Conselho Municipal de Transportes aprova tarifa para ônibus de R$ 3,80

O Conselho Municipal de Transportes, Trânsito e Mobilidade Urbana (CMTTU) aprovou, em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (06/01/2016), a alteração na tarifa do sistema municipal de transporte coletivo. A partir deste sábado, 09/01, o valor será de R$ 3,80, acompanhando o índice praticado pela Prefeitura de São Paulo e Governo do Estado, para o metrô, trens e ônibus. Para os estudantes, no entanto, o valor será de R$ 1,60, abaixo do estabelecido por lei que seria de R$ 1,90, o correspondente a 50% do total da passagem.

A variação de 8,57% é inferior à inflação do último ano, medida pelo IPCA, que é de 11,23%. “Os fatores que provocam o realinhamento não estão sob controle do município. É uma política econômica que controla. No último ano, tivemos aumento dos combustíveis, de insumos utilizados pelas empresas e da inflação, que faz uma pressão geral nos demais preços. Precisamos de um equilíbrio sobre a tarifa para não perdermos a qualidade do transporte ou conquistas alcançadas, como os quase 30% de gratuidade“, explicou o secretário municipal de Transportes, Nobuo Aoki Xiol.

O secretário lembrou ainda que o valor do passe escolar será de R$ 1,60, diminuindo a porcentagem paga pelos estudantes sobre o valor total da passagem. “É uma preocupação que o valor para os estudantes seja inferior a 50% da tarifa. Com a medida, o passe escolar passará de 43% da tarifa para 42%, sendo que o desconto sobre o valor de metade da passagem, que é o que a lei determina, passa de R$ 0,25 para R$ 0,30“, disse Xiol.

tarifa para ônibus
Reajuste da tarifa foi autorizado sem a exigência de qualquer contrapartida. Foto: PMMC

As empresas concessionárias do sistema municipal de transporte coletivo haviam solicitado valores de reajuste superiores ao concedido. A CS Brasil havia apresentado valor de R$ 4,23, enquanto a Princesa pleiteava 4,18.

Atualmente, o sistema municipal de transporte coletivo de Mogi das Cruzes opera 80 linhas, com 242 veículos, que possuem idade média de 2 anos e 2 meses e são adaptados para o transporte de pessoas com deficiência. São realizadas 5.170 partidas diárias e transportados 3,6 milhões de passageiros por mês. Deste total, 29,23% possuem algum tipo de gratuidade.

O sistema conta com os terminais Central e Estudantes e, com a utilização do Cartão SIM, os passageiros podem realizar a integração gratuitamente entre linhas no prazo de uma hora e meia. A integração pode ser feita em qualquer ponto de ônibus, agilizando a viagem dos usuários de ônibus da cidade.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Nova tarifa, antigos problemas

O atual reajuste da tarifa foi autorizado sem a exigência de qualquer contrapartida por parte das concessionárias. Em 2011, por exemplo, a prefeitura exigiu a ampliação da frota, e o valor praticado ficou abaixo do cobrado em São Paulo.

O sistema de transporte como um todo ainda gera muitas reclamações entre os usuários. Atrasos constantes, falta de cobrador, superlotação, estrutura dos terminais, entre outros, são constantemente noticiados:

– Terminais têm problemas em equipamentos (matéria)
– Usuários criticam deficiências no transporte (matéria)
– Atraso de ônibus persiste na Cidade (matéria)
– Usuários de ônibus ainda têm problema (matéria)

Anúncios