Santa Casa receberá R$ 2,4 milhões para custeio e ampliação da maternidade

A Santa Casa de Misericórdia receberá R$ 2,4 milhões para a melhoria dos serviços de saúde oferecidos à população. Serão R$ 1,8 milhão do Governo do Estado, por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Marcos Damásio, e mais R$ 600 mil da Prefeitura de Mogi das Cruzes. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 19/07/2018, pela manhã, durante evento realizado no hospital, que contou com a presença do prefeito Marcus Melo, do presidente da Câmara, Pedro Komura, e vereadores.

A saúde é uma prioridade em Mogi das Cruzes e todos os investimentos que forem feitos na área são importantes. Aumentamos a quantidade de equipamentos nos bairros e passamos a contar com duas UPAs, além do Hospital Municipal e da própria Santa Casa, isso sem falar no Luzia de Pinho Melo. A manutenção desses equipamentos é necessária e exige recursos, e hoje estamos recebendo um importante apoio neste sentido”, disse Marcus Melo, ao lado do secretário municipal de Saúde, Marcello Cusatis, e do provedor da Santa Casa, Austelino Pinheiro de Mattos.

Direção da Santa Casa realizou evento e apresentou os recursos que serão recebidos pelo hospital, no total de R$ 2,4 milhões. Foto: Júnior Lago/PMMC

A verba estadual de R$ 1,8 milhão será usada no custeio e possibilitará a realização das obras de ampliação da Maternidade e UTI Neonatal. Já os recursos da Prefeitura – R$ 600 mil – auxiliarão na aquisição de equipamentos para a Maternidade e UTI Neonatal. O projeto de ampliação da Maternidade da Santa Casa de Mogi foi protocolado em agosto do ano passado e validado pela equipe técnica da Secretaria de Estado da Saúde em junho deste ano.

A proposta prevê a ampliação de 38 para 55 leitos obstétricos e de 9 para 20 leitos de UTI Neonatal. Os números são necessários para minimizar os problemas enfrentados com a falta de leitos obstétricos e cuidados ao recém-nascido no Alto Tietê. No total, cerca de 800 metros quadrados passarão por reforma e adaptação, o que possibilitará a realização de mais 100 partos por mês.

O espaço hoje utilizado pela Ortopedia, que conta com 17 leitos, será liberado para a Maternidade, enquanto a Ortopedia passará a ocupar a ala onde atualmente está a Pediatria. Com isso, a internação de Pediatria vai para o Hospital Municipal, em Braz Cubas. Dessa forma, a Santa Casa passará a contar com um andar exclusivo para Maternidade e outro para Ortopedia. A Santa Casa de Mogi é referência em Maternidade, Gestação de Alto Risco, UTI Neonatal e faz cerca de 450 partos/mês. Com as obras de ampliação, o número será de 560 partos/mês, em média.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

escrever comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s