Prefeito decreta estado de emergência e requisição de combustível nos postos de Mogi

O prefeito Marcus Melo decretou, nesta sexta-feira, 25/05/2018, estado de emergência em Mogi das Cruzes e determinou a requisição de combustíveis dos postos do município para abastecimento de veículos oficiais da Prefeitura – caso isso seja necessário para não interromper os serviços públicos essenciais. A decisão foi tomada devido ao desabastecimento provocado pela paralisação dos caminhoneiros. A greve, que já dura cinco dias, afeta vários setores e causa escassez de insumos em todo País.

Crise de desabastecimento afetou serviços essenciais

Os estoques de combustível dos veículos oficiais estão acabando, o que é mais preocupante no caso de veículos de atendimento essencial, como ambulâncias, distribuição de medicamentos nas unidades de saúde, transporte escolar e viaturas da Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros, entre outros.

O documento autoriza os secretários de Segurança e de Serviços Urbanos a identificar e requisitar o estoque de combustíveis de postos do município, e também dá permissão à Guarda Municipal para “utilizar os meios que forem estritamente necessários ao cumprimento da requisição”.

Antes da decretação do estado de emergência, a Prefeitura já havia adotado medidas de contingenciamento para reduzir o consumo dos veículos e evitar a interrupção dos serviços essenciais.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios