Vestibulinho Etec: confira lista de inscrições deferidas após recurso

Está disponível no site do processo seletivo das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) a lista de inscrições deferidas após análise dos recursos. Esta nova etapa foi acrescentada no Vestibulinho para o primeiro semestre de 2021 para dar aos candidatos a oportunidade de retificar notas inseridas e reenviar documentos caso fosse necessário para validar o procedimento de inscrição.

As listas de classificação geral e de convocação para envio de documentos para matrícula dos aprovados na primeira chamada também serão divulgadas no site vestibulinhoetec.com.br na próxima terça-feira, 19/01/2021. O processo para efetivação da matrícula será totalmente online – confira aqui o calendário completo.

Histórico escolar

No Vestibulinho para o primeiro semestre de 2021, o ingresso nas Etecs será por meio de análise do histórico escolar, sem a realização de prova presencial ou online. A nota final de classificação para os Ensinos Médio, Técnico, Integrado e Especialização Técnica será obtida pela média das notas de Português e Matemática, das séries indicadas na Portaria do processo seletivo e no Manual do Candidato, ambos disponíveis no site vestibulinhoetec.com.br.

A mudança do critério se fez necessária para atender ao distanciamento social, recomendado pelo Governo do Estado de São Paulo e autoridades sanitárias, visando preservar a saúde dos candidatos, e observando as notas atribuídas aos estudantes antes da pandemia.

Outras informações pelos telefones (11) 3471-4071 (Capital e Grande São Paulo) e 0800-772 2829 (demais localidades) e em vestibulinhoetec.com.br.

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

EDP substituirá 514 pontos de iluminação pública em Mogi das Cruzes

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê inicia 2021 com obras de modernização da iluminação de Mogi das Cruzes. Com um investimento de aproximadamente R$ 742,5 mil serão substituídos ao todo, 514 pontos de iluminação pública na cidade.

A ação da Companhia beneficiará seis importantes vias da cidade, sendo elas: Lothar Waldemar Hoehne, José Meloni, Manoel de Oliveira, Carlos Baratino, Yoshiteru Onishi e prefeito Carlos Ferreira Lopes. Além da melhor qualidade na iluminação, a iniciativa possibilitará uma economia de 553 MWh/ano, o equivalente ao consumo anual de 230 residências, além de diminuir também os custos de manutenção, uma vez que a durabilidade da luminária LED é muito superior ao sistema utilizado anteriormente.

Com a economia gerada por meio das lâmpadas LED na iluminação pública, o município de Mogi das Cruzes tem a possibilidade de redirecionar os recursos em prol da própria população. Além disso, uma melhor eficiência na iluminação das vias impacta positivamente na segurança pública da região”, destaca Thiago Lafalce, gestor Operacional de Eficiência Energética e Consumo Sustentável da EDP.

Com investimento de mais de R$ 742,5 mil, ação foi contemplada na Chamada Pública de Eficiência Energética e beneficiará seis importantes avenidas da cidade. Foto por Francesco Ungaro em Pexels.com

O projeto de substituição das luminárias de maior consumo por LED da iluminação pública de Mogi das Cruzes foi contemplado na Chamada Pública de Projetos – CPP 001/2019 do Programa de Eficiência Energética da EDP, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL.

Realizar projetos que resultem em eficiência energética é uma ação que reafirma o compromisso da EDP com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – plano de ação global definido pelas Nações Unidas (ONU) para alcançar o desenvolvimento sustentável até 2030, e que está incorporado à agenda estratégica da Companhia para crescer gerando impactos positivos junto à sociedade e ao meio ambiente.

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 14 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Tarifa de ônibus em Mogi não terá aumento em 2021

O prefeito Caio Cunha anunciou, na manhã desta segunda-feira, 11/01/2021, que não haverá reajuste na tarifa do transporte coletivo neste ano. A decisão aconteceu após estudos técnicos realizados pela Secretaria Municipal de Transportes e leva em consideração o impacto da atual crise econômica causada pela pandemia de Covid-19 sobre o dia a dia da população.

O valor da tarifa ônibus permanecerá em R$ 4,50, sendo que os estudantes pagam R$ 1,87. O anúncio foi feito após uma reunião entre o prefeito e representantes das empresas concessionárias do transporte coletivo, ocorrida na Prefeitura.

Este não é o momento para aumento na tarifa de ônibus. Estamos passando por uma crise econômica que impacta diretamente a vida das pessoas e não seria justo mais custos para os trabalhadores. Foi uma negociação dura, mas as empresas entenderam esta situação. Estamos estabelecendo uma parceria para a busca de soluções inteligentes para o transporte público, sem onerar o munícipe”, afirmou Caio Cunha.

Anúncio de que não haverá aumento no sistema de transporte coletivo foi feito após reunião entre o prefeito Caio Cunha e representantes das empresas

O prefeito lembrou ainda que, desde o início da pandemia, houve uma queda no número de passageiros transportados no município, o que se reflete em uma queda na arrecadação das empresas. Paralelamente a isso, o sistema está operando com frota reduzida.

Estamos iniciando um alinhamento para termos um transporte com mais qualidade e mais eficiência. O objetivo é a valorização do transporte coletivo para que ocorra a mudança de um processo cultural e mais pessoas possam utilizar os ônibus no seu dia a dia“, disse Caio.

A média de passageiros transportados nos dias úteis de dezembro foi de 77.575 passageiros por dia. Durante este período de pandemia, estão em operação 81 linhas municipais. A operação completa é feita por 223 ônibus. Antes do início da pandemia, com base no dia 9 de março, foram transportados 142.603 passageiros, em 85 linhas.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

IPTU 2021 será corrigido pela inflação

A prefeitura de Mogi das Cruzes publicou, na última sexta-feira, 01/01/2021, o primeiro decreto da atual gestão 21/24, sob nº 19.812/2021, que estabelece o não aumento real no presente exercício fiscal nos valores unitários de metro quadrado de terrenos e construções, utilizados para base de cálculo do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Vale salientar que a Prefeitura de São Paulo congelou o aumento do IPTU em 2021, e os boletos que chegarão aos imóveis paulistanos esse ano deverão vir com o mesmo valor do carnê do ano passado.

A Prefeitura de Mogi não seguirá o exemplo da cidade de São Paulo, que congelou o IPTU para 2021

Em respeito à legislação tributária em vigor e ao artigo 12 da Lei Complementar nº 04/2001, a prefeitura determina para o exercício 2021 a atualização dos valores em 3,92%, percentual que se refere exclusivamente à recomposição inflacionária anual e à aplicação mínima do indexador municipal.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Gratuidade do Bom Prato vai até 30 de abril para moradores em situação de rua

O Governador João Doria determinou a prorrogação da gratuidade das refeições oferecidas na Rede Bom Prato aos moradores em situação de rua até o dia 30 de abril de 2021. A decisão foi publicada nesta quarta-feira, 30/12/2020, no Diário Oficial e passa a valer a partir de hoje.

Jantares e refeições aos finais de semana e feriados serão servidos pela rede até 28 de fevereiro, conforme decisão publicada no DO. Foto: Governo do Estado de São Paulo

A prorrogação da gratuidade nas refeições é uma das nossas ações de proteção social para amparar as pessoas em situação de maior vulnerabilidade social”, diz a Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Célia Parnes.

A gratuidade nas refeições da Rede Bom Prato para pessoas em situação de rua teve início em junho, mediante cadastramento das Prefeituras e apresentação do cartão com QR Code pelos beneficiários.

Desde o início da pandemia da COVID-19, os 59 restaurantes Bom Prato adaptaram o atendimento, passando a servir três refeições diárias (café da manhã, almoço e jantar) em embalagens descartáveis e para retirada, inclusive aos finais de semana. São servidas cerca de 3,2 milhões de refeições por mês. Neste período, já foram servidas mais de 23 milhões de refeições, somando mais de 500 mil servidas gratuitamente para a população em situação de rua cadastrada.

Jantares e finais de semana

A oferta de jantares e refeições aos finais de semana e feriados na Rede Bom Prato também foi prorrogada pelo Governo de São Paulo até o dia 28 de fevereiro. A medida será adotada nas unidades condicionadas a critérios técnicos, à região em que estão instaladas e à demanda apresentada.

A relação das unidades e horários de funcionamento será divulgada no site da Secretaria de Desenvolvimento Social.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo