🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 22

O Corinthians alcançou mais um triunfo pelo NBB CAIXA. Nesta quinta-feira, 28/02/2019, o time comandado por Bruno Savignani bateu o Mogi das Cruzes/Helbor, no Ginásio Wlamir Marques, por 90 a 79, emplacou sua segunda vitória consecutiva pelo NBB CAIXA, e conquistou seu nono triunfo na competição.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios da Budweiser, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Feder

Com o êxito, o Corinthians agora detém campanha de nove vitórias em 21 jogos, com 42,9% de aproveitamento. Já o Mogi, com 15 triunfos em 22 oportunidades, está na quarta colocação, com 68,2% de aproveitamento.

Shamell, do Mogi, e Fuller, do Corinthians. Foto: LNB

Sem a presença de Guerrinha e Danilo Padovani, que passam a cumprir a punição de seis meses de suspensão pelo caso de doping do ala Shamell, os auxiliares técnicos Cadum Guimarães e Alexandre Rios passaram a assumir o comando técnico da equipe mogiana.

7.000 pontos: Nos últimos segundos do segundo quarto, após converter um lance livre, o ala Shamell, do Mogi, atingiu a marca de 7.000 mil pontos pelo NBB CAIXA e se tornou o primeiro jogador a atingir tal feito na competição.

“Fico muito feliz pelo recorde. Existem muitos jogadores de qualidade no NBB e, hora ou outra, alguém irá me superar. Mas mesmo assim, vou continuar trabalhando duro para, que dessa forma, possa atingir quem sabe 8.000 mil pontos”, disse.

No Corinthians, o protagonismo recaiu mais uma vez sobre o ala/armador Kyle Fuller. Cestinha do duelo com 27 pontos, o norte-americano foi o principal destaque no confronto e ajudou o Corinthians a sair de quadra com a vitória.

“Jogamos juntos, como um time e, quando isso acontece, ninguém consegue parar a nossa equipe. Treino todos os dias para ter atuações como essa nos jogos, mas sei que não entro em quadra sozinho e dependo muito dos meus companheiros. Se um vai bem, todos vão também”, afirmou.

Já no Mogi, o ala Shamell chamou a responsabilidade para si e realizou uma grande partida. Ao todo, foram 24 pontos, 5 rebotes e 25 de eficiência no duelo.

“Faltou postura para o nosso time frente a qualidade que o Corinthians apresentou no jogo. Perdemos rebotes nos dois lados da quadra e muitas bolas bobas. Precisávamos mudar nossa postura e individualizar o jogo o menos possível, pois nada é resolvido sozinho, mas, no fim, não conseguimos”, disse o jogador.

A partida começou equilibrada, mas com o Corinthians sempre à frente no primeiro quarto,  graças a boa atuação do trio formado pelo ala/armador Fuller (sete pontos na parcial), do armador Parodi, (cinco pontos), e do ala Douglas Santos (seis pontos) –  20 a 16.

Já no segundo quarto, o Mogi tentou esboçar uma reação, mas esbarrou no alto aproveitamento ofensivo do Corinthians (23/39, 59,0% de aproveitamento) e foi para o intervalo em desvantagem (43 a 32).

Na volta dos vestiários, o Mogi foi para cima, com grande atuação do ala Shamell, autor de nove pontos no período, e do armador Arthur Pecos, com oito pontos na parcial. Mesmo com isso, a equipe comandada por Cadum Guimarães não conseguiu ultrapassar o alvinegro no placar (67 a 56).

Nos dez minutos finais, o Corinthians somente administrou o placar e, com boas ações no lado ofensivo da quadra (23/42, 52,3% de aproveitamento), venceu o duelo sem grandes dificuldades.

Próxima parada: O próximo compromisso do Corinthians na competição será contra o Sesi Franca Basquete, na próxima segunda-feira, 04/03, no Ginásio Pedrocão, às 18h00. Já o Mogi, após a derrota, irá atrás da recuperação na competição no confronto com o Pinheiros, na próxima sexta-feira, 08/03, no Ginásio Poliesportivo Henrique Vilaboim, às 21h10, com transmissão ao vivo no FoxSports.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios