🏀 Novo Basquete Brasil 2017/2018 – rodada 28

A fase de classificação do NBB CAIXA 2017/2018 chegou ao fim. Na noite desta sexta-feira, 30/03/2018, LSB/Uniso e Mogi das Cruzes/Helbor, que já têm suas posições definidas, entraram em quadra apenas para cumprir tabela e fizeram o último jogo da primeira fase. No Ginásio Gualberto Moreira, em Sorocaba (SP), o time mogiano levou a melhor, por 74 a 69.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike, Penalty e Wewi e os apoios do Açúcar Guarani e do Ministério do Esporte.

Ambas as equipes já tinham suas posições definidas e somente cumpriram tabela. A LSB terminou o NBB CAIXA em último (15º), com campanha de três vitórias e 25 derrotas, foi rebaixada à Liga Ouro. Já o Mogi garantiu o quarto lugar, com 19 vitórias e oito derrotas, e avançou direto às quartas de final.

Fabrício, do Mogi, e Crescenzi, da Liga Sorocabana. Foto: Marina Gouvêa/LSB

Só nos playoffs: O Mogi entrará em quadra somente nas quartas de final. Seu adversário virá da série de oitavas entre Banrisul/Caxias Basquete (5º) e Botafogo FR (12º). O confronto entre os dois terá início já neste sábado, 31/03, no Rio de Janeiro, às 14h00, com transmissão ao vivo da Band.

Por já estar garantido no G-4, o Mogi entrou em quadra sem quatro de seus principais atletas: Shamell, Larry, Tyrone e Caio Torres, todos focados na recuperação física depois do Final Four da Liga das Américas 2018, na Argentina, no qual os mogianos foram vice-campeões.

Diante das ausências dos quatro titulares, o técnico Guerrinha aproveitou para dar rodagem aos demais atletas que normalmente saem do banco de reservas e têm menos minutos, principalmente a “segunda unidade” formada por Vithinho, Filipin, Fabrício e Wesley Sena, além do armador Carioca e dos garotos Lessa e José Carlos. O único titular relacionado foi Jimmy.

O trio Jimmy (19 pontos), Fabrício (17 pontos) e Filipin (16 pontos) combinou para 52 pontos e representou nada menos que 70% pontos do Mogi na partida. Jimmy ainda contribuiu com oito rebotes e seis assistências e foi o jogador mais eficiente do time.

“Essa fase final de classificação com o time reduzido foi bom para igualar todo mundo fisicamente e dar volume de jogo para o que não têm quando está o time completo. Acho que isso foi bom para ajustar toda a equipe nos detalhes, deixou o meu jogo e o do Vithinho mais soltos. O Fabricio fez dois jogos bons, o Gui [Filipin] entrou bem também. Acredito que quando todos voltarem para o playoff, contra Caxias ou Botafogo, a equipe vai estar redonda. A gente ainda vai ter mais uma semana inteira completa para treinar e agora é o momento mais gostoso do campeonato”, disse o camisa 18 do Mogi.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios