Novo Basquete Brasil 2015/2016 – Rodada 29

Falta pouco para o início da fase de mata-mata do NBB CAIXA, mas na manhã desta sexta-feira (25/03/2016) Mogi das Cruzes/Helbor e Flamengo trataram de fazer um duelo digno de playoffs. Depois de muito equilíbrio e bastante intensidade dos dois lados, o time carioca contou com um arremesso decisivo de Jason Robinson a cinco segundos do fim para garantir a eletrizante vitória por 88 a 85 e a liderança da fase de classificação.

Mesmo ainda com duas partidas a fazer na fase inicial do campeonato, o Flamengo assegurou a primeira posição após o grande triunfo no Ginásio “Professor Hugo Ramos”, em Mogi das Cruzes. Agora com 21 vitórias em 26 jogos, o clube da Gávea não pode mais ser ultrapassado e terá o mando de quadra em todas as fases dos playoffs.

Na briga pela quarta posição, o Mogi desperdiçou a chance de entrar no G-4. Com a derrota do UniCEUB/Cartão BRB/Brasília para o Rio Claro Basquete também nesta sexta, o time do Alto do Tietê assumiria o quarto lugar em caso de vitória. Com o mesmo número de derrotas dos candangos e também do Solar Cearense, a equipe paulista precisa vencer seus dois últimos compromissos, diante de Liga Sorocabana e São José, e torcer revés dos rivais para se classificar direto às quartas de final.

Atuação brilhante: Depois de conquistar o prêmio de MVP do Jogo das Estrelas no último final de semana, Shamell voltou a brilhar no Ginásio Hugo Ramos e teve grande atuação no duelo desta sexta. O norte-americano foi o cestinha do jogo e deixou a quadra com expressivos 34 pontos, seu recorde pessoal na temporada.

NBB 2015/2016
Lucas Mariano, do Mogi. Foto: Alex Tavares/ LNB

O começo do jogo foi de completo domínio do Flamengo. Com Marquinhos inspirado – o ala marcou oito pontos logo de cara –, o time visitante abriu 12 a 0 de frente nos minutos iniciais. A primeira cesta do Mogi só veio com quase cinco minutos jogados.

Ainda no primeiro quarto, Mogi conseguiu se recuperar e entrou no jogo. Depois, no segundo período, o time da casa passou a ter uma postura diferente e, com uma defesa por zona, forçou os rivais a seguidos erros, tendo assim liberdade para contra-atacar. Diante deste cenário, os paulistas chegaram a virar o jogo (31 a 30), mas os cariocas se recuperaram e fecharam o primeiro tempo na frente, por 38 a 35.

O jovem Vithor Lersch saiu do banco de reservas e teve participação decisiva na reação do Mogi. Somente no primeiro tempo, o garroto somou seus pontos, quatro rebotes e quatro assistências e foi fundamental para que sua equipe equilibrasse as ações.

Na volta do intervalo, as duas equipes tiveram ótimos desempenhos e o terceiro quarto foi um verdadeiro espetáculo. Com ambos os lados apresentando aproveitamentos ofensivos espetaculares, o jogo seguiu bastante equilibrado e, após vitória parcial dos mogianos por 27 a 25, a partida chegou para seus dez minutos finais com os times separados por apenas um ponto no placar (63 a 62 para o Flamengo).

Logo no começo do último quarto, o Flamengo chegou a abrir dez pontos de frente, mas Mogi contou com ótima participação de Gerson no garrafão e reagiu. Sendo assim, o confronto chegou para seus minutos finais completamente aberto e a vitória rubro-negra só foi confirmada com o arremesso decisivo de Robinson.

E agora? O líder Flamengo fechará sua participação na fase de classificação com duelos contra o Decisão Engenharia/Minas, neste domingo, em casa, e diante do Macaé Basquete, na próxima terça-feira, fora de casa. Nas mesmas datas, o Mogi duelará com Liga Sorocabana e São José, respectivamente.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios