🏀 Novo Basquete Brasil 2016/2017 – rodada 12

O EC Pinheiros encerrou o ano de 2016 em grande estilo. Vindo de duas derrotas seguidas – ambas em casa -, o clube da capital paulista conquistou um grande resultado positivo sobre o até então vice-líder Mogi das Cruzes/Helbor, pelo placar de 74 a 67, em partida realizada nesta quarta-feira, 21/12/2016, em São Paulo.

As duas equipes voltam à quadra apenas após a virada do ano. No dia 06/01, o Mogi fará um duro duelo fora de casa contra o Campo Mourão. Já o time pinheirense só estreará em 2017 no dia 10/01, diante do Banrisul/Caxias Basquete, também fora de casa.

Ao interromper sua sequência negativa, Pinheiros chegou à sétima vitória em 12 partidas realizadas (58,3%) e subiu para a sétima colocação. Do outro lado, o Mogi conheceu sua terceira derrota em oito jogos disputado e caiu da vice-liderança para quarta posição.

Essa vitória foi muito importante para irmos para o recesso descansados e com a cabeça no lugar. Perdemos duas partidas em casa que não estavam nos nossos planos, mas vencer um time como o Mogi é sempre importante, ainda mais para fechar o ano”, disse o pinheirense Gemerson.

NBB 2016/2017
Larry Taylor, do Mogi. Foto: Robson Regato/ Divulgação

A ideia nossa era segurar o Mogi e conseguimos isso nos dois primeiros quartos. No terceiro eles voltaram com vontade e aproveitaram o momento. Conseguimos marcar muito bem o Shamell, Tyrone e o Caio Torres e isso nos deu tranquilidade para atacar”, completou o jogador.

O armador Corderro Bennett foi o grande nome da vitória pinheirense. Com 16 pontos, o norte-americano foi o cestinha da equipe e ainda registrou sete rebotes, quatro assistências e duas roubadas de bola.

Os outros quatro titulares do Pinheiros também atingiram dígitos duplos na pontuação. Os alas Holloway e Gemerson marcaram 13 pontos cada, enquanto que os homens de garrafão Renan Lenz e Ansaloni contribuíram com 11 e 10 pontos, respectivamente.

Shamell e Tyrone foram os destaques do Mogi nesta quarta. O primeiro foi o cestinha da partida, com 21 pontos, enquanto que o camisa 0 anotou um duplo-duplo de dez pontos e 12 rebotes.

Nosso plano era baixar a pontuação dos dois americanos e de certa forma conseguimos. Mas outros jogadores tiveram boas produções e isso dificultou muito para nós nos dois primeiros quartos. Tentamos voltar, mas já era tarde e infelizmente saímos com essa derrota”, lamentou o mogiano Jimmy.

Por conta de problemas pessoais, o técnico Guerrinha se ausentou da partida e o Mogi foi comandado pelo auxiliar Danilo Padovani nesta quarta.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios