Novo Basquete Brasil 2015/2016 – Rodada 11

O Mogi das Cruzes/Helbor segue entre os quatro primeiros colocados da atual temporada do NBB. Nesta terça-feira (15/12/2015), a equipe do técnico Danilo Padovani levou a melhor sobre a Liga Sorocabana, diante de seu torcedor, no Ginásio “Professor Hugo Ramos”, em Mogi das Cruzes, pelo placar de 93 a 84, e conquistou seu segundo triunfo seguido, o sexto em nove partidas no campeonato.

Com dois resultados positivos seguidos na conta, o Mogi chegou a seis vitórias em nove partidas (66,6% de aproveitamento) e permaneceu na quarta colocação do NBB. Já a Liga Sorocabana, que sofreu sua segunda derrota consecutiva, tem campanha de dois triunfos em nove jogos (22,2% de aproveitamento).

Voltou com tudo: Após cumprir um jogo de suspensão, Filipin voltou às quadras com tudo. Com expressivos 27 pontos, com direito a cinco bolas de 3 pontos certeiras em oito tentativas (62,5% de aproveitamento), o experiente ala registrou sua maior marca de pontos na temporada e foi o maior anotador mogiano na partida.

Vitória tem que encarar com felicidade e enaltecê-la. Sabemos que foi um jogo feio porque teve muita falta, muito contato e muita antidesportiva, mas temos que saber ganhar jogo feio e jogo bonito. Isso que faz o time crescer sempre”, comentou o mogiano Guilherme Filipin.

Filipin, do Mogi, e Lupa, da Liga Sorocabana. Foto: Antonio Penedo/ Mogi-Helbor
Filipin, do Mogi, e Lupa, da Liga Sorocabana. Foto: Antonio Penedo/ Mogi-Helbor

Além de Filipin, o Mogi contou com grandes atuações do armador Larry Taylor, responsável por 16 pontos e sete assistências, do ala/pivô Lucas Mariano, com 15 pontos e sete rebotes, mesma quantidades de sobras que Shamell, que ainda anotou 13 pontos e deu três assistências.

Com os sete rebotes nesta noite, Shamell ultrapassou a marca de 1.000 na história do NBB e se tornou o terceiro “não-pivô” no campeonato a alcançar este feito, o 17º no geral. Os únicos atletas de perímetro a alcançarem este feito eram Larry Taylor, do próprio Mogi, e Alex Garcia, do Paschoalotto/Bauru.

Apesar dos 27 pontos, Filipin não foi o anotador máximo do duelo. Neto, da Liga Sorocabana, registrou expressivos 30 pontos e foi o cestinha do confronto. Com a marca, o ala/armador reassumiu o posto de cestinha da atual temporada do NBB, agora com média de 20,6 pontos por jogo.

agora: Na próxima rodada, o Mogi das Cruzes/Helbor enfrentará o líder Paulistano/Corpore, nesta quinta-feira, 17/12, no Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo, às 19h00, com transmissão ao vivo via web, através do link lnb.com.br/tempo-real. No mesmo dia, às 20h00, a Liga Sorocabana medirá forças com o São José Basketball, novamente fora de casa, no Lineu de Moura.

Essas duas seguidas dão um ânimo maior para a equipe. Mas a maneira como a gente ganhou tem que analisar. Nós deixamos o Neto, que foi o homem do jogo deles, fazer 30 pontos no jogo. A gente precisa corrigir detalhes para não acontecer de novo. Agora a gente enfrenta o Paulistano e sabe que o Dawkins é um bom jogador. Precisamos saber como trabalhar e parar esse jogador” alertou o técnico do Mogi, Danilo Padovani.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios