Agenda Cultural: 26 a 28 de Junho/2015

Confira a Agenda Cultural deste fim de semana em Mogi das Cruzes:

26/06 – SEXTA-FEIRA

Das 8h00 às 20h00 (Sesi Mogi das Cruzes)
Evento: Exposição ‘Moçambique’, de Marcelo Vigneron [até 27/06]
Ingressos: GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Moçambique vive um lento processo de reconstrução após uma longa e sangrenta guerra civil. A mostra reúne imagens da ação da ONG portuguesa Leigos para o Desenvolvimento nas Províncias de Nyassa e Tete, na qual voluntários prestam serviços às comunidades nas áreas de educação, saúde e agricultura.

Das 10h00 às 16h00 (Praça Oswaldo Cruz)
Evento: Feira de Artesanato ‘Mogi feita à Mão’
GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Além de atrações musicais do projeto Arte na Praça, cerca de 60 artesãos expõem seus trabalhos em madeira, tecido, fibras, contas e miçangas, biscuit, arames, papel, cosméticos, linhas e lãs, bambu, PVC, EVA, cabaça, entre outros materiais.

20h00 (Sesi Mogi das Cruzes)
Evento: ‘5! – O Violão e o Quarteto de Cordas’
Ingressos: GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Duração: 60 minutos
Enquanto o violão é o instrumento que melhor traduz a Música Popular Brasileira, completamente disseminado por todas as camadas da população, o quarteto de cordas – dois violinos, viola e violoncelo – é o grande símbolo da música de concerto. A união dos dois cria uma interseção para os diversos públicos e não figura como mera excentricidade, mas tem repertório e consistência suficientes para ocupar um espaço próprio no cenário erudito. Os compositores que escreveram peças para essa formação revelam o desejo de mesclar ao máximo as duas tradições. Os concertistas do 5! mantêm intensa carreira no Brasil e no exterior. Além de desenvolverem trabalhos como solistas e cameristas, realizam projetos pedagógicos e de formação de plateia. O programa apresenta obras originais para quinteto de Luigi Boccherini (1743-1805), italiano que viveu boa parte de sua vida na corte espanhola; Leo Brouwer (1939), o compositor para violão mais importante da atualidade; Carlos Guastavino (1912-2000), guardião da tradição portenha; e Maximo Diego Pujol (1957), com sua música amplamente influenciada pelo jazz e por Astor Piazzolla (1921-1992).

20h00 (Largo do Carmo)
Evento: ‘Varre Dor de Vadiagem’ (Grupo Clara Trupi de Ovos y Assovios)
Ingressos: GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Duração: 50 minutos
Um varredor de rua vive seu oficio num contato íntimo, grotesco, lírico com seus espectadores-personagens, que aqui vivenciaram e participaram com significância de toda uma reinventada passagem de vida deste brincante varredor.

Espetáculo: ‘Varre Dor de Vadiagem’. Foto: Sueliton Lima
Espetáculo: ‘Varre Dor de Vadiagem’. Foto: Sueliton Lima

27/06 – SÁBADO

Das 9h00 às 18h00 (Sesi Mogi das Cruzes)
Evento: Exposição ‘Moçambique’, de Marcelo Vigneron [último dia]
Ingressos: GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Moçambique vive um lento processo de reconstrução após uma longa e sangrenta guerra civil. A mostra reúne imagens da ação da ONG portuguesa Leigos para o Desenvolvimento nas Províncias de Nyassa e Tete, na qual voluntários prestam serviços às comunidades nas áreas de educação, saúde e agricultura.

Das 10h00 às 16h00 (Praça Oswaldo Cruz)
Evento: Feira de Artesanato ‘Mogi feita à Mão’
GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Além de atrações musicais do projeto Arte na Praça, cerca de 60 artesãos expõem seus trabalhos em madeira, tecido, fibras, contas e miçangas, biscuit, arames, papel, cosméticos, linhas e lãs, bambu, PVC, EVA, cabaça, entre outros materiais.

20h00 (Galpão Arthur Netto)
Evento: ‘Vini Gorgulho & O Cabaret Obscuro’ (Show Musical)
Ingressos: R$ 15
Recomendação: Não Informada
Duração: Não Informada
O grupo investe em um cancioneiro de blues e jazz com canções de Lil Green, Nina Simone e Screamin’ Jay Hawkins. O mesmo repertório paga tributo a ícones do underground como Tom Waits, Nick Drake e Billy Childish, bem como a mestres da música brasileira como Batatinha, Baden Powell e Douglas Germano.
Informações: facebook.com/galpaoarthurnetto

Vini Gorgulho & O Cabaret Obscuro

28/06 – DOMINGO

Das 9h00 às 17h00 (Casarão do Chá)
Evento: Feira de Artesanato / Exposição ‘Inspirações’, da artista plástica Ana Rafful
GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Artesanatos, comidas (lanche de pernil, pernil de porco assado no rolete, espetinhos de carne e de frango, comida árabe, galinhada, paella, entre outros) e produtos típicos.
A exposição sediada pelo Casarão do Chá contará com 35 trabalhos entre desenhos aquarelas e ilustrações da artista plástica Ana Rafful, 60 trabalhos do Urban Sketchers São Paulo e a participação com 11 trabalhos das artistas plásticas Marion Th. Bremaud Boumans, Marion Rivolier, Tula Moraes et Brigitte Lannaud Levy, de Paris, que enviaram suas obras especialmente para o evento. Estará aberta ao público todos os domingos, até o dia 26 de Julho.

Casarão do Chá. Foto: Guilherme Berti
Casarão do Chá. Foto: Guilherme Berti

10h00 (Parque Centenário)
Evento: City Tour ‘Mogi para os Mogianos’
Ingressos: R$ 5 (a primeira pessoa) e R$ 2,50 (as demais até 3 acompanhantes)
Com o objetivo de estimular os mogianos a conhecerem a própria cidade, a Prefeitura de Mogi criou o city tour “Mogi para os Mogianos”. Composto por quatro roteiros – Turismo Rural, Turismo Religioso, Turismo Cultural e Ecoturismo, as saídas são sempre aos domingos, às 10h00, do Parque Centenário, que por si só já merece uma visita.
O City Tour conta com ônibus preparado para receber o turista com todo o conforto e guias devidamente treinados para levar toda a família aos principais pontos turísticos da cidade.
Roteiro: Rural e cultural – Fazenda São José e Museu Ferroviário, em Sabaúna. Na propriedade rural, os visitantes conhecerão a história da cachaça produzida no distrito mogiano, além de móveis e utensílios domésticos com mais de um século. A fazenda possibilita o contato com animais e aves e conta ainda com pecuária leiteira e produtos caseiros à base de leite, como iogurtes, queijos e doces.
Reservas: devem ser antecipadas e feitas no CIT – Centro de Informações Turísticas, no Parque Centenário
Informações: (11) 4726-9920

11h00 (Parque Centenário)
Espetáculo: ‘As Mulheres do Sol e o Balão’  (Cia Base)
Circuito Cultural Paulista
Ingressos: GRATUITO 🙂
Recomendação: Livre
Duração: 50 minutos
Protagonizado pela Cia. Base e com texto, concepção e direção de Cristiano Cimino, o espetáculo já foi apreciado por cerca de 60 mil pessoas em todo o país e agraciado com o Prêmio Funarte de Circo em 2010, o Pró Cultura, do Ministério da Cultura, em 2011 e o Prêmio Documentário Crônicas da Cidade. No local, o público poderá conferir a performance das bailarinas da companhia, que ficam suspensas no ar por um imenso balão a gás e, por meio de tecidos e cordas elásticas, executam o balé vertical.
“As Mulheres do Sol e o Balão” faz uma releitura da história de Maria Aída, uma espanhola que realizou, no ano de 1909, uma façanha até hoje inspiradora. A aeronauta embarcou em um balão de seda, cheio de costuras e remendos decorrentes de aterrissagens não muito seguras, suspenso aos céus pela queima de gravetos em uma chaminé.
O fato se deu na cidade de Curitiba e atraiu uma legião de espectadores que, estupefata, assistiu a aparelhagem alcançar uma altura de aproximadamente 900 metros. Pouco depois, o balão “Granada” perdeu altitude, até se enroscar na Catedral Metropolitana, deixando a ocupante dependurada nas cordas de sustentação.
Maria Aída foi aclamada pelo público do local e se tornou a primeira mulher a se aventurar em um balão no Brasil. A história, que poderia ser marcada pelo final trágico, ganhou ares de bravura e ousadia no imaginário popular. Tanto que, mais de um século depois, ainda inspira aventureiros no sonho de desafiar as leis da física.

Espetáculo: ‘As Mulheres do Sol e o Balão’. Foto: Divulgação/ Internet
Espetáculo: ‘As Mulheres do Sol e o Balão’. Foto: Divulgação/ Internet

ACONTECE EM MOGI:

Roda SP (de 12 a 28/06)

Anúncios