Campeonato Paulista de Basquete 2016 – final – jogo 2

O Mogi das Cruzes/Helbor sagrou-se Campeão Paulista 2016 ao derrotar o Gocil/Bauru Basket, na noite desta quinta-feira, 27/10/2016, por 69 a 61 (28 a 29 no primeiro tempo), em duelo válido pela segunda rodada da série melhor de três do playoff – final, disputado no ginásio Municipal “Professor Hugo Ramos”, em Mogi das Cruzes.

O jogo foi emocionante e bastante disputado, com ‘cara de decisão’, ou seja, o clima mais tenso que o habitual, o que fez com que os ataques não produzissem como de costume. Com esse panorama, o time visitante esteve melhor no quarto inicial (12 a 19), mas a equipe mandante igualou as ações logo no segundo período (16 a 10).

Na volta do intervalo, o equilíbrio foi a tônica, com as duas equipes rendendo igual (18 a 18). Já nos dez minutos finais, com apoio do torcedor mogiano, que lotou as dependências do ginásio e deu um show, o Mogi das Cruzes aumentou o ritmo defensivo, roubando algumas bolas e contra-atacando para abrir diferença no placar e conquistar a vitória do título (23 a 14).

Campeonato Paulista de Basquete 2016
O capitão Guilherme Filipin, com a taça, comemorando a conquista do título Paulista. Foto: Antonio Penedo/ Mogi-Helbor

Os principais nomes da partida foram o norte-americano Shamell Stallworth (19 pontos, 11 rebotes, 02 assistências e 03 bolas recuperadas – double-double) e Guilherme Filipin (14 pontos, 01 assistência e 01 bola recuperada), pelo representante do Alto Tietê; Alex Garcia (25 pontos, 12 rebotes, 01 assistência, 02 bolas recuperadas e 01 bloqueio) e Rafael Hettsheimeir (16 pontos, 04 rebotes, 01 assistência, 01 bola recuperada e 01 bloqueio), em favor da agremiação do Interior. A estatística completa da partida pode ser conferida neste link.

Não tem coisa melhor. Em frente à nossa torcida, às pessoas que vieram até aqui para nos prestigiar e mesmo aquelas que não conseguiram ingresso, mas assistiram de casa. Isso é para eles. Eu jogo para deixar as outras pessoas felizes”, comemora o MPV das finais, o lateral Shamell Stallworth, do time campeão.

Mogi das Cruzes/Helbor se dedicou e levou o Campeonato Paulista todo como prioridade. Trabalhamos forte, usamos a base boa que já existia, colocamos a parte tática que a gente acha que poderia acrescentar e, principalmente, o time jogou sempre com o coração”, acrescenta o técnico Jorge Guerra.

Não tenho o que dizer. É só comemorar e agradecer. Não foi fácil chegar até aqui, mas todos nós merecíamos isso, não só os jogadores, mas a torcida maravilhosa que temos aqui na cidade”, complementa o lateral Guilherme Filipin, também do Mogi das Cruzes/Helbor.

Fica uma lição de muito empenho da nossa equipe. Nossos jogadores deram tudo de si nas duas partidas, se dedicaram ao máximo e sabemos que podemos muito mais. Temos muita coisa para melhorar e crescer como uma equipe e esse é nosso objetivo para já este começo do NBB”, relata Demétrius Ferraciú, técnico do Gocil/Bauru Basket.

Foi mais um jogo disputado e jogamos de igual para igual. O jogo foi decidido em detalhes mais uma vez e temos muito que melhorar. Vamos forte para o NBB”, completa o ala/armador Alex Garcia, também da equipe de Bauru.

No jogo inicial desta série final, o Mogi das Cruzes/Helbor já havia derrotado o Gocil/Bauru Basket, por 76 a 73, mesmo atuando em Bauru.

Confira a íntegra de Mogi das Cruzes 69 x 61 Bauru neste link.

Fonte: Federação Paulista de Basketball

Anúncios

Um comentário sobre “Campeonato Paulista de Basquete 2016 – final – jogo 2

Os comentários estão desativados.