🏀 Novo Basquete Brasil 2016/2017 – rodada 26

Foi com muita emoção, mas o Mogi das Cruzes/Helbor manteve o grande momento e a vice-liderança do NBB CAIXA 2016/2017. Na noite desta segunda-feira, 13/03/2017, no Ginásio “Hugo Ramos”, a equipe do técnico Guerrinha venceu uma grande batalha contra o Campo Mourão, por 74 a 71, e chegou ao seu sexto triunfo consecutivo na competição.

O confronto foi parelho do início ao fim, e o torcedor que compareceu ao Hugão assistiu a um grande espetáculo. Com diversas alternâncias, o duelo foi decidido apenas no finalzinho, quando os mogianos tiraram uma desvantagem de seis pontos (64 a 58) e contaram com atuação decisiva de Shamell, que fez os quatro últimos pontos da partida no minuto final e deu o triunfo ao vice-líder.

Com o emocionante resultado, o Mogi somou sua 18ª vitória em 25 partidas (72% de aproveitamento) e colou de vez no líder Flamengo. Caso o rubro-negro carioca perca para o Macaé nesta terça-feira, 14/03, os mogianos assumirão a liderança. Mesmo com o revés, time paranaense manteve o oitavo lugar e por enquanto não corre risco de ultrapassagem.

Quando a coisa aperta, chamem o Shamell. Assim tem sido nos jogos do Mogi no NBB CAIXA. Mais uma vez, o camisa 24 foi extremamente decisivo nos momentos finais e desta vez colaborou com quatro pontos cruciais no último minuto. No total, o norte-americano fez 19 pontos e teve mais uma atuação “clutch” na atual edição do campeonato.

Elinho, do Mogi. Foto: Antonio Penedo/ Mogi-Helbor

“Foi um jogo muito duro. Sabemos da qualidade do Campo Mourão. Lutamos muito até o final. Chegamos a abrir sete ou oito pontos, e caiu. Acho que faltou um pouco de cabeça para nós. Relaxamos, pois nosso primeiro quarto foi muito bom. Mas o mais importante foi a vitória. Seguimos na briga pela liderança e essa reta final será muito importante”, comentou Shamell.

Larry Taylor manteve seu ótimo momento no NBB CAIXA e teve mais uma atuação de destaque. Eleito como Dono da Bola da última semana, o Alienígena anotou oito pontos, oito rebotes e sete assistências. Além de flertar com o triplo-duplo, o armador totalizou 19 de eficiência e foi o mais eficiente da equipe mogiana no jogo.

Com papel de destaque no primeiro tempo, Jimmy e Caio Torres foram outras peças importantes para o êxito do time do técnico Guerrinha. O ala totalizou 15 pontos, todos eles antes do intervalo. Já o pivô fez dez pontos no primeiro quarto e deixou a quadra com 12 no total.

E agora? Ambas as equipes entrarão em quadra só depois da pausa para o Jogo das Estrelas e terão o EC Pinheiros como próximo adversário: o Campo Mourão no dia 22 e o Mogi das Cruzes/Helbor no dia 24/03, ambos em seus domínios.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios