🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 16

“O nome dele é Clutch e eu conheci ele no NBB CAIXA”. Estamos falando de Shamell, que mais uma vez foi decisivo para o Mogi das Cruzes/Helbor. Com quatro pontos e uma roubada de bola, o maior cestinha da história da competição brilhou no fim e deu a vitória a sua equipe em uma partida extremamente equilibrada diante do Universo/CAIXA/Brasília, por 80 a 76, na noite desta terça, 15/01/2019, no Ginásio da Asceb, na capital federal.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Com o placar empatado, Shamell sofreu falta e converteu dois lances livres para deixar Mogi em vantagem (78 a 76), com pouco mais de cinco segundos para o fim. Depois, no lance seguinte, roubou a bola após reposição lateral do Brasília e sacramentou a vitória mogiana com mais dois lances livres após receber outra falta.

Zach Graham, do Brasília, e Gruber, do Mogi. Foto: LNB

“O que faz um time campeão é lance livre, rebote e defesa e fico feliz de ter acabado o jogo bem. Não estava fazendo uma boa partida, mas no fim puder ajudar meu time a ficar com a vitória”, disse Shamell, que fechou a partida como cestinha do Mogi, com 17 pontos.

Com o resultado, Mogi chegou a 12 vitórias em 16 partida e assumiu a terceira posição, com a mesma campanha do Paulistano/Corpore, quarto colocado. A equipe também segue na cola dos líderes Franca e Pinheiros, que também têm 12 triunfos na conta, mas com um e dois jogos a menos, respectivamente.

Além de Shamell, Mogi contou com boas atuações de Gruber, autor de 15 pontos, e JP Batista, que mesmo muito bem marcado pela defesa rival anotou um duplo-duplo de 13 pontos e dez rebotes, sendo nove pontos e quatro rebotes no último quarto.

Universo/CAIXA/Brasília e Mogi das Cruzes/Helbor fizeram uma partida extremamente equilibrada do início ao fim. Prova disso é que a liderança trocou de lado 13 vezes e o placar esteve empatado em seis oportunidades.

Do lado do Brasília, o ala Arthur teve sua melhor atuação na temporada e foi o cestinha da partida, com 24 pontos, sendo 12 no terceiro quarto. Já o norte-americano Zach Graham marcou 22 e segue como maior pontuador deste NBB CAIXA.

Com grande momento de Arthur, Brasília abriu oito pontos de frente – sua maior vantagem na partida. Mas, logo no início do período seguinte, Mogi cortou a diferença para apenas três pontos e o jogo seguiu equilibrado até os segundos finais.

Fonte: Liga Nacional de Basquete