Saiba os horários de funcionamento do Bom Prato nos fins de semana

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado reorganizou o funcionamento de atendimento do Bom Prato, nos fins de semana, durante o mês de outubro de 2020. Os ajustes são baseados nos estudos, feitos em cada uma das 59 unidades, pela Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (COSAN), responsável pelo programa Bom Prato.

Alterações foram feitas após estudos realizado por profissionais da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional

O monitoramento contínuo, durante a pandemia de COVID-19, garante a segurança alimentar da população, especialmente de pessoas em maior situação de vulnerabilidade social.

Horários de funcionamento dos restaurantes Bom Prato nos fins de semana:

Sábado – café da manhã, almoço e jantar

Capital: Brás, Campos Elíseos, 25 de Março, Santana, Santo Amaro, Lapa, Guaianases, Brasilândia, Capão Redondo e São Mateus.

Interior: Carapicuíba, Campinas, Santos I – Mercado, Bauru, Taubaté, São José dos Campos, São Bernardo do Campo, Franca, São Vicente, Quarentenário, Rio Claro, Ferraz de Vasconcelos e Suzano.

Domingo – café da manhã, almoço e jantar

Todas as unidades deixam de operar aos domingos.

Jantar

O jantar em dias úteis, das 17h30 às 19h30, continuará servido normalmente em 53 unidades, com exceção de Botucatu, Barretos, Guarujá, Guarulhos, Santos lll – Morros e Sorocaba.

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

Coronavírus: Governo de SP amplia atendimento do Bom Prato para jantar e aos fins de semana

O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira, 30/03/2020, a ampliação do serviço em todas as 59 unidades Bom Prato no Estado, com oferta de jantar e abertura aos finais de semana e feriados.

A partir de 1º de abril, a rede passará a servir 1,2 milhão de refeições a mais por mês, com o objetivo de atender principalmente pessoas em situação de rua e famílias em extrema vulnerabilidade social durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A partir desta quarta-feira, todos os 59 restaurantes do Bom Prato vão passar a servir café da manhã, almoço e jantar. São 2,4 milhões de pessoas alimentadas a R$ 1 no almoço e no jantar e a R$ 0,50 no café da manhã. O investimento total é de R$ 18 milhões para atender pessoas que mais precisam, em situação de rua, desempregadas, sem renda ou com uma renda mínima”, afirmou Doria.

A medida vale pelos próximos 60 dias, até o dia 1º de junho. Serão 60% a mais em refeições, em um investimento de R$ 18 milhões do Governo do Estado. As refeições serão servidas em embalagens descartáveis, já que não é possível se alimentar nas próprias unidades.

Rede vai servir 1,2 milhão de refeições a mais por mês nos próximos 60 dias em todas as 59 unidades do Estado

Outra decisão anunciada é a compra das verduras e legumes de pequenos produtores rurais do Estado. Serão destinados R$ 1,5 milhão do investimento total nas refeições do Bom Prato para garantir o fornecimento e a segurança socioeconômica dos pequenos ruralistas.

Faço um apelo ao setor do agronegócio em São Paulo para que possam fornecer também verduras e frutas de qualidade para melhorarmos ainda mais a oferta nutritiva dos almoços, jantares e cafés da manhã”, disse o Governador.

As 59 unidades passarão a servir café da manhã das 7h00 às 9h00, almoço das 10h00 às 15h00 e jantares das 17h30 às 19h30.

Com o fechamento de outros restaurantes e muitas organizações sociais em quarentena, precisamos duplicar nossos esforços. Pelos próximos 60 dias, vamos garantir três refeições balanceadas e de qualidade todos os dias”, afirmou a Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Célia Parnes.

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

Coronavírus: Bom Prato oferece refeições prontas em embalagens descartáveis para consumo em casa

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado anunciou o Bom Prato Express, serviço que realizará distribuição de refeições prontas em embalagens descartáveis para consumo em domicílio. Atendendo ao decreto do Governo do Estado e às medidas de prevenção à Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus), a partir desta segunda-feira, 23/03/2020, as unidades dos restaurantes populares Bom Prato passam por mudança na operacionalização do serviço, fechando temporariamente os salões de refeição.

Para Célia Parnes, Secretária Estadual de Desenvolvimento Social, o novo formato garante a continuidade do serviço voltado a população mais vulnerável. “Essa e outras medidas da pasta social estão sendo anunciadas como parte dos esforços de combate ao coronavírus”, comenta a secretária de Desenvolvimento Social do Estado.

Além disso, a unidade Bom Prato do Tucuruvi será reinaugurada nesta terça, 24, em novo endereço – Av. Nova Cantareira, 2099. O equipamento já atenderá em novo formato, servindo as refeições em embalagens descartáveis para consumo em domicílio.

Restaurantes populares passam por mudança na operacionalização do serviço, fechando temporariamente os salões de refeição

O restaurante está sendo reinaugurado neste momento, pensando na população mais vulnerável da região, já que, assim, garantimos uma refeição de qualidade e a baixo custo”, completa Célia Parnes.

Desde a inauguração, em 2006, a unidade já serviu mais de 4,2 milhões de refeições. O Bom Prato do Tucuruvi serve diariamente 1,5 mil refeições, sendo 1,2 mil almoços, por R$ 1,00; e 300 cafés da manhã, por R$ 0,50.

Sobre o programa

O Programa Bom Prato, do Governo do Estado de São Paulo, foi criado em dezembro de 2000 com objetivo de oferecer à população refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível.

A alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época). O subsídio governamental é de R$ 4,70 para adultos e de R$ 5,70 para crianças com até 6 anos, que têm a refeição gratuita.

Já o café da manhã é oferecido leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição tem 400 calorias em média. Em setembro de 2011, o café da manhã foi implantado em todos os restaurantes.

Desde a inauguração do programa Bom Prato, foram servidas mais de 240 milhões refeições e investidos mais de R$ 729 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização. Com a inauguração do restaurante de Itapevi, o Governo totaliza 59 unidades em funcionamento no estado que servem mais de 97 mil refeições por dia.

Confira os endereços das 59 unidades do Restaurante Bom Prato em funcionamento, sendo 22 na capital, 12 na Grande São Paulo, 17 no interior e 8 no litoral: desenvolvimentosocial.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/2507.pdf

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

Mogi terá novo restaurante do programa Bom Prato

Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, na capital, o governador Márcio França assinou, nesta quinta-feira, 27/12/2018, a autorização para a implantação de mais quatro unidades do restaurante popular Bom Prato no Estado. Os postos funcionarão na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e nos municípios de Jaú e Francisco Morato, além do distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes.

Tivemos essa ideia de ampliar o programa Bom Prato para as universidades, começando pela Unicamp. A intenção também é de fazermos na USP, Unesp e unidades do Centro Paula Souza, para que a iniciativa seja direcionada a pessoas que precisam mais, hospitais e alunos da rede pública”, ressalta o governador Márcio França.

O governador do Estado de São Paulo, Márcio França, participa da assinatura de autorizo para implantação do Bom Prato na Unicamp, Jaú, Francisco Morato e Jundiapeba e convênios do Condeca em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes. Foto: Governo do Estado de São Paulo

O evento de assinatura também contou com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Jr., além dos prefeitos. Vale destacar que as unidades Unicamp e Jaú terão cota diária de 1.500 almoços e 300 cafés da manhã, enquanto Francisco Morato e Jundiapeba servirão 1.200 almoços e 300 cafés da manhã, de segunda a sexta-feira.

Encerramos nossa gestão à frente da pasta com chave de ouro, deixando um legado muito sério e eficaz de combate à fome no Estado. Investimos mais de R$ 80 milhões em 2018, pois a iniciativa já provou que funciona e consegue manter a qualidade dos alimentos e preços acessíveis, especialmente para pessoas de baixa renda e em vulnerabilidade social”, salienta o secretário Gilberto Nascimento Jr.

Refeições

O Bom Prato é o maior programa de segurança alimentar do Brasil. Atualmente, São Paulo tem 56 unidades em funcionamento: 22 na capital, dez na Grande São Paulo, 17 no interior e sete no litoral. O posto mais recente foi entregue à população do Dique Vila Gilda, em Santos, no dia 19 de dezembro. Assim, o Bom Prato passa a servir 92,3 mil refeições diariamente.

Desde a inauguração, no ano 2000, o Governo do Estado já entregou mais de 212 milhões de refeições e investiu mais de R$ 600 milhões no programa. Em 2018, foram servidas 20,8 milhões de refeições, entre almoço e café da manhã.

A rede de restaurantes populares oferece alimentação balanceada e de qualidade no almoço e café da manhã, com foco na população de baixa renda, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. No Estado, o Bom Prato é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

Com 1.200 calorias, o almoço custa R$ 1,00 e é composto, em geral, por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa. No café da manhã, que tem valor tabelado de R$ 0,50, com 400 calorias em média, são oferecidos leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Secretário Gilberto Nascimento garante nova unidade do Bom Prato em Jundiapeba

O secretário de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Gilberto Nascimento Junior, esteve em Mogi das Cruzes nesta terça-feira, 02/10/2018, para uma visita às entidades parceiras do Programa Viva Leite e ao Restaurante Bom Prato. O prefeito Marcus Melo o acompanhou no almoço e aproveitou a oportunidade para reforçar o pedido de implantação de uma unidade do Bom Prato em Jundiapeba e para apresentar o projeto da Casa do Idoso elaborado pela equipe técnica da Prefeitura.

O projeto do restaurante popular em Jundiapeba prevê uma construção de 300 m² incluindo cozinha industrial, despensa, vestiários, sanitários, caixa e refeitório com capacidade para 200 lugares. O Distrito de Jundiapeba foi escolhido pela alta vulnerabilidade e localização distante da área central, onde o município já conta com um Bom Prato.

Unidade mogiana distribui diariamente 1,4 mil refeições e 500 cafés da manhã

Estamos conversando com a Prefeitura para definirmos o layout da parceria, afinal, a proposta da Administração Municipal para construção da sede é um modelo novo. De qualquer forma, é uma demanda que será atendida, para a qual já temos parte do recurso reservado”, afirmou o secretário.

Atualmente, o Estado de São Paulo conta com 54 restaurantes Bom Prato e mais seis unidades devem ser implantadas até o final deste ano. Entre os mais antigos equipamentos está a unidade mogiana, que recebeu a visita das autoridades nesta terça-feira. “O Bom Prato presta um importante serviço para a população, oferecendo refeições saborosas e balanceadas a preços populares”, observou o prefeito.

Localizado na rua Professor Flaviano de Melo, o restaurante completou 12 anos no último mês de março, distribuindo diariamente 1,4 mil refeições e 500 cafés da manhã a preços populares: R$ 1,00 (almoço) e R$ 0,50 (café).

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes