São João: EDP informa procedimentos para solicitar a ligação provisória de energia elétrica

Nos meses de junho e julho acontecem as tradicionais festas de São João em várias cidades. Durante este período festivo, muitas comunidades promovem quermesses e comerciantes montam suas barracas de comidas típicas. Para garantir a qualidade e segurança da iluminação dos festejos, a EDP, distribuidora de energia elétrica no Alto do Tietê, Vale do Paraíba, e Litoral Norte, informa as regras e prazos para quem deseja pedir a ligação provisória de energia.

Para fazer o pedido, o consumidor deve comparecer na agência de atendimento da EDP e apresentar documento original com foto, CPF, memorial descritivo de carga elétrica, ART – Anotação de Responsabilidade Técnica expedida por profissional habilitado no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) – e telefone de contato. Caso o pedido seja feito em nome de terceiro, o solicitante terá de apresentar procuração registrada em cartório. Importante destacar que em alguns municípios são exigidos alvarás e autorizações das autoridades competentes.

Mas é preciso ficar atento aos prazos, que podem variar de acordo com a carga solicitada e com o local da instalação. Caso seja possível o atendimento sem a necessidade de obras de extensão ou reforço na rede existente, a ligação pode ser feita em até 5 dias úteis na área urbana ou 7 dias em área rural. Se houver necessidade de obras, a concessionária irá emitir um orçamento detalhando os prazos necessários.

EDP

Os custos da energia elétrica serão cobrados do solicitante de forma antecipada, bem como das eventuais obras, quando necessárias (instalação e retirada da rede). Para a ligação, o consumidor tem que realizar a montagem do padrão de entrada, conforme as normas técnicas disponíveis no site edp.com.br ou em qualquer agência de atendimento presencial.

Com a ligação elétrica provisória regular, o cliente tem como garantia a qualidade e segurança no fornecimento de energia.

Ligações irregulares

A EDP também alerta para as ligações clandestinas neste período de festa junina e julina. Queda na qualidade da energia, sobrecargas que podem levar à interrupção no fornecimento de luz, oscilações de tensão que queimam eletrodomésticos e acidentes com risco de vida são alguns prejuízos que podem ocorrer quando há irregularidades na ligação. Além disso, a ligação clandestina é crime previsto no código penal.

Vale ressaltar que o trabalho de ligação de energia elétrica deve ser realizado somente por técnicos da Distribuidora.

Anúncios