Coronavírus: Governo de SP anuncia mais R$ 150 milhões em crédito para microempreendedores

O Governador João Doria anunciou nesta quinta-feira, 02/04/2020, a liberação de R$ 150 milhões para aquecer a economia do Estado e auxiliar os microempreendedores no enfrentamento ao impacto econômico da pandemia do coronavírus.

Serão disponibilizados R$ 100 milhões do Banco do Povo e R$ 50 milhões do Sebrae-SP, por meio do programa Empreenda Rápido. A linha emergencial estará disponível a partir de hoje.

São medidas de ordem econômica para apoiar microempreendedores em todos os setores da nossa economia, serviços, comércio, indústria, tecnologia, educação e todos os outros que estão dentro desse patamar de microempresas”, disse o Governador.

Com este anúncio, o Governo do Estado já injetou mais de R$ 650 milhões para aquecer a economia, por meio do Banco do Povo e Desenvolve SP. A medida foi elaborada pela Comissão Econômica, criada especialmente para enfrentar os efeitos adversos do coronavírus na geração de emprego e renda.

Deste valor, R$ 15 milhões serão disponibilizados a juro zero em parceria com o Sebrae-SP. Terão acesso ao crédito juro zero somente os microempreendedores que concluíram o curso de qualificação no programa Empreenda Rápido e no programa Super MEI, do Sebrae-SP, e não possuam restrições cadastrais no CNPJ e CPF. Além disso, a linha de crédito será de até R$ 15 mil, com até 24 meses para pagamento e carência de um a três meses.

Já o montante de R$ 135 milhões oferece linha de microcrédito nas condições especiais anunciadas no dia 13 de março. A linha de microcrédito, que já é competitiva, está com redução da taxa de juros de 1% para 0,35% ao mês.

O prazo para pagamento passou de 24 para até 36 meses, já incluindo o prazo de carência, que aumentou de 30 para até 60 dias. Pedidos de concessão de crédito sem avalista passam de R$ 1 mil para R$ 3 mil. As linhas de crédito vão de R$ 200 até R$ 20 mil.

Além disso, haverá prorrogação do prazo de vencimento das parcelas de dívidas, de 30 para 90 dias, de clientes com contratos vigentes em dia e limitados aos valores já utilizados.

Mediante análise de crédito e comprovação de endereço, o Banco do Povo financia micros e pequenos negócios formais (MEIs, MEs, LTDAs e EIRELIs) e também microempreendedores urbanos e rurais, inclusive os do setor informal.

Nova plataforma do Banco do Povo

O Governo de São Paulo está lançando hoje a nova plataforma do Banco do Povo (bancodopovo.sp.gov.br), que disponibiliza a relação atualizada com todas as unidades e canais de atendimento de todo o Estado, inclusive sobre as unidades que estão realizando atendimento presencial. A partir de segunda-feira, 06/04, estará disponível a solicitação de crédito online pelos empreendedores.

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

Banco do Povo completa 13 anos e promove feira de concessão de microcrédito

No próximo dia 15 de março, o Banco do Povo Paulista completa 13 anos de funcionamento em Mogi das Cruzes. Para comemorar a data, será realizada, nas próximas quarta, quinta e sexta-feira (12 a 14/03/2014) a Feira do Banco do Povo, uma iniciativa da equipe local que oferecerá um atendimento diferenciado aos clientes, com a parceria e presença de consultores do Sebrae.

A feira acontecerá no hall da Prefeitura de Mogi das Cruzes, das 8h00 às 17h00. Será uma excelente oportunidade para quem tem um pequeno negócio e precisa de auxílio financeiro para aquisição de matéria-prima, máquinas, equipamentos, utensílios, ou então deseja fazer uma reforma ou qualquer tipo de melhoria em seu próprio negócio. Lembrando que o programa concede microcrédito direcionado exclusivamente à atividade produtiva do cliente.

logo-banco_do_povoAlém do trabalho de atendimento, também serão feitas uma exposição fotográfica dos clientes do Banco do Povo, que estará em painéis, e a mostra de mercadorias em balcões de vidro. Tudo isso para ilustrar o que o programa possibilita para os micro e pequenos empreendedores do município.

Em 13 anos de atividades, o Banco do Povo de Mogi apresenta resultados expressivos. O programa ultrapassou a cifra dos R$ 7,6 milhões concedidos sob a forma de empréstimos e a marca dos 2.375 contratos assinados. Só no período entre janeiro e fevereiro deste ano, foram R$ 200.641,47 emprestados, um crescimento de 86,17% ante o mesmo período de 2013.

O Banco do Povo também realizou, durante esse mesmo período, 259 atendimentos para conceder informações, sanar dúvidas e explicar as vantagens do programa. Equipes da Prefeitura de Mogi estiveram ainda na primeira edição da Rua Mais Feliz Cidadã de 2014, que aconteceu no dia 23 de fevereiro na Escola Municipal Professora Noemia Real Fidalgo, no Jardim Maricá.

Essa estratégia de se fazer presente em eventos comunitários gerou, a partir do último ano, um crescimento expressivo no número de contratos assinados e empréstimos concedidos. Para 2014, logo, a meta é manter esse trabalho de aproximação com a comunidade e presença constante em locais frequentados por micro e pequenos empreendedores.

Além dos benefícios já conhecidos do Banco do Povo, o programa acaba de passar por uma revisão, que facilita ainda mais o processo da contração do empréstimo. A primeira alteração é na taxa de juros, que antes era de 0,5% e agora caiu para 0,35%. Com isso, ela passa a ser efetivamente a menor taxa de juros praticada em todo o mercado.

Também não há mais distinção no valor a ser emprestado conforme o tempo de atividades do cliente, o programa agora prevê o quarto empréstimo e os parcelamentos foram flexibilizados. Dessa forma, pessoas físicas que trabalham por conta própria, informalmente ou profissionais liberais podem obter até R$ 5 mil no primeiro empréstimo, podendo chegar ao máximo de R$ 15 mil no quarto, com prazo de pagamento variando de 2 a 24 meses, tanto para capital de giro quanto investimento fixo.

Pessoas jurídicas podem obter até R$ 7,5 mil no primeiro empréstimo, podendo chegar ao máximo de até R$ 20 mil no quarto crédito, com prazo de pagamento variando de 2 a 36 meses. O programa Banco do Povo não cobra IOF ou taxa de abertura de crédito.

Os interessados em participar da Feira do Banco do Povo não precisam fazer inscrições prévias ou pagar qualquer taxa. Basta, portanto, comparecer ao hall do prédio da Prefeitura entre os dias 12 e 14 de março, entre as 8h00 e 17h00. Mais informações pelos telefones 4798-5099 ou 4725-7091.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Banco do Povo Paulista reduz juros e aumenta limite de crédito

O Banco do Povo Paulista, que oferece crédito a pequenos empreendedores em todo o Estado de São Paulo, reduziu nesta segunda-feira (24/02/2014), sua taxa de juros, que era de 0,5% ao mês, para 0,35% ao mês. Além da redução, o Banco também aumentou o valor limite dos empréstimos, que passou de R$ 15 mil para R$ 20 mil. Os empréstimos favorecem a geração de emprego e o aquecimento das economias locais.

A taxa de juros do Banco do Povo cai para 0,35% ao mês, sem correção monetária. Dá 4,2% ao ano, como a inflação está em torno de 5,8%. São juros negativo, menores do que a própria inflação“, disse o governador Geraldo Alckmin. Para saber como solicitar financiamento pelo Banco do Povo Paulista, acesse o site da instituição.

logo-banco_do_povoFoi anunciado também um convênio entre o Banco do Povo e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) São Paulo para a instalação de 12 agências nos escritórios do Sebrae na capital. “Os agentes do Banco do Povo passarão a ter os escritórios do Sebrae em São Paulo como ponto de referência. É uma parceria que só vem ajudar e colaborar muito para desenvolver ainda mais o empreendedorismo no nosso Estado“, destacou o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano.

O governador Geraldo Alckmin destacou que o “pequeno crédito é importante para o setor de comércio, para capital de giro, comprar equipamentos, montar um negócio“. E lembrou que mais da metade (52%) dos clientes do Banco do Povo são mulheres, “o que mostra quanto elas são empreendedoras e querem ter sua autonomia financeira, montar o seu próprio negócio“, completou.

Alckmin ainda comentou que o Banco do Povo emprestou, “ao longo do tempo, R$ 1,270 bilhão, atendendo 370 mil famílias no Estado de São Paulo. É o menor juro do Brasil e não para consumo, mas para renda. É para melhorar a renda da população“. O programa atende empreendedores formais, informais, urbanos e rurais, microempreendedores individuais, produtores rurais, cooperativas e associações de produção, em 514 municípios paulistas.

Em Mogi das Cruzes o Banco do Povo atende no prédio da Prefeitura, na Av. Vereador Narciso Yague Guimarães, 277 – Centro Cívico. Informações no telefone (11) 4725-7091 ou (11) 4798-5099.

Fonte: Portal do Governo do Estado

Banco do Povo realiza 6º Mutirão de Microcrédito – Novembro/2013

Até o final do mês, o Banco do Povo Paulista realiza o 6º Mutirão de Microcrédito. A meta é emprestar R$ 20 milhões em todo o Estado durante os próximos dias. A ação pretende ampliar o número de microempreendedores que podem ser beneficiados pelo programa coordenado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho.

logo-banco_do_povoO mutirão ocorre simultaneamente em todos os 497 municípios atendidos pelo Banco do Povo Paulista. Para mais informações e relação completa de endereços, acesse o site do Banco do Povo.

Os empréstimos variam entre R$ 200 e R$ 15 mil, com prazo para pagamento de até 36 meses. A taxa de juros de 0,5% ao mês é a menor entre as instituições financeiras do país. Segundo o diretor-executivo do programa estadual, Antonio Mendonça, a expectativa é atender mais de 3,5 mil cidadãos.

Em Mogi das Cruzes o Banco do Povo atende no prédio da Prefeitura, na Av. Vereador Narciso Yague Guimarães, 277 – Centro Cívico. Informações no telefone (11) 47257091 ou (11) 4798-5099.

Fonte: Portal do Governo do Estado