Novo Basquete Brasil 2014/2015 – quartas de final – jogo 4

Teremos o Jogo 5 na série quartas de final entre Mogi das Cruzes/Helbor e Macaé Basquete. Nesta sexta (01/05/2015), mesmo atuando fora de casa, no Ginásio Juquinha, em Macaé (RJ), a equipe mogiana voltou a ter grande atuação ofensiva, venceu a equipe macaense por 91 a 73 e empatou o confronto em 2 a 2. Com o resultado positivo, o Mogi forçou o quinto e decisivo jogo.

Nós demos o primeiro passo e conseguimos uma vitória fora de casa. O mais importante é que agora a gente vai decidir em casa, com cinco mil pessoas e casa lotada, o que a gente estava querendo. Mas não fizemos nada. Ainda temos 40 minutos para decidir a nossa ida para a semifinal”, comentou Shamell, do Mogi.

Agora empatados por 2 a 2, Mogi e Macaé voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira (04/05), às 20h00, no Ginásio Professor Hugo Ramos, para o jogo de vida ou morte da série quartas de final entre as duas equipes. O duelo terá transmissão ao vivo via web (lnb.com.br/tempo-real/).

NBB 2014/2015
Márcio, do Macaé, e Shamell, do Mogi. Foto: Ryan Reid/ Divulgação

Para conquistar a grande vitória e também atuação ofensiva, o Mogi contou com noite inspirada do cestinha da fase de classificação do NBB 7. Autor de 32 pontos e também seis rebotes, o ala norte-americano Shamell terminou o Jogo 4 como cestinha mogiano e também da partida.

O ala/pivô norte-americano Tyrone, que saiu do banco e terminou o jogo com expressivo duplo-duplo de 21 pontos e 11 rebotes, e o pivô Paulão Prestes, com 19 pontos e nove rebotes, também foram cruciais para o segundo triunfo mogiano nas quartas de final.

Mais uma vez o Macaé teve como destaques o ala Eddy, com 17 pontos, cinco assistências e quatro rebotes, e o armador norte-americano Jamaal, autor de 10 pontos, porém mesmo com boa atuação da dupla, a equipe do litoral norte-fluminense não conseguiu valer o mando de quadra no Jogo 4.

Fico feliz com o placar e por voltar a Mogi para jogar esta quinta partida. Mas temos que ter o respeito máximo e jogar com a mesma intensidade. Hoje fizemos um esforço grande, jogamos como uma equipe, com as estrelas aparecendo. Temos que lotar o caldeirão (Hugo Ramos) para buscar uma vitória que nos leve às semifinais, esse é o nosso objetivo”, declarou Paco Garcia, técnico do Mogi.

O jogo

Mesmo fora de casa, o Mogi começou muito bem e anotou os primeiros quatro pontos da partida. Ao ver seu rival iniciar bem o duelo, a equipe macaense foi com tudo para cima e, com três bolas para 3 pontos e aproveitamento excelente em seus arremessos, anotou incríveis 17 pontos seguidos e abriu grande vantagem no placar (17 a 4).

Depois da grande sequência de pontos do Macaé, foi a vez do Mogi anotar sete pontos seguidos e reagir no jogo (17 a 11). No final do período, pela primeira vez na partida os dois ataques funcionaram ao mesmo tempo, as duas equipes trocaram cestas e o Macaé o primeiro quarto na frente: 21 a 16.

Mais uma vez a equipe mogiana teve um grande início de período. Com seis pontos de Paulão Prestes, o time do Alto do Tiete tirou toda a vantagem construída por seu rival no primeiro período e assumiu a liderança (22 a 21). O time mandante até voltou à frente do placar com bola certeira para 3 pontos de Márcio Dornelles, porém o Mogi deu sequência a seu bom momento na partida e aplicou nova sequência de seis pontos (28 a 24).

Já na última metade do segundo quarto, novamente as duas equipes ficaram lá e cá em alguns ataques, mas com grande atuação do trio Paulão Prestes, Shamell e Tyrone, tanto em pontos quanto em rebotes, o Mogi conseguiu confirmar a grande vitória no período (28 a 12) e a liderança da primeira etapa por 11 pontos: 44 a 33.

O intervalo não alterou nada o desempenho do Mogi que com aproveitamentos perfeitos do trio Shamell (sete pontos), Tyrone (cinco pontos) e Filipin (quatro pontos), abriu o terceiro período com 16 a 2, impondo 25 pontos de diferença (60 a 35). Liderado pelo jovem armador Pedrinho Rava, o Macaé até voltou a acertar a mão e pontuar e teve boa atuação ofensiva no quarto (21 pontos), porém, o Mogi não diminuiu seu ritmo por um minuto e entrou no último período do jogo vencendo por 19 pontos (76 a 57).

Depois de três períodos de muitos pontos, o último quarto de jogo começou com os ataques dos dois times bem tímidos. Somente nos dois minutos finais as bolas começaram a cair. Com boa atuação do ala Eddy, com nove pontos, o Macaé venceu o último período (16 a 15), porém liderados pela dupla Elinho e Shamell, que também somaram para nove pontos no quarto, o Mogi fechou a partida com a grande vitória.

Próxima Partida:

04/05/2015 (segunda-feira) às 20h00
Mogi das Cruzes x Macaé Basquete
Ginásio Municipal de Esportes “Professor Hugo Ramos”

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios