Mogi será sede do Jogo das Estrelas 2016

Mogi das Cruzes será a sede do Jogo das Estrelas 2016. Nos dias 19 e 20 de março/2016, o município localizado na Região Metropolitana de São Paulo receberá a partida festiva do NBB pela primeira vez na história e será a sexta cidade diferente a sediar o evento.

Em sua quarta temporada no NBB, o Mogi das Cruzes/Helbor teve a melhor média de público nas duas últimas edições da competição e o Ginásio Professor Hugo Ramos se tornou um verdadeiro caldeirão. Agora, o “Hugão” receberá o evento festivo pela primeira vez.

Desde a entrada do Mogi das Cruzes no NBB, há quatro temporadas, a cidade abraçou o basquete de uma maneira incrível. A torcida mogiana transformou o ginásio numa das melhores atmosferas esportivas do Brasil e nada mais justo que premiar a todos com o Jogo das Estrelas. Temos certeza que a festa será maravilhosa”, disse João Fernando Rossi, presidente da LNB.

NBB 2014/2015
O Ginásio “Professor Hugo Ramos” teve a melhor média de público das duas últimas temporadas do NBB. Foto: Luiz Pires/ LNB

A edição de 2016 do Jogo das Estrelas terá transmissão ao vivo dos canais TV Globo e SporTV e novamente será realizada em dois dias. O tradicional duelo entre NBB Brasil e NBB Mundo segue como a atração principal da festa. A equipe verde-amarela vem de quatro vitórias seguidas e lidera o histórico do confronto por 4 a 1.

Duelo entre NBB Brasil e NBB Mundo segue como atração principal do Jogo das Estrelas. Foto: João Pires/ LNB
Duelo entre NBB Brasil e NBB Mundo segue como atração principal do Jogo das Estrelas. Foto: João Pires/ LNB

Assim como nos anos anteriores, o Jogo das Estrelas do NBB terá os Torneios de 3 Pontos e Enterradas, o Desafio de Habilidades e o Arremesso das Estrelas. Pela segunda temporada seguida, o evento também contará com o Desafio das Estrelas da LBF, partida que colocará frente a frente as melhores jogadoras da Liga Feminina.

Mogi das Cruzes será a sexta cidade a receber o Jogo das Estrelas do NBB. Antes, Rio de Janeiro (2009), Uberlândia (2010), Franca (2011, 2012 e 2015), Brasília (2013) e Fortaleza (2014) receberam o evento festivo, realizado em todas as edições do campeonato nacional.

A escolha da nossa cidade para a realização do Jogo das Estrelas é um presente para todos os nossos torcedores. É um evento com muitas atrações e também com várias ações sociais. Parabenizo a LNB pelo nível que alcançou em sua oitava edição e fico muito orgulhoso de Mogi das Cruzes estar presente esse momento”, afirmou Nilo Guimarães, secretário de esporte e lazer de Mogi das Cruzes.

Mogi das Cruzes e o “boom” do basquete

A cidade de Mogi das Cruzes entrou no radar do basquete brasileiro na década de 90. Sempre com equipes fortes, com jogadores como Pipoka, Janjão, Caio e Ratto, a cidade figurou entre as principais potências da modalidade entre os anos de 1995 e 2004.

Em 2005, no entanto, as atividades foram interrompidas e a cidade passou um longo tempo afastada da modalidade da bola laranja. Só que o retorno foi triunfal. Em 2011, a equipe foi reativada e ano a ano foi evoluindo.

Em 2012, a equipe foi campeã invicta da Super Copa Brasil e garantiu sua credencial para o NBB. Sua estreia no maior campeonato de basquete do país aconteceu na temporada 2012/2013 e a equipe ficou com o 14º lugar.

Super Copa Brasil
Super Copa Brasil. Foto: Guilherme Berti/ Coordenadoria Municipal de Comunicação

Na temporada seguinte (2013/2014), Mogi fez história. Depois de garantir uma vaga nos playoffs de maneira emocionante, a equipe se tornou a primeira em toda a história a se classificar na 12ª posição e chegar às semifinais.

Depois do eminente sucesso, a equipe se reforçou bastante para a temporada 2014/2015 e contratou nomes como o norte-americano Shamell e o pivô Paulão Prestes. O resultado foi satisfatório e, além de chegar novamente às semifinais do NBB, o time paulista ainda foi vice-campeão sul-americano.

Aliado ao sucesso dentro das quatro linhas, Mogi passou a ter uma das mais fanáticas torcidas. Prova disso é que a equipe teve a maior média de público das duas últimas temporadas do NBB e o Ginásio Professor Hugo Ramos passou a ser conhecido como “caldeirão”, por conta da forte presença da sempre intensa e barulhenta torcida mogiana.

Inaugurado em 10 de novembro de 1996, Ginásio Professor Hugo Ramos é a principal casa do esporte olímpico em Mogi das Cruzes. Considerado um dos mais completos complexos esportivos do estado de São Paulo, o ginásio tem capacidade para cerca de 5 mil pessoas e é a casa do Mogi das Cruzes/Helbor desde sua entrada no NBB.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios