Novo Basquete Brasil 2014/2015 – quartas de final – jogo 1

O Mogi das Cruzes/Helbor iniciou sua caminhada nas quartas de final do NBB 7 com vitória. Diante de um ótimo público no “caldeirão” Hugo Ramos, a equipe mogiana encontrou um embalado e determinado Macaé Basquete, que ficou em vantagem nos três primeiros períodos da partida. No entanto, os donos da casa contaram com grandes atuações de Filipin e Shamell no último período para virar o jogo e vencer, por 84 a 72.

Dono de um grande aproveitamento nas bolas de 3 pontos, Filipin liderou a virada dos mandantes no último quarto com oito pontos praticamente consecutivos. No fim, o capitão mogiano totalizou 23 pontos e foi o cestinha do confronto. Já Shamell entrou no último quarto apagado com apenas dois pontos na partida, mas chamou o jogo para si e anotou expressivos 15 pontos só nos dez minutos finais.

Nosso time é assim, quando um não tá bem é o outro chama a responsabilidade. Um dia sou eu, no outro é o Shamell, no outro é o Tyrone, outro é o Elinho. E hoje não foi diferente, conseguimos nos sobressair no final e conquistar essa importante vitória nessa série”, comentou o ala Filipin, que ainda pegou cinco rebotes e totalizou 25 de eficiência.

NBB 2014/2015
Shamell, do Mogi. Foto: Cleomar Macedo/ Helbor

Quem também merece destaque pela equipe do Alto Tietê é o ala/pivô norte-americano Tyrone, que deixou a quadra com 16 pontos e oito rebotes, além do pivô Gerson, autor de dez pontos. Pelo lado do Macaé, o destaque ficou por conta do armador norte-americano Jamaal Smith, que mesmo sob fortíssima marcação da equipe mogiana, conseguiu anotar 14 pontos, mesma marca que registrou o experiente ala/pivô Fernando Mineiro.

Sabíamos que seria difícil por conta do ritmo de jogo, já que ficamos quatro semanas só treinando e sem jogar. Enfrentamos uma equipe que vem de um playoff muito bom e chegou embalado pra pegar a gente. Mas o importante foi que nossa equipe foi melhorando durante o jogo e no final dominamos completamente”, concluiu o ídolo Filipin.

Depois do duelo de abertura da série, o Mogi das Cruzes terá a chance de ampliar sua vantagem na série quartas de final já neste sábado (25/04), novamente no Ginásio Professor Hugo Ramos, às 21h20, com transmissão ao vivo para todo o país através dos canais SporTV.

O jogo

Mesmo diante do bom público presente no Hugo Ramos, o Macaé não se intimidou e teve um início de jogo melhor. Congestionando o ataque adversário e com paciência para encontrar o melhor arremesso, a equipe do Estado do Rio de Janeiro chegou a abrir cinco pontos logo nos primeiros quatro minutos de jogo (8 a 3). Ainda superior, o time do técnico Léo Costa chegou a ter sete pontos de frente (17 a 10) nos momentos finais e fechou a parcial inicial por 17 a 13.

O duelo seguiu extremamente disputado na parcial seguinte. Lutando bravamente, os macaenses conseguiram segurar a vantagem até a metade do período, até que os mogianos aproveitaram o embalo de sua torcida e viraram o jogo (25 a 22). No entanto, o esquadrão do Estado do Rio de Janeiro não se abalou com a virada e tornou a ficar na frente minutos mais tarde (30 a 27). A parir daí, o jogo ficou lá e cá, mas os visitantes novamente mostraram mão quente e encerraram o segundo período na frente, por 37 a 34.

Na volta do vestiário, o Macaé continuou lutando bravamente e manteve a calma para seguir com vantagem de cinco pontos no placar, com boa participação de Fernando Mineiro, autor de oito pontos. Mas o Mogi não aceitou a desvantagem e aprontou uma verdadeira pressão pra cima dos macaenses. Vibrando a cada bola e levantando a torcida, os comandados do técnico Paco García reagiram e empataram a partida ao final do terceiro quarto: 55 a 55.

Com bela bandeja de Gustavinho logo no primeiro ataque, o time mogiano passou à frente no placar pela primeira vez desde a primeira bola do jogo (57 a 55), mas depois de ver o Macaé retomar a liderança do marcador (60 a 59), entrou em cena o ala Filipin, que acertou duas belas bolas de 3 pontos, que incendiaram o Ginásio Hugo Ramos e devolveram a vantagem ao time da casa (65 a 60).

Ainda com o caldeirão em chamas, o até então apagado Shamell entrou em quadra e, com sete pontos seguidos, estendeu a vantagem mogiana para nove pontos, restando pouco mais de cinco minutos para o fim da partida (72 a 63). O camisa 24 mogiano seguiu pegando fogo e, com mais seis pontos, os comandados de Paco García chegaram a ter 18 pontos de frente (83 a 65), e sacramentou sua bela vitória, que terminou com placar de 84 a 72.

Próxima Partida:

25/04/2015 (sábado) às 21h20 (ao vivo no SporTV)
Mogi das Cruzes x Macaé Basquete
Ginásio Municipal de Esportes “Professor Hugo Ramos”

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios