Novo Basquete Brasil 2014/2015 – quartas de final – jogo 5

O Mogi das Cruzes/Helbor pela segunda vez seguida jogará a fase semifinal do NBB! Nesta segunda-feira (04/05/2015), empurrado por 4.000 vozes no Ginásio Professor Hugo Ramos, a equipe mogiana garantiu presença na semifinal dos playoffs do NBB 7, ao bater o Macaé Basquete pelo placar de 91 a 84 e fechar a série quartas de final por 3 a 2.

Equilibrado do início ao fim, o duelo se manteve lá e cá durante todos os três primeiros períodos. No período derradeiro, empurrados por um Hugo Ramos inflamado, a equipe mogiana conquistou um desempenho melhor, venceu o quarto por 30 a 20 e conquistou a heroica vitória no quinto jogo da série.

Jogo 5 sempre é uma história à parte e hoje não foi diferente. Foi um jogo intenso do início ao fim e conseguimos levar a melhor. Estou muito feliz com essa vitória e a gente mereceu demais. Nos entregamos muito nesta partida e no final das contas fomos nós que comemoramos. Agora é ter certeza que as semifinais serão ainda mais difíceis”, disse o ala mogiano Shamell.

NBB 2014/2015
A torcida mogiana mais uma vez lotou as dependências do Ginásio Profº Hugo Ramos. Foto: João Pires/ Divulgação

O principal destaque da vitória mogiana foi o ala/pivô norte-americano Tyrone. Com boa pontaria durante toda a partida e com forte pressão no garrafão, Tyrone fechou a partida como o cestinha do Mogi, com 21 pontos, e também o líder em rebotes, com um total de oito sobras recuperadas.

Outro protagonista do triunfo mogiano foi o ala Jimmy. Zerado em pontos até o início do último período, Jimmy foi o grande líder do Mogi em quadra durante o período derradeiro e terminou a partida com dez pontos. O ala Shamell, autor de 18 pontos, cinco rebotes, e cinco assistências, também se destacou.

O jogo foi bastante truncado, com muito contato físico. Sabíamos que não seria fácil, mas entramos bem focados no nosso objetivo. Mostramos a força do nosso grupo e conseguimos ficar com a vitória. Não foi fácil, Macaé fez uma grande série, mas vencemos e estamos nas semifinais”, disse Jimmy, um dos heróis da vitória mogiana.

Pelo lado do Macaé o grande destaque foi mais uma vez o armador norte-americano Jamaal, cestinha do jogo com 24 pontos. O experiente ala Márcio Dornelles, autor de 20 pontos, também teve boa atuação, porém não foi o bastante para dar a histórica classificação ao Macáe.

Com a vitória heroica no Jogo 5 e a classificação, agora o Mogi enfrentará o vencedor do confronto entre Paschoalotto/Bauru e Franca Basquete, que se enfrentam nesta terça-feira (05/05), no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru, às 19h00, com transmissão ao vivo via web (lnb.com.br/tempo-real).

O jogo

Mesmo com um Hugo Ramos completamente lotado, foi o visitante que começou melhor na partida. Com grande aproveitamento em seus primeiros arremessos e aproveitando o nervosismo inicial do Mogi, a equipe macaense abriu boa vantagem de sete pontos após arremesso certeiro para 3 de Jamaal mais a conversão da falta (10 a 3).

Apresentando uma notável melhora nos dois lados da quadra e contando uma presença muito forte de Tyrone no garrafão, a equipe mogiana foi se recuperando no placar ataque por ataque, até que igualou o marcador antes mesmo da metade do período inicial (10 a 10). Já na segunda parte do primeiro período, pela primeira vez a partida ficou equilibrada, o Mogi foi liderado por Shamell, autor de oito pontos, porém com boa atuação coletiva, foi o Macaé que fechou o primeiro quarto com vantagem, após anotar os últimos cinco pontos do quarto: 20 a 15.

O início do segundo quarto foi dominado pelos garrafões, do lado mogiano Paulão Prestes, forte nos rebotes e nos pontos, do outro De Bem, fazendo um grande trabalho para a equipe macaense. Depois deste início bastante truncado, o Macaé ameaçou desgrudar do placar novamente, porém com nova boa investida no jogo dentro do garrafão com Paulão Prestes, a equipe mogiana freou o time do Estado do Rio de Janeiro e manteve o placar em quatro pontos de diferença (25 a 21).

Com uma boa sequência nove de pontos, foi a vez da equipe comandada pelo técnico Paco Garcia ditar o ritmo da partida e passou mais uma fez a frente do placar (30 a 27). Com o Mogi na liderança já nos últimos minutos, o final do período foi bastante movimentado, com cestas dos dois lados, porém foi mesmo o Mogi que terminou a primeira etapa na liderança (35 a 34).

Com aproveitamento perfeito em seus primeiros três arremessos, o Mogi colocou fogo no jogo, ao abrir a segunda etapa com 7 a 2 e colocar seis pontos de vantagem no placar. Porém novamente tendo um grande desempenho na recuperação de rebotes ofensivos e com participação de Dornelles, o Macaé devolveu o equilíbrio e empatou a partida (44 a 44). Os dois sistemas ofensivos permaneceram quentes durante quase todo o período e o jogo ficou “lá e cá”.

Já nos dois minutos finais, em dois lances protagonizados por Jamaal, o Macaé anotou cinco pontos seguidos e voltou a abrir boa vantagem de sete pontos (60 a 53). O Mogi conseguiu boa reação nos últimos segundos, porém o Macaé segurou a liderança e entrou no último período vencendo por 64 a 61.

Tyrone começou o último período com arremesso certeiro para 3 pontos, que empatou a partida (64 a 64) e incendiou o Hugo Ramos. Com um verdadeiro show dos dois ataques, com arremessos certeiros para 3 pontos dos dois lados, o confronto trocou de liderança por várias vezes. Com forte defesa e seis pontos seguidos, o Mogi abriu importante vantagem de quatro pontos (76 a 72).

Os últimos cinco minutos do duelo foram uma verdadeira batalhar por uma vaga na semifinal do NBB 7. Mesmo com os dois times apresentando defesas fortes, ambos ataques não abaixaram o ritmo e o confronto seguiu incerto até o final. Já nos últimos dois minutos de jogo, o Mogi aplicou mais uma vez uma sequência de seis pontos e abriu seis de vantagem. Já no último minuto o ala Jimmy, grande destaque do Mogi no último período, acertou bola para 3, deixou o jogo em sete pontos de diferença e decretou a vitória e a classificação mogiana.

Semifinais do NBB 7:

Paschaolotto/Bauru (1º) x Mogi das Cruzes/Helbor (4º)
Jogo 1 – 10/05 (domingo), às 19h30, Ginásio Panela de Pressão, Bauru – ao vivo no SporTV
Jogo 2 – 12/05 (terça-feira), às 21h00, Ginásio Panela de Pressão, Bauru – ao vivo no SporTV
Jogo 3 – 15/05 (sexta-feira), às 19h30, Ginásio Hugo Ramos, Mogi – ao vivo no SporTV
Jogo 4* – 17/05 (domingo), às 13h00, Ginásio Hugo Ramos, Mogi – ao vivo no SporTV
Jogo 5* – 20/05 (quarta-feira), às 19h30, Ginásio Panela de Pressão, Bauru – ao vivo no SporTV

*Se necessário

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios