Conta de água do Semae vai ficar 7,88% mais cara em dezembro

A partir do dia 1º de dezembro de 2017, o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) fará um realinhamento reajuste de 7,88% na tarifa de água. O Semae repassará o índice de correção que já foi aplicado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) desde o dia 10 de novembro e que foi aprovado pela Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp).

Para residências com consumo de até 10m³/mês, o valor será de R$ 34,72 (incluindo água e esgoto)

Mesmo com o repasse, a tarifa paga pelos mogianos na primeira faixa de consumo, que vai até 10 mil litros de água por mês, será quase 40% menor que a mesma faixa da Sabesp. Em Mogi, o valor será de R$ 34,72 (incluindo água e esgoto), enquanto na Sabesp a tarifa passará a ser de R$ 48,30.

Investimentos

O Semae vem trabalhando para melhorar continuamente o abastecimento de água na cidade. Para isso, está realizando ações como a instalação de um reservatório com capacidade para 8 milhões de litros, na Vila Pomar. A obra integra o Centro de Reservação da Vila Moraes, que será um grande complexo de abastecimento, com investimentos de R$ 14 milhões (divididos entre a Prefeitura de Mogi das Cruzes e o Governo Federal), para atender uma região composta por 27 bairros e um total de 68 mil pessoas.

Além do reservatório, no qual o município investe R$ 2,4 milhões, a primeira etapa das obras terá outros R$ 6,9 milhões na instalação de uma estação de bombeamento de água (obra em andamento na Vila Natal) e uma adutora de 5,1 quilômetros (que ainda será construída) entre o reservatório RB-1, na Vila Natal, e a área do futuro centro de reservação, na Vila Pomar.

A nova caixa d’água é o terceiro maior reservatório da cidade e o segundo entre as estruturas próprias do Semae – o RB-1, na Vila Natal, com capacidade para 15 milhões de litros, e o RB-2, no Jardim Santa Tereza, para 20 milhões de litros (que pertence à Sabesp), são os dois maiores.

O sistema atenderá os bairros Vila Moraes, Vila Pomar, Parque Olímpico, Vila Municipal, Residencial Apoema, Vila Brasileira, Vila Melchizedec, Loteamento Alvorada, Vila São Sebastião, Jardins do Paraíso, Jardim Europa, Jardim Nathalie, Residencial Algarve, Cidade Jardim, Condomínio Vila Moraes, Gran Morada, Mosaico da Serra, Parque das Figueiras, Residencial Rubi, Residencial Nova Mogi, Caminho do Mar, Conjunto Habitacional Ana Paula, Conjunto São Sebastião, Parque Morumbi, Jardim Primavera, Vila da Prata e Conjunto Residencial Thayza.

Esgoto

O Semae também vem realizando obras para aumentar a coleta e tratamento de esgoto. A principal ação em andamento beneficiará o bairro do Botujuru e parte de Cezar de Souza. O investimento é de R$ 26 milhões, num total de 45 quilômetros de redes de esgoto e estações de bombeamento. Ao todo, mais de 30 mil pessoas (no Botujuru e em Cezar) serão beneficiadas. Com o sistema, mais de 140 mil litros de esgoto deixarão de ser lançados por hora no Tietê, contribuindo para a despoluição do rio.

O Botujuru é o último grande loteamento de Mogi das Cruzes que não conta com esgotamento sanitário. Nos últimos anos, Mogi das Cruzes executou uma série de obras nas áreas de coleta e tratamento de esgoto. Foram realizadas grandes urbanizações, como no Jardim Layr, Vila Nova União, região do Córrego dos Canudos, Jardim Aeroporto e Ruas Projetadas do Rodeio, além de ampliação de redes em Braz Cubas, Jundiapeba, Mogilar e outros bairros.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

escrever comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s