contrário, a vacinação será feita diretamente na unidade.

Gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, indígenas e trabalhadores da Saúde que atuam como autônomos ou em clínicas particulares também podem realizar o agendamento online. Quem trabalha em hospitais e unidades públicas de saúde receberão a dose em seus locais de trabalho.

São considerados trabalhadores da Saúde aqueles que atuam nos espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde humana dos diferentes níveis de complexidade (sejam profissionais de saúde ou trabalhadores de apoio) como hospitais, unidades de pronto atendimento e unidades da atenção básica, clínicas, ambulatórios, laboratórios, drogarias. É necessário apresentar RG ou Registro Profissional e comprovante de atuação (crachá ou holerite).

CONFIRA OS DETALHES DA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE/ INFLUENZA

1) SEM necessidade de agendamento nas UBSs e PSFs:
Crianças de 6 meses até 5 anos e 11 meses
– Aquelas com vacina de rotina já agendada nas unidades de saúde no período da campanha: comparecer no dia do agendamento da vacina de rotina para receber a dose contra a Gripe (dentro do período divulgado para a campanha)
– Aquelas com caderneta de vacinação em ATRASO: comparecer na unidade de saúde em qualquer dia, não necessitando de agendamento.

Gestantes
A dose será aplicada no mesmo dia em que já estiver agendada consulta de pré-natal ou exames nas unidades de saúde municipal (dentro do período divulgado para a campanha). 
Puérperas – mulheres até 45 dias após o parto
A dose será aplicada no dia de consulta do bebê já agendada na unidade (dentro do período divulgado para a campanha).

2) COM AGENDAMENTO NO SITE DA PREFEITURA “CLIQUE VACINA”: 
Crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos e 11 meses)
Gestantes e Mulheres até 45 dias após o parto sem agendamento próximo no posto de rotina
Indígenas
Trabalhadores da Saúde

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Coronavírus: Acessos a Mogi passam a contar com barreiras sanitárias

A Prefeitura de Mogi das Cruzes inicia nesta quarta-feira, 31/03/2021, a implantação de barreiras sanitárias nas principais entradas do município. A medida terá caráter de orientação aos motoristas que chegam à cidade e faz parte das ações da administração municipal para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

O trabalho terá participação de equipes das Secretarias Municipais de Segurança, de Transportes, de Saúde e de Serviços Urbanos, além da Guarda Municipal e da Vigilância Sanitária. Os veículos que passarem pelos locais terão medição de temperatura de seus ocupantes, além de serem orientados sobre as restrições sanitárias e sociais que estão em vigor em Mogi das Cruzes para o enfrentamento da pandemia.

As barreiras sanitárias serão montadas em cinco acessos à cidade, com funcionamento alternado. Elas estarão na avenida Francisco Ferreira Lopes (prolongamento da SP-66), avenida Engenheiro Miguel Gemma (acesso para o motorista que segue pela rodovia Mogi-Salesópolis), na avenida Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira (o trecho municipal da rodovia Mogi-Bertioga), no trecho da rodovia Mogi-Dutra que passa pelo Jardim Aracy e na avenida Francisco Rodrigues Filho (o trecho municipal da rodovia Mogi-Guararema).

Barreiras sanitárias serão implantadas nos acessos ao município e os veículos terão medição de temperatura dos ocupantes e orientações sobre a situação da cidade. Foto: PMMC/Divulgação

Com a montagem da barreira sanitária na avenida Francisco Ferreira Lopes, o acesso a Mogi das Cruzes pela avenida das Orquídeas será interrompido, com o trânsito sendo desviado pela avenida Lourenço de Souza Franco. O acesso da rotatória da Vila Nova Jundiapeba para a avenida Anchieta, sentido centro, também será interditado. Já na rodovia Mogi-Dutra, a passagem de caminhões pela estrada do Pavan continuará sendo obrigatória.

Mogi das Cruzes vem enfrentando o momento mais difícil no enfrentamento da pandemia de Covid-19. Nesta terça-feira, 30/03, a cidade completou 19 dias com ocupação de 100% nos leitos de UTI. Por conta disso, leitos de reserva estão sendo usados. Além disso, o município adotou fases mais restritivas de movimentação social antes mesmo do Governo do Estado, com o objetivo de combater as aglomerações, reduzir a transmissão e com isso buscar uma folga na disponibilidade de leitos para atendimento.

A gravidade da atual situação é evidenciada em números. Entre os dias 15 e 28 de março, foram registrados 59 óbitos, na pior quinzena da pandemia. Na semana de 1º a 7 de março deste ano, foram registrados 1.277 novos casos (aumento de 20,35% em relação à pior semana de todo o ano de 2020). Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde reforça o apelo à população, para que siga as medidas restritivas e que cumpra as regras sanitárias.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Coronavírus: Vagas de Zona Azul têm utilização liberada

A Prefeitura de Mogi das Cruzes irá liberar o estacionamento de veículos nas vagas de estacionamento controlado da cidade, conhecidas como Zona Azul, a partir desta quinta-feira, 24/03/2021. A medida valerá até o dia 31 de março, quando a situação será reavaliada pela Secretaria Municipal de Transportes.

Mogi das Cruzes está na Fase Crítica para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 na cidade. Ela prevê medidas mais rígidas para o funcionamento de estabelecimentos comerciais e restrições para a circulação de pessoas durante todo o dia.

Vagas do sistema de Zona Azul de Mogi das Cruzes terão utilização liberada até o dia 31 de março, quando a medida será reavaliada pela Secretaria Municipal de Transportes. Foto: Divulgação/PMMC

Durante a semana passada, a Prefeitura de Mogi das Cruzes já havia autorizado a utilização das vagas de Zona Azul para a realização de entregas de produtos pelo sistema de drive-thru. A medida havia sido solicitada pela Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), pelo Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio) e pela Câmara de Dirigente Lojista (CDL). Com a entrada em vigor da Fase Crítica, a medida é possível apenas para os serviços essenciais.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes