Casarão do Carmo será reinaugurado nesta quinta-feira, 28/09/2017

A Prefeitura de Mogi das Cruzes fará, às 11h00 desta quinta-feira, 28/09/2017, a solenidade de reinauguração do Casarão do Carmo. O prédio, que faz parte do patrimônio histórico, cultural e arquitetônico da cidade, passou por obras de reforma e conservação, com o objetivo de seguir em boas condições, para receber o público e as atividades de rotina.

Com investimento de R$ 115.703,80, as obras compreenderam revisão e manutenção geral do prédio, mais restauro de algumas estruturas, em respeito às suas características originais. Os trabalhos tiveram início em janeiro, foram executados pela empresa Topus Terra e acompanhados pelas Secretarias Municipais de Cultura e Obras.

Entre os serviços, foram feitos revisão e melhoria no telhado, para a retirada de vazamentos e infiltrações, revisão de calhas, rufos e condutores, revisão e reforma nas portas e janelas, tratamento e recomposição de forros, recomposição de rodapés, pintura geral e revisão nas instalações elétricas e hidráulicas. A obra também compreendeu a recuperação de algumas características originais do prédio, que acabaram modificadas com o passar dos anos, como o piso e a pintura das paredes externas.

No caso do piso, ele recebeu revestimento com cera de carnaúba, em substituição a cera sintética anteriormente aplicada, tendo em vista que o material é o mais adequado para assoalho de madeira. Também foi feita a troca, conforme identificada a necessidade, de tábuas e barrotes de madeira.

O Casarão do Carmo seguirá abrigando o Museu Visconde de Mauá – o antigo Museu Mogiano, que guarda em seu acervo parte significativa da história do município, com destaque para a bandeira deixada por D. Pedro I em sua passagem por Mogi das Cruzes, logo após a Proclamação da Independência do Brasil.

A novidade é que Coordenadoria Municipal de Turismo, até então alocada na Ilha Marabá, passará a atender no Casarão do Carmo. O objetivo da transferência é gerar uma maior aproximação entre a equipe do Turismo e a população, tendo em vista a localização mais central e acessível do prédio.

Já os programas permanentes que costumavam ocorrer no Casarão do Carmo, como as reuniões do Terças Literárias e a Roda de Choro do Seu Julinho, continuarão acontecendo no prédio-sede da Banda Santa Cecília, que também foi reformado pela Prefeitura de Mogi. Isso porque o Espaço do Meio Clarice Jorge agora servirá como mais uma sala de exposição do acervo do Museu Visconde de Mauá.

As salas do anexo construído nos fundos do Casarão continuarão a disposição para reuniões, encontros, fóruns, palestras e quaisquer outras atividades.

O Casarão do Carmo é uma obra do século XIX, em estilo colonial, feito em taipa de mão e taipa de pilão. O prédio é tombado pelo Comphap (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Artístico, Cultural e Paisagístico) desde 2012. Foi erguido originalmente para servir de residência à importante família Bourroul.

A partir dos anos 30, passou a abrigar atividades culturais e comerciais, até que, na década de 80 foi desapropriado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes. Desde então, tornou-se um espaço para atividades culturais de diversos segmentos. O prédio possui área construída (e tombada) de 381,18 m². Os anexos somam 192,72 m². Já o terreno tem área total de 798,20 m².

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

escrever comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s