EDP alerta que mais de 8 mil famílias do Alto Tietê precisam se atualizar no CadÚnico para manter o benefício da Tarifa Social

A pandemia do novo coronavírus levou a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) a suspender, por meio da Portaria número 443, válida para todas as concessionárias do País, o descadastramento de famílias inscritas na Tarifa Social, que concede descontos na fatura de energia elétrica. Porém, a Portaria perderá validade em janeiro de 2021, e um levantamento realizado pela EDP aponta que mais de 8 mil famílias no Alto Tietê, que estão com dados desatualizados junto ao Governo Federal, podem perder o benefício de desconto na conta de luz no início do próximo ano.

É importante destacar que os critérios para os clientes que se enquadram na Tarifa Social de Energia Elétrica são definidos pelo Governo Federal e que as famílias que atendem aos requisitos do programa devem estar com o Número de Identificação Social (NIS) ativo no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que exige uma atualização a cada dois anos. Por isso, é importante buscar informações com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município e/ou CadÚnico para saber se o documento está no prazo de validade. Caso o NIS esteja ativo, o benefício será mantido normalmente.

Como reforço de comunicação, durante o mês de novembro, a EDP está encaminhando um informe, junto da fatura de energia elétrica, às famílias com possibilidade de perda do benefício, orientando sobre a necessidade da atualização cadastral.

Vale lembrar que, a qualquer momento, o cliente que se enquadrar nos critérios definidos pelo Governo Federal e ainda não estiver inscrito no benefício, pode solicitar o cadastro no portal EDP Online, no endereço edp.com.br/tarifasocial. Veja quem tem direito:

  • Família inscrita no CadÚnico para Programas Sociais do Governo Federal, com renda familiar mensal per capita comprovadamente menor ou igual a meio salário mínimo nacional;
  • Idosos com 65 (sessenta e cinco) anos ou mais e pessoas com deficiência que recebam o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC;
  • Família inscrita no CadÚnico com renda mensal de até 3 (três) salários mínimos, com portador de doença ou patologia cujo tratamento ou procedimento médico requeira uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que dependam do consumo de energia elétrica;
  • Famílias indígenas ou quilombolas com inscrição no CadÚnico;

O desconto

A Tarifa Social é um desconto na conta de luz, que varia de acordo com o próprio consumo de energia, podendo chegar a até 65% e concedido para os primeiros 220 kWh consumidos mensalmente por clientes residenciais classificados como de baixa renda.

O benefício é aplicado somente a uma unidade consumidora por família e é escalonado por faixa de consumo (kWh/mês), sendo calculado de modo acumulativo, conforme a tabela abaixo:

Para ter acesso ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica é necessário que o cliente possua o Número de Identificação Social (NIS), do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Após a inscrição ou a atualização do cadastro, que pode ser realizado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município, é possível ter acesso ao desconto.

É importante destacar que, a qualquer momento, o cliente que se enquadrar nos critérios definidos pelo Governo Federal e ainda não estiver inscrito no benefício, pode solicitar o cadastro no portal EDP Online, no endereço edp.com.br/tarifasocial. Além disso, o cliente não precisa ser o titular da conta de energia para desfrutar do benefício, ou seja, se o cliente mora de aluguel, tem o CadÚnico ativo e se encaixa nas regras da Tarifa Social, ele deve se inscrever no portal EDP Online”, afirma Giuliano Vieira, gestor da EDP.

Após a inscrição, a EDP avaliará a documentação e, estando tudo correto, o cliente receberá o desconto na próxima fatura de energia.

Documentos necessários para realizar o cadastramento na EDP:

  • Número de Identificação Social (NIS) atualizado – obtido na prefeitura municipal por meio do CRAS. O município do CadÚnico deve ser obrigatoriamente dentro da área de Concessão da EDP;
  • Conta de energia;
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física) e Carteira de Identidade (ou outro documento de identificação social com foto) ou Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI);
  • Em caso de receber o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC) é preciso apresentar o número do benefício.
  • Para o caso família inscrita no Cadastro Único com renda mensal de até 3 (três) salários mínimos, que tenha portador de doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico requeira o uso continuado de equipamentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica, é necessário apresentar o relatório e atestado subscrito por profissional médico;

Mais informações

  • Cada família tem direito a somente uma instalação com o benefício da Tarifa Social;
  • Em casos de mudança de endereço, os clientes cadastrados deverão informar a EDP, que fará as devidas alterações.
  • A atualização do CadÚnico é de responsabilidade do consumidor e deve ser feita nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) do município.
  • Periodicamente, a EDP realiza o cadastramento automático de clientes da área de concessão que estão com o NIS atualizado e são titulares da conta de energia.

Famílias que podem perder o benefício – Alto Tietê

Etecs e Fatecs divulgam o calendário dos processos seletivos para 2021

O Centro Paula Souza divulga o calendário dos processos seletivos das Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais para o primeiro semestre de 2021. Assim como ocorreu na última edição do Vestibulinho e do Vestibular, o ingresso se dará novamente pela análise do histórico escolar, sem a realização de prova presencial ou online.

A mudança do critério se fez necessária para atender ao distanciamento social, recomendado pelo Governo do Estado de São Paulo e autoridades sanitárias, visando preservar a saúde dos candidatos, e observando as notas atribuídas aos estudantes antes da pandemia.

Seleção será pelo histórico escolar, sem prova presencial ou online; inscrições para isenção e redução das taxas começam nesta quinta (19)

As datas para as inscrições dos dois processos seletivos são diferentes e ambos serão realizados somente pelos canais oficiais: vestibulinhoetec.com.br e vestibularfatec.com.br. Os interessados devem ler atentamente os Manuais do Candidato que estarão disponíveis nos sites, antes de fazer a inscrição.

Confira os calendários do Vestibulinho das Etecs e do Vestibular das Fatecs:

Vestibulinho das Etecs para o primeiro semestre de 2021

De 19 a 23 de novembro – Pedidos de redução da taxa de inscrição e envio da documentação comprobatória até as 15 horas do último dia, por meio digital, via upload, no site vestibulinhoetec.com.br;

De 24 de novembro a 14 de dezembro – Inscrições para processo seletivo até as 15h00 do último dia no site do Vestibulinho;

1º de dezembro – Resultado dos pedidos de redução da taxa de inscrição no site do Vestibulinho;

31 de dezembro – Divulgação da lista preliminar de inscrições deferidas e indeferidas;

4 e 5 de janeiro de 2021 – Período de recurso dos candidatos para regularizarem a situação de indeferimento;

14 de janeiro de 2021 – Divulgação da lista de convocados para a prova de aptidão para os cursos técnicos de Canto, Dança, Regência e Teatro;

15 de janeiro de 2021 – Prova de aptidão dos cursos técnicos de Canto, Dança, Regência e Teatro;

19 de janeiro de 2021 – Divulgação da lista de classificação geral e convocação para envio dos documentos de matrícula;

20 e 21 de janeiro de 2021 – Matrícula dos convocados na 1ª lista;

22 de janeiro de 2021 – Divulgação da lista de classificação dos convocados na 1ª chamada dos cursos técnicos de Canto, Dança, Regência e Teatro, e envio dos documentos de matrícula;

26 e 27 de janeiro de 2021 – Matrícula dos convocados na 1ª chamada dos cursos técnicos de Canto, Dança, Regência e Teatro, e envio de documentação no Portal do Candidato;

29 de janeiro de 2021 – Divulgação da 2ª lista de convocação;

1º e 2 de fevereiro de 2021 – Matrícula da 2ª lista de convocação;

2 de fevereiro de 2021 – Divulgação dos convocados na 2ª chamada dos cursos técnicos de Canto, Dança, Regência e Teatro;

3 e 4 de fevereiro de 2021 – Matrícula dos convocados na 2ª chamada dos cursos técnicos de Canto, Dança, Regência e Teatro, e envio de documentação no Portal do Candidato;

Mais informaçõesvestibulinhoetec.com.br.

Vestibular das Fatecs para o primeiro semestre de 2021

De 19 a 23 de novembro – Pedidos de isenção e redução da taxa de inscrição e envio da documentação comprobatória até as 15 horas do último dia, por meio digital, via upload, no site vestibularfatec.com.br;

De 25 de novembro a 15 de dezembro – Inscrições para processo seletivo até as 15h00 do último dia no site do Vestibular;

1º de dezembro – Resultado dos pedidos de isenção e redução da taxa de inscrição no site do Vestibular;

30 de dezembro – Divulgação da lista preliminar de inscrições deferidas e indeferidas;

4 e 5 de janeiro de 2021 – Período de recurso dos candidatos para regularizarem a situação de indeferimento;

20 de janeiro de 2021 – Divulgação da lista de classificação geral e da 1ª lista de convocação dos candidatos;

21 e 22 de janeiro de 2021 – Envio de documentos para matrícula;

28 e 29 janeiro de 2021 – Matrícula dos convocados na 1ª lista;

1º de fevereiro de 2021 – Divulgação da 2ª lista de convocação;

2 de fevereiro de 2021 – Matrícula dos convocados na 2ª lista;

Mais informaçõesvestibularfatec.com.br.

EDP realiza feirão de negociação com condições especiais para acordo de débitos

A EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, inicia na próxima segunda-feira, dia 16/11/2020, o Feirão de Negociação EDP que oferecerá condições especiais na negociação de débitos aos consumidores com dificuldades para manter as contas de energia em dia, seja para quitação à vista, ou parcelada. As regras do Feirão são válidas até o dia 25 de novembro e incluem as classes residencial, rural, comercial e industrial.

A grande novidade é que, exclusivamente, no primeiro dia do Feirão, dia 16, os clientes que possuem débitos, mas que não contam com parcelamentos já existentes com a Distribuidora, encontrarão as melhores condições e maior flexibilidade com a isenção de juros (pelo atraso no pagamento, ou seja, entre a data do vencimento da fatura e a data da efetivação do acordo) e a redução significativa da entrada mínima de até 10% do valor da dívida. Durante todo o feirão os clientes poderão parcelar os débitos em até 24 vezes.

No período de 17 a 25 de novembro, as condições de negociação também estarão flexibilizadas, com redução da entrada mínima de até 15% do valor da dívida. Além disso, excepcionalmente durante todo o período do feirão, os clientes que já possuem débitos e parcelamentos de negociações anteriores também encontrarão facilidades para o acerto e renegociação de suas contas.

Condições diferenciadas poderão ser firmadas entre 16 e 25 de novembro, em todos os canais de atendimento da Distribuidora; No primeiro dia da ação os clientes encontrarão facilidades exclusivas

As facilidades para pagamento, ofertadas pela EDP, têm como objetivo auxiliar o cliente que sofreu com os impactos econômicos, em decorrência do período da pandemia e acabou acumulando contas de energia. “Historicamente, os consumidores aproveitam os meses de novembro e dezembro, e o recebimento da primeira parcela do 13º salário, para quitar dívidas e se preparar para entrar com o pé direito no ano novo. Sabemos que 2020 foi um ano difícil financeiramente para muitas famílias, devido a pandemia, e o Feirão é uma oportunidade para a regularização das pendências financeiras”, ressalta Giuliano Vieira, gestor da EDP.

Negociação sem sair de casa

A realização de acordos pela internet já é uma realidade para Companhia. No portal EDP Online, ou pelo aplicativo EDP Online, disponível para todas as plataformas de smartphone ou tablets, ou por meio do 0800 721 0123 o cliente negociar e optar pela forma mais conveniente para quitar os débitos em aberto. Basta ter em mãos o número de instalação e o CPF do titular da fatura.

Para facilitar ainda mais o contato do cliente, a empresa disponibiliza um contato via Whatsapp, por meio do número (11) 93465-2888 para a consulta de débitos e solicitação de código de barras para pagamento.

A negociação poderá ser realizada em todos os canais de atendimento da EDP. Lembrando que, por conta da pandemia, as agências presenciais seguem protocolos de higiene e segurança, conforme recomendação dos órgãos competentes, mantendo distanciamento entre os atendentes, uso obrigatório de máscaras, medição de temperatura antes da entrada, disponibilização de álcool em gel, marcações para distanciamento dos clientes nas filas e dentro da loja, além da limitação de quantidade de clientes no interior das agências. Em São José dos Campos, Guarulhos e Mogi das Cruzes (agências de maior fluxo de pessoas), será instalada uma tenda no lado externo da agência para o atendimento especifico do Feirão.

A versão online da ação reforça a segurança da população, para as tratativas sem a necessidade de sair de casa. Estamos à disposição dos nossos clientes para auxiliá-los com possibilidades diversificadas de negociação”, finaliza Giuliano. Para optar pela melhor solução, a dica é preparar-se, colocando na ponta do lápis todas as despesas já assumidas e previstas pela família. Assim, é possível avaliar com mais precisão quais condições e formas de pagamento se encaixam no orçamento doméstico.

Alunos da Fatec Mogi das Cruzes são campeões da InterFatecs

A Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Mogi das Cruzes, localizada no Alto Tietê, foi a vencedora da nona Maratona de Programação InterFatecs, realizada pela primeira vez em ambiente virtual, no último sábado, 07/11/2020, pela Fatec Guaratinguetá. Esta edição contou com a participação de cerca de 800 estudantes e 200 professores de 42 unidades.

Divididos em 212 equipes, os participantes foram desafiados a solucionar problemas utilizando linguagens de programação (C, C++, Java ou Python). Formada pelos alunos Marco de Sá Junior, Thiago da Silva, Yehoshua Silva, e pelo professor Leandro Luque, a equipe Saudações à Mandioca ficou com o primeiro lugar.

A partir da esquerda, os estudantes Marco, Thiago, Yehoshua e o professor Leandro, da equipe vencedora da maratona. Foto: Divulgação

A equipe No Main No Gain, da Fatec Sorocaba, composta pelos estudantes Davi de Paula, Fernando Pereira, Julio Almeida, e professor Antonio Munari, foi a segunda colocada. Em terceiro ficou a Hadouken Team, da Fatec São José dos Campos, formada por Gabriel Giraud, Marcos Toledo e Nicolas Fujisawa, com o professor Fabiano Sabha – confira aqui a classificação completa da competição.

Também participam desta edição equipes das Fatecs localizadas nos seguintes municípios: Americana, Araçatuba, Araras, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Capital (Fatec Ipiranga, São Paulo, Zona Leste e Zona Sul), Carapicuíba, Catanduva, Cruzeiro, Ferraz de Vasconcelos, Franca, Franco da Rocha, Garça, Guaratinguetá, Guarulhos, Itapetininga, Itu, Jales, Jaú, Jundiaí, Mococa, Mogi Mirim, Ourinhos, Praia Grande, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santana de Parnaíba, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, São Sebastião, Taquaritinga, Tatuí e Taubaté.

A InterFatecs contou com apoio da Certho, Fatecoins, Fundação de Apoio à Tecnologia (FAT), IBM e TreinaWeb.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Projeto Agentes da Boa Energia, da EDP, já substituiu quase 100 mil lâmpadas em SP de janeiro a setembro

A renda do trabalhador brasileiro caiu, em média 20% durante a pandemia, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em tempos de orçamento mais apertado, tentar reduzir custos faz diferença ao final do mês, especialmente entre as famílias com menor orçamento. A EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, vem levando orientações a seus clientes por meio dos Agentes da Boa Energia. Até aqui, apenas em 2020, a iniciativa orientou mais de 19 mil famílias sobre o uso racional e seguro da energia, e substituiu quase 100 mil lâmpadas de maior consumo por LED, de suas residências.

No Alto Tietê, os municípios de Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano foram contemplados com o projeto. Entre janeiro e setembro, 11.634 famílias foram orientadas pelos Agentes da Boa Energia e tiveram 57.436 lâmpadas de maior consumo por LED substituídas em suas residências.

Ação acontece em regiões de complexidade social na área de concessão da distribuidora de energia. Photo by Federico Bottos on Unsplash

A iluminação, dependendo dos hábitos da família, pode representar até 20% do consumo mensal de energia na residência e a substituição de lâmpadas incandescentes e fluorescentes por LED, que são até oito vezes mais econômicas, além de mais duráveis e sustentáveis, podem ajudar a reduzir o valor da conta de luz. No projeto da EDP, cada família pode substituir até sete lâmpadas. Além deste trabalho, os consumidores recebem orientações sobre consumo eficiente, sobre a Tarifa Social de Energia Elétrica, que concede desconto de até 65% na fatura de energia, e podem realizar, em caso de necessidade, negociação de possíveis débitos em aberto com a Concessionária, com condições diferenciadas.

Os Agentes vão até às residências para o trabalho junto ao morador. Porém, tendo em vista o cenário de pandemia do coronavírus, a ação dos técnicos foi adaptada para garantir o mínimo contato pessoal e aglomeração de pessoas. Por isso, as famílias são contatadas via telefone para as orientações e agendam a substituição de lâmpadas, no formato delivery. A entrega é realizada na data e horário marcados, seguindo todas as recomendações de saúde para garantir a segurança dos colaboradores e famílias beneficiadas.

Sabemos da dificuldade de muitas famílias em honrar seus compromissos devido aos impactos da crise econômica decorrente da pandemia. Por isso, o projeto Agentes da Boa Energia cumpre um papel importante, levando orientação e informação de qualidade, além de contribuir na prática com a diminuição do consumo de energia a partir da substituição de lâmpadas”, destaca Giuliano Vieira, gestor da EDP.

Comparação entre as lâmpadas

A ação faz parte do programa Boa Energia na Comunidade, que já beneficiou mais de 400 mil famílias na área de concessão, visando contribuir com a economia doméstica da população de baixo poder aquisitivo por meio da utilização eficiente da energia elétrica. Os locais são mapeados a partir de critérios socioeconômicos. A iniciativa faz parte do Programa de Eficiência Energética – PEE da Distribuidora, regulada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Com o objetivo de preservar os recursos naturais e promover educação para o uso inteligente da energia elétrica, evitando, assim, o desperdício, o PEE da EDP realiza projetos na área de concessão que buscam a conscientização, fazendo com que a energia seja utilizada com responsabilidade.