Av. Guilherme George será interditada para obras do Corredor Leste-Oeste

A Avenida Guilherme George, no distrito de Jundiapeba, será interditada para o tráfego de veículos a partir da próxima quarta-feira, 26/10/2016, entre a estrada da Volta Fria e a ponte sobre o rio Taiaçupeba, na divisa com a cidade de Suzano. A medida é necessária para a continuidade das obras de construção do Corredor Leste-Oeste, que está sendo feita pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, com investimento de R$ 88.575.769,48, com recursos dos Governos Federal, Estadual e Municipal.

A interdição está prevista para acontecer até o dia 30 de novembro. Durante este período, o Consórcio GG Mogi, responsável pelos serviços, trabalhará na pavimentação do trecho, além da construção de canteiro central, retornos e outras estruturas viárias.

Até agora, foi possível a realização dos trabalhos com interdições parciais e o sistema pare e siga, que permite a circulação de veículos. Com a evolução dos trabalhos, será necessária a interdição, uma vez que existem diversas travessias da pista que precisam ser executadas. Este trecho é um dos mais complicados em sua execução, devido ao trânsito intenso, principalmente de veículos pesados, e também pela existência de diversas empresas que utilizam o corredor”, explicou o secretário municipal de Serviços Urbanos, Nilmar de Cássia Ferreira.

Até aqui, a Avenida Guilherme George vem recebendo a implantação de sistema de drenagem e de infraestrutura, além de alargamento e remoção de solo. O trecho é uma das duas frentes de trabalho que estão em execução dentro das obras do Corredor Leste-Oeste. A outra fica na Avenida Tenente Onofre Rodrigues de Aguiar, entre as avenidas Valentina de Mello Freire Borenstein e Cavalheiro Nami Jafet.

O secretário lembrou ainda que o consórcio já iniciou a implantação a sinalização orientativa aos motoristas na Avenida Lourenço de Souza Franco. Além disso, os responsáveis pelas obras também tiveram contato com a Prefeitura de Suzano para implantação de sinalização na cidade vizinha, principalmente na Avenida Jorge Bei Maluf, a continuação da Avenida Guilherme George. Indústrias instaladas na região e o condomínio Real Park Tietê também estão sendo contatados para orientação sobre as rotas a serem utilizadas para acesso.

O Corredor Leste-Oeste tem uma extensão total de 9 quilômetros entre a divisa entre Mogi das Cruzes e Suzano e o Terminal Central, na região central. Deste total, 2.650 metros estão no trecho da Avenida Guilherme George entre o rio Taiaçupeba e o rio Jundiaí; 2.300 metros no trecho da nova Avenida das Orquídeas, entre o Rio Jundiaí e a rotatória da Via Perimetral, junto ao Viaduto Argeu Batalha; 2.650 metros no trecho entre a rotatória da Perimetral, junto ao Viaduto Argeu Batalha, e a Avenida Cavalheiro Nami Jafet, junto à linha férrea da CPTM, e finalmente mais 1.400 metros no trecho entre a Avenida Cavalheiro Nami Jafet, junto à linha férrea da CPTM, e o Terminal Central.

Corredor Leste-Oeste

O projeto prevê duas pistas com mais de 10 metros de largura cada uma, corredor exclusivo para o transporte coletivo no canteiro central, ciclovia e calçada para a circulação de pedestres. Os trabalhos foram iniciados em abril, em evento que contou com a participação do prefeito Marco Bertaiolli e do governador Geraldo Alckmin.

Dentre as obras que serão executadas na construção do Corredor Leste-Oeste, destaca-se a construção da nova Avenida das Orquídeas, que será a nova ligação de Mogi das Cruzes com a cidade de Suzano e com o trecho leste do Rodoanel. A via, além de trazer desenvolvimento para a região oeste da cidade, também colaborará para desafogar o corredor formado pelas avenidas Francisco Ferreira Lopes e Lourenço de Souza Franco, hoje, o mais movimentado de Mogi das Cruzes.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios