Dia Mundial da Energia: EDP reforça orientações de utilização eficiente

O Dia Mundial da Energia, celebrado em 29 de maio, coloca em pauta a importância do uso consciente da eletricidade. A boa prática pode começar com a mudança de pequenos hábitos do dia a dia, com o objetivo de combater o desperdício e economizar na conta de luz.

EDP

Por isso, a EDP, distribuidora de energia elétrica no Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, recomenda algumas ações úteis que podem contribuir para a utilização eficiente da eletricidade.

Chuveiro

O aproveitamento de resistência queimada pode acarretar em aumento de consumo de energia. Nos dias frios, o tempo do banho deve ser o menor possível (de cinco a oito minutos), já que o chuveiro utilizado na posição “inverno” consome cerca de 30% a mais.

Ferro elétrico

O equipamento pode sobrecarregar a rede elétrica se não utilizado da forma correta. Para reduzir o consumo de energia, o ideal é passar todas as roupas de uma vez só e ajustar a temperatura para cada tipo de tecido.

Instalações internas

A fuga de corrente é uma das grandes causas do desperdício e, consequentemente, do aumento na conta de luz. Emendas de fios feitas de forma incorreta, conexões frouxas, fios desencapados ou com isolamento comprometido pelo tempo podem ocasionar a fuga de corrente.

Aquisição de novo aparelho

O Selo Procel reconhece os equipamentos considerados faixa “A” da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), instituída pelo Inmetro, ou seja, todos os equipamentos que têm essa certificação são mais eficientes e contribuem para a preservação do meio ambiente, além de reduzir a conta dos clientes sem diminuir o conforto.

É importante ter em mente que equipamentos eficientes são mais exigentes em relação à rede elétrica que os abastece, por isso, manter a fiação interna em equilíbrio é essencial.

Iluminação

Levantamento do Inmetro mostra que uma família gasta, em média, de R$ 20 a R$ 30 por mês em uma casa com dois quartos com iluminação de lâmpadas incandescentes. Substituindo-as por fluorescentes, o custo mensal cai para cerca de R$ 4. Vale lembrar que tetos e paredes pintados de cores claras refletem melhor a luz, o que diminui a necessidade de iluminação artificial durante o dia.

Para obter orientações sobre utilização eficiente de energia, acesse edp.com.br.

Anúncios