🏀 Novo Basquete Brasil 2016/2017 – quartas de final – jogo 5

Mais um feito épico aconteceu na edição 2016/2017 do NBB CAIXA. Na tarde deste sábado, 06/05/2017, o Universo/Vitória se impôs em pleno Hugo Ramos lotado, venceu o Jogo 5 sobre o vice-líder Mogi das Cruzes/Helbor de maneira incrível, por 95 a 85, e conquistou a inédita e histórica classificação às semifinais do NBB CAIXA ao fechar o confronto quartas de final em 3 a 2.

O rubro-negro baiano mostrou que é gigante também no basquete. Em sua segunda temporada no NBB CAIXA, a equipe de Salvador se garantiu entre os quatro primeiros colocados pela primeira vez. Agora, o adversário do time do técnico Régis Marrelli será o Paulistano/Corpore, e o Jogo 1 da série será no Ginásio de Cajazeiras, em Salvador (BA), nesta terça-feira, 09/05, às 19h30, com transmissão ao vivo do SporTV.

Para sair de quadra com a incrível classificação, os baianos apresentaram um excelente jogo coletivo. Todos os atletas que entraram em ação pontuaram, sendo que quatro deles pontuaram em dígitos duplos e outros dois fizeram oito (André Coimbra e Douglas Kurtz). Além disso, a equipe deu um total de 21 assistências, contra 16 dos mogianos.

Com 18 pontos, sendo quatro deles importantíssimos na reta final do duelo, Arthur Belchor foi o maior anotador do Vitória, com direito a um aproveitamento de 75% nas bolas de 3 (3/4). Outro com mão quente foi o norte-americano Keyron, responsável por três bolas de 3 pontos em seis tentadas (50% de aproveitamento) e 17 pontos e oito assistências. Já Renato Scholz teve atuação “perfeita” e deixou a quadra com 13 pontos em 13 tentados.

A dupla norte-americana Kenny Dawkins e Chris Hayes também foi mais do que crucial para o triunfo baiano. O armador totalizou dez pontos e quatro assistências, enquanto que o ala/pivô registrou nove de seus 15 pontos no último quarto, com direito a uma bola de 3 “matadora” nos minutos finais do duelo.

Renato Scholz, do Vitória, e Fabrício, do Mogi. Foto: Antonio Penedo/ Mogi Helbor

“Ainda estou em choque, foi um teste muito duro, Mogi é um time muito bom e muito experiente. Agora temos a chance de ir até a final. Acreditamos muito no grupo. Jogamos como uma equipe, defendemos bem e pegamos rebotes o jogo inteiro e isso nos deu a chance de vencer e conquistar essa vaga”, disse Chris Hayes, um dos heróis do Leão.

“Perdemos o primeiro jogo da série em casa para Mogi e a partir daí entendi que precisava mudar as coisas. Fizemos uma alteração e deixei um pivô fixo no garrafão, tanto que o Caio chutou várias bolas de 3 livre. Com isso ganhamos uma boa cobertura do lado oposto no spot up deles, o Shamell gosta de bater pra dentro, servindo e criando. Arriscamos essa estratégia para congestionar o garrafão quando Shamell e Tyrone batiam para dentro. Deu certo. O time executou muito bem e estamos de parabéns”, declarou Régis Marrelli, técnico do Vitória.

“O NBB CAIXA foi muito disputado e tem mostrado que várias equipes que estão acima na classificação perderam o playoff. Isso mostra uma evolução e uma tendência que às vezes você classifica em segundo e não tem nada garantido. Lógico que quem classificou acima fez um campeonato melhor, mas playoff é um momento da equipe. O jogo de hoje foi decidido no terceiro quarto. Jamais a gente poderia tomar 95 pontos querendo ir para a final, jamais poderia ter tomado 30 no terceiro quarto. Deficiência nossa e mérito do adversário”, lamentou o técnico Guerrinha, do Mogi.

“Moralmente e psicologicamente o segundo jogo aqui a gente não devia ter perdido. Tinha que ter feito o fator quadra. Diante disso, corremos atrás e viemos para o quinto jogo. A torcida de hoje está de parabéns, o tempo todo vibrando com o time. Mas faz parte. Nossa temporada terminou hoje, lógico que não como a gente queria, mas conquistamos dois títulos dentro da temporada. O NBB foi bom, mas não soubemos fechá-lo”, finalizou Guerrinha.

Com o desfecho de mais um Jogo 5, as semifinais do NBB CAIXA serão compostas são compostas por quatro equipes de pior campanha na fase de classificação, que venceram suas séries quartas de final mesmo sem ter o mando de quadra: Bauru (5º), que bateu Brasília (3º), Pinheiros (8º) que virou sobre o líder Flamengo (1º), Paulistano (6º), que venceu o Franca (3º), e Vitória (7º) eliminando o Mogi (2º).

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios

escrever comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s