🏀 Novo Basquete Brasil 2018/2019 – rodada 3

O Mogi das Cruzes/Helbor voltou a vencer pelo NBB CAIXA 2018/2019. Em partida decidida no terceiro quarto, o Mogi bateu o Basquete Cearense, no Ginásio Prof. Hugo Ramos, por 100 a 72, e alcançou seu segundo triunfo na competição.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL e Açúcar Guarani.

Após a ausência na última partida devido ao falecimento de seu irmão, Guerrinha retornou ao comando técnico da equipe do Mogi no triunfo sobre o Basquete Cearense.

Pelo Mogi/Helbor, o protagonismo ficou por conta do experiente pivô JP Batista, que anotou um duplo-duplo (24 pontos e 14 rebotes) e figurou como o jogador com o maior índice de eficiência na partida (30). Além dele, o ala Shamell, com 20 pontos, e o ala/pivô Gruber, com 10 pontos, também chamaram a atenção pelo jogo apresentado.

Arthur Pecos, do Mogi, e Dontrell Brite, do Basquete Cearense. Foto: LNB

Com o triunfo, o Mogi agora detém campanha de 66,7% de aproveitamento, com duas vitórias em três jogos. Já o Basquete Cearense, que conheceu sua terceira derrota, segue sem vencer na competição.

“Durante toda a temporada o nosso treinador vem nos cobrando o lado defensivo. Ofensivamente conseguimos ir bem, mas com a defesa como um ponto fraco. Na partida de hoje fizemos um trabalho defensivamente sólido e com isso conseguimos dar um gás no ataque. A vitória fala por si só”, disse o pivô JP Batista, do Mogi.

Pelo lado do Basquete Cearense, quatro jogadores se destacaram: o ala/pivô Alex (14 pontos), os armadores Farad Cobb (15 pontos) e Dontrell Brite (12 pontos), e o Pivô Feliciano (12 pontos). Ao todo, o quarteto anotou 73,6% dos pontos do time no jogo.

“Viemos com um plantel muito enxuto e limitado nas rotações. Pegamos uma equipe muito bem estruturada, já embalada do Campeonato Paulista e com muitos bons nomes no elenco. Foi um jogo muito difícil para nós, principalmente defensivamente”, afirmou o pivô Kurtz, do Cearense.

A partida começou quente, com duas bolas de três, uma do ala/pivô Alex, do Cearense, e uma do ala Shamell, do Mogi. O panorama não mudou e o jogo continuou parelho, mas com o Mogi à frente no placar durante boa parte da primeira parcial. Nos segundos finais, o ala Shamell mostrou mais uma vez do que é capaz e, com uma linda bola de três, abriu a maior vantagem do Mogi no período e deu números finais ao primeiro quarto (25 a 21).

O cenário não mudou no início do segundo quarto. O time mogiano conseguiu manter a postura ofensiva e, mesmo com o alto aproveitamento nas bolas de 3 do Basquete Cearense (60% de aproveitamento no período), foi para o intervalo com a vantagem no resultado (50 a 44).

Na volta dos vestiários, o Basquete Cearense tentou esboçar uma reação, mas após sentir o cansaço oriundo do primeiro tempo, não conseguiu segurar a blitz mogiana e foi para os últimos dez minutos do jogo atrás no placar (70 a 58). Já no quarto período, o Mogi conseguiu manter o mesmo ritmo, segurou as ações ofensivas do Cearense, abriu grande vantagem e alcançou sua segunda vitória na competição.

Próxima parada: Após alcançar o segundo triunfo no NBB CAIXA, o Mogi agora medirá forças com o Universo/CAIXA/Brasília na próxima sexta-feira, 26/10, no Ginásio Prof. Hugo Ramos, às 21h10, com transmissão ao vivo do FoxSports. Já o Basquete Cearense, após a derrota, enfrentará o Paulistano/Corpore, nesta segunda feira, 22/10, no Ginásio Antônio Prado Jr, às 20h00, com transmissão ao vivo no Facebook.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios