Coronavírus: Acessos a Mogi passam a contar com barreiras sanitárias

A Prefeitura de Mogi das Cruzes inicia nesta quarta-feira, 31/03/2021, a implantação de barreiras sanitárias nas principais entradas do município. A medida terá caráter de orientação aos motoristas que chegam à cidade e faz parte das ações da administração municipal para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

O trabalho terá participação de equipes das Secretarias Municipais de Segurança, de Transportes, de Saúde e de Serviços Urbanos, além da Guarda Municipal e da Vigilância Sanitária. Os veículos que passarem pelos locais terão medição de temperatura de seus ocupantes, além de serem orientados sobre as restrições sanitárias e sociais que estão em vigor em Mogi das Cruzes para o enfrentamento da pandemia.

As barreiras sanitárias serão montadas em cinco acessos à cidade, com funcionamento alternado. Elas estarão na avenida Francisco Ferreira Lopes (prolongamento da SP-66), avenida Engenheiro Miguel Gemma (acesso para o motorista que segue pela rodovia Mogi-Salesópolis), na avenida Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira (o trecho municipal da rodovia Mogi-Bertioga), no trecho da rodovia Mogi-Dutra que passa pelo Jardim Aracy e na avenida Francisco Rodrigues Filho (o trecho municipal da rodovia Mogi-Guararema).

Barreiras sanitárias serão implantadas nos acessos ao município e os veículos terão medição de temperatura dos ocupantes e orientações sobre a situação da cidade. Foto: PMMC/Divulgação

Com a montagem da barreira sanitária na avenida Francisco Ferreira Lopes, o acesso a Mogi das Cruzes pela avenida das Orquídeas será interrompido, com o trânsito sendo desviado pela avenida Lourenço de Souza Franco. O acesso da rotatória da Vila Nova Jundiapeba para a avenida Anchieta, sentido centro, também será interditado. Já na rodovia Mogi-Dutra, a passagem de caminhões pela estrada do Pavan continuará sendo obrigatória.

Mogi das Cruzes vem enfrentando o momento mais difícil no enfrentamento da pandemia de Covid-19. Nesta terça-feira, 30/03, a cidade completou 19 dias com ocupação de 100% nos leitos de UTI. Por conta disso, leitos de reserva estão sendo usados. Além disso, o município adotou fases mais restritivas de movimentação social antes mesmo do Governo do Estado, com o objetivo de combater as aglomerações, reduzir a transmissão e com isso buscar uma folga na disponibilidade de leitos para atendimento.

A gravidade da atual situação é evidenciada em números. Entre os dias 15 e 28 de março, foram registrados 59 óbitos, na pior quinzena da pandemia. Na semana de 1º a 7 de março deste ano, foram registrados 1.277 novos casos (aumento de 20,35% em relação à pior semana de todo o ano de 2020). Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde reforça o apelo à população, para que siga as medidas restritivas e que cumpra as regras sanitárias.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

escrever comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s