🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 13

O Mogi das Cruzes/Helbor garantiu o mando de quadra nas quartas de final da Copa Super 8. Na noite desta sexta-feira, 14/12/2018, a equipe do técnico Guerrinha venceu o Vasco da Gama, no Ginásio São Januário, por 88 a 75, e assegurou o quarto lugar do primeiro turno do NBB CAIXA.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Os mogianos asseguraram a quarta colocação e terão o mando de quadra nas quartas de final da Copa Super 8 contra o quinto colocado Paulistano/Corpore. Ainda será definida a data que o confronto acontecerá – 20, 21 ou 22 de dezembro.

Já o Vasco da Gama, com a derrota, deixou a briga por um lugar na Copa Super 8. A equipe fechou o primeiro turno com campanha de quatro vitórias em 13 oportunidades (30,7% de aproveitamento), mas ainda depende de outros resultados para saber em qual lugar ficará entre o nono e o 13º lugar.

Shamell fez uma partida daquelas. Com 24 pontos, sendo 11 deles no último quarto, o maior cestinha da história do NBB CAIXA acertou cinco bolas de 3 pontos em sete tentadas (71,4% de aproveitamento) e deixou a quadra como cestinha da grande vitória do Mogi.

Ainda pelo Mogi, o ala/pivô Gruber, autor de um duplo-duplo de 15 pontos e 11 rebotes, além de cinco assistências, foi o atleta mais eficiente da partida, com 27 de valorização. Já Gui Deodato flertou com o triplo-duplo ao registrar 12 pontos, nove rebotes e sete assistências (22 de eficiências). E por fim, o pivô JP Batista também fez um duplo-duplo, com 11 pontos e dez rebotes, além de cinco assistências (20 de eficiência).

Pelo lado do Vasco, os destaques ficaram por conta do pivô Caio Torres, com 16 pontos e quatro rebotes, do ala Gemerson, autor de 15 pontos e sete sobras, e o armador norte-americano Deonta Stocks, que deixou a quadra com 12 pontos.

A primeira parte do confronto foi favorável ao Mogi, que depois de vencer o primeiro quarto por 23 a 14, abriu 15 pontos logo nos primeiros minutos do segundo quarto (31 a 16). No entanto, o Vasco reagiu ainda no mesmo período. Com bastante intensidade na transição ofensiva, o time da casa emplacou uma corrida de 16 a 3 em seis minutos e cortou a diferença para apenas quatro pontos (36 a 32). A resposta mogiana foi rápida: cinco pontos seguidos e vantagem de nove pontos ao final do primeiro tempo (41 a 32).

A equipe mogiana seguiu em superioridade no terceiro quarto e, de maneira dominante, estendeu a diferença para 19 pontos (62 a 43). O Vasco ainda tentou uma reação, mas o máximo que conseguiu foi diminuir o prejuízo para dez pontos. Em seguida, no último quarto, os comandados do técnico Guerrinha deslancharam de novo e voltaram a abrir 19 pontos e ganhou uma bela “gordura” para segurar uma nova investida dos cariocas no final do duelo.

Próxima parada: Enquanto o Mogi medirá forças com o Paulistano pela Copa Super 8 (data será entre os dias dias 20, 21 ou 22 de dezembro), o Vasco da Gama voltará à quadra somente em 2019, no dia 09 de janeiro, contra o Sendi/Bauru Basket, em São Januário, às 19h00.

Fonte: Liga Nacional de Basquete