🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 17

O Mogi das Cruzes/Helbor está imparável no NBB CAIXA 2018/2019. Na noite desta quinta-feira, a equipe do técnico Guerrinha superou o Basquete Cearense, em pleno Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE), por 73 a 60, e conquistou sua sétima vitória consecutiva na competição.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Com o resultado, o time mogiano somou seu 13º resultado positivo em 17 partidas (76,5% de aproveitamento) e se manteve na terceira colocação do NBB CAIXA. Já o Basquete Cearense sofreu sua terceira derrota seguida em 2019 e permaneceu na 12ª colocação, com cinco triunfos em 17 oportunidades (29,4% de aproveitamento).

João Pedro, do Mogi, e Fiorotto, do Basquete Cearense. Foto: LNB

Com 21 pontos, sendo 18 deles no primeiro tempo, o ala Gui Deodato foi o grande destaque do Mogi na partida. O jogador teve desempenho de quatro acertos em sete tentativas nas bolas de 3 pontos (57,1% de aproveitamento) e, com mais três rebotes e três assistências, totalizou 21 de eficiência.

Dono da segunda melhor defesa do NBB CAIXA, o Carcará limitou o pivô JP Batista, então terceiro maior cestinha e jogador mais eficiente do campeonato, à sua primeira atuação com menos de 11 pontos na temporada. Além disso, Shamell, maior cestinha da história da competição, totalizou apenas oito pontos.

Pelo lado do Basquete Cearense, o ala/pivô Felipe Ribeiro, autor de 17 pontos e oito rebotes, foi um dos grandes destaques, assim como seu companheiro de posição Sualisson, que saiu do banco e registrou 13 pontos (5/6 nos arremessos de quadra), cinco rebotes e três tocos para ficar com o posto de atleta mais eficiente do time na partida.

Momento chave: Depois de ir para o intervalo com três pontos de vantagem (42 a 39), o Mogi fechou as portas na defesa e sofreu apenas sete pontos no período. Desta forma, a equipe ampliou sua vantagem e foi para o intervalo com a “confortável” vantagem de 13 pontos (59 a 46) – muito bem administrada, por sinal.

Mesmo atrás no placar, o Basquete Cearense não se rendeu e foi para cima do Mogi no último quarto. Com boas tramas no jogo interno com o ala/pivô Sualisson, autor de nove pontos, a equipe do técnico Dannyel Russo cortou a diferença para seis pontos na metade do período, mas o Mogi novamente fechou as portas na defesa e ficou os cinco minutos finais sem sofrer um ponto sequer.

Próxima parada: O Mogi terá como próximo adversário o Life Fitness/Minas, na segunda-feira, 21/01, no Ginásio Hugo Ramos, às 20h00, com transmissão ao vivo pelo Facebook do NBB. No dia seguinte, terça-feira, 22/01, o Basquete Cearense enfrentará o Botafogo, no Ginásio Oscar Zelaya, no Rio de Janeiro, às 19h00 (de Brasília).

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios