Novo Basquete Brasil 2014/2015 – Rodada 23

Depois de ver sua sequência de oito vitórias seguidas ir embora após derrota para o Basquete Cearense em casa, o Mogi das Cruzes/Helbor retomou o rumo das vitórias no NBB 7. Nesta quinta-feira (12/02/2015), a equipe mogiana contou com a inspiração do norte-americano Shamell e superou UniCEUB/BRB/Brasília, no Ginásio “Professor Hugo Ramos”, pelo placar de 108 a 99.

Com expressivos 31 pontos, o cestinha da atual temporada do NBB viveu mais uma grande noite e venceu o duelo particular com o segundo maior pontuador do campeonato, Guilherme Giovannoni, do Brasília, que fez 13 pontos, e com o também norte-americano da equipe candanga Kyle LaMonte, dono da segunda maior média de pontos da competição, responsável por 28 pontos na noite.

NBB 2014/2015
Shamell, do Mogi, e LaMonte, do Brasília. Foto: Cleomar Macedo/ Divulgação

Quem também se destacou pelo lado da equipe mogiana foi o ala Guilherme Filipin, que deixou a quadra com 21 pontos, o pivô Paulão Prestes, autor de 15 pontos e cinco rebotes, e seu companheiro de posição Gerson, que registrou 12 pontos.

Depois de perder a terceira posição na última rodada, o Mogi agora inicia a caça pelo Flamengo, atual dono de sua antiga posição. Os comandados de Paco García possuem campanha de 16 vitórias e sete derrotas (69,6% de aproveitamento), uma a mais que os rubro-negros, que se encontram com aproveitamento de 72,7%. Já o Brasília caiu para a 10ª colocação e tem campanha de dez vitórias em 23 jogos.

O jogo

Vivendo grande fase na temporada, o Mogi das Cruzes começou a partida decidido a dar continuidade ao bom momento no campeonato. Muito forte nos rebotes, principalmente nos ofensivos, a equipe mogiana aproveitou para abrir boa vantagem já nos primeiros minutos de jogo (11 a 3), forçando o técnico Alberto Bial, do Basquete Cearense, a parar o jogo. Mesmo após o pedido de tempo, o ritmo da equipe mogiana não abaixou e com dez pontos seguidos, aumentou sua vantagem para 18 pontos (21 a 3).

O Basquete Cearense só melhorou na partida quando seus arremessos para 3 pontos começaram a cair. Com dois triplos convertidos, por Fernando Fischer e Davi, e uma cesta seguida por falta do norte-americano Rashaun, a equipe da Região Nordeste do Brasil anotou nove pontos seguidos e diminuiu a desvantagem no marcador (21 a 12). A equipe mogiana até tentou frear a reação do Basquete Cearense, porém com mais três arremessos de longe nos últimos minutos do período, o time comandado pelo técnico Alberto Bial reduziu a desvantagem para apenas quatro pontos ao fim do primeiro quarto (25 a 21).

O Basquete Cearense começou o segundo período forte na tentativa de ficar à frente do placar pela primeira vez na noite. Conseguiu reduzir para apenas dois pontos (25 a 23), porém o Mogi das Cruzes freou a tentativa e colocou novamente boa vantagem no placar após boa participação de Shamell (32 a 25). E essa história se repetiu mais duas vezes no segundo período. Toda vez que o Basquete Cearense conseguia encostar no placar, a equipe mogiana barrava a reação e abria nova vantagem e foi com a vantagem de seis pontos que o Mogi das Cruzes fechou o primeiro tempo (45 a 39).

Na volta dos vestiários, a equipe cearense apresentou mais uma vez um grande poder de reação e com bom aproveitamento nos arremessos conseguiu mais uma vez colocar a partida dividia em apenas uma posse de bola (48 a 46). Novamente as duas equipes trocaram cestas, sempre com o Basquete Cearense chegando no marcador, o Mogi das Cruzes conseguindo permanecer a frente e o placar muito próximo. Já no último minuto de período, o Basquete Cearense conseguiu ficar a um ponto atrás do placar após arremesso para 3 pontos do pivô Andrézão (65 a 64), porém com três pontos seguidos de Filipin, o Mogi caminhou para o último período na frente (68 a 64).

Com grande atuação espetacular do trio Fernando Fischer, Andrezão e Socas ainda nos primeiros minutos do último período, o Basquete Cearense abriu grande sequência de 13 pontos contra somente três do Mogi das Cruzes, e com este belo início, a equipe cearense não só ficou a frente do placar, como abriu uma boa vantagem. Atrás do placar pela primeira vez na partida, o Mogi das Cruzes tentou de todas as formas voltar a liderar a partida, porém a equipe do Estado de Ceará se mostrou muito forte, não deu chances de reação à equipe mandante e terminou o jogo com a incrível vitória.

Outros resultados da 23ª Rodada:

Pinheiros 99 x 69 Macaé Basquete
Palmeiras 85 x 89 Flamengo
São José 70 x 78 Basquete Cearense

Próxima Rodada:

25/02/2015 (quarta-feira) às 20h00
Flamengo x Mogi das Cruzes
Tijuca Tênis Clube

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios