Novo Basquete Brasil 2015/2016 – oitavas de final – jogo 2

O Mogi das Cruzes/Helbor deu um passo importante rumo à classificação às quartas de final do NBB CAIXA. Na noite desta quinta-feira, 07/04/2016, atuando em casa, a equipe paulista teve grande desempenho no último quarto, superou o Universo/Vitória, por 81 a 67, e abriu 2 a 0 de frente na série válida pelas oitavas de final do maior campeonato de basquete do país.

Após ver o time baiano fechar o terceiro quarto em vantagem (60 a 59), o Mogi foi completamente dominante no período final e saiu vencedor. Impondo muita velocidade nos contra-ataques, a equipe venceu a parcial por 22 a 7, levou a diferença no placar para a casa dos dois dígitos e garantiu o triunfo com tranquilidade nos minutos finais.

Três jogadores foram fundamentais para a ótima atuação ofensiva da equipe mogiana no quarto período. Com oito, sete e seis pontos, respectivamente, Filipin, Larry e Shamell tiveram desempenhos impecáveis nos dez minutos finais e marcaram 21 dos 22 pontos anotados pelo time da casa.

Não fizemos um bom terceiro quarto, mas tivemos calma e paciência para o último quarto. Soubemos impor o nosso ritmo de jogo no fim e por isso conseguimos abrir boa diferença no placar”, disse Filipin, que fechou o jogo com 15 pontos e foi o segundo cestinha do Mogi, atrás apenas de Shamell, com 19.

NBB 2015/2016
Filipin, do Mogi. Foto: Antonio Penedo/ Mogi-Helbor

E agora? O terceiro jogo da série acontecerá novamente em Mogi das Cruzes, neste sábado, 09/04, às 14h10, com transmissão ao vivo da RedeTV!. Caso saia vencedor, o esquadrão paulista garantirá a classificação às quartas de final para enfrentar o Solar Cearense.

Temos que estar focados. Não fizemos nada ainda, só abrimos dois a zero. Tem mais um jogo ainda. O importante é que a gente tem um jogo para decidir em casa, que é o que a gente quer. Eu espero que isso aqui esteja cheio e a galera empurrando a gente para a próxima fase”, disse Shamell.

Dois jogadores do Mogi deixaram a quadra com estatísticas expressivas em três fundamentos. O armador Larry Taylor somou 11 pontos, seis assistências e quatro rebotes, enquanto que o ala/pivô Tyrone contribuiu com sete pontos, cinco assistências e 11 rebotes.

Com direito a quatro bolas de três pontos convertidas, o espanhol Calvo, do Vitória, marcou 20 pontos e foi o cestinha do jogo. Outro bom nome do time visitante no jogo, o armador Kojo Mensah anotou nove e distribuiu 11 assistências.

Tivemos um grande trabalho em três quartos e jogamos de igual para igual. Acho que cansamos um pouco no último quarto e Mogi soube aproveitar isso, até porque eles têm uma rotação maior do que a nossa. Mas agora é levantar a cabeça e vir com a mesma postura para o próximo jogo. Se conseguirmos vencer colocaremos a pressão neles”, afirmou Calvo.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios