Novo Basquete Brasil 2015/2016 – Rodada 17 (partida remarcada)

No início da noite desta sexta-feira (12/02/2016), o Mogi das Cruzes/Helbor manteve sua invencibilidade como mandante no NBB 2015/20216. Atuando no Ginásio “Professor Hugo Ramos”, a equipe do Alto do Tietê venceu um equilibrado duelo diante do Universo/Vitória, pelo placar de 84 a 77.

Este foi o sexto triunfo do Mogi em seis partidas realizadas no “Hugão”. A equipe do técnico Danilo Padovani é a única a ostentar invencibilidade como mandante na competição nacional.

Com o resultado positivo, o Mogi se manteve na cola do grupo dos quatro primeiros colocados, agora com um total de 11 vitórias em 18 jogos realizados. Do outro lado, o esquadrão rubro-negro conheceu sua 13ª derrota e segue na 12ª posição.

As duas equipes voltarão à quadra neste domingo, 14/02. Mais uma vez em casa, o Mogi fará um duelo direto diante do Solar Cearense, às 17h00. Já o Vitória irá até a capital federal para enfrentar o UniCEUB/Cartão BRB/Brasília, às 18h00.

Trio inspirado: Donos de grandes atuações individuais, Shamell, Tyrone e Lucas Mariano comandaram a pontuação mogiana na partida e marcaram 51 dos 84 pontos da equipe. Shamell foi o cestinha, com 21 pontos, enquanto que Tyrone e Lucas anotaram 16 e 14, respectivamente.

NBB 2015/2016
Larry Taylor do Mogi. Foto: Antonio Penedo/ Mogi-Helbor

Foi uma vitória bem sofrida para nós. Tivemos bons momentos no jogo, mas não conseguimos ‘matar’ o time dele e deixamos as coisas mais difíceis. Erramos lances bobos, demos chance deles pegarem muitos rebotes ofensivos e temos que melhorar isso. Mas o mais importante de tudo foi vencer mais uma em casa”, disse Shamell.

Apesar de ter anotado apenas sete pontos, o armador Larry Taylor foi outro nome importantíssimo para o êxito dos mogianos. Por pouco, o “Alienígena” não anotou um inusitado duplo-duplo, ao registrar dez assistências e nove rebotes.

Embalado pelo bom desempenho no final do primeiro quarto, o Mogi chegou a colocar sua liderança na casa dos 14 pontos (35 a 21) durante o segundo período. Só que ainda antes do intervalo, o time baiano reagiu e, após uma sequência de 17 a 5, fez com que a diferença no placar caísse para dois pontos (40 a 38).

Na volta para o terceiro quarto, o Mogi voltou a acelerar o ritmo e a vantagem no placar retornou aos dois dígitos rapidamente. Com destaque para o trio Shamell, Tyrone e Lucas, o time da casa venceu a parcial por 26 a 15 e chegou para os dez minutos finais com 11 pontos de frente (65 a 54).

Durante o terceiro quarto, o Mogi realizou uma belíssima jogada, mesclando ataque e defesa. Depois de um lindo toco de Lucas Mariano, Larry disparou no contra-ataque lançou a bola na tabela e Tyrone concluiu com uma explosiva enterrada.

Durante a partida, o Vitória acumulou expressivos 20 rebotes ofensivos, contra apenas nove dos rivais. No total dos rebotes, o equilíbrio predominou (41 a 40 para os mogianos).

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios